A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

ENTRETENIMENTO TV ABERTA PARA CLASSE C NOVOS MODELOS DE EMPRESA FGV – CEAG CAIO GABRIELA KAREN PAULO WILLIAM.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "ENTRETENIMENTO TV ABERTA PARA CLASSE C NOVOS MODELOS DE EMPRESA FGV – CEAG CAIO GABRIELA KAREN PAULO WILLIAM."— Transcrição da apresentação:

1 ENTRETENIMENTO TV ABERTA PARA CLASSE C NOVOS MODELOS DE EMPRESA FGV – CEAG CAIO GABRIELA KAREN PAULO WILLIAM

2 ...o conjunto de atividades que o ser humano pratica sem outra utilidade senão o prazer. É o desvio do espírito para coisas diferentes das que preocupam. Pode ser uma distração, um passatempo ou um desporto. Entretenimento é...

3 Segmento: TV ABERTA Televisão aberta é como são chamados os canais de TV gratuitos. Receberam essa denominação depois da chegada da Televisão por assinatura. No Brasil, os cidadãos têm disponível gratuitamente as frequências VHF, UHF, e o sinal digital para transmissão e recepção de canais de televisão. Os canais abertos são autorizados a operar pelo Governo Federal que autoriza as concessões de televisão aberta no Brasil. A televisão no Brasil começou em Desde então a televisão cresceu no país e hoje representa um fator importante na cultura popular da sociedade brasileira. A TV Digital no Brasil teve início em 2007, pelo padrão SBTVD (Sistema Brasileiro de Televisão Digital). Segundo dados do IBGE, índice de lares com TV chega a 95%, enquanto a geladeira alcança 91%. Nesse quesito, o aparelho perde apenas para o fogão, que está em mais de 98% do lares brasileiros. 64,33% do total investido em mídia no primeiro trimestre de 2011 foi o meio televisão. Faturamento com publicidade por veículo no Brasil com TV é 12,6 bilhões de reais. Fonte: SUFRAMA

4 Empresa: GLOBO Maior grupo de mídia da América Latina, as Organizações Globo atua em televisão aberta e por assinatura, rádio, jornais, revistas e internet, entre outros. Fundado em 1925, o grupo viveu seu grande salto em 1964, quando criou a Rede Globo de televisão, hoje líder de audiência na rede aberta e terceira maior emissora do mundo. Foi apontada pela revista Exame, como uma das 10 maiores empresas do Brasil em 2011, quando se leva em conta o maior lucro de Ela ocupa a sexta posição. A publicidade é o principal insumo de venda do grupo. A Rede Globo continua sendo o veículo com os preços mais altos. Receita maior que o triplo da alcançada pela Record. Produziram em 2009 aproximadamente 11 mil horas de conteúdo nacional. Empregam cerca de 12 mil colaboradores. Contratam mais de 130 produtores de audiovisual independentes brasileiros. As 10 empresas mais lucrativas do Brasil Perfil audiência TV GLOBO

5 Concorrente: RECORD A Rede Record de Televisão é a mais antiga emissora de TV em atividade no país. A partir de 2007, se consolidou como a segunda maior audiência da televisão brasileira. Rede Record foi eleita a oitava maior rede de televisão do mundo, segundo especialistas na área e o mercado publicitário. A estrutura física da emissora é uma das maiores do mundo e a segunda na América Latina. O RecNov, complexo de teledramaturgia da Record é um dos destaques com mais de 300 mil m² em estrutura física. Em 2009 o faturamento da emissora pulou de 2 bilhões para quase 4 bilhões de reais, um crescimento de 47%. A marca da emissora também foi valorizada e atualmente a rede está avaliada em cerca de 10 bilhões de reais. Em faturamento a Record ficou em quinto lugar.

