A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

RECURSOS NATURAIS E CRESCIMENTO ECONÔMICO. O QUE SIGNIFICA A REDUÇÃO DO CONSUMO DE ENERGIA PARA A ECONOMIA DE UM PAÍS? OS TRANSTORNOS QUE ISSO PODE TRAZER.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "RECURSOS NATURAIS E CRESCIMENTO ECONÔMICO. O QUE SIGNIFICA A REDUÇÃO DO CONSUMO DE ENERGIA PARA A ECONOMIA DE UM PAÍS? OS TRANSTORNOS QUE ISSO PODE TRAZER."— Transcrição da apresentação:

1 RECURSOS NATURAIS E CRESCIMENTO ECONÔMICO

2 O QUE SIGNIFICA A REDUÇÃO DO CONSUMO DE ENERGIA PARA A ECONOMIA DE UM PAÍS? OS TRANSTORNOS QUE ISSO PODE TRAZER PARA SUA CASA SÃO PEQUENOS PERTO DA SENSAÇÃO DE CATÁSTROFE QUE RONDA A ECONOMIA DE UM PAÍS AMEAÇADO PELO CORTE DE ENERGIA.

3 É ENORME O PREJUÍZO DA INDÚSTRIA, DO COMÉRCIO E DE TODOS OS SETORES DA ECONOMIA, SEM FALAR NOS AEROPORTOS, NO TRÂNSITO DAS METRÓPOLES, NOS HOSPITAIS E NAS ESCOLAS. ISSO DEMONSTRA NOSSA TOTAL DEPENDÊNCIA DA ELETRICIDADE E DO USO DAS FONTES DE ENERGIA EM GERAL.

4 AS FONTES DE ENERGIA ENERGIA = CAPACIDADE DE REALIZAR TRABALHO. CLASSIFICAÇÃO = RENOVÁVEIS, ISTO É QUE NÃO SE ESGOTAM, COMO A ENERGIA SOLAR, A ENERGIA MUSCULAR, A ENERGIA DOS VEGETAIS (BIOMASSA), DA CORRENTE DOS RIOS (HIDRÁULICA), DOS VENTOS (EÓLICA), DO CALOR INTERNO DO PLANETA (GEOTÉRMICA), ENTRE OUTRAS.

5 AS FONTES DE ENERGIA RENOVÁVEIS SÃO CONSIDERADAS TAMBÉM FONTES DE ENERGIA ALTERNATIVAS PORQUE CONTRIBUEM PARA DIMINUIR A DEPENDÊNCIA DE FONTES DE ENERGIA NÃO RENOVÁVEIS, COMO O PETRÓLEO.

6 FONTES DE ENERGIA NÃO RENOVÁVEIS = ISTO É, QUE SE ESGOTARÃO E NÃO SERÃO REPOSTAS, COMO O PETRÓLEO, O GÁS NATURAL, O URÂNIO, O CARVÃO MINERAL, ENTRE OUTRAS.

7

8

9 CARVÃO MINERAL O CARVÃO MINERAL FOI A PRINCIPAL FONTE DE ENERGIA UTILIZADA NA REVOLUÇÃO INDUSTRIAL E DURANTE OS SÉCULOS XVIII E XIX. A PARTIR DE 1870 COMEÇARAM A SER UTILIZADAS NOVAS FORMAS DE ENERGIA, COMO O PETRÓLEO E A ELETRICIDADE.

10

11 A INDÚSTRIA AUTOMOBILÍSTICA CONFIRMOU A SUPREMACIA DO PETRÓLEO NO SÉCULO XX. ATUALMENTE O CARVÃO MINERAL É A SEGUNDA FONTE DE ENERGIA MAIS EMPREGADA NO MUNDO.

12 POSSUI TRÊS UTILIZAÇÕES PRINCIPAIS: COMO MATÉRIA-PRIMA PARA A PRODUÇÃO DE AÇO NAS USINAS SIDERÚRGICAS – CARVÃO SIDERÚRGICO. NA GERAÇÃO DE ENEGIA ELÉTRICA A PARTIR DO AQUECIMENTO DAS CALDEIRAS, EM USINAS TERMOELÉTRICAS – CARVÃO ENERGÉTICO. COMO MATÉRIA-PRIMA DO SETOR CARBONÍFERO NA PRODUÇÃO DE INSETICIDAS, TINTAS, CORANTES, ENTRE OUTROS.

