A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

XIV ENDIPE É uma língua multo bella! Intercompreensão em língua portuguesa num contexto de romanofonia Maria Helena Araújo e Sá helenasa@ua.pt Departamento.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "XIV ENDIPE É uma língua multo bella! Intercompreensão em língua portuguesa num contexto de romanofonia Maria Helena Araújo e Sá helenasa@ua.pt Departamento."— Transcrição da apresentação:

1 XIV ENDIPE É uma língua multo bella! Intercompreensão em língua portuguesa num contexto de romanofonia Maria Helena Araújo e Sá Departamento de Didáctica e Tecnologia Educativa Universidade de Aveiro, Portugal

2 João Guimarães Rosa e eu
XIV ENDIPE 2008– Helena Araújo e Sá João Guimarães Rosa e eu “Sou moçambicano, filho de portugueses, vivi o sistema colonial, combati pela independência, vivi mudanças radicais do socialismo ao capitalismo, da revolução à guerra civil. Nasci num tempo de charneira, entre um mundo que nascia e outro que morria. Entre uma pátria que nunca houve e outra que ainda está nascendo. Essa condição de fronteira marcou-me para sempre. As duas partes de mim exigiam um médium, um tradutor. A poesia veio em meu socorro para criar essa ponte entre dois mundos distantes. E foi poesia que me deu o prosador João Guimarães Rosa. (…) O que nos instiga na leitura de Rosa é aquilo que ele perseguiu na escrita, “essa coisa movente, impossível, perturbante, rebelde a qualquer lógica”, essa coisa que se anuncia no silêncio do sertão, no presságio da vereda, na poesia e que é a viagem entre deserto e oásis. (…)

3 João Guimarães Rosa e eu
XIV ENDIPE 2008– Helena Araújo e Sá João Guimarães Rosa e eu João Guimarães Rosa sugere uma utopia, uma ideia de futuro (…) um Brasil em que os excluídos possam participar na invenção da História. (…) o que ele nos dá, por via da escrita, é um mundo. Esse universo nós o ignorávamos, mas existia em nós uma silenciosa lembrança de um fascínio perdido. A luz e sombra da página existiam já adormecidas dentro de nós. A leitura nos dá uma espécie de re-encantamento. Esse é o sentimento quando nos encontramos com a escrita de João Guimarães Rosa.” (Mia Couto, 2005, pp )

4 Poema de Helena Lanari Gosto de ouvir o português do Brasil
XIV ENDIPE 2008– Helena Araújo e Sá Poema de Helena Lanari Gosto de ouvir o português do Brasil Onde as palavras recuperam sua substância total Concretas como fruto, nítidas como pássaros Gosto de ouvir a palavra com suas sílabas todas Sem perder sequer um quinto de vogal Quando Helena Lanari dizia o «coqueiro» O coqueiro ficava muito mais vegetal. Sophia de Mello Breyner Andresen

5 Intercompreensão, ou da re-invenção da utopia em DL
XIV ENDIPE 2008– Helena Araújo e Sá Intercompreensão, ou da re-invenção da utopia em DL Contexto de emergência: políticas linguísticas europeias - a diversidade como valor e prática Why a European Multilingualism Policy? EU today: 27 Member States 500 million citizens 23 official languages (60 minority languages, approx. 450 world languages) Language and identity(ies), culture(s), history, society, geography… The European Union’s Multilingualism Policy (Documento apresentado na reunião de projectos europeus, Bruxelas, Fevereiro de 2008)

6 Intercompreensão, ou da re-invenção da utopia em DL
XIV ENDIPE 2008– Helena Araújo e Sá Intercompreensão, ou da re-invenção da utopia em DL Contexto de emergência Sublinhamos “a importância dos diálogos em intercompreensão na construção de alianças entre civilizações, pela valorização da diversidade linguística e pela preservação do diálogo intercultural. A intercompreensão em línguas (…) oferece a vantagem de apresentar e tratar todas as línguas em pé de igualdade (…) e abre uma via para a criação de um cidadão plurilingue.” (L’intercompréhension en langues romanes dans le cadre des Trois Espaces Linguistiques, Lisboa, 21 de Abril de 2008)

