A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

EDNA BRENNAND Recursos Tecnológicos no Ensino Universitário.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "EDNA BRENNAND Recursos Tecnológicos no Ensino Universitário."— Transcrição da apresentação:

1 EDNA BRENNAND Recursos Tecnológicos no Ensino Universitário

2 Situando a questão Como a Universidade está utilizando as tecnologias digitais como ferramenta pedagógica no Ensino? Para responder a essa questão vamos pensar um pouco sobre a geração que está na Universidade!

3 TELEVISÃO LIGADA ENQUANTO SE ESTUDA PARA UMA PROVA E FONES NOS OUVIDOS AO REDIGIR UM TRABALHO ESCOLAR SÃO CENAS BEM COMUNS NA ATUALIDADE ENTRE OS JOVENS NASCIDOS ENTRE 1980 E A CHAMADA GERAÇÃO Y A Geração que se encontra hoje na Universidade

4 Também referida como Geração millennials ou Geração da Internet é um conceito em Sociologia que se refere, segundo alguns autores, à coorte dos nascidos após 1980,InternetSociologia coorte1980 sob o advento da internet e do boom tecnológico.

5 A Geração Y A Geração Y já está chegando ao mercado de trabalho e está sendo sucedida pela Geração Z (nascidos após o ano 2003)Geração Z

6 Como vive esta Geração ?

7 Blackberrys à mão... A grande nuance dessa geração é zapear!!!!!

8 Maneira de pensar influenciada desde o berço pelo mundo complexo e veloz que a tecnologia engendrou. Sentem-se à vontade quando ligam ao mesmo tempo a televisão, o rádio, o telefone, música e internet. Geração com conceito de mundo desapegado das fronteiras geográficas

9 Seu mundo é tecnológico e virtual. Para eles é impossível imaginar um mundo sem internet, telefones celulares, computadores, iPods, videogames com gráficos exuberantes, televisores e vídeos em alta definição e cada vez mais novidades neste ramo.

10 Possuem rapidez de pensamento e incapacidade para a linearidade Vida regada a muita informação, pois tudo que acontece é noticiado em tempo real e muitas vezes esse volume imenso acaba se tornando obsoleto em pouco tempo.

11 Dinamicidade e capacidade de pensar em rede A "Geração X", de líderes os empresários orientados para as realizações geradas pelas reestruturações dos anos 90, estão preocupados com a entrada na cena do mundo do trabalho da "Geração Y.

12 Estudos recentes sobre a questão No Brasil os estudos sobre a questão não são muitos. Laboratório de Negócios -LAB SSJ tem realizado pesquisas abrangentes sobre o cenário multigeracional, particularmente sobre a geração Y – como grupo que tem exercido grande influência no trabalho e nas estratégias das organizações.

13 Estudos recentes -BRASIL Blog Vida Universitária LAB SSJ

14 Exterior Global Faces and Networked Places. Nielsen Report, March 2009.(1180 participantes) Global CEO Survey, Generation Y: Powerhouse of the Global Economy. Deloitte, January (860 participantes) Jovens Talentos Laboratório de Negócios SSJ, Julho (1043 participantes) N_ Gen People Performance Inc. The Globe and Mail, The Generational Divide– Virginia Galt, 31 março de 200Y

15 Campo Educacional Não encontramos nenhum estudo científico no campo da educação que tratasse da temática. 1 BLOG ara-onde-vai-geracao-y.html

16 Mercado Muitas organizações têm se esforçado para que os colaboradores mais velhos entendam e possam lidar melhor com essa geração que busca mais feedback, responsabilidade e maior e maior envolvimento nas grandes decisões.

17 Mercado Gestores estão preocupados com ambientes de trabalho desafiadores que aproveitem os talentos específicos da geração Y. Com maior diversidade e flexibilidade e que despertem o compromisso e a lealdade dessa geração por meio de valores.

18 Universidade A geração Y participa ativamente da web 2.0. É essencial aproveitar sua natural facilidade com tecnologia para construir relações positivas e inclusivas. É preciso pensar nas competências necessárias para que as pessoas da geração Y desenvolvam habilidades que permitam a elas gerenciar projetos e tomar as decisões adequadas.

19 Cultura aberta de uso de tecnologias digitais Utilizar as mídias sociais, como blogs, Twitter e chats, para estabelecer novos canais de comunicação é uma forma de estimular a colaboração e transformar as relações pedagógicas mais abertas e multireferenciais.

20 Tecnologias Digitais na Educação Os estudos já são muitos mais os impactos ainda pequenos Privilegiam o uso do computador pelos alunos Versão na sua maioria sobre ações e experiências oriundas das políticas públicas São mais abundantes no que se refere à manipulação

21 Tecnologias Digitais na Educação Formação de professores Tema marginal nas duas últimas Conferências Nacionais 2010 – a capa do Documento Base (papel e lápis)

22 Eixos da CONAE EIXO I - Papel do Estado na Garantia do Direito à Educação de Qualidade: Organização e Regulação da EducaçãoNacional EIXO II - Qualidade da Educação, Gestão Democrática e Avaliação EIXO III - Democratização do Acesso, Permanência e Sucesso Escolar EIXO IV - Formação e Valorização dos Profissionais da Educação EIXO V - Financiamento da Educação e Controle Social EIXO VI - Justiça Social, Educação e Trabalho: Inclusão, Diversidade e Igualdade...78

23 Eixos Define políticas desarticuladas do Estado da Arte do desenvolvimento da Ciência e Tecnologia. Desarticuladas do estágio cognitivo da Sociedade Não basta colocar coputador nas escolas, mas propiciar condições de uso das tecnologias digitais nos processos de aprendizagem

24 Universidade Nativos Digitais em um ensino superior analógico Nossos alunos são parte de uma geração que aprende usando a Internet, Wikipedia, Google, MSN, Blog, Orkut, Facebook, Twiter e tantas outras ferramentas.

25 Universidade Nossos alunos se deparam ainda hoje com um modelo universitário rígido (décadas de 60 e 70) e mergulhados cotidianamente em um universo didático-pedagógico analógico, formal,presencial, com fronteiras físicas e restrições de comportamento.

26 Universidade Docentes Imigrantes Digitais Metamorfoses necessárias Processos de ensino-aprendizagem mais dinâmicos e participativos Uso mais intensivo de tecnologias digitais Domínio do uso pedagógico das tecnologias que os alunos mais usam, gostam e se identificam; Fomento a aprendizagem interdisciplinar e colaborativa.


Carregar ppt "EDNA BRENNAND Recursos Tecnológicos no Ensino Universitário."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google