A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Mediunidade e Eletromagnetismo Metais Condutores No cobre, prata, ouro e alumínio os elétrons livres são facilmente destacáveis do átomo Sempre que o.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Mediunidade e Eletromagnetismo Metais Condutores No cobre, prata, ouro e alumínio os elétrons livres são facilmente destacáveis do átomo Sempre que o."— Transcrição da apresentação:

1

2 Mediunidade e Eletromagnetismo

3 Metais Condutores No cobre, prata, ouro e alumínio os elétrons livres são facilmente destacáveis do átomo Sempre que o átomo acusa a deficiência de um elétron, de imediato desloca um elétron do átomo adjacente dando início à corrente elétrica.

4 Mediunidade Estuante e espontânea Sensibilidade psíquica que recebe espontaneamente irradiações mentais afins.

5 Corrente Elétrica A corrente elétrica é a fonte do magnetismo tanto no Plano Físico como no Plano Espiritual A corrente mental também é corrente de natureza elétrica, menos ponderável do que a corrente elétrica

6 Corrente Elétrica Além dos movimentos de translação e saltos ao redor do núcleo, os elétrons também possuem um movimento de rotação sobre o próprio eixo denominado spin.

7 Spins e Domínio Os spins possuem nature- za positiva ou negativa e se compensam, exceto em determinados elementos. No átomo de ferro há um desequilíbrio pois existem 4 spins ou efeitos magnéticos nas camadas periféricas provocando o efeito magnético, formando pequenos imãs ou domínios.

8 Spins e Domínio Nos átomos de ferro existe a tendência deles se alinharem espontaneamente formando um fluxo magnético. Quando todos os domínios assumem a mesma direção afirma-se que o corpo ou material está saturado.

9 Campo Magnético Essencial Da associação dos domínios surgem as linhas de força que geram o campo magnético ou espaço em torno do pólo magnético.

10 Campo Magnético Essencial O campo magnético terrestre é muito reduzido (0,2 oersted na horizontal e 0,5 oersted na vertical)

11 Campo Magnético Essencial Alguns campos possuem valores bem mais elevados, como um Auto Falante ( de oersted à oersted)

12 Fácil reconhecer que, em todos os elementos atômicos nos quais os efeitos magnéticos ou «spins» se revelam compensados, os «domínios» ou ímãs microscópicos se equilibram na constituição inter-atômica, com índices de harmonia ou saturação adequados, pelos quais o campo magnético se mostra regular, o que não acontece nos elementos em que os «spins» da camada periférica se evidenciam descompensados ou naqueles que estejam sob regime de excitação.

13 Ferromagnetismo e Mediunidade Perceberemos nas mentes ajustadas aos imperativos da experiência humana, mesmo naquelas de sensibilidade mediúnica normal, criaturas em que os «spins» ou efeitos magnéticos da atividade espiritual se evidenciam necessariamente harmonizados, presidindo a formação dos «domínios» ou ímãs diminutos do mundo íntimo em processo de integração, através do qual o campo magnético se mostra entrosado às emoções comuns

14 Ferromagnetismo e Mediunidade Ao passo que, nas organizações mentais em que os «spins» ou efeitos magnéticos do pensamento apareçam descontrabalançados, as propriedades magnéticas patenteiam teor avançado, tanto maior quanto mais vasta a descompensação, plasmando condições mediúnicas variáveis por exigirem o auxílio de correntes de força que lhes ofereçam o necessário equilíbrio

15 Ferromagnetismo e Mediunidade O que ocorre tanto com as grandes almas que aceitam ministérios de abnegação e renúncia em planos inferiores, aí permanecendo em posição de desnível, como também com as almas menos enobrecidas, embora em outro sentido, segregadas em aflitivo desajuste nas reencarnações reparadoras por se haverem onerado perante a Lei.

16 Descompensação Vibratória Reconhecemos que a mediunidade ou capacidade de sintonia está em todas as criaturas, porque todas as criaturas são dotadas de campo magnético particular, campo esse, porém, que é sempre mais pronunciado naquelas que estejam temporariamente em regime de descompensação vibratória, seja de teor purgativo ou de elevada situação, a transparecer no trabalho expiatório da alma que se rendeu à delinquência ou na ação missionária dos Espíritos de eleição que se entregam à bem-aventurança do sacrifício por amor, em estágios curtos ou longos na reencarnação terrestre, com o objetivo de trazerem das Esferas Superiores mais alta contribuição de progresso ao pensamento da Humanidade.