7 XIV ENDIPE 2008– Helena Araújo e Sá
PNUD (Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento): Relatório de 2004 “Responder às necessidades crescentes de inclusão das pessoas na sociedade, respeitando a sua etnia, religião e língua, implica mais do que democracia e crescimento equitativo. Também são necessárias políticas multiculturais que reconheçam diferenças, defendam a diversidade e promovam liberdades culturais, de forma a que todas as pessoas possam escolher falar a sua língua, praticar a sua religião e participar no acto de moldar a sua cultura. Consequentemente, todas as pessoas poderão escolher ser quem verdadeiramente são.” (nossa tradução e sublinhado)

8 Intercompreensão: aproximações a um conceito emergente
XIV ENDIPE 2008– Helena Araújo e Sá Intercompreensão: aproximações a um conceito emergente +/- Útil 34 9 2 1 Inútil Opaco 5 13 17 8 Transparente Emergente 12 6 Estabelecido Objectivo 11 10 4 Subjectivo Plurisignificativo 19 15 Unívoco (Melo & Santos, 2008)

9 Intercompreensão: aproximações a um conceito emergente
XIV ENDIPE 2008– Helena Araújo e Sá Intercompreensão: aproximações a um conceito emergente Competência de comunicação plurilingue Educação para a convivência e pertença Interacção Competências receptivas Escuta do outro Mobilização de conhecimentos Euro compreensão Plurilinguismo Co-construção Interferência Cognição Identidade (europeia) Colaboração Transparência Compreensão multilingue Interculturalismo Consciência linguística Transferência Capacidades

10 Intercompreensão: constelações conceptuais
XIV ENDIPE 2008– Helena Araújo e Sá Intercompreensão: constelações conceptuais em torno das competências a mobilizar/desenvolver "L’intercompréhension suppose en effet deux attitudes fondamentales: d’abord accepter de n’acquérir que des compétences limitées en langues étrangères […]; ensuite, accepter de n’avoir de la langue cible qu’une approximation de sens, non une compréhension exhaustive." (Janin, 2007, p. 499)

11 Intercompreensão: constelações conceptuais
XIV ENDIPE 2008– Helena Araújo e Sá Intercompreensão: constelações conceptuais em torno da interacção plurilingue “[…] a ideia original que enforma o conceito situa-se ao nível da interacção e não apenas ao nível da competência de compreensão, devendo situar-se, preferencialmente (…) ao nível das relações dialógicas e intersubjectivas que os sujeitos estabelecem entre si, ou, se quisermos, ao nível da intercomunicação [...] Assim, enquanto realidade co-criada na interacção, a intercompreensão será (…) um produto dialógico construído e um processo construtor, onde se recria a cada momento a relação com a alteridade linguística e cultural.” (Melo, 2006, pp. 417 e 426)

12 Intercompreensão: da dinâmica do conceito
XIV ENDIPE 2008– Helena Araújo e Sá Intercompreensão: da dinâmica do conceito “ As palavras e os conceitos são vivos, escapam escorregadios como peixes entre as mãos do pensamento. E como peixes movem-se ao longo do rio da História. Há quem pense que pode pescar e congelar conceitos. Essa pessoa será quanto muito um coleccionador de ideias mortas.” (Mia Couto, 2005, pp. 85)

13 Intercompreensão: “s’intercomprendre sur l’intercompréhension”
XIV ENDIPE 2008– Helena Araújo e Sá Intercompreensão: “s’intercomprendre sur l’intercompréhension” 3 eixos estruturantes domínio da consciencialização domínio do pluralidade dimensão pedagógica (Melo & Santos, 2008)

14 Intercompreensão: implicações na educação linguística
XIV ENDIPE 2008– Helena Araújo e Sá Intercompreensão: implicações na educação linguística A intercompreensão, integrada num paradigma critico-reflexivo, humanista e accional da DL, reintroduz o sujeito na construção da linguagem, confrontando-o com a diversidade linguística e cultural (múltiplos códigos, linguagens, culturas e sujeitos), em contextos onde essa mesma diversidade é não simplesmente reconhecida, valorizada e apreendida, mas também reconstruída com o outro através de actividades intersubjectivas de linguagem. (cf. Pinho & Andrade, 2008)

15 Intercompreensão: implicações na educação linguística
XIV ENDIPE 2008– Helena Araújo e Sá Intercompreensão: implicações na educação linguística Eixo societal e ético Formação para o diálogo e a diversidade Eixo ontológico Formação para a aprendizagem Formação centrada no Sujeito Formação para a identidade Eixo epistemológico Formação para a acção Eixo praxeológico (Pinho & Andrade, 2008)