6 Público-alvo: CLASSE C De acordo com a pesquisa nacional de amostragem por domicílio (PNAD), do instituto brasileiro de geografia e estatística (IBGE), 29 milhões de pessoas ingressaram na classe C (renda familiar bruta de R$ a R$ 4.854) entre 2003 e 2009, um crescimento de 34,3%. segundo o levantamento, o país contava em 2009 com cerca de 95 milhões de habitantes nessa faixa de renda, em uma população total de 190,7 milhões (Censo 2010). Já a classe B (de R$ a R$ 6.329) aumentou 38,5% e a classe A (a partir de R$ 6.330), 40,9%. No passado, a classe C seguia muito os padrões das classes A e B. Ela morava na periferia de São Paulo e do Rio e tinha a aspiração de vir para um bairro de classe média, queria ter mais ou menos as mesmas coisas que uma família de classe média. Eram seguidores. Houve uma mudança de comportamento e de valores para estas pessoas. Há aquelas pessoas que migraram da classe D para a classe C e estão vivenciando um novo momento. Estão muito felizes, mas têm muito receio de voltar, de perder o que conquistaram. Estão investindo nos filhos, para que eles deem um novo salto. A classe C têm que estar mais bem representados e identificados na dramaturgia, no jornalismo. Eles querem ter uma linguagem mais simples, para entender melhor.

7 Cenário atual: MATRIZ IMPORTÂNCIA X DESEMPENHO OBJETIVO DE DESEMPENHO DETALHAMENTOIMPORTÂNCIADESEMPENHO CUSTO A – Investimento Publicitário B - Produção qualificada, custando o menos possível CONFIABILIDADE C – Credibilidade nas informações transmitidas D - Pontualidade da grade de programação FLEXIBILIDADE E - Diversidade de conteúdo/Opções de escolha F – Interatividade G - Multimídia QUALIDADE H - Excelência audiovisual (boa imagem e som) I - Conteúdo atualizado J - Qualidade da produção VELOCIDADE L - Informações em tempo real M - Veiculação da notícia em primeira mão N - Menor tempo de espera entre lançamento de filmes/séries no Cinema/Tv Americana e a exibição na TV Mercado: TV aberta Público: Classe C Empresa: Organizações Globo Concorrente: Record

8 IMPORTÂNCIA baixa alta DESEMPENHO bom mau A B C D E L I J Segmento: Entretenimento G M N H F Vantagem Competitiva Credibilidade na informação e Qualidade na produção conquistando a confiança e a preferencia do público. Alto índice de audiência atraindo o mercado publicitário. Pariedade Competitiva Características intrínsecas mercado de tv aberta - Flexibilidade e Velocidade Cenário atual: MATRIZ IMPORTÂNCIA X DESEMPENHO Mercado: TV aberta Público: Classe C Empresa: Organizações Globo Concorrente: Record

9 Cenário atual: Fatores-Chave do Ambiente Operacional SOCIALTECNOLÓGICOECONÔMICOPOLÍTICOAMBIENTAL Hábitos de consumo da Classe C Mudança do consumo de mídia entre os jovens Aumento do tempo de uso da internet Representatividade da TV aberta na sociedade brasileira Telespectador passivo x Telespectador ativo Telespectador como criador de conteúdo Novelas, programas humorísticos e de auditório são os gêneros preferidos pela classe C (Ibope/Target Group Index ) A internet é mais usada pela classe C como meio de encontro (redes sociais) do que como fonte de informação (Ibope/Target Group Index ) A mídia impressa tem baixa penetração na classe C. A mídia em geral e a igreja sãoinstituições merecedoras de grande confiança por parte dessa faixa da população. (Ibope/Target Group Index ) Acesso aos conteúdos via internet Tv/Decolder com possibilidade de gravação Tv com internet Aluguel de filmes via internet/tv a cabo TV digital / Interatividade na TV TV 3D Meios de distribuição dos conteúdo Programação de TV sob demanda (Tivo, Now...) Estima-se que metade da população brasileira da classe C terá acesso à internet nos próximos 10 anos. 60% dos acessos será em banda larga. (Profuturo/FIA). A classe C representa 43% dos consumidores de TV por assinatura (Pesquisa Data Popular) A televisão representa 64% do investimento em publicidade 27% dos consumidores com smartphone em 2010, pertenciam à Classe C Em 2010, Computador, celular, TV, micro-ondas e geladeira destacavam- se como objetos de desejo da classe C (Ibope/Target Group Index ) Lei PLC 116 que impõe cotas de conteúdo nacional Concessões para as empresas de Telecomunicação Leis de incentivo a expansão da banda larga Incentivo à praticas ambientalmente sustentáveis através dos conteúdos televisivos

10 Cenário atual: Fatores-Chave do Ambiente Operacional impacto e grau de incerteza menor impacto maior menor grau de incerteza maior TT SS AA EE PP