13 CARVÃO MINERAL NO BRASIL OS TIPOS DE CARVÃO MINERAL EXISTENTES SÃO TURFA, LINHITO, HULHA E ANTRACITO. O CARVÃO MINERAL BRASILEIRO É DO TIPO HULHA, MAS POSSUI ALTO TEOR DE IMPUREZAS E, POR ISSO, É CONSIDERADO DE BAIXA QUALIDADE.

14 AS JAZIDAS BRASILEIRAS ENCONTRAM-SE NO SUL DO PAÍS, DESTACANDO-SE O ESTADO DE SANTA CATARINA, MAIS ESPECIFICAMENTE AS CIDADES DE SIDERÓPOLIS, LAURO MULLER E CRICIÚMA COMO AS MAIORES ÁREAS PRODUTORAS.

15 CENTRO DE CRICIÚMA

16 LAURO MULLER SIDERÓPOLIS

17 BRASIL

18 Produção de carvão mineral no Brasil

19 XISTO BETUMINOSO

20 DE ORIGEM SEDIMENTAR, O XISTO BETUMINOSO PRODUZ UM ÓLEO (BETUME) QUE POSSUI AS MESMAS PROPRIEDADES COMERCIAIS DO PETRÓLEO, PORÉM ENCONTRA-SE EM ROCHA SÓLIDA, NECESSITANDO, PORTANTO, DE UM PROCESSO DE DESTILAÇÃO.

21 TODAS AS REGIÕES BRASILEIRAS POSSUEM RESERVAS DESSE MINÉRIO, MAS A FORMAÇÃO IRATI, ABRANGENDO DESDE SÃO PAULO ATÉ O RIO GRANDE DO SUL, É A PRINCIPAL ÁREA DE OCORRÊNCIA, DESTACANDO-SE A CIDADE PARANAENSE DE SÃO MATEUS DO SUL, DETENTORA DE UMA USINA DE PROCESSAMENTO.

22

23 PETRÓLEO É A FONTE DE ENERGIA MAIS IMPORTANTE E MAIS UTILIZADA NO MUNDO. A SEGUNDA REVOLUÇÃO INDUSTRIAL (SÉCULO XIX) MARCA O INÍCIO DE SEU CRESCENTE CONSUMO.

24

25 SEM A SUA UTILIZAÇÃO, SERIA PRATICAMENTE IMPOSSÍVEL SOBREVIVER EM UMA SOCIEDADE INDUSTRIAL, POIS DEPENDEMOS DOS PRODUTOS FABRICADOS A PARTIR DO PETRÓLEO E SEUS DERIVADOS, COMO: GASOLINA, PLÁSTICO, TINTA, ADUBO, ASFALTO, BORRACHA SINTÉTICA, ÓLEO, ROUPA, SAPATO, RESINA, ENTRE OUTROS EXEMPLOS.

26

27 O ORIENTE MÉDIO POSSUI AS MAIORES RESERVAS CONHECIDAS, TANTO QUE SEIS DOS ONZE ATUAIS PAÍSES QUE COMPÕEM A PRINCIPAL ORGANIZAÇÃO PETROLÍFERA MUNDIAL – ORGANIZAÇÃO DOS PAÍSES EXPORTADORES DE PETRÓLEO – OPEP – ESTÃO NESSA ÁREA.

28

29

30 PETRÓLEO NO BRASIL A EXPLORAÇÃO DO PETRÓLEO NO BRASIL TORNOU-SE UM ASSUNTO DE INTERESSE NACIONAL DURANTE O GOVERNO DE GETÚLIO VARGAS, NA DÉCADA DE 1930.

31 EM 1938, O GOVERNO DECLAROU QUE O ABASTECIMENTO DE PETRÓLEO ERA UTILIDADE PÚBLICA, FATO QUE LEVOU À NACIONALIZAÇÃO DOS SERVIÇOS DE EXPLORAÇÃO, REFINO E PRODUÇÃO DE DERIVADOS.

32 EM 1953, O PRESIDENTE VARGAS ASSINOU UM PROJETO DE LEI QUE CRIAVA A PETROBRÁS E TAMBÉM ESTABELECIA O MONOPÓLIO ESTATAL DO PETRÓLEO.

33 A PETROBRÁS, AO LONGO DOS SEUS 50 ANOS, DESENVOLVEU TECNOLOGIA NA PROSPECÇÃO DE PETRÓLEO EM MAR PROFUNDO, TORNANDO-SE LÍDER MUNDIAL NESSE SETOR.

