A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Mercado de Capitais - Histórico Tamanho do mercado mundial de capital: US$ 51 trilhões. O mercado mundial de derivativos é de aproximadamente US$480 trilhões.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Mercado de Capitais - Histórico Tamanho do mercado mundial de capital: US$ 51 trilhões. O mercado mundial de derivativos é de aproximadamente US$480 trilhões."— Transcrição da apresentação:

1 Mercado de Capitais - Histórico Tamanho do mercado mundial de capital: US$ 51 trilhões. O mercado mundial de derivativos é de aproximadamente US$480 trilhões (13 vezes maior do que a economia dos EUA). Participantes do mercado de capitais: Mercados tem se tornado mais institucionalizados: fundos de pensão, companhias seguradoras, fundos mútuos e bancos). Tendência internacional: Menor participação de pessoas físicas

2 Mercado de Capitais - Histórico No século 12, na França os courratiers de change atuavam na administração das dívidas das comunidades agrícolas em nome dos bancos (intermediação e assumiam riscos). Em 1602, a Cia. das Índias Orientais foi a primeira a emitir ações dando origem a bolsa de valores de Amsterdã.

3 Mercado de Capitais - Histórico O termo bolsa de valores tem origem no fim do século 13: Comerciantes reuniam-se para realizar negócios na cidade de Bruges (Bélgica) na casa um mercador chamado Van der Burse. Em 1309, tais encontros foram formalizados e os encontros diários passaram a chamar-se de rodadas na Bruges Burse (ie, na bolsa de Bruges).

4 Mercado de Capitais – Objetivo e Função O mercado de capitais é uma importante fonte para as empresas levantarem recursos para investimentos. Empresas de capital aberto ou public companies => empresas que publicamente transacionam suas ações. Atração das ações como investimento: rentabilidade e liquidez. Liquidez: capacidade do investidor comprar e vender ações no curto prazo.

5 Funções do Mercado de Capitais Em termos microeconômicos, fonte de financiamento de capital para projetos de investimento das empresas de capital aberto Em termos macroeconômicos, mobilização de poupanças para investimento Instrumento de facilitação de crescimento das empresas (via fusões e aquisições) Redistribuição da riqueza, através da valorização dos preços das ações e política de dividendos.

6 NYSE – Bolsa de Valores de Nova York Foi fundada em 1792; Atualmente é a maior bolsa do mundo; Número de empresas listadas: avaliadas em US$13,5 trilhões (destas 470 são não-americanas) ; São negociadas títulos e ações das principais empresas dos Estados Unidos e do mundo. Índice utilizado para o acompanhamento da evolução dos negócios na Bolsa de Valores de Nova York é o Dow Jones.

7

8 NASDAQ e AMEX Bolsa norte-americana em que são negociados papeis de empresas de Internet, informática e alta tecnologia. Opera no mercado de balcão, cujos títulos são negociados por meio do pregão eletrônico. AMEX é especializado em negócios de ações de pequenas e médias empresas

9

10 LSE – Bolsa de Valores de Londres A Bolsa de Londres é mais internacionalizada do mundo (importância de EDR e ampla pauta de serviços financeiros) Negocia ações de mais de 500 empresas internacionais (não-inglesas) com um valor de mercado de US$ 4 trilhões

11 Euronext Experiência multi-país de bolsa de valores, baseada em Paris e com sedes na Bélgica, Holanda, Luxemburgo, Portugal e Inglaterra, Em 2006 era o 5º. maior mercado de ações. Em mar/2006 foi comprada pela NYSE formando a NYSE/Euronext, a primeira bolsa de valores global.ParisNYSE/Euronext

12 BOVESPA – Bolsa de Valores de São Paulo Foi fundada em agosto de 1890; É uma entidade auto-reguladora que opera sob a supervisão da Comissão de Valores Mobiliários (CVM). É o maior centro de negociação com ações da América Latina Índice: Ibovespa

13

14 Índices de Bolsas de Valores Mercado dos USA Dow Jones (Industrial Average): ações mais negociadas no mercado; peso idêntico. S&P500 (Standard&Poor´s): 1923, 500 empresas (representação setorial); peso proporcional ao valor transacionado no mercado.

15 Índices de Bolsas de Valores Mercado dos USA Nasdaq (Composite):4850 ações negociadas na bolsa eletrônica Nasdaq; peso proporcional ao valor transacionado no mercado. Não exclusivamente ações de empresas de tecnologia. Outros Índices: S&P100, Nasdaq100, Russel200, Pacific HighTech (empresas da nova economia negociadas na Pacific Exchange).

16 Índices de Bolsas de Valores Outros Mercados Internacionais Nikkei: Cerca de 200 ações das empresas mais negociadas nas bolsas japonesas. Semelhante ao Dow Jones, tb tem problemas metodológicos. Hoje TSE produz o Topix (mais abrangente). FT (Financial Times) Index: mais antigo e usado da LSE. Metodologia adequada, com participações revistas periodicamente. INMEX (México); Merval (Argentina); e IPyC (Chile)

17 Índices de Bolsas de Valores Mercado Brasileiro Ibovespa: 1968 (100 pontos); Inclui ações com maior negociabilidade nos últimos 12 meses (considerando número e valor dos negócios). Ações incluídas no índice: até completar 80% dos negócios na Bovespa. Outros Índices: IEE (índice setorial de energia elétrica); IBX (índice Brasil de ações: seria o IBOVESPA100); FGV100 (empresas não-financeiras, de capital privado); IBV (índice da extinta bolsa de valores do Rio de Janeiro)

18 Bovespa vs Selic

19 FOREX Forex – Foreign exchange market é o mercado internacional de moeda estrangeira. Movimenta cerca de 1,9 trilhões de dólares diariamente (1,3 tri de derivativos) Mercado é de extrema liquidez + 24 horas. Mercado é concentrado: Deutsch bank (19%), UBS (12%) e Citibank (10%)

20 Mercado Monetário Internacional Mercado tradicional – operações bancárias internacionais estão sujeitas às regulações bancárias do mercado nacional; Mercado de Euromoeda – são mercados que transacionam em moedas diferentes daquela do país de origem dos operadores ; Eurodolar: depósitos em US$ realizados em bancos que operam fora dos USA.

