A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Capital Network.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Capital Network."— Transcrição da apresentação:

1 Capital Network

2 CAPITAL DE RISCO Falhas mercado Necessidade para o sector automóvel e aeronáutico CAPITAL NETWORK Modelo Estrutura Actividades

3 CAPITAL DE RISCO Falhas mercado Necessidade para o sector automóvel e aeronáutico CAPITAL NETWORK Modelo Estrutura Actividades

4 CAPITAL DE RISCO Falhas de mercado Falhas de mercado : Investimento de capital de risco reduzido: estágios iniciais (Equity gap) e empresas de base tecnológica Knowledge gap dos investidores de capital de risco Information gap: poucas oportunidades para o encontro de empreendedores com investidores e desconhecimento e morosidade aquisição de informação sobre fontes de financiamento Poucas boas oportunidades de investimento (ausência de massa crítica) Insuficiente I&D e reduzida transferência para o mercado ... A reduzida opção por projectos tecnológicos deve-se às grandes assimetrias de informação e aos elevados riscos e incerteza associados a este tipo de projectos. Adicionalmente, as Sociedades de Capital de Risco não dispõem, tipicamente, de competências tecnológicas específicas e essenciais para o acompanhamento da gestão desses investimentos o que leva ao seu desinteresse por este tipo de projectos, sobretudo nas fases iniciais de desenvolvimento

5 Investimento reduzido nos estágios iniciais
CAPITAL DE RISCO Falhas de mercado Causas das falhas de mercado: Investimento reduzido nos estágios iniciais Baixo retorno dos investimentos nos estágios iniciais Perdas iniciais das NEBT (break-even após 6 ou mais anos) Valor reside no potencial de crescimento e não em activos tangíveis. Dificuldades na avaliação da procura (mercados incipientes com pouca informação) Custos fixos dos fundos early-stage “penosos”  aumento do valor mínimo de investimento Insuficientes competências de gestão entre os cientistas/engºs empreendedores A reduzida opção por projectos tecnológicos deve-se às grandes assimetrias de informação e aos elevados riscos e incerteza associados a este tipo de projectos. Adicionalmente, as Sociedades de Capital de Risco não dispõem, tipicamente, de competências tecnológicas específicas e essenciais para o acompanhamento da gestão desses investimentos o que leva ao seu desinteresse por este tipo de projectos, sobretudo nas fases iniciais de desenvolvimento

6 Oportunidades de investimento
CAPITAL DE RISCO Falhas de mercado Causas das falhas de mercado: Oportunidades de investimento Identification gap : dificuldade das universidades identificarem as tecnologias com valor comercial e ausência de mecanismos de transferência de tecnologia para o mercado e para colaborar com o sistema financeiro. Estratégia de I&D desadequada de estratégias de propriedade intelectual e comercial. Insuficientes e deficientes estruturas de apoio à criação de NEBT Deficiente articulação estruturas de apoio, empreendedores e SCR A reduzida opção por projectos tecnológicos deve-se às grandes assimetrias de informação e aos elevados riscos e incerteza associados a este tipo de projectos. Adicionalmente, as Sociedades de Capital de Risco não dispõem, tipicamente, de competências tecnológicas específicas e essenciais para o acompanhamento da gestão desses investimentos o que leva ao seu desinteresse por este tipo de projectos, sobretudo nas fases iniciais de desenvolvimento

7 Culturais Causas das falhas de mercado:
CAPITAL DE RISCO Falhas de mercado Causas das falhas de mercado: Culturais Expectativas irreais dos empreendedores Pouca compreensão dos empreendedores sobre a relação equity vs valor – 100% de nada ou 10% de € ? Ausência de business angels ausência de benefícios fiscais para investidores informais; benefícios fiscais sobre lucros; regulamento laboral inflexível A reduzida opção por projectos tecnológicos deve-se às grandes assimetrias de informação e aos elevados riscos e incerteza associados a este tipo de projectos. Adicionalmente, as Sociedades de Capital de Risco não dispõem, tipicamente, de competências tecnológicas específicas e essenciais para o acompanhamento da gestão desses investimentos o que leva ao seu desinteresse por este tipo de projectos, sobretudo nas fases iniciais de desenvolvimento

8 CAPITAL DE RISCO Falhas mercado Necessidade para o sector automóvel e aeronáutico CAPITAL NETWORK Modelo Estrutura Actividades