34

35 A DÉCADA DE 1970 FOI ESPECIALMENTE IMPORTANTE QUANDO FOI ANUNCIADA A DESCOBERTA DE PETRÓLEO NA BACIA DE CAMPOS, NO RIO DE JANEIRO. DESDE ENTÃO, A PRODUÇÃO DESSA BACIA TEM AUMENTADO GRAÇAS Á TECNOLOGIA QUE PERMITE A RETIRADA DO PETRÓLEO A MAIS DE 2000 METROS DE PROFUNDIDADE.

36

37

38

39 EM 1997, O GOVERNO BRASILEIRO ACABOU COM O MONOPÓLIO DA PETROBRÁS, PERMITINDO QUE EMPRESAS DO SETOR PRIVADO NACIONAIS E INTERNACIONAIS SE CANDIDATASSEM AOS CONTRATOS DE CONCESSÃO DE EXPLORAÇÃO DE PETRÓLEO NO NOSSO PAÍS.

40 MESMO COM A PERDA DO MONOPÓLIO DA PROSPECÇÃO(PESQUISA VOLTADA PARA A IDENTIFICAÇÃO DE JAZIDAS) E DA PRODUÇÃO DE PETRÓLEO, A PETROBRÁS TEM APRESENTADO UMA GRANDE VANTAGEM EM RELAÇÃO ÁS COMPANHIAS CONCORRENTES ESTRANGEIRAS: A EMPRESA É CAMPEÃ GLOBAL DE TECNOLOGIA VOLTADA PARA ATUAÇAÕ EM ÁGUAS PROFUNDAS.

41

42 LEILÃO EM 2004

43 GÁS NATURAL É A TERCEIRA PRINCIPAL FONTE DE ENERGIA UTILIZADA NO MUNDO E A QUE APRESENTA O MAIOR CRESCIMENTO DE CONSUMO. OS SETORES TERMELÉTRICOS DOMÉSTICOS (FOGÕES E CHUVEIROS) SÃO OS QUE MAIS UTILIZAM GÁS NATURAL.

44 COMBUSTÍVEL FÓSSIL ENCONTRADO EM ESTRUTURAS GEOLÓGICAS SEDIMENTARES, O GÁS NATURAL ESTÁ ASSOCIADO AO PETRÓLEO E, PORTANTO, É ESGOTÁVEL E NÃO RENOVÁVEL.

45

46

47 GÁS NATURAL NO BRASIL ATÉ O ANO DE 2003, O BRASIL NÃO DISPUNHA DE JAZIDAS DE GÁS NATURAL SUFICIENTES PARA O SEU ABASTECIMENTO. NAQUELE ANO, A PETROBRÁS ANUNCIOU A DESCOBERTA DE UM MEGAPOÇO DE GÁS NATURAL NA BACIA DE SANTOS, QUE LEVARÁ O BRASIL À AUTO- SUFICIÊNCIA EM POUCOS ANOS.

48

49 O GÁS NATURAL É UTILIZADO PELA INDÚSTRIA E, PELOS CONSUMIDORES, COMO GÁS DE COZINHA, COMBUSTÍVEL E COMO PRODUTO GERADOR DE ENERGIA EM TERMELÉTRICAS.

50 BRASIL

51 ENERGIA ELÉTRICA A ELETRICIDADE PODE SER OBTIDA PELA FORÇA DA ÁGUA (HIDRÁULICA), PELO VAPOR DA QUEIMA DE COMBUSTÍVEIS FÓSSEIS (TERMELÉTRICA) E PELO CALOR PRODUZIDO PELA FISSÃO DO URÂNIO NO NÚCLEO DO REATOR.

52 TEMOS PORTANTO, TRÊS TIPOS DE USINAS QUE GERAM ELETRICIDADE: HIDRELÉTRICAS;TERMELÉTRICAS; TERMONUCLEARES OU ATÔMICAS.

53

54

55

56 AS HIDRELÉTRICAS A ÁGUA É A FONTE DE ENERGIA DE UMA USINA HIDRELÉTRICA. EMBORA, TEORICAMENTE, A ÁGUA SEJA RENOVÁVEL, JÁ SABEMOS QUE PODE ACABAR. A ENERGIA LIBERADA PELA CORRENTEZA DE UM RIO MOVIMENTA AS TURBINAS NELE INSTALADAS, QUE VÃO GERAR ENERGIA ELÉTRICA.

