A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

8ª série/9º ano Prof.ª Cláudia Leal Keller ORAÇÕES ADJETIVAS Leia os versos a seguir, extraídos do poema Estas mãos, da poeta goiana Cora Coralina. Após.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "8ª série/9º ano Prof.ª Cláudia Leal Keller ORAÇÕES ADJETIVAS Leia os versos a seguir, extraídos do poema Estas mãos, da poeta goiana Cora Coralina. Após."— Transcrição da apresentação:

1 8ª série/9º ano Prof.ª Cláudia Leal Keller ORAÇÕES ADJETIVAS Leia os versos a seguir, extraídos do poema Estas mãos, da poeta goiana Cora Coralina. Após a leitura atenta dos versos dessa poetisa, observe qual é a principal palavra desses versos. Você já estudou que existem orações que exercem funções sintáticas em outras orações e, por isso mesmo, são chamadas orações subordinadas. As orações em que as subordinadas exercem funções são chamadas orações principais. Continuaremos agora o estudo das orações subordinadas. Analisaremos agora as orações subordinadas adjetivas. ORAÇÕES SUBORDINADAS ADJETIVAS

2 Mãos que varreram e cozinharam. Lavaram e estenderam roupas nos varais. Pouparam e remendaram. Mãos domésticas e remendonas. (...) Mãos de semeador... Afeitas à sementeira do trabalho. Minhas mãos raízes Procurando a terra. Semeando sempre. Jamais para elas os júbilos da colheita. Mãos tenazes e obtusas, feridas na remoção de pedras e tropeços, quebrando as arestas da vida. Orações Subordinadas Adjetivas O substantivo mãos é a principal palavra no texto. Observe como a poeta constrói seu poema colocando ao lado do substantivo mãos vários adjetivos e locuções adjetivas. Olha para estas mãos de mulher roceira, esforçadas mãos cavouqueiras. Pesadas, de falanges curtas, sem trato e sem carinho. Ossudas e grosseiras. Mãos que jamais calçaram luvas. (...)

3 Orações Subordinadas Adjetivas A cada nova caracterização, as mãos se tornam mais ativas, mais sofridas. A emoção transmitida por essas mãos rudes atinge um ponto elevado quando a poeta utiliza o substantivo raízes como adjetivo, e mostra-nos a capacidade de gerar vida que suas mãos possuíam: Minhas mãos raízes Procurando a terra. Se fizermos a análise sintática da função exercida por todos esses termos que caracterizam o substantivo mão, veremos que se trata sempre de adjuntos adnominais.

4 Orações Subordinadas Adjetivas Observe atentamente o texto. Você perceberá que, além de empregar adjetivos e locuções adjetivas para caracterizar suas mãos, Cora Coralina utilizou outro recurso. Levante uma hipótese sobre: Que função exerce a oração que jamais calçaram luvas? Não é difícil perceber que a oração que jamais calçaram luvas exerce papel idêntico ao dos adjetivos e locuções adjetivas: ela caracteriza, qualifica o substantivo mãos. Estamos diante de uma oração que se prende, se subordina, a um termo de outra oração a fim de caracterizá-lo. É uma oração subordinada que atua da mesma forma que atuaria um adjetivo ou uma locução adjetiva. E, portanto, uma oração subordinada adjetiva. Você pôde observar o comportamento das orações subordinadas adjetivas. Após essas observações, podemos chegar a uma definição de oração subordinada adjetiva : são aquelas orações que exercem a função de um adjetivo dentro da estrutura da oração principal. Elas são sempre iniciadas por um pronome relativo (que, quem, qual -a qual, o qual, as quais, os quais-, quanto, onde, cujo) e servem para caracterizar algum nome,um antecedente, que aparece na estrutura da frase.

5 Oração Subordinada Adjetiva: PRONOME RELATIVO E ORAÇÕES SUBORDINADAS ADJETIVAS Orações Subordinadas Adjetivas Observe a palavra QUE no exemplo abaixo. Se a retirássemos, que outra palavra poderia substituí-la sem prejuízo de significado? O pronome relativo substitui o termo que o antecede. Esse termo, chamado antecedente, neste caso, MÃOS, é o próprio termo caracterizado pela oração subordinada adjetiva. Note que, no caso acima, o substantivo mãos seria sujeito do verbo calçaram. Como esse substantivo foi substituído pelo pronome relativo que, somos levados a concluir que é esse pronome relativo que desempenha a função de sujeito do verbo calçaram. Daí a importância de se estudar o pronome relativo que, pois, a oração subordinada adjetiva se liga a um termo da oração principal, caracterizando-o. Essa ligação entre a oração subordinada e o termo caracterizado é feita por um pronome relativo.

6 Orações Subordinadas Adjetivas Dessa forma podemos estabelecer a seguinte relação: O pronome relativo introduz a oração subordinada adjetiva. Ao fazer isso, o pronome relativo substitui seu próprio antecedente, desempenhando uma função sintática. CLASSIFICAÇÃO DAS ORAÇÕES SUBORDINADAS ADJETIVAS Leia os exemplos abaixo. Admiro as mulheres que lutam por seus direitos. Admiro as mulheres, que lutam por seus direitos. Os dois períodos compostos acima são bastante parecidos. Em ambos os períodos temos uma oração principal e uma oração subordinada adjetiva. Observe que os pronomes relativos que introduzem as orações subordinadas adjetivas substituem os antecedentes mulheres, e atuam como sujeitos do verbo lutam.

7 Orações Subordinadas Adjetivas Há, no entanto, uma diferença muito importante entre esses dois períodos. No primeiro deles, não há pausa entre a oração principal e a oração subordinada. Isso significa que as mulheres que admiro não são todas: são apenas aquelas que lutam por seus direitos. Sem pausa que a separe do termo mulheres, a oração subordinada adjetiva delimita, restringe o significado do termo antecedente. Por isso é uma oração subordinada adjetiva restritiva. No segundo período, há uma pausa, representada por uma vírgula, entre o termo mulheres e a oração subordinada adjetiva. Essa pausa indica que, na minha opinião, todas as mulheres já se caracterizam por lutarem por seus direitos: a oração subordinada adjetiva apenas esclarece ainda mais essa minha opinião. Por isso, nesse segundo caso, temos uma oração subordinada adjetiva explicativa.

8 Leia atentamente a tirinha abaixo. Orações Subordinadas Adjetivas Agora, observe, no 4º quadrinho, na fala da personagem Mafalda, exemplos de orações subordinadas adjetivas. Todas elas são restritivas, pois ela quis restringir somente as características, as múltiplas personalidades, da mãe dela. Após essas considerações, você já podemos definir as classificações de orações subordinadas adjetivas. As orações subordinadas adjetivas são classificadas em: 1) Restritivas são aquelas orações que restringem ou especificam o sentido do termo a que se referem, individualizando. Nessas orações não há marcação de pausa. 2) Explicativas são orações que realçam um detalhe ou amplificam dados sobre o antecedente, que já se encontra suficientemente definido. Nessas orações há marcação de pausa, que, na escrita, é representada por uma vírgula.


Carregar ppt "8ª série/9º ano Prof.ª Cláudia Leal Keller ORAÇÕES ADJETIVAS Leia os versos a seguir, extraídos do poema Estas mãos, da poeta goiana Cora Coralina. Após."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google