16 ou a intercompreensão num contexto de romanofonia
XIV ENDIPE 2008– Helena Araújo e Sá ou a intercompreensão num contexto de romanofonia BILHETE DE IDENTIDADE: Título: Plataforma Internet para o desenvolvimento da intercompreensão em línguas românicas (www.galanet.eu) Socrates – Lingua Periodo de Financiamento: 2001 / 2004 Parceiros: Université Stendhal Grenoble 3 (Coord); Université Lumière Lyon 2; Universitat Autònoma de Barcelona; Universidad Complutense de Madrid; Università di Pisa; Université de Mons-Hainault; Universidade de Aveiro.

17 : Espaços e instrumentos
XIV ENDIPE 2008– Helena Araújo e Sá Barras de ferramentas Sala de Redacção Escritório Equipa Meu escritório Sala de Reuniões Fórum Biblioteca Sala Técnica Arquivo Bar Cenário cronológico das sessões Salas de chat Quem é quem? Espaço de Auto-Formação Olho Painel Sala de Recursos

18 XIV ENDIPE 2008– Helena Araújo e Sá
- Sala de Recursos

19 - Sala de Auto-Formação
XIV ENDIPE 2008– Helena Araújo e Sá - Sala de Auto-Formação

20 - Espaços de trabalho e instrumentos
XIV ENDIPE 2008– Helena Araújo e Sá - Espaços de trabalho e instrumentos Instrumentos de comunicação chats fórum Instrumentos de arquivo arquivo dos chats Quem está aí? Instrumentos de organização da sessão Quem é quem? O meu perfil O perfil da minha equipa As minhas preferências As barras de ferramentas Instrumentos de auto-formação Módulos Recursos

21 - Participantes: estatutos e funções
XIV ENDIPE 2008– Helena Araújo e Sá - Participantes: estatutos e funções Responsável de sessão Coordenador local Animador Estudante Visitante

22 Desenvolvimento cronológico de uma sessão
XIV ENDIPE 2008– Helena Araújo e Sá Desenvolvimento cronológico de uma sessão Fase 1: Quebrar o gelo e escolha do tema Actividades Espaços / ferramentas inscrição dos estudantes nas equipas pelos coordenadores elaboração do perfil das equipas e da cada participante conhecimento do perfil das outras equipas preparação dos temas a discutir votação do tema designação da equipa redactorial de acordo com a escolha do tema, feita pelo responsável de sessão o meu escritório quem é quem? fóruns, bar e chats escritório da minha equipa escritório da minha equipa e fórum fóruns e

23 Perfil (sessão: fòrum / Set. a Nov. 2007)
XIV ENDIPE 2008– Helena Araújo e Sá Perfil (sessão: fòrum / Set. a Nov. 2007)

24 Fase 2: Turbilhão de ideias
XIV ENDIPE 2008– Helena Araújo e Sá Fase 2: Turbilhão de ideias Actividades Espaços/ferramentas discussão sobre a escolha dos sub-temas fóruns, bar, chats escolha definitiva dos sub-temas pela equipa redactorial e criação dos respectivos fóruns redacção das sínteses das discussões sobre os sub-temas fóruns redacção da linha editorial e repartição das tarefas (pela equipa redactorial) sala de redacção, fóruns, bar e chats

25 Ridiamo per le stesse cose?... Y a-t-il un humour romanophone ?
XIV ENDIPE 2008– Helena Araújo e Sá Ridiamo per le stesse cose?... Y a-t-il un humour romanophone ? Qu’il s’agisse de soigner par le rire, de raconter des blagues, d’introduire des expressions populaires dans notre vie quotidienne, de se moquer de soi ou des autres, avons-nous des points communs ou de grosses divergences? Retrouvons-nous ces traits caractéristiques dans l’art (cinéma, BD, musique, littérature, etc.) ? L’humour est-il sujet à censure dans nos pays ? Le facteur humour est-il aussi important dans l’art de séduire selon nos origines? La risoterapia.. reír es empezar a borrar el dolor Qui se moque de qui? Conoscete frasi, proverbi, barzellette che vi fanno "morire dal ridere"? L'autoironia, l'autoderisione sono tipiche dell'umorismo italiano? L’art est-il un bon véhicule d’humour ? "No es lindo pero me hace morir de risa!!!" La censura subita nell'umorismo... Um ataque de riso, um momento insólito que provoca gargalhadas... ¿Es la risa el mejor camino para ser feliz?