21 Mercado Monetário Internacional Surgimento Euromercado: Pós-2a. GM. Alternativa para depósitos em US$ (fora dos USA) de bancos soviéticos. Importância do Euromercado: Alternativa para alocação de excesso de liquidez das EMNs Fonte de recursos p/ empréstimo de curto prazo (exportações e importações)

22 Mercado Monetário Internacional Euromercados ou Mercados Off-shore: aqueles que operam c/ euromoedas (US$, libra, Euro) Quem participa: Eurobancos e grandes empresas; embora especialmente interbancário. Captação: Depósitos a prazo; Empréstimos: (i) consorciados: grandes valores p/ governos e EMNs (3-8 anos); (ii) Euronotas: Eurocommercial papers (ECP): curto prazo (1-6 meses) + EMTN (médio prazo)

23 Mercado Monetário Internacional Eurobonus (Eurobonds): títulos emitidos por EMNs (tb por governos e instituições internacionais), denominados em euromoeda. Características: Não regulamentados por regras de mercados de capitais domésticos; Título ao portador (sem tributação) e emitidos por sindicatos internacionais de bancos Conversíveis em ações (em geral) Curto e médio prazo (mais curto do que títulos estrangeiros) + juros pré-fixados

24 Financiando a Empresa Global Vantagens do acesso ao mercado global de capitais Redução de custos de captação de recursos Aumento da eficiência alocativa de capitais Aumento da concorrência (e logo eficiência) em relação ao mercado doméstico de capitais Superação de mercados segmentados (mercado doméstico): Abertura ao mercado global permite as EMN assumirem dívidas mais elevadas. Porém, em geral multinacionais são menos endividadas, pois tem um risco sistemático mais alto.

25 ADR –American Depositary Receipt ADRs :Recibos de ações através dos quais empresas não sediadas nos EUA podem negociar seus papéis no mercado norte americano. A emissão de tais recibos é necessária porque não é permitida a negociação em Bolsa de ações de empresas estrangeiras nos EUA. O preço do ADR, descontados os custos de transação e observadas as taxas de câmbio, deve coincidir com o preço da sua ação estrangeira subjacente.

26 Níveis de ADRs Nível I: é registrado na SEC (Securities Exchange Comission), negociado em mercado de balcão, não precisa atender normas contábeis americanas e não há lançamento de novas ações. Nível II: é registrado na SEC, deve atender normas contábeis americanas, sem lançamento de novas ações e a negociação ocorre em bolsa de valores norte-americana. Nível III: é registrado na SEC, deve atender normas contábeis americanas, há lançamento de novas ações e é negociado em Bolsa nos EUA.

27 Níveis de ADRs Regra 144-A: não possui registro na SEC, não precisa atender normas contábeis norte- americanas, há lançamento de novas ações e é negociado em mercado de balcão. Regulamento S: não possui registro na SEC, não precisa atender normas contábeis dos EUA, há lançamento de novas ações e é negociado somente entre não americanos.

28 ADRs: Características e Vantagens ADR Nível III: fully registered; permitem a alavancagem do capital da empresa. São negociadas na Amex, Nasdaq e NYSE. ADR, GDR, EDR, BDR. Vantagens: Ampliar visibilidade da empresa; Possibilidade de swaps de ações em aquisições; Remuneração em ações em mercados externos. Barreiras: Comprometimento com transparência.

29 ADR

30 Risco-País e Risco Soberano Existem basicamente duas medidas de risco: Risco-país, que mede o deságio do título da dívida externa pública no mercado secundário; é calculado pelo JP Morgan diariamente. Risco soberano, que indica a avaliação de especialistas do mercado a respeito das condições macroeconômicas, políticas e institucionais de um mercado emergente.

31 Ratings de Crédito Os ratings de crédito avaliam e classificam empresas, fundos de pensão ou mesmo países quanto ao risco de pagamento do seupassivo. Notas atribuídas por especialistas. Principais agências: Moody´s e Standard and Poors. Moody´s(www.moodys.com.br): 1909: primeira classificação; padrão: Aaa até C. Fatores que influenciam a classificação: histórico da empresa, estratégias empresarias e, especialmente, situação econômico financeira e posição operacional (competitividade, logística, marketing etc).

32 Ratings de Crédito Standard and Poors (www.standardandpoors.com.br (1916): primeiros ratings de dívidas públicas. Rating é uma opinião atualizada sobre a qualidade de crédito de um emissor em relação a uma obrigação específica. Notas: AAA (capacidade excepcional de honrar compromissos) até D (inadimplente).www.standardandpoors.com.br Estudo de Caso: A relação entre ratings de crédito e o mercado de ativos.


Carregar ppt "Mercado de Capitais - Histórico Tamanho do mercado mundial de capital: US$ 51 trilhões. O mercado mundial de derivativos é de aproximadamente US$480 trilhões."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google