11 SOCIALTECNOLÓGICOECONÔMICOPOLÍTICOAMBIENTAL Hábitos de consumo da Classe C Mudança do consumo de mídia entre os jovens Aumento do tempo de uso da internet Representatividade da TV aberta na sociedade brasileira Telespectador passivo x Telespectador ativo Telespectador como criador de conteúdo Novelas, programas humorísticos e de auditório são os gêneros preferidos pela classe C (Ibope/Target Group Index ) A internet é mais usada pela classe C como meio de encontro (redes sociais) do que como fonte de informação (Ibope/Target Group Index ) A mídia impressa tem baixa penetração na classe C. A mídia em geral e a igreja sãoinstituições merecedoras de grande confiança por parte dessa faixa da população. (Ibope/Target Group Index ) Acesso aos conteúdos via internet Tv/Decloder com possibilidade de gravação Tv com internet Aluguel de filmes via internet/tv a cabo TV digital / Interatividade na TV TV 3D Meios de distribuição dos conteúdos Programação de TV sob demanda (Tivo, Now...) Estima-se que metade da população brasileira da classe C terá acesso à internet nos próximos 10 anos. 60% dos acessos será em banda larga. (Profuturo/FIA). A classe C representa 43% dos consumidores de TV por assinatura (Pesquisa Data Popular) A televisão representa 64% do investimento em publicidade 27% dos consumidores com smartphone em 2010, pertenciam à Classe C Em 2010, Computador, celular, TV, micro-ondas e geladeira destacavam-se como objetos de desejo da classe C (Ibope/Target Group Index ) Lei PLC 116 que impõe cotas de conteúdo nacional Concessões para as empresas de Telecomunicação Leis de incentivo a expansão da banda larga Incentivo à praticas ambientalmente sustentáveis através dos conteúdos televisivos Cenário atual: Fatores-Chave do Ambiente Operacional

12 FATORES SOCIAIS A - Aumento no tempo de navegação da internet na Classe C. B - Aumento do uso de novas plataformas /tecnologias para acesso de conteúdo pela classe C C – Deficiência na escolaridade dos jovens da Classe C. D - Telespectador como criador de conteúdo. FATORES TECNOLÓGICOS E - Crescimento da velocidade da banda larga para GB. F - Possibilidade de criação de grades de programação personalizadas - TV Interativa G - Extensão daTV 3D H - Meios de distribuição dos conteúdos I - Novas soluções em Publicidade menor impacto maior menor grau de incerteza maior A B C D E F G H Elemento pré-determinado incerteza crítica I Cenário atual: Fatores-Chave do Ambiente Operacional impacto e grau de incerteza Como o conteúdo chegará até os consumidores? Como a publicidade estará presente em 2020? Quais serão as novas tecnologias lançadas até 2020? A Classe C irá aderir? Metade da classe C terá acesso à internet nos próximos 10 anos. 60% dos acessos será em banda larga.

13 ELEMENTOS PRÉ-DETERMINADOSINCERTEZAS CRÍTICAS Aumento no tempo de navegação da internet na Classe C X Diminuição no tempo em frente a TV. Deficiência no nível de escolaridade dos jovens da Classe C. Crescimento da velocidade da banda larga para GB Extensão da TV 3D Aumento do uso de novas plataformas /tecnologias para acesso de conteúdo pela classe C Telespectador como criador de conteúdo. Possibilidade de criação de grades de programação personalizadas - TV Interativa Meios de distribuição dos conteúdos Novas soluções em publicidade Cenário atual: Forças Motrizes

14 + - Aumento do uso de novas plataformas /tecnologias para acesso de conteúdo pela classe C Meios de distribuição dos conteúdos / Novas soluções em publicidade Cenários Possíveis 2020

15 Cenário Propaganda O modelo de negócio se mantem o mesmo e a lucratividade permanece baseada na venda de publicidade. A Classe C não tem acesso as diversas mídias, tendo em casa a Tv e/ou o computador. O consumo de mídia continua atrelado a grade de programação da Tv. - -

16 Cenário Conteúdo A TV aberta não existirá mais. A Organização Globo irá modificar seu modelo de negócio transformando-se em uma empresa produtora e distribuidora de conteúdo para as diversas plataformas multimídia. + +

