A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

COMUNIDADE MARISTA DE BOA VISTA Um sonho que se tornou realidade.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "COMUNIDADE MARISTA DE BOA VISTA Um sonho que se tornou realidade."— Transcrição da apresentação:

1 COMUNIDADE MARISTA DE BOA VISTA Um sonho que se tornou realidade

2 Amazônia, Boa Vista/RR, Berço acolhedor de tantas vidas!

3 Extensão territorial de Roraima: km2 População: hab., a maioria na capital. São estimados indígenas. Paróquias de Boa Vista: Catedral Cristo Redentor, São Francisco das Chagas e N.S. da Consolata. Áreas Missionárias: Caranã, Diaconia Missionária São Bento, Santa Rosa de Lima e São Raimundo Nonato. Municípios: Alto Alegre, Amajarí, Boa Vista, Bonfim, Cantá, Caracaraí, Caroebe, Iracema, Mucajaí, Normandia, Pacaraima, Rorainópolis, São João da Baliza, São Luiz do Anauá e Uiramutã.

4 Gestação da Comunidade Marista: 2007

5 Nascimento: 2008 Que curumim lindo! (Sonhos de um Curumim).

6 Inserção eclesial e social: Bairro Jardim Equatorial/Boa Vista; Área Missionária São Raimundo Nonato; Diocese e Estado de Roraima. Andem pela Amazônia, ouvindo os clamores do povo. (Pe. Cláudio Perani, Jesuíta).

7 Trata-se de uma Comunidade que busca ser: Marista; Orante; Integrada no Distrito Marista da Amazônia; Sintonizada com a Diocese de Roraima;...

8 ...Solidária com a Igreja e o Mundo; Inculturada; Simples e Fraterna; Missionária; Que busca o Auto-sustento por meio do trabalho. Já passaram por aqui: 04 Irmãos; 01 casal de Leigos e sua Filha; 01 Formando. Somos irmãos e vivemos em fraternidade.

9 Área Missionária São Raimundo Nonato: Rede de Comunidades Eclesiais de Base: Sagrada Família, Cristo Rei, Santa Edwiges, São Raimundo Nonato, Santa Catarina de Senna, SantAna, Santa Maria Madalena, Nossa Senhora Aparecida, Madre Tereza de Calcutá, Santa Terezinha, Santos Arcanjos e Cristo Ressuscitado. Trata-se de Pessoas simples, fazendo coisas pequenas, em lugares pouco importantes, mas realizando transformações extraordinárias. (Dom Moacir Grechi, OSM).

10 Ênfase à integração entre: Leigos e as Leigas; Irmãs e Irmãos; Padres, possibilitando a animação das Comunidades e Pastorais diversas.

11 Prioridades 1.Formação Integral: Diversidade na Unidade. Integrando as dimensões da pessoa humana: afetiva e sexual, política, comunitária e social, ecológica, espiritual, dentre outras, possibilitando a relação com: meio ambiente, consigo mesmo, outro e Deus. Trata-se de Encontros Bimestrais com lideranças, a partir dos temas: Afetividade e Sexualidade, Bíblia, Catequese, Formação Sócio-Política. CIMI

12 2. Visitas Missionárias: Vamos às crianças e aos jovens, [ás famílias], lá onde eles estão, vamos com ousadia aos ambientes talvez inexplorados... (Constituições Maristas, artigo 83). Presença, escuta, aprendizado, partilha, orientação, encaminhamento pastoral e para a rede de atendimento (serviços diversos). Acontecem nas terças e quintas feiras nas Comunidades da Área.

13 3. Projetos Sociais: Iniciativas nascidas e cultivadas no seio das Comunidades, do Povo Simples. - Escola Fé e Política: Formação sócio-política à luz da fé. São Encontros mensais que motivam os participantes a participar coletivamente da vida sócio-política. - Projetos Sociais: Há 03 pequenos grupos de geração de renda, nascendo a partir de iniciativas comunitárias, contando com o apoio e incentivo da Escola Fé e Política.

14 Prefeitura Municipal de Boa Vista/RR Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social e Trabalho/SMDS Assistência Social, direito do Cidadão e dever do Estado (Lei Orgânica da Assistência Social/ LOAS, 8742/ 93) Proteção à família, maternidade, infância, velhice; amparo às crianças e adolescentes carentes; integração ao mercado de trabalho; habilitação e reabilitação das pessoas portadoras de deficiência e integração à vida comunitária (LOAS, art. 2º).

15 Programas e Serviços: 1. Instituição de Acolhimento Infantil Condomínio Pedra Pintada: Somos chamados a sermos Presença, Anjos da Guarda das crianças. Acolhimento Institucional de crianças, cujos laços familiares foram rompidos e trabalho em vista do reatamento do vínculo familiar por meio de atendimentos diversos: social, psicológico, encaminhamento para a rede de atendimento, inclusive rede escolar de ensino.