9 AUTOMÓVEL e AERONÁUTICO
CAPITAL DE RISCO Sectores automóvel e aeronáutico AUTOMÓVEL e AERONÁUTICO integram e lidam com tecnologias de ponta criadores e indutores de sistemas organizacionais atravessam horizontalmente diversos sectores de actividade e lidam com uma multiplicidade de tecnologias, competências e conhecimentos com vista à produção de um produto complexo, global e integrado. AUTOMÓVEL e AERONÁUTICO - PORTUGAL A introdução de novas tecnologias nos processos produtivos tem vindo a aumentar substancialmente e a competitividade de muitas empresas está fortemente condicionada pela sua capacidade de incorporar essas tecnologias nos seus processos. As empresas dos sectores automóvel e aeronáutico são um excelente exemplo desta necessidade. sectores horizontais e estratégicos para o desenvolvimento da economia portuguesa. empresas nacionais qualificadas e com actuação num mercado internacional muito competitivo

10 EMPRESAS NACIONAIS - Diagnóstico
CAPITAL DE RISCO Sectores automóvel e aeronáutico Necessidades de incorporação de tecnologias e endogeneização conhecimento tecnológico para aumentar a competitividade Muitas empresas familiares com estrutura de capital insuficiente para suportar o investimento e assumir risco grandes projectos Tecnologia disponível em NEBT ou centros de investigação adequada às necessidades EMPRESAS NACIONAIS - Diagnóstico EMPRESAS NACIONAIS – Estratégia aumento competitividade Com a actual velocidade de aparecimento de novas tecnologias e de alterações nos produtos, as empresas com métodos menos expeditos de aquisição de novas competências correm o risco de serem eliminadas. É de salientar, também, que um conjunto significativo das empresas tradicionais é familiar e com valores de capitais próprios que dificultam o suporte ao investimento e a assunção de riscos em novos projectos. Por outro lado, existem novas empresas de base tecnológica resultantes de spin-offs de unidades de investigação que são proprietários de tecnologia e com o know-how apropriado para a adaptação dessa tecnologia às necessidades das empresas, a que acresce o facto de, encontrarem vários problemas na transferência dessa tecnologia para um produto de mercado. Ou seja, com uma correcta articulação entre o tecido empresarial e o sistema científico responde-se a parte do problema, a articulação com o Capital de Risco é o elo que completa as necessidades para atingir um sistema de inovação eficiente. Reforço da estrutura de capitais empresas familiares Criação de spin-offs proprietários de tecnologia Indução e apoio de alianças estratégicas para garantir absorção de inovações e alcance de economias de escala e gama.

11 CAPITAL NETWORK Missão CAPITAL NETWORK

12 CAPITAL NETWORK Missão Modelo Missão Investir com capital de risco em toda a cadeia de financiamento em novas empresas de base tecnológica e proprietárias de tecnologia e de novas estruturas empresariais dos sectores automóvel e aeronáutico, através de uma filosofia de partilha de risco e de recursos contribuindo para o crescimento e aumento da competitividade das empresas nacionais. A Capital Network combina conhecimento tecnológico e de mercado com força financeira partilhando estes benefícios e gerando valor para as organizações que a constituem e com que se relaciona

13 Objectivos: CAPITAL NETWORK
Modelo Objectivos: Indução da criação de novas empresas de base tecnológica/proprietárias de tecnologia (NEBT/PT); Apoio de NEBT/PT resultantes de spin-offs académicos ou empresariais nas fases seed e start-up; Tornar as empresas financiadas atractivas para os investidores nos estágios subsequentes de desenvolvimento; Actuação ao nível da estrutura de capitais de empresas tradicionais de forma a aumentar a sua competitividade; Agilização e criação de condições financeiras para a concretização de processos de parceria e/ou fusão e aquisição que visem a criação de novas estruturas empresariais.