26 Fase 3: Recolha de documentos e debate
XIV ENDIPE 2008– Helena Araújo e Sá Fase 3: Recolha de documentos e debate Actividades Espaços/ ferramentas recolha e edição de documentos pelos estudantes, segundo a linha editorial fóruns contacto com os documentos das outras equipas e discussão sobre eles fóruns, bar e chats

27 Sessão Ridiamo per le stesse cose: excerto chat da fase 3
XIV ENDIPE 2008– Helena Araújo e Sá Sessão Ridiamo per le stesse cose: excerto chat da fase 3 [NoraR] Que es achas??? Yo disfruto mucho de reirme y hacer bromas ya que considero que la risa y el humor no deben abandonarnos porque es un remedio espectacular para ser felíz. No te parece? [unixman] quer dizer o que pensas.. [unixman] sim, acho que tens toda a razão ! [unixman] o que é "bromas" ? [NoraR] Bromas son chistes cortos y quizas con doble sentido, también pueden ser los apodos o sobrenombres graciosos que les decimos a las personas, por ejemplo a nuestro presidente le dicen "pingüino" porque es originario del sur donde hay muchos deestos animalitos, eso es una broma. [unixman] ahhhhhhhh, já percebi, obrigado :)

28 Fase 4: Dossier de Imprensa
XIV ENDIPE 2008– Helena Araújo e Sá Fase 4: Dossier de Imprensa Actividades Espaços/ferramentas síntese dos fóruns por equipa discussão sobre as sínteses por todos os participantes publicação do dossier de imprensa (pela equipa redactorial) balanço da experiência fóruns, bar e chats sala de redacção

29 XIV ENDIPE 2008– Helena Araújo e Sá
Conoscete frasi, proverbi, barzellette che vi fanno "morire dal ridere"? También existen frases que hacen referencia al reír sin ser humorísticas en sí mismas y son las aportadas por AnneM, quien llama a la reflexión con una frase de Jean Jacques Rousseau: “Non si ride per ridere ma per essere acclamato...”, Andreag: “Reír hace muy bien al corazón y al alma”, ElinaP: “Al freír será el reír”, “Quien ríe último ríe mejor”, estos últimos, proverbios generales que transmiten el saber y el sentir de un pueblo. Además se rescatan algunas expresiones en distintos idiomas que transmiten la idea presentada en “l’amorce”: “morire dal ridere”: “morrer de rir”, “...que fanno morire da ridere”, “a piada”, “de estourar a rir”, “para que mueran de risa” Mokab dice que: “ en portugués, muitas vezes a piada deve-se a jogos de palavras. Então, quando se junta a esses jogos de palavras imagens, é de estourar a rir” y propone el sitio

30 XIV ENDIPE 2008– Helena Araújo e Sá

31 XIV ENDIPE 2008– Helena Araújo e Sá

32

33 XIV ENDIPE 2008– Helena Araújo e Sá
Dinâmicas da LP em Galanet: "ho scoperto che mi piace anche il portoghese!!!!“ No início.... Perfis individuais: apenas 5 referências ao PLE (n 236) Actualmente estoy pasando por uma época brasileña, así que al mismo tiempo que disfruto Veloso o J Bosco (entre otros) aprendo portuguès (MartaE) Chats iniciais: distanciamento, evitamento, estranheza [Remy] IO non so scrivere il portoghese Romautos ,ma se sai il francese non ho problemi... [laura] yo hablo; espanol; francés inglés y italiano poro no conozco tu idioma

34 No início.... uma língua ausente, a excluída do retrato de família
XIV ENDIPE 2008– Helena Araújo e Sá Dinâmicas da LP em Galanet: "ho scoperto che mi piace anche il portoghese!!!!“ No início.... uma língua ausente, a excluída do retrato de família Italiano Francês Espanhol Português

35 Dinâmicas da LP em Galanet
XIV ENDIPE 2008– Helena Araújo e Sá Dinâmicas da LP em Galanet Dos afectos.... possibilidades de intercompreensão [Isadora] Anch'io amo molto le lingue, soprattutto il francese, e non conosco affatto il portoghese, ma provo a capirti!!! Io compio gli anni il 31 gennaio, e tu? [mokab] …on peut parler en utilisant toutes le langues! [EliaC] parfait!! perfecto!! [SilviaM] Que bonito! Me encanta como se pueden comprender los idiomas...