16 2. Núcleo de Apoio Sócio-Assistencial/ NASA: Diante da riqueza encontrada em cada casa, nos diversos bairros, no chão desta cidade, nos maravilhamos e agradecemos ao Senhor por tão belo dom: nossos irmãos e irmãs de caminhada! Visitas às famílias, elaboração de Estudo de Caso para inclusão em Programas Sociais e encaminhamento para os Serviços diversos Programa Meninos do Dedo Verde: Educação sócio-ambiental para adolescentes de 14 a 18 anos incompletos Programa Guarda Mirim: Experiência numa determinada Instituição pública ou privada para adolescentes de 15 a 18 anos incompletos.

17 3. CREAS/ Serviço Social: Atendimento sócio-assistencial a famílias em situação de risco social, particularmente os casos encaminhados pelo Ministério Público. Destaque especial para as visitas domiciliares, as entrevistas sociais e encaminhamento para a rede de atendimento.

18 Conquistas e Desafios: 1. Leveza Institucional : Integração entre: Serviço Institucional (Terra firme); Serviço da Inserção (Várzea); Serviço Missionário (Rio). 2. Trabalho em Redes, Parcerias.

19 Mensagem final Condomínio Pedra Pintada: Final feliz Uma das maiores provas, de que Deus confia na humanidade, é o nascimento de uma criança. Sinal claro que Ele acredita na mãe, no pai, na família, nas pessoas. Assim é também a minha experiência no convívio e trabalho com as famílias, e em particular com crianças e adolescentes. Destaque especial, quero dar ao tempo de um ano e quatro meses que estive trabalhando na Instituição de Acolhimento Infantil Municipal Condomínio Pedra Pintada, município de Boa Vista/RR, com crianças em situação de risco pessoal e social, cujos laços afetivos e familiares foram rompidos.

20 Começo expressando um duplo sentimento: tristeza e alegria. Tristeza quando da entrada de uma criança na referida Instituição, não pelo fato dela estar com a agente, pois a acolhemos, e sim pelos motivos desta vinda tão inesperada e repentina: maus tratos, negligência, abandono, impossibilidade dos pais. Neste momento, os laços foram rompidos, o silêncio entra em nossa casa, tudo aparentemente acabou, e este tudo expresso no choro ou silêncio da criança. Sentimo-nos impotentes diante de tantas dores e sofrimentos. No entanto, é na hora da fragilidade e impotência, que Deus age, nos fortalecendo e motivando, a iniciar, numa atitude de acolhida e escuta, uma nova trajetória de construção e reconstrução de vínculos. E a esperança continua...

21 Alegria quando, na certeza da missão cumprida, conseguimos enfim, entregar com segurança, a criança para sua família natural ou para uma família substituta, que o acolhe com tanto amor. Sentimento este capaz de romper fronteiras geográficas e migrar de uma região para outra em busca do seu ente querido. E aí neste momento, as gerações se encontram, as culturas se entrecruzam, as fronteiras se rompem, o desconhecido torna-se conhecido e o amor, que tem um coração sem fronteiras, fala mais alto. Aquilo que parecia rompido, e até destruído, é vencido. Vencido pela união da Equipe da Instituição, por uma família que reconhece o seu papel fundamental na sociedade, pela determinação da Vida e por um Deus, que veio ao mundo através da fragilidade de uma criança, teve uma família, sofreu, foi morto e ressuscitou por amor e para nos salvar.

22 Mais alegria sentimos quando ao visitar as famílias, num período de seis meses, sentimos que a criança está bem e feliz. Ah Senhor! quantas vezes tive esta experiência! Os pais, tios, avós, crianças que o digam. E eu também! E é por isso, que escrevi o presente texto, expressando esta bela experiência, que traz para mim, lições de vida, e me desafia a olhar o mundo com os olhos de uma criança. E você, topa a parada? (Ir. Danilo Correia Bezerra)

23

24

25

26

27

28

29

30

31

32

33

34

35

36

37

38

39

40

41

42

43

44

45

46 .

47

48

49

50

51

52

53

54 =

55

56

57

58 .

59

60

61

62

63

64

65

66

67

68

69

70

71

72

73

74

75

76 [

77

78

79

80

81

82

83

84

85

86

87

88

89

90

91

92

93

94

95

96

97

98 .

99

100

101

102

103 ALGUNS DESAFIOS

104

105

106


Carregar ppt "COMUNIDADE MARISTA DE BOA VISTA Um sonho que se tornou realidade."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google