A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Oscar Niemeyer Sua Vida 1907 Nasce no Rio de Janeiro. 1922 Matricula-se no Colégio dos Barnabitas Santo Antônio Maria Zaccaria " Nasci em Laranjeiras,

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Oscar Niemeyer Sua Vida 1907 Nasce no Rio de Janeiro. 1922 Matricula-se no Colégio dos Barnabitas Santo Antônio Maria Zaccaria " Nasci em Laranjeiras,"— Transcrição da apresentação:

1 Oscar Niemeyer Sua Vida 1907 Nasce no Rio de Janeiro Matricula-se no Colégio dos Barnabitas Santo Antônio Maria Zaccaria " Nasci em Laranjeiras, na Rua Passos Manuel, rua que depois recebeu o nome do meu avô Ribeiro de Almeida, então Ministro do Supremo Tribunal Federal. Uma rua íngreme, tão íngreme que até hoje me espanta como a corríamos de cima para baixo jogando futebol." Oscar Niemeyer aos 5 anos.

2 Oscar Niemeyer Sua Vida 1928 Niemeyer conclui o curso secundário. Casa-se com Annita Baldo Matricula-se na Escola Nacional de Belas Artes do Rio de Janeiro. "Em 1928, me casei com Annita Baldo, uma moça bonita, modesta, filha de imigrantes italianos, provenientes de Pádua, perto de Veneza. Nessa época eu não tinha tomado rumo certo, Ao contrário, levava vida boêmia e despreocupada e tudo me parecia bem." Niemeyer com seus pais e parentes.

3 Oscar Niemeyer Sua Vida " Depois de casado comecei a compreender a responsabilidade que assumia e fui trabalhar na tipografia de meu pai, entrando depois para Escola Nacional de Belas Artes." Niemeyer com Annita e sua filha Anna Maria. Niemeyer com Annita. Niemeyer com Annita.

4 Oscar Niemeyer Sua Vida 1934 Obtém o diploma de engenheiro arquiteto no Rio de Janeiro Inicia vida profissional no escritório de Lúcio Costa e Carlos Leão No escritório de Lúcio Costa e Carlos Leão participa da equipe do projeto do Ministério da Educação e Saúde. Conhece Le Corbusier e Gustavo Capanema. Por ocasião de sua formatura na Escola Nacional de Belas Artes.

5 Oscar Niemeyer Sua Vida "Não queria, como a maioria dos meus colegas, me adaptar a essa arquitetura comercial que vemos aí. E apesar das minhas dificuldades financeiras, preferi trabalhar, gratuitamente, no escritório do Lúcio Costa e Carlos Leão, onde esperava encontrar as respostas para minhas dúvidas de estudante de arquitetura. Era um favor que eles me faziam."

6 Oscar Niemeyer Sua Vida 1937 Projeta a Obra do Berço, no Rio de Janeiro Viaja com Lúcio Costa para projetar o Pavilhão do Brasil na Feira Mundial de Nova Iorque Conhece o prefeito de Belo Horizonte Juscelino Kubitschek, que o convida a projetar o Conjunto da Pampulha. Lúcio Costa e Niemeyer com representantesda Feira Mundial em Nova Iorque. Chegando a Nova Iorque com a família e Lúcio Costa, em 1939.

7 Oscar Niemeyer Sua Vida 1945 Ingressa no Partido Comunista Brasileiro Convidado a dar um curso na Universidade de Yale, nos EUA, tem seu visto de entrada cancelado. O prefeito JK em discurso, no segundo aniversário de sua administração.

8 Oscar Niemeyer Sua Vida 1950 É publicado nos EUA o livro The Work of Oscar Niemeyer, de Stamo Papadaki Projeta os conjuntos Ibirapuera e COPAN, em São Paulo. * 1952 Projeta sua residência na Estrada das Canoas, no Rio de Janeiro. Com Annita em Paris, Niemeyer estuda o projeto da ONU em Nova Iorque, 1947.

9 Oscar Niemeyer Sua Vida 1954 Viaja pela primeira vez à Europa, quando participa do projeto para reconstrução de Berlim Funda a revista Módulo, no Rio de Janeiro. Assume chefia do Departamento de Arquitetura e Urbanismo da NOVACAP, encarregada da construção de Brasília. Niemeyer em visita à União Soviética. Niemeyer com o presidente JK, idealizador de. Brasília

10 Oscar Niemeyer Sua Vida 1956 É encarregado de organizar o concurso para escolha do Plano- piloto de Brasília, participando também da comissão julgadora. Com Lúcio Costa, autor do projeto vencedor em Brasília.