36 relações de proximidade
XIV ENDIPE 2008– Helena Araújo e Sá relações de proximidade [EliaC] en Paris tenia una amiga brasileña y cuando no nos entendiamos en francés, ella me hablaba en portugués o yo en castellano [SilviaM] Y se comprendian????? [EliaC] siii [mokab] POis, de facto o português e o espanhol são muito próximos! [EliaC] era genial, tenemos muchas palabras muy parecidas [AlexandreA] jejeje. Es que sé gallego, y vamos.. el portugués lo entiendo :) [AlexandreA] el gallego es muy parecido

37 [EliaC] me encanta como suena el portugués!!
XIV ENDIPE 2008– Helena Araújo e Sá sons.... [EliaC] me encanta como suena el portugués!! palavras..... [JavierT] esta palabra la usan los portugueses y me gusta mucho [NoraR] Los portugueses tienen muchos terminos realmente interesantes.

38 Das aprendizagens impulsos
XIV ENDIPE 2008– Helena Araújo e Sá Das aprendizagens impulsos [ClarisaM] Yo hice el modulo de francés y português" "[Julien] j'apprends le portugais cette année. le projet m'a enthousiasmé«  "[EliaC] a mi m´agraderia parlar portugues i italia...)

39 auto-avaliações: pouco entusiásticas [Pausine] yo no lo comprendo!!!!
XIV ENDIPE 2008– Helena Araújo e Sá auto-avaliações: pouco entusiásticas [Pausine] yo no lo comprendo!!!! [SofiaS] non ho capito niente!”) mas cada vez mais confiantes: [TaviEs] yo no sé nada, pero me entero jajajajaj”. [QueFlot] oui, j'arrive à lire le portugais et l'espagnol + ou -, mais écrire moi même, bof... [SofiaNet] Vale! Pués.... pero siempre si puede comprender, si haces un pequeño esfuerzo!

40 Observando a aprendizagem em LP
XIV ENDIPE 2008– Helena Araújo e Sá Observando a LP Sons [Celina] con el portugués de Portugal ( luego está el portugués brasileño) es más dificil de entender. Continuums tipológicos [VauP] bueno, si...es bastante diferente, es como el frances y l'italiano o el portuges i el castellano, sabes? son lenguas latinas...tienen sus diferencias... [KabuM] POis, de facto o português e o espnahol são muito próximos! Observando a aprendizagem em LP [DorienES] je peu lire le portugais, pour le parler, c'est une autre affaire. beaucoup de ‘Che’ [BrinaLyon] le problme c'est que je le parle, le lis mais ne l'écris qu'avec des fautes horribles!!!

41 Da situação de aprendizagem: o outro como parceiro
XIV ENDIPE 2008– Helena Araújo e Sá Da situação de aprendizagem: o outro como parceiro [KabuM] Podemos fazer uma troca: eu ajudo-te no Portugues e tu ajudas-me a mim no Italiano! [SofiaNet] Vamos hacer un tandem: yo ensegno el portugués... [rafa] O QUE ACHAS DOS PORTUGUESES, AVATARA? [AvataraA] no te entiendo safa [AvataraA] achas? [lusitana] achas = pensas [xander] penso logo existo [AvataraA] ahh, vale [guidiguidi] hi hi [tita] qual a tua opinao

42 Caras por detrás das línguas
XIV ENDIPE 2008– Helena Araújo e Sá Caras por detrás das línguas Biografias [KabuM] Bon, nous sommes de la meme age... Tu es étudies? [Celina] je étudie Filologia Francesa [KabuM] Olá Elia! De onde vens? [Celina] soy de Barcelona y tú? [KabuM] Eu venho de POrtugal! [Celina] de qué parte de Portugal?? [KabuM] Venho de Aveiro. Conheces? [Celina] c´est le nord?? [KabuM] Sim, é perto do Porto, a terra do Futebol Clube do POrto!

