A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Unidade de Saúde Hispano-Lusa Universidade de Huelva Universidade do Algarve A TIVIDADE 3.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Unidade de Saúde Hispano-Lusa Universidade de Huelva Universidade do Algarve A TIVIDADE 3."— Transcrição da apresentação:

1 Unidade de Saúde Hispano-Lusa Universidade de Huelva Universidade do Algarve A TIVIDADE 3

2 Unidade de Saúde Hispano-Lusa Esta atividade tem como principal objetivo promover a saúde e a adoção de estilos de vida saudáveis pela comunidade académica das universidades envolvidas

3 Dia aberto sobre estilos de vida saudáveis

4

5 52 participantes: 84,6% estudantes, 3,8% docentes e 11,5% outros funcionários. Os participantes foram maioritariamente da ESSUAlg. Foram avaliados vários parâmetros: Estado nutricional (peso, estatura e composição corporal) Forma física (testes específicos) Questionário de adesão à dieta mediterrânica e questionário internacional de atividade física (IPAQ) Foi distribuído folheto informativo sobre alimentação saudável e várias sugestões para aumentar e adequar a prática de atividade física. A Importância da Atividade Física na Saúde O dia terminou com a conferência: A Importância da Atividade Física na Saúde

6

7 Dia aberto sobre estilos de vida saudáveis

8 Formação de Mediadores em Saúde Sexual e Reprodutiva & Educação Sexual O objetivo foi preparar um grupo de estudantes universitários para, numa perspetiva interpares, reproduzirem debates, ações de sensibilização e sessões de informação junto dos seus colegas do mesmo e de outros cursos da Universidade do Algarve

9 Formação de Mediadores em Saúde Sexual e Reprodutiva & Educação Sexual TEMÁTICAS: TEMÁTICAS: Sexualidade – Conceito e Dimensões; Educação Sexual; Comunicação e Atitudes em Sexualidade; Orientação do Desejo; Problemas e Formas de Prevenção em Saúde Sexual e Reprodutiva; a Sexualidade ao Longo da Vida; Disfunções Sexuais; as Linguagens e os Contextos.

10 Formação de Mediadores em Saúde Sexual e Reprodutiva & Educação Sexual 17 participantes voluntários Workshop – 20h

11 Estilo de Vida e Perfil Lipídico A análise do perfil lipídico permite avaliar o risco de enfarte do miocárdio ou de acidente vascular cerebral, provocado pelo bloqueio de vasos sanguíneos (aterosclerose). Avaliar a prevalência de dislipidémia nos estudantes, na faixa etária dos anos, da Universidade do Algarve e analisar possíveis fatores de risco associados. Objetivo

12 Estilo de Vida e Perfil Lipídico Foram avaliados 87 estudantes dos diversos campi da UAlg, 68 (78,2%) do género feminino e 19 (21,8)% do género masculino. A cada estudante, realizou-se uma colheita de sangue total para se determinar o perfil lipídico e a glicémia; adicionalmente, avaliou- se a pressão arterial, a altura e o peso (IMC). Solicitou-se também o preenchimento de um questionário relativo ao estilo de vida e historial familiar.

13 Estilo de Vida e Perfil Lipídico A prevalência da dislipidémia foi de 47,1%, sendo de 45,6% no género feminino e de 52,6% no género masculino. Da análise das relações entre a ocorrência de dislipidémia e os fatores de risco considerados, apenas se verificou relação entre o uso de contracetivo oral e a dislipidémia A prevalência da dislipidémia foi de 47,1%, sendo de 45,6% no género feminino e de 52,6% no género masculino. Da análise das relações entre a ocorrência de dislipidémia e os fatores de risco considerados, apenas se verificou relação entre o uso de contracetivo oral e a dislipidémia Principais Resultados

14 Estilo de Vida e Perfil Lipídico

15 Alimentação e resposta glicémica Objetivo: analisar a resposta glicémica pós-prandial e a sua relação com a composição do pequeno-almoço Sensibilização para a importância do pequeno-almoço

16 Alimentação e resposta glicémica 31 voluntários, com idades entre os 19 e 54 anos Durante dois dias, os voluntários tomaram um pequeno-almoço composto por maçã, leite e um produto de natureza cerealífera. No primeiro dia foi fornecido pão de trigo e no segundo dia cereais de pequeno-almoço. No terceiro dia do estudo foi fornecida uma solução oral de 75g de glucose 75g de modo a traçar um perfil de resposta glicémica pós-prandial. Nos três dias de estudo fez-se a medição da glicemia capilar dos voluntários em jejum e quatro vezes após a ingestão da refeição ou da solução de glucose, em intervalos de 30 minutos.

17 Alimentação e resposta glicémica O pequeno-almoço composto por pão, leite e maçã apresenta uma resposta glicémica mais adequada do que o pequeno-almoço composto por cereais, leite e maçã. De modo a que se promova uma maior saciedade, é preferível que o pequeno- almoço seja iniciado com os alimentos com um índice glicémico mais baixo (e.g. pão) seguindo-se os alimentos de índice glicémico mais elevado (e.g. fruta). Este trabalho contribuiu para a qualidade das recomendações alimentares feitas a esta população e poderá ajudar em futuras ações de educação alimentar. Conclusões

18 Rastreio da Voz Dirige-se aos professores, um dos grupos profissionais com maior incidência de patologia laríngea e vocal. Os professores são classificados dentro do grupo dos profissionais da voz, uma vez que o adequado desempenho da sua atividade profissional depende de uma qualidade vocal aceitável.

19 Rastreio da Voz Avaliação feita por um Otorrinolaringologista Avaliação percetiva e acústica da qualidade vocal realizada por um terapeuta da fala. Nos casos em que se identificou a necessidade de intervenção em terapia da fala foi entregue um relatório com a descrição das eventuais alterações e orientações terapêuticas.

20 Rastreio da Voz

21

22 Participaram voluntariamente 66 funcionários da UALG, dos quais 60% docentes e 73% do sexo feminino. 58% dos participantes apresentaram patologias vocais: as mais frequentes foram fenda glótica e nódulos – foi proporcionada a intervenção adequada a cada caso. A maior parte dos participantes (66%) tinha idades compreendidas entre os 40 e os 60 anos de idade

23 Fruta por Cigarros COMEMORAÇÃO DO DIA NACIONAL DO NÃO FUMADOR 21 DE NOVEMBRO

24 Fruta por Cigarros

25 Curso de Intervenção Básica em Tabagismo

26

27 Workshop: Estilos de Vida Saudáveis

28 Avaliação da Esteatose Hepática por ecografia Determinar a % de estudantes com esteatose hepática e verificar a sua relação com os hábitos alcoólicos, alimentares e Índice de Massa Corporal Determinar a % de estudantes com esteatose hepática e verificar a sua relação com os hábitos alcoólicos, alimentares e Índice de Massa Corporal Promover estilos de vida saudáveis Objetivos Avaliações: 96 Inquiridos do sexo feminino: 72 Inquiridos do sexo masculino: 24 Média de idade total: 19,8 Avaliações: 96 Inquiridos do sexo feminino: 72 Inquiridos do sexo masculino: 24 Média de idade total: 19,8

29 Rastreio Audiológico

30

31 Unidade de Saúde Hispano-Lusa Obrigada!


Carregar ppt "Unidade de Saúde Hispano-Lusa Universidade de Huelva Universidade do Algarve A TIVIDADE 3."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google