17 CENÁRIO PROPAGANDACENÁRIO CONTEÚDO 1.Televisão e Internet como principais meios de entretenimento. 2.Desenvolvimento de novas mídias sem a utilização das mesmas pela classe C. 3.Crescimento moderado da expansão da banda larga. 4.Maior evasão de jovens pertencentes à classe social estudada. 5.Deficiência na escolaridade da classe C. 6.Aumento da PEA (População Ocupada). 7.Apreciação da moeda. 8.Entrada de capital reduzida com a taxação governamental. 9.Importação de mão de obra estrangeira. 10.Exportações diminuem. 11.Balança comercial desfavorável devido à má utilização da entrada do capital. 12.Desenvolvimento do país em ritmo lento. 1.Utilização de novas mídias pela classe C. 2.Domínio feminino no mercado de trabalho. 3.Queda no número de telespectadores. 4.Fim da televisão aberta. 5.Desenvolvimento de conteúdos para adequar às novas exigências da classe C. 6.Personalização de conteúdos. 7.Aumento na utilização de meios interativos. 8.Evasão controlada de jovens no ensino superior. 9.Manutenção da PEA (População Ocupada). 10.Deterioração do poder aquisitivo da moeda. 11.Depreciação da moeda. 12.Projeto nacional para a elevada entrada de investimentos estrangeiros. 13.Controle da inflação. 14.Aumento da exportação. 15.Balança comercial favorável. 16.Desenvolvimento do país em ritmo acelerado. 17.Representatividade no canário tecnológico mundial

18 CENÁRIO PROPAGANDACENÁRIO CONTEÚDO A quantidade de horas de consumo da TV permanece alta. O que acontece é a multiplicidade de meios, podendo gerar maior exposição de marca da Globo e de seus conteúdos: telespectadores comentando do programa nas redes sociais, acessando o site Globo.com para ter mais informações sobre a programação... Crescimento no número de vendas de televisores de LCD. Crescimento da Classe C. Eles têm que estar mais bem representados e identificados na dramaturgia, no jornalismo. Eles têm que ver a sua realidade retratada. Eles querem ter uma linguagem mais simples, para entender melhor. Leis de incentivo a expansão da banda larga: Novas possibilidades de publicidade através da Tv Interativa. Leis de incentivo a expansão da banda larga: Migração da TV para o computador. Crescimento no número de vendas de computadores: barateamento da tecnologia, preços mais acessíveis, possibilidade de financiamento. Crescimento no setor de Tv por assinatura: Empresas de telecomunicação com a pretensão de atingir a Classe C oferecendo pacotes com preços acessíveis. Possibilidade de maior diversidade para escolha do que irá assistir. A Classe com maior poder de consumo aquecendo o mercado de venda de conteúdo Nova geração de consumidores, que buscam conteúdos personalizados e não estão mais dispostos a se adaptar à programação da TV aberta Redução no custo da tecnologia para expansão de servidores (armazenamento de conteúdos) Política cambial incentiva a exportação de produtos brasileiros, abrindo novos mercados no Exterior (venda de conteúdo para portais de conteúdo / operadoras de celular, para atingir brasileiros que vivem em outros países) Aumento do crowndsourcing para a redução de custos. Pouco avanço na tecnologia / velocidade na transmissão de dados Incentivo político à manutenção da TV aberta O crescimento da pirataria na divulgação do conteúdo produzido. Custo de produção elevados. Necessidade de políticas de incentivo à produção de conteúdos. Oportunidades Ameaças

19 Cenário Propaganda: MATRIZ IMPORTÂNCIA X DESEMPENHO Mercado: TV aberta Público: Classe C Empresa: Organizações Globo Concorrente: Programadora Ideal OBJETIVO DE DESEMPENHO DETALHAMENTOIMPORTÂNCIADESEMPENHO CUSTO A – Índices de audiência B – Diversidade na venda de espaço publicitário CONFIABILIDADE C – Representatividade da Classe C na dramaturgia, no jornalismo. D - Credibilidade nas informações transmitidas com uma linguagem mais simples, para melhor entendimento FLEXIBILIDADE E – Interatividade – Compra via controle remoto, gravação de conteúdo F - Multimídia – Presença de marca em várias mídias QUALIDADE G - Excelência audiovisual (boa imagem e som) H - Qualidade da produção I – Conteúdos de alta relevância VELOCIDADE J – Disponibilizar conteúdo na TV e na internet L – Identificar o interesse do público alvo e adequar a programação

20 IMPORTÂNCIA baixa alta DESEMPENHO bom mau Segmento: Entretenimento GAPS Relacionados a adequação da programação para a necessidade da Classe C em se ver representada. Cenário Propaganda: MATRIZ IMPORTÂNCIA X DESEMPENHO Mercado: TV aberta Público: Classe C Empresa: Organizações Globo Concorrente: Programadora Ideal H B C D E F G A I J L