43 Provocações, brincadeiras
XIV ENDIPE 2008– Helena Araújo e Sá Provocações, brincadeiras [TomaraPt] Si l'on veut visiter l'Espagne et voir les plus belles choses qu'elle a à offrir... [TomaraPt] il ne faut pas oublier de visiter sa province... à l'Ouest... le Portugal :)) [patty23] TomaraPt INDECENTE!!!!! NÓS NÃO SOMOS UMA PROVINCIA DE ESPANHA!!!! :) [patty23] TomaraPt estão prestes a iniciar uma segunda guerra se começam com esses comentários!!! [TomaraPt] :)) [SLBenfica] BrinaLyon olá donde és [BrinaLyon] soy de lyon, en francia y tu? [LooL] olha o F.C.Porto ganhou ao Lyon ontem a noite!!!

44 XIV ENDIPE 2008– Helena Araújo e Sá
seduções [MarieV] so estou a estudar portugues desde 1 semestre, mas gosto muito da lingua [TomaraPt] pour quelqu'un qui n'étudie le portuguais que depuis 1 semestre... BRAVO! [MarieV] merci [TomaraPt] nao tem de quê!

45 Bilan, balanço, balance, bilancio ;) da Canosessão
XIV ENDIPE 2008– Helena Araújo e Sá Bilan, balanço, balance, bilancio ;) da Canosessão "La experiencia adquirida en Galanet, desde mi punto de vista, ha Sido buenìsima. En mi caso particular, el intercambio lingüìstico me ha ayudado en la comprensiòn del portuguès, idioma que no conocìa. Hoy en dia puedo decir que, al leer un texto en portugès llego a una comprensiòn de casi Un 100%." (NoraR) "Sento davvero che questa è stata un'esperienza utile..per di più ho scoperto che mi piace anche il portoghese!!!!Un abbraccio forte a tutti!Smack :-]" (SorayaC) "Infatti, ci ha aiutato a migliorare le nostre conoscenzelinguistiche e ha fatto nascere in alcuni di noi o per lo meno a me un desiderio di imparare il portoghese che non conoscevo!!!!!" (DanileaM)

46 Da explosão da romanofonia
XIV ENDIPE 2008– Helena Araújo e Sá Da explosão da romanofonia [AudreyL] Donc il faut parler en quelle langue?? [xander] romaines n sabias? [carla] en portugais,français [tita] dans une langue romaine [Chegade] Audrey, et espagnol ou italien [glory] On comprend toutes les langues, Audrey. [pjporto] audrey fala na língua que quiseres [AudreyL] ok! merci!!lol [lusitana] et portugais [lusitana] !!lol [carla] en espanhol la klangue que tu veux [tita] queque qui tu veux

47 …às línguas do mundo [SilviaM] Alors, tu parle le flamand?????
XIV ENDIPE 2008– Helena Araújo e Sá …às línguas do mundo [SilviaM] Alors, tu parle le flamand????? [Annalisa] oui [mokab] ecrit un petit peu en flamand! PLEASE!!! [SilviaM] Escreve flamanego :( Vá lá!!!!! [Annalisa] hallo alles kits? [SilviaM] Kits para ti também :))) [Ana] ça ne dérange pas si je parle en poular [Jean-PierreC] C'est quoi le poular ? [Ana] jc'est ma langue natale [Jean-PierreC] Tu peux toujours essayer. [Ana] tana alla ton? [Jean-PierreC] Tana alla ton doit vouloir dire comment ça va ? [Ana] très bien!!!

48 [EliaC] buff!! y tambien hablas alemán?...Wie heiBt du?
XIV ENDIPE 2008– Helena Araújo e Sá [EliaC] buff!! y tambien hablas alemán?...Wie heiBt du? [SilviaM] Ich spreche deutsch nicht! Aber... Ich heisse Sílvia Melo.... und du? [EliaC] jejeje...j´ai commencé cet année avec l´alemand et vraiment je l´aime beaucoup [mobak] Elia, diz alguma coisa ao italiano? mas en catalão! [EliaC] si voleu puc parlar en catàla perque el italià tampoc ho he estudiat [SilviaM] parla catalá… [SílviaM] NOOO: kiero català… [EliaC] jo parlo el que vosaltres volgueu, [SilviaM] io volgueu català…

49 Maria Helena Araújo e Sá helenasa@ua.pt
XIV ENDIPE 2008– Helena Araújo e Sá Maria Helena Araújo e Sá Departamento de Didáctica e Tecnologia Educativa Universidade de Aveiro, Portugal Universidade de Aveiro Portugal


Carregar ppt "XIV ENDIPE É uma língua multo bella! Intercompreensão em língua portuguesa num contexto de romanofonia Maria Helena Araújo e Sá helenasa@ua.pt Departamento."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google