17 Cérebro e Energia

18 Geradores e Motores - Produzem corrente contínua - Gerador: Fornece Corrente - Motor: Fornece Potência -São sempre auto-excitados - Energia Mental => Atenção e Desatenção

19 Gerador Shunt Desligado (Circuito Aberto): Magnetismo residual, gera pequena força eletromotriz e não gera corrente circulante. Ligado (Circuito Fechado): Força eletromotriz gera corrente que soma-se ao magnetismo residual dilatando o fluxo até o limite da resistência integral do Campo. A elevação da voltagem cessa quando a linha de resistência interrompe a curva de saturação

20 Frustração da Corrente Elétrica -Ausência de Magnetismo Residual, apa- relhos novos ou fora de serviço por longo tempo - Ligações invertidas no circuito - Resistência excessiva do circuito

21 Gerador do Cérebro Gerador auto-excitado, mas também produz geração, excitação, transformação, indução, condução, exteriorização, captação, assimilação e dessassimilação da energia mental

22 Gerador do Cérebro É no cérebro que a matéria mental, sob o impulso do espírito, produz correntes que se exteriorizam, no espaço e no tempo, atuando mais intensamente na aura do ser que a exprime, até atingir o valor máximo do fluxo magnético segundo a resistência integral do campo,

23 Corrente do Pensamento O Pensamento é força sutil e inexaurível, corrente viva e exteriorizante, com faculdades de auto-excitação e autoplasticização.

24 Corrente do Pensamento Se a mente está desatenciosa (circuito aberto) produz-se reduzida força mentoativa que não gera corrente circulante

25 Corrente do Pensamento Se a mente está concentrada (circuito fechado) a força mentocriativa gerada produz corrente circulante, que provoca a formação de energia mental no mesmo sentido do magnetismo de resíduo existente dilatando o fluxo até o valor máximo permitido pela resistencia do campo.

26 Negação da Corrente Mental -Ausência de Magnetismo Residual, cérebros primiti- vos ou pessoas por largo tempo na ociosidade espiri- tual - Circuito Mentais invertidos, monoideísmo viciosos provocados por processo obsessivo - Deficiência da aparelhagem orgânica, enfermidades ou perturbações temporárias.

27 Fluxo Mental

28 Partícula Elétrica Deslocamento da partícula gera onda formada pelas vibrações no campo elétrico variando conforme o número atômico do elemento. Cálculo da massa e carga dos elétrons demonstrou que a energia se difunde pelo movimento simultâneo em partículas infra- atômicos e pulsação eletromagnética.

29 Partícula Elétrica A Circulação da corrente elétrica produz calor, campo magnético, luz e ação química. -Calor = Colisões dos elétrons livres movendo- se ao longo do condutor. - Campo Magnético = movimento das correntes criando forças ondulatórias de imanização

30 Partícula Elétrica - Luz = Decorrente da corrente elétrica - Ação Quimica = Circulação da corrente elétrica através de determinadas soluções

31 Partícula Mental Correntes Mentais produzem irradiações eletromagnéticas variando sua frequência conforme o estado mental do emissor.

32 Corrente Mental Sub-humana Restringe-se a impulsos de sustentação. Os impulsos constantes são empregados para manutenção do calor e magnetismo, radiação e atividades químicas.

33 Função dos Agentes Mentais Através das ondas eletromagnéticas temos o fenômeno das sinápses, transmissão do impulso nervoso de um neurônio a outro.

34 Função dos Agentes Mentais Inibindo, controlando, libertando ou distribuindo a força nervosa ou os potenciais eletromagnéticos acumulados pelos impulsos mentais, nas províncias celulares, surpreendemos a coordenação dos estímulos diversos, mantenedores do equilíbrio orgânico, através da ação conduzida dos vários mediadores químicos de que as células se fazem os fabricantes e distribuidores essenciais.

35 Corrente Mental Humana No cérebro humano a corrente mental tem papel que vai além da sustentação dos circuitos orgânicos.

36 Corrente Mental Humana Nascida nas profundezas da mente se espraia sobre todas as células, mantendo a fábrica das unidades orgânicas.

37 Corrente Mental Humana E, assim, percorre o arco reflexo visceral, vibrando: 1) nas fibras aferentes, cuja tessitura celular permanece nos gânglios das raízes dorsais e dos nervos cranianos correspondentes; 2) nas fibras conectoras mielínicas que se originam na coluna intermédio-latcral; 3) nas fibras motoras originadas nos neurônios ganglionares e que terminam nos efetores ou fibras pós-ganglionares.

