A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

“CRIANDO NOVAS ESTRATÉGIAS”

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "“CRIANDO NOVAS ESTRATÉGIAS”"— Transcrição da apresentação:

1 “CRIANDO NOVAS ESTRATÉGIAS”
JORNADA PEDAGÓGICA 2014 “CRIANDO NOVAS ESTRATÉGIAS” PROF. ANDRÉ MARQUES PROF. REGILENE ALVARES PROF. SILVIA CINELLI Secretaria de Educação

2 INTERDISCIPLINARIDADE: POSSIBILIDADES NA EDUCAÇÃO FÍSICA ESCOLAR

3 DINÂMICA

4 PROCESSOS MENTAIS BÁSICOS
De acordo com Lorenzato (2011, p. 25), é fundamental que o professor conheça os processos mentais básicos que a criança precisa para desenvolver a aprendizagem da matemática. São classificados em sete, apresentados a seguir: 1 - CORRESPONDÊNCIA: É o ato de estabelecer a relação “um a um”. Exemplo: um prato para cada pessoa; cada pé com seu sapato; uma carteira para cada aluno. 2 - COMPARAÇÃO: É o ato de estabelecer diferença ou semelhanças. Exemplo: esta bola é maior que aquela; moro mais longe que ela. 3 - CLASSIFICAÇÃO: É o ato de separar em categorias de acordo com semelhanças ou diferenças. Exemplo: na escola, a distribuição dos alunos por ano.

5 PROCESSOS MENTAIS BÁSICOS
4 - SEQUÊNCIAÇÃO: É o ato de fazer suceder a cada elemento um outro sem considerar ordem entre eles. Exemplos: chegada dos alunos à escola; entrada dos jogadores de futebol no campo; 5 - SERIAÇÃO: É o ato de ordenar uma sequência segundo um critério. Exemplos: fila de alunos, do mais baixo para o mais alto; lista de alunos; numeração das casas nas ruas; calendário; loteria federal (a ordem dos números sorteados para o primeiro ao quinto influi nos valores a serem pagos); o modo de escrever números (por exemplo, 123 significam uma centena de unidades, mais duas dezenas de unidades, mais três unidades e, portanto, é bem diferente de 321). 6 – INCLUSÃO: É o ato de fazer abranger um conjunto no outro. Exemplos: incluir as ideias de laranjas e de bananas, em frutas; meninos e meninas, em crianças; varredor, professor e porteiro, em trabalhadores; losangos, retângulos e trapézios, em quadriláteros. 7 – CONSERVAÇÃO: É o ato de perceber que a quantidade não depende da arrumação, forma ou posição. Exemplos: uma roda grande e outra pequena, ambas formadas com a mesma quantidade de crianças; um copo largo e outro estreito, ambos com a mesma quantidade de água; uma caixa com todas as faces retangulares, ora apoiada sobre a face menor, ora sobre a outra face, conserva a quantidade de lados ou de cantos, as medidas e, portanto, seu perímetro, área e volume.

6 VÍDEO DE PERCEPÇÃO DE LEITURA CORPORAL

7 LEITURA É impossível conceber a alfabetização como leitura da palavra, sem admitir que ela é necessariamente precedida de uma leitura de mundo. A aprendizagem da leitura e da escrita equivale a uma releitura do mundo. (FREIRE, 1991)

8 IDENTIFIQUE AS IMAGENS

9

10

11

12

13

14 ESPÍRITO NATALINO Primeira coisa que ele fez, ao chegar em casa, foi tirar a roupa de Papai Noel: estava muito quente, suava em bicas. Também se queixou de dor na coluna. Isso é por causa do saco que você carrega, observou a mulher. De fato pesava bastante, o tal saco. A razão ficou óbvia quando ele esvaziou o conteúdo sobre a mesa: revólveres, granadas, submetralhadoras, vários pentes de munição. Já não dá para sair de casa sem um arsenal, resmungou. O seu mau humor era tão óbvio que ela tentou amenizá-lo, puxando conversa. - Como foi o seu dia, perguntou. - Um desastre - foi azeda a resposta. - Mais uma vez errei a pontaria. Já é a segunda vez nesta semana. - Isto é o cansaço - disse ela. - Você precisa de um repouso. Amanhã você vai ficar em casa, não vai? - De que jeito? Tenho trabalho. - Amanhã? No dia de Natal? - O que é que você quer? É a minha última chance de usar a fantasia de Papai Noel. Tenho de aproveitar. Suspirou: - Vida de pistoleiro de aluguel é assim mesmo, mulher. Natal, Ano Novo, essas coisas para nós não existem. Primeiro a obrigação. Depois a celebração. Ela ficou pensando um instante. - Neste caso — disse —, vamos antecipar a nossa festinha de Natal. Vou lhe dar o seu presente. Abriu um armário e de lá tirou um caprichado embrulho. Surpreso, o homem o abriu com mãos trêmulas. E aí o seu rosto se iluminou: - Um colete à prova de balas! Exatamente o que eu queria! Como é que você adivinhou? - Ora - disse ela, modesta - afinal de contas eu conheço você há um bocado de tempo. Ele examinava o colete, maravilhado. E aí notou que ele era todo enfeitado com minúsculos desenhos. - O que é isto? - Perguntou intrigado. Ela explicou: eram pequenas árvores de Natal e desenhos do Papai Noel, trabalho de uma habilidosa bordadeira nordestina: - Para você lembrar-se de mim quando estiver trabalhando. Ele começou a chorar baixinho. Em silêncio, ela o abraçou. Compreendia perfeitamente o que se passava com ele. Ninguém é imune ao espírito natalino. Moacyr Scliar “Homem disfarçado de Papai Noel tenta matar publicitária em SP.” (Caderno Cotidiano - FSP – )

15 “Para alfabetizar-se, para adquirir o raciocínio lógico matemático ou para apreender qualquer outra espécie de conteúdo o caminho obrigatório é a passagem pelo movimento, a raiz de toda a construção do conhecimento”. (NEIRA, 2003 p. 27)

16 REFERÊNCIA LORENZATTO, Sérgio. Educação Infantil e percepção matemática. 3. ed. rev. (Coleção Formação de Professores). Campinas, SP. Autores Associados, 2011.  MURAKAMI, Cristiane; FRANCO, Valdeni Soliani. Relações Topológicas na Educação Infantil: o que conhece o professor?. Disponível em: Acesso em 25/04/2013. Dicionário online de português. Disponível em Acesso em 25/04/2013. Freire, P. e Campos, M. D., "Leitura da Palavra... leitura do mundo ", o CORREIO da UNESCO, 19, 2, fevereiro pp Disponível em <http://www.sulear.com.br/texto06.pdf>. Acesso em 25/02/2014 MATTOS, Mauro Gomes de; NEIRA, Marcos Garcia (Org.). Educação Física Infantil: construindo o movimento na escola. São Paulo: Phorte, 1999.

17 VAMOS PRATICAR !!!


Carregar ppt "“CRIANDO NOVAS ESTRATÉGIAS”"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google