11 Oscar Niemeyer Sua Vida Projeta o Palácio da Alvorada em Brasília e os principais prédios da Nova Capital Publica Minha experiência em Brasília. Com o presidente JK e o engenheiro Israel Pinheiro, apresentando a maquete do Palácio da Alvorada, em 1957.

12 Oscar Niemeyer Sua Vida 1962 É nomeado coordenador da Escola de Arquitetura da recém criada UnB. Viaja ao Líbano para projetar a Feira Internacional e Permanente É nomeado membro honorário do Instituto Americano de Arquitetos dos Estados Unidos Viajando a trabalho para Israel, é surpreendido pela notícia do golpe militar no Brasil. Retorna ao país em novembro, quando é chamado pelo DOPS para depor. Niemeyer recebe o prêmio Lênin da Paz, em solenidade na UnB, À mesa, Niemeyer, o representante soviético D. Skobeltsim, Darcy Ribeiro.

13 Oscar Niemeyer Sua Vida É nomeado membro honorário da Academia Americana de Artes e Letras e do Instituto Nacional de Artes e Letras. " Mas durante a ditadura, tudo foi diferente. Meu escritório foi saqueado e o da revista Módulo, que dirigia, semi-destruído. Meus projetos pouco a pouco começaram a ser recusados. "Lugar de arquiteto comunista é em Moscou ",desabafou um dia à imprensa o Ministro da Aeronáutica. "

14 Oscar Niemeyer Sua Vida 1965 Retira-se da Universidade de Brasília com mais 200 professores, em protesto contra a política universitária. Viaja à Paris para a exposição de sua obra no Museu do Louvre Publica o livro Quase memórias: Viagens Impedido de trabalhar no Brasil, decide se instalar em Paris. Niemeyer apresenta maquete do primeiro projeto do partido Comunista Francês.

15 Oscar Niemeyer Sua Vida 1968 Projeta a sede da Editora Mondadori, na Itália, e desenvolve diversos projeto para a Argélia Na Argélia, projeta a Universidade de Constantine Em protesto contra a guerra do Vietnã, desliga-se da Academia Americana de Artes e Ciências Em Paris, abre seu escritório nos Champs Elysées, em Paris. Acompanha a exposição sobre sua obra na Europa. Em seu escritório, com a maquete do primeiro projeto para a Mondadori.

16 Oscar Niemeyer Sua Arquitetura Nela se debruçou a vida inteira. Foi seu hobby, uma de suas alegrias, procurar a forma nova e criadora que o concreto armado sugere. Descobri-la, multiplica-la, inseri-la na técnica mais avançada, criar o espetáculo arquitetural. Sempre acresceu em suas palestras que não dava à arquitetura maior importância e não havia nada de desprezível nestas palavras. Comparava-a com outras coisas mais ligadas a vida e ao homem, referia-se à luta política, à colaboração que todos devem à sociedade, aos irmãos mais desfavorecidos.

17 Oscar Niemeyer Sua Arquitetura Mesmo assim a arquitetura o ocupou demais, levando-o, como agora, a defender seus trabalhos, seus pontos de vistas de arquiteto, a debater os problemas arquiteturais com um calor que a vida tão frágil e insignificante não justifica. Suas arquiteturas preferidas: bela, leve, variada, criativa, criando surpresa. Em cinco partes divide-se sua arquitetura: primeiro, Pampulha; depois, de Pampulha; à Brasília; depois Brasília; depois, ainda sua atuação o exterior e, finalmente, os últimos projetos que realizou para São Paulo.

18 Oscar Niemeyer Sua Arquitetura Segundo Niemeyer, Tudo começou quando iniciei os estudos da Pampulha – minha primeira fase – desprezando deliberadamente o ângulo reto tão louvado e arquitetura racionalista feita de régua e esquadro, para penetrar corajosamente neste mundo de curva e formas que o concreto armado oferece. E foi no papel, que ao desenhar estes projetos que protestei contra esta arquitetura monótona e repetida, tão fácil de elaborar, que se multiplicou rapidamente pelos Estados Unidos ao Japão. E o fiz com a desenvoltura que meu sósia pedia, cobrindo a igreja de Pampulha de curvas variadas e a marquise da Casa do Baile a se desenvolver, também em curvas, pela margem da pequena ilha.