38 Corrente Mental Humana Acima do nível espinhal, vibra, ainda: 1) na integração pontobulbar em que se hierarquizam reflexos importantes, como sejam os da pressão arterial; 2) no conjunto talâmico e hipotalâmico. em que se mecanizam os reflexos do Espírito; 3) na composição cortical.

39 Corrente Mental Humana A corrente mental vitaliza todos os centros da alma e, consequentemente, todos os núcleos endócrinos e junturas plexiformes da usina física, em cuja urdidura dispõe o Espírito de recursos para os serviços da emissão e recepção, ou exteriorização dos próprios pensamentos e assimilação dos pensamentos alheios.

40 Campo da Aura Articulando, ao redor de si mesma, as radiações das sinergias funcionais das agregações celulares do campo físico ou do psicossomático, a alma encarnada ou desencarnada está envolvida na própria aura ou túnica de forças eletromagnéticas, em cuja tessitura circulam as irradiações que lhe são peculiares.

41 Campo da Aura Evidenciam-se essas irradiações, de maneira condensada, até um ponto determinado de saturação, contendo as essências e imagens que lhe configuram os desejos no mundo íntimo, em processo espontâneo de auto- exteriorização, ponto esse do qual a sua onda mental se alonga adiante, atuando sobre todos os que com ela se afinem e recolhendo naturalmente a atuação de todos os que se lhe revelem simpáticos.

42 Campo da Aura E, desse modo, estende a própria influência que, à feição do campo proposto por Einstein, diminui com a distância do fulcro consciencial emissor, tornando-se cada vez menor, mas a espraiar-se no Universo infinito.

43 Onda Mental

44 Onda Hertiziana O Pensamento ou Irradiação Mental expressa-se por ondas. Sendo o cérebro um aparelho emissor e receptor podemos comparar o pensamento as ondas hertizianas

45 Pensamento e Televisão Assim como na televisão temos um aparelho que capta, transforma e irradia o som e a imagem simultaneamente, de maneira igual trabalha o pensamento.

46 Pensamento e Televisão Quando pensamos criamos formas-pensamentos ou imagens-moldes que lançamos para fora.

47 Pensamento e Televisão Todos aqueles que aceitem nosso modo de sentir ou ser, consciente ou inconsciente- mente captam estes pensa- mentos.

48 Células e Peças O Cérebro possui nas células recursos semelhantes às das peças do aparelho televisor, exteriorizando as ondas que transportam estímulos, imagens, vozes, cores, palavras e sinais.

49 Alavanca da Vontade Cada Espírito, pelo poder vibratório de que seja dotado, imprimirá aos seus recursos mentais o tipo de onda ou fluxo energético que lhe define a personalidade, a evidenciar-se nas faixas superiores da vida, na proporção das grandezas morais, do ponto de vista de amor e sabedoria, que já tenha acumulado em si mesmo.

50 Alavanca da Vontade Para manejar as correntes mentais, em serviço de projeção das próprias energias e de assimilação das energias alheias, dispõe a alma, em si, da alavanca da vontade, por ela vagarosamente construída em milênios e milênios de trabalho automatizante.

51 Vontade e Aperfeiçoamento A memória e a imaginação, ainda curtas, limitam a volição do homem a simples tendência que é aspecto primário da faculdade de decidir.

52 Vontade e Aperfeiçoamento A civilização chega sempre. O progresso impõe novos métodos e a dor estilhaça envoltórios. As modificações da escolha acompanham a ascensão do conhecimento. A vontade de prazer e a vontade de domínio convertem-se em prazer de aperfeiçoar e servir, acompanhados de autodominio.

53 Ciclotron da Vontade Arremessa a criatura, naturalmente, a própria onda mental na direção dos Espíritos que penetraram mais amplos horizontes da evolução. Alcançando semelhante estágio de consciência, a vontade, no campo do Espírito, desempenha o papel do cíclotron no mundo da Química, bombardeando automàticamente os princípios mentais que se lhe contraponham aos impulsos.

54 Ciclotron da Vontade E é, ainda, com essa faculdade determinante que ela preside as junções de onda, junto àquelas que se proponha assimilar, no plano das sintonias, de vez que, quanto mais elevado o discernimento, mais livre se lhe fará a criação mental originária para libertar e aprisionar, enriquecer e sublimar, agravar os males ou acrescentar os próprios bens na esfera do destino.


Carregar ppt "Mediunidade e Eletromagnetismo Metais Condutores No cobre, prata, ouro e alumínio os elétrons livres são facilmente destacáveis do átomo Sempre que o."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google