14 rounds de financiamento
Ciclo de Vida - Financiamento Descoberta I&D Proof-of concept Design Produto Desenvolvimento Produto Produção / Distribuição Invest. Seed Invest. Start-up Expansão/ Mezzanine rounds de financiamento Business Angels SCR e FIQ públicos SCR / BI privadas Corporate Investors Fundo SEED Capital Network

15 REDE GLOBAL: Facilitadores Capital Network CAPITAL NETWORK
Modelo REDE GLOBAL: Facilitadores Centros Tecnológicos Empresas Parques Tecnológicos Centro Engª Desenv. Produto Capital BA Network CI SCR BI EBT/PT NEBT/PT Empresas tradicionais

16 CAPITAL NETWORK Estrutura Organizacional

17 Responsabilidades chave
CAPITAL NETWORK Estrutura Organizacional Departamento Responsabilidades chave Departamento de aconselhamento e sondagem (DAS) Sondagem junto de agentes facilitadores sobre tendências tecnológicas, de produtos e de mercados emergentes Sondagem em congressos e outras iniciativas do género sobre o state of the art dos sectores AA Avaliação e indução de oportunidades de investimento Aconselhamento das entidades facilitadoras sobre tecnologias, produtos e mercados potenciais emergentes Aconselhamento sobre o estabelecimento de alianças e parcerias estratégicas Comissão Técnica de Análise Due diligence de novos projectos Análise de projectos e apresentação de propostas de investimento à Comissão de Investimento Organização e montagem de operações de Financiamento Acompanhamento de participadas

18 \ Rede de Facilitadores Sistema Produtivo CAPITAL NETWORK
acompanhamento tecnológico acompanhamento de negócio detecção e indução de oportunidades de investimento instalações e recursos básicos Rede de Facilitadores \ Facilitação do acesso a financiamento orientação estratégica Aceleração do time to market articulação com empresas estabelecidas ... Dimensão e Organização: alcance de economias de escala e gama capacidade de investimento integração e endogeneização de sistemas organizacionais dinâmica de cluster Produtos: aumento da complexidade e conteúdo tecnológico Evolução no posicionamento na cadeia de valor NEBT/PT Empresas do Sector Sistema Produtivo Mais oportunidades de investimento em empresas tecnológicas diminuição, partilha e diversificação do risco associado aos investimentos Facilitação do processo de due diligence Deal-flow Facilitação dos processo de monitorização e acompanhamento de gestão das participadas Acesso a informação Desenvolvimento e aquisição de novas competências Redução dos custos de oportunidade e operacionais Facilitação da saída do investimento Business Angels Corporate investors Sociedades de Capital de Risco Banca Privado Público Estrangeiro Sistema Financeiro Sondagem de competências tecnológicas Indução de temas de I&D detecção e indução de oportunidades de investimento Capital de desenvolvimento e expansão Criação de consórcios financeiros (project finance) CAPITAL NETWORK Sugestão de alianças Apoio na criação e implementação de alianças Seed e start-up capital Sondagem de tecnologias e mercados emergentes Detecção de oportunidades de investimento e parcerias REDE DE CAPITAL

19 Proposta de valor para os associados da Capital Network:
Modelo Proposta de valor para os associados da Capital Network: Acesso a um maior número de oportunidades de investimento com um diagnóstico prospectivo favorável; Facilitação do processo de due diligence; Facilitação do processo de monitorização de empresas investidas; Redução de custos de oportunidade e operacionais; Processo de saída de investimento facilitado (sequenciação de investimentos e aceleração time to market); ... O retorno do fundo de investimento tem um tecto: os sócios interessados em ter prioridade na sequenciação do investimento das empresas seleccionadas têm a opção de comprar uma opção de compra cujo preço é uma percentagem, a definir, do investimento efectuado. O preço do exercício será a participação do fundo a preço de custo mais (i) uma taxa de juro nominal e (ii) uma percentagem (eg. 5%) dos lucros futuros. O objectivo é ter um mecanismo de partilha de risco inicial, mas mantendo o incentivo de investimento por parte dos sócios. Assim, o potencial retorno do investimento dos sócios que têm a opção de compra não tem um limite predefinido e garante-se, em princípio, o empenhamento deste na gestão do investimento.

20 Impacto económico CAPITAL NETWORK Incentivo criação de NEBT/PT
Adequação de estratégia de I&D à estratégia comercial e de propriedade industrial Nova dinâmica do empreendedorismo; Incentivo ao investimento informal (business angels): Incentivo ao desenvolvimento e aumento da competitividade das empresas tradicionais portuguesas; Impactos macroeconómicos: aumento do emprego, da competitividade da economia produtiva nacional, .... Complementaridade deste instrumento com outros de política pública ...

21 Referências www.inteli.pt
Maria Teresa Cunha e José Rui Felizardo (2003) Capital Network – Para financiar a inovação, Economia Pura, Junho/Julho

22


Carregar ppt "Capital Network."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google