A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Política de Contratações Ponderações da Câmara de Pesquisa 1 – Por que? (a) Pq é inevitável e apropriado. (b) Pq a Reitoria pediu! 2 - O que foi feito.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Política de Contratações Ponderações da Câmara de Pesquisa 1 – Por que? (a) Pq é inevitável e apropriado. (b) Pq a Reitoria pediu! 2 - O que foi feito."— Transcrição da apresentação:

1 Política de Contratações Ponderações da Câmara de Pesquisa 1 – Por que? (a) Pq é inevitável e apropriado. (b) Pq a Reitoria pediu! 2 - O que foi feito pela Câmara de Pesquisa Junho – Coord. envia documento aos membros da CP com: 1 – Descrição dos formatos de concurso: Aberto X Semi-Aberto X Dirigido 2 – Descrição dos prós e contras de cada formato. 3 – Histórico dos últimos concursos. Início de Outubro – Coord. envia carta a todos grupos pedindo manifestação (justificada) de interesse. Fim de Outubro – Reitoria solicita que Deptos. definam prioridades p/concurso mesmo sem saber n o de vagas Novembro – CP analisa cartas e discute (loooooooongamente) possíveis políticas de contratação 1 – Pq discutir contratações? 2 – O que foi feito pela CP 3 – Cartas enviadas à CP 4 – Discussões na CP 5 – Sugestão de encaminhamento

2 Formatos de concurso (1) Concurso Aberto - Garante inscrição de muitos candidatos - Podem surgir novas áreas de 1 pesquisador ? - Pode reforçar áreas já bem representadas - Exclui área de ensino (2) Concurso Semi-Aberto (em áreas nas quais o Depto. já atua) - Garante inscrição de muitos candidatos - Exclui área de ensino (3) Concurso Direcionado - Permite fomentar crescimento em áreas específicas de interesse - Não garante inscrição de muitos candidatos ? - Requer priorização / ordenamento e consenso! = Pró = Contra

3 Histórico: 1992 – 2003 (16.5 vagas) (S-A) 2003 – Todas nossas áreas de concentração (– ensino) A. Kanaan, L. G. Rego (D) 1997 – Filmes Finos M. L. Sartorelli (D) 1997 – Cristais Líquidos e Micelas C. Matuo (A) 1995 – Física Experimental R. Baptista, N. Canzian, Y. Gobato (A) 1995 – Física Teórica J. C. Brunelli, M. Benghi, R. Cid Fernandes (D) 1993 – História da Ciência e... Ensino de Ciências M. Pietrocola (D) 1993 – Prod. de Ligas Metálicas e Fen. de Transporte A. Pasa, O. Schilling (D) 1992 – Espectroscopia Mossbauer e Fen. de Transporte J. C. Lima, C. Paduani (D) 1992 – Física Nuclear S. S. Avancini, D. Menezes

4 3 – Cartas enviadas à CP Foram recebidas 9 cartas Prof. A. Pasa Prof. J. C. Lima Prof. V. Drago Prof. A. Zylbersztakn Prof. S. Michelin Prof. N. Canzian Grupo de Astrofísica Grupo de Física Matemática Grupo de Física Nuclear das 8 áreas de concentração do Depto. de Física Astrofísica Cristais Líquidos e Micelas Ensino Estado Sólido Física Atômica e Molecular Física Matemática Física Nuclear Mecânica Estatística todas elas acessíveis em

5 4 – Discussões na CP: Um resumo 3 reuniões (acaloradas) nas 2 últimas semanas de Novembro (1) Preocupação com a crise do Grupo de Ensino, diretamente envolvido com disciplinas da Licenciatura, LABIDEX e nova PG. (2) Preocupação com Áreas Pequenas, Carentes, Não Consolidadas, Sobrecarregadas, Sem Massa Crítica,.... (3) Necessidade de contratação na área de Física da Matéria Condensada Experimental (Valderes / Marcelo) (4) Preocupação com a fragmentação de áreas de pesquisa (5) Possibilidade de Induzir novas linhas de pesquisa, particularmente Física Médica (Nelson / Danilo) (6) Possível classificação das contratações em 3 tipos: Fortalecimento X Reforço X Indução (7) Preocupação com a existência de candidatos qualificados (em qualquer área) no caso de concursos dirigidos (8) Prazo de validade do último concurso (~ Abril/2005) (9) Necessidade de todos estarem a par das necessidades de cada área e das discussões da CP (via página CP)

6 4 – Discussões na CP: Um resumo A única decisão consensual dessas reuniões foi de que o grupo de ensino deve ter prioridade no próximo concurso, pelos seguinte motivos: (1) Necessidade: Nova-PG, Licenciatura... (ver carta Prof. Arden) (2) Não se enquadraria em concurso (semi) aberto A CP recomenda (por votação) a alocação das 2 próximas vagas ao Grupo de Ensino. (Houve proposta de 1 vaga). - Divulgação da documentação (Dez) - Levantamento de candidatos (Dez-Fev) - Apreciação do tema pelo colegiado em Fev/Mar-2005 Até lá saberemos qtas vagas e estaremos melhor informados sobre as necessidades de cada área. - Em Fev/Mar: Decisão qto ao formato de concurso: S-A X D - Se S-A: Quais áreas? Banca? - Se D: Quais áreas? Em que ordem? - Decisão sobre o prazo de validade da pol. de contr. (N vagas? M anos?) 5 – Sugestão de encaminhamento

7 6 – Quatro meses depois... (04/Abril/2005) Câmara de Pesquisa (e o Departamento) foram atropelados pela agenda da Reitoria: (1) Apenas dia 29/03 (= 4ª feira passada!) fomos comunicados da alocação de 2 vagas. (2) Ressalva importantíssima: Existe grande possibilidade de que o número total de vagas venha a crescer! + 1 ou 2 vagas!!! (3) Reitoria deve se pronunciar sobre estas vagas extras logo (hoje?) -(1) Aguardar a divulgação do número total de vagas (seguindo recomendação da CP e do Colegiado). Reunião em 1 semana (dia 11/04) para decisão final. -(2) Decisão HOJE sobre um número de vagas desconhecido! 7 – Sugestão de (re-)encaminhamento

8 8 – Propostas (1) Decisão do número de vagas alocadas ao Grupo de Ensino: (a) N = 0 (b) N = 1 (c) N = 2 Esta decisão deve ser a 1ª a ser tomada, uma vez que o Grupo de Ensino é o único que não se enquadra em concursos abertos nem semi-abertos. (2) Decisão quanto ao formato do(s) concurso(s) para a(s) vaga(s) restantes(s): (a) Semi-aberto: 2 possibilidades: - 1 concurso - 2 concursos: teórico e experimental - Indicação da Banca (Externa?) (b) Direcionado: - Qual área? Qual critério/justificativa? (c) Aberto: Provavelmente descartado (?)


Carregar ppt "Política de Contratações Ponderações da Câmara de Pesquisa 1 – Por que? (a) Pq é inevitável e apropriado. (b) Pq a Reitoria pediu! 2 - O que foi feito."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google