21 A Organizações Globo atua como emissora de TV aberta, através de uma programação de qualidade dirigida à classe C. Como funciona essa empresa? TV aberta

22 A programação é desenvolvida com o padrão de qualidade da Organizações Globo, contudo, com um conteúdo direcionado à nova Classe C brasileira. Os roteiros da programação são desenvolvidos conforme resultados de pesquisas dos gostos e preferências da Classe C dominante. Ações propostas para o cenário Propaganda Quais as áreas impactadas? Programação: Manter o nível de qualidade das produções, mas com conteúdo popular; Multimídia: Explorar a exposição da marca nas outras mídias, incentivando o acesso dos telespectadores nos diversos ambientes da Globo. Vendas: Comercializar novos formatos de venda de publicidade, considerando que a classe C tem preferência por comerciais em formato de merchandising. Portanto, a equipe comercial deverá prospectar anunciantes voltados ao mercado da Classe C, através da venda de merchandising em formato de testemunhal (Ex: Ana Maria Braga atesta a nova máquina de lavar da Brastemp.)

23 Cenário Conteúdo: MATRIZ IMPORTÂNCIA X DESEMPENHO Mercado: TV aberta Público: Classe C Empresa: Organizações Globo Concorrente: Produtora e fornecedora de Conteúdo Ideal OBJETIVO DE DESEMPENHO DETALHAMENTOIMPORTÂNCIADESEMPENHO CUSTO A – Produções de baixo custo B – Ganho de escala: conteúdos adaptáveis às diferentes plataformas de mídia CONFIABILIDADE C – Segurança na compra do conteúdo por meio eletrônicos 24 FLEXIBILIDADE D – Compatibilidade com diferentes plataformas multimídia (notebook, celular, tablet...) E – Interatividade efetiva (participação do público na produção do conteúdo) F - Conteúdos com roteiro e produção diferenciados para cada plataforma multimídia QUALIDADE G – Produção qualificada H - Portfólio de conteúdo extenso e diversificado I – Conteúdos de alta relevância VELOCIDADE J – Baixo GAP entre a produção e a venda do conteúdo L – Velocidade na produção de novos conteúdos / atualização de conteúdos atuais

24 A B C I L H D F G E IMPORTÂNCIA baixa alta DESEMPENHO bom mau Segmento: Entretenimento GAPS Relacionados ao novo modelo de negócio – Venda de conteúdo: - Baixo Custo - Ganho de Escala - Conteúdos com roteiro e produção diferenciados para cada plataforma multimídia Cenário Conteúdo: MATRIZ IMPORTÂNCIA X DESEMPENHO Mercado: TV aberta Público: Classe C Empresa: Organizações Globo Concorrente: Produtora e fornecedora de Conteúdo Ideal J

25 TVNotebookCelularTablet Nova tecnologias A Organizações Globo atua na produção e distribuição de conteúdo para as diversas plataformas multimídia, acessíveis à classe C. Estes conteúdos são vendidos diretamente ao consumidor final. Como funciona essa empresa?

26 O consumidor poderá comprar o conteúdo através de pacote avulso ou mensal, da seguinte forma: Quais categorias de conteúdo serão comercializadas? Avulso Pacote Mensal Valor pago por conteúdo, conforme interesse e necessidade. Valor pago mensalmente por categoria de conteúdo; O cliente participa do programa de fidelidade, podendo acumular pontos e revertê-los em prêmios; O cliente pode escrever o roteiro junto com o roteirista original Novelas Auditório Esportes Humor Educação Séries Infantil Jornalístico Ações propostas para o cenário Conteúdo

27 Como o consumidor terá acesso à compra do conteúdo? Notebook: Compra pela internet, através do Portal Organizações Globo Tablet e Celular: Compra pelo aplicativo da Organizações Globo ou por SMS TV: Compra através de TVs com Internet ou por SMS Como evitar altos custos de produção? Produções em crowdsourcing Usar produções do acervo da Globo Promover Concurso Cultural para novos roteiristas Ações propostas para o cenário Conteúdo

28 OBRIGADO ATÉ


Carregar ppt "ENTRETENIMENTO TV ABERTA PARA CLASSE C NOVOS MODELOS DE EMPRESA FGV – CEAG CAIO GABRIELA KAREN PAULO WILLIAM."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google