19 Oscar Niemeyer Algumas Obras 1957 BRASÍLIA "Quando Juscelino Kubitschek me procurou, na minha Casa das Canoas, pedindo que eu ajudasse a ele na construção da nova capital, eu fiquei entusiasmado, era uma obra que me interessava e ia ajudar a um amigo que acompanhava a muito tempo. Eu já não tinha preocupação em dar explicação a ninguém, já me sentia a vontade para fazer o que bem entendia." Oscar Niemeyer com o presidente Juscelino Kubitschek na Casa das Canoas

20 Oscar Niemeyer Algumas Obras Palácio da Alvorada Residência oficial do presidente da República Brasília "Lembro com que carinho nos fizemos o Alvorada o prazo era exíguo, tinha que fazer aquilo correndo. Foi feito em 7 meses, mesmo assim, para estudar bem as placas de mármore que iam cobrir as colunas e a capela nós fizemos uma capela de tijolo para poder sentar bem esse mármore, nós fizemos as colunas no chão em tijolo, de modo que Brasília tem uma etapa assim muito importante no meu trabalho."

21 Oscar Niemeyer Algumas Obras Catedral Brasilia Brasil "Eu quando fiz a catedral eu não queria fazer uma Catedral como as outras, belíssimas, escuras lembrando pecado * Eu queria fazer uma catedral diferente. eu fiz a galeria em sombra e a nave toda aberta para o espaço. E a Catedral ficou bonita. Era a procura da terra com os espaços infinitos." "Na Catedral, por exemplo, evitei as soluções usuais das velhas catedrais escuras, lembrando pecado. E ao contrário, fiz escura a galeria de acesso à nave e esta, toda iluminada, colorida, voltada com seus belos vitrais transparentes para os espaços infinitos."

22 Oscar Niemeyer Algumas Obras Supremo Tribunal Federal 1958 "A singeleza do projeto e as proporções relativamente reduzidas deste edifício não impediram que o partido adotado lhes conferisse as características de dignidade e nobreza reclamadas, características essas que as galerias externas acentuavam convenientemente."

23 Oscar Niemeyer Algumas Obras Aeroporto de Brasília Projeto "Uma estação de aeroporto moderna e atualizada, o que era fundamental no espírito arquitetônico de Brasília: uma estação circular, na qual o passageiro constitui o centro da composição, equidistante de todos os seus setores."

24 Oscar Niemeyer Algumas Obras *1968 Sede do Partido Comunista Francês No projeto que elaborei para o Partido Comunista Francês, minha preocupação foi guardar no térreo o equilíbrio desejado entre volumes e espaços livres. meu intuito era marcar um princípio importante da arquitetura, que, pela Europa, nem sempre era bem entendido."

25 Oscar Niemeyer Algumas Obras PASSARELA DO SAMBA Rio de Janeiro Brasil Sambódromo "Esta obra foi realizada em quatro meses apenas.Toda pré-fabricada, alguns elementos com mais de 30 m de comprimento. As arquibancadas têm utilização dupla, isto é, no carnaval servem aos desfiles e durante o ano como escola, com mais de 14 mil alunos. A grande praça da Apoteose completa o conjunto, servindo aos grandes festivais de música da cidade."

26 Oscar Niemeyer Algumas Obras MAC DE NITEROI Museu de Arte Contemporânea Niteroi "Quando comecei a desenhar este museu, já tinha uma idéia a seguir. Uma forma circular, abstrata sobre a paissagem. E o terreno livre de outras construções para realça-las. Não queria repetir a solução usual de um cilindro sobre o outro, mas caminhar no sentido do Museu de Caracas, criando uma linha que subisse com curvas e retas do chão à cobertura".

27 Oscar Niemeyer Algumas Obras 2002 Novo Museu de Curitiba O projeto de Oscar Niemeyer aproveitou as instalações de uma antiga escola, que também era um projeto seu de A estrutura externa, que lembra um grande olho, impressiona pelas formas. É uma edificação, anexada à já existente, com 70 metros de comprimento, 30 de largura e cobertura parabólica apoiada em uma torre de 21 metros de altura. Uma passagem subterrânea faz a ligação entre os dois prédios. "De um traço nasce a arquitetura. E quando ele é bonito e cria surpresa, ela pode atingir, sendo bem conduzida, o nível superior de uma obra de arte."


Carregar ppt "Oscar Niemeyer Sua Vida 1907 Nasce no Rio de Janeiro. 1922 Matricula-se no Colégio dos Barnabitas Santo Antônio Maria Zaccaria " Nasci em Laranjeiras,"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google