57 PARA ISSO, É PRECISO QUE O RIO PERCORRA UM TERRENO ACIDENTADO, COM DESNÍVEIS QUE PERMITAM CONSTRUIR BARRAGENS, PARA A INSTALAÇÃO DAS USINAS. ISSO DEMANDA A APLICAÇÃO DE GRANDES INVESTIMENTOS, MAS EM COMPENSAÇÃO, PRODUZ UMA DAS ENERGIAS MAIS BARATAS, ENTRE AS QUE UTILIZAMOS.

58

59 A PRODUÇÃO DE ENERGIA ELÉTRICA NÃO É POLUENTE, MAS A CONSTRUÇÃO DE USINAS PODE CAUSAR PROFUNDOS IMPACTOS AMBIENTAIS NA REGIÃO.

60 A MAIOR HIDRELÉTRICA EM FUNCIONAMENTO É A DE ITAIPU, LOCALIZADA NO RIO PARANÁ, ENTRE O BRASIL E O PARAGUAI. A USINA DE TRÊS GARGANTAS, QUE ESTÁ SENDO CONSTRUÍDA NO RIO YANG-TSE-KIANG, NA CHINA, SERÁ A MAIOR DO PLANETA.

61 Itaipu

62 Usina de três gargantas - china

63 OS RIOS DE PLANÍCIE NÃO SÃO OS MAIS PROPÍCIOS PARA A CONSTRUÇÃO DE HIDRELÉTRICAS, POIS SÃO LENTOS E NECESSITAM DE UM GRANDE RESERVATÓRIO ARTIFICIAL, LEVANDO A UM MAIOR CUSTO DE PRODUÇÃO E MAIS DANOS AMBIENTAIS COM O ALAGAMENTO DE UMA EXTENSA ÁREA.

64

65 USINA BACIA HIDR. 1.ITAIPUPARANÁ 2. TUCURUÍ TOCANTINS 3. ILHA SOLTEIRA PARANÁ 4. XINGÓ SÃO FRANCISCO 5. PAULO AFONSO IV SÃO FRANCISCO 6. PORTO PRIMAVERA PARANÁ 7. JUPIÁ PARANÁ 8. ITAPARICA SÃO FRANCISCO 9. ITÁ URUGUAI 10. ÁGUA VERMELHA PARANÁ

66 AS TERMELÉTRICAS NAS TERMELÉTRICAS O QUE MOVIMENTAM AS TURBINAS É O VAPOR DE ÁGUA PRODUZIDO POR UMA CALDEIRA AQUECIDA PELA QUEIMA DE CARVÃO E DO PETRÓLEO.

67 ESSA É UMA FONTE DE ENERGIA BASTANTE POLUIDORA, PORQUE COMTRIBUI COM GRANDE PARTE DO CO2 LANÇADO NA ATMOSFERA, QUE É A PRINCIPAL CAUSA DO AQUECIMENTO GLOBAL. É TAMBÉM DEPENDENTE DE COMBUSTÍVEIS FÓSSEIS. UMA DAS VANTAGENS DESSE TIPO DE USINA É A POSSIBILIDADE DE SER CONSTRUÍDA PRÓXIMO AOS CENTROS CONSUMIDORES.

68

69 ENERGIA NUCLEAR APESAR DE PODEREM ESTAR LOCALIZADAS PERTO DOS CENTROS CONSUMIDORES, AS TERMONUCLEARES REPRESENTAM UM PERIGO PARA A POPULAÇÃO, PELO RISCO DE UM VAZAMENTO NUCLEAR.

70 OS ACIDENTES MAIS SÉRIOS OCORRERAM EM 1979, EM THREE MILES ISLAND (ESTADOS UNIDOS), E, EM 1986, NA CIDADE DE CHERNOBYL, NA UCRÂNIA. O VAPOR DE ÁGUA, PROVENIENTE DO AQUECIMENTO PROVOCADO PELA FISSÃO DE ÁTOMOS DE URÂNIO NO REATOR, É O QUE MOVIMENTA A TURBINA DA USINA NUCLEAR.

71 Chernobyl - Ucrânia

72

73

74 ALÉM DOS RISCOS DE VAZAMENTO, OUTRO PROBLEMA GRAVE É O DESTINO DO LIXO ATÔMICO, UMA SÉRIA AMEAÇA AO MEIO AMBIENTE. A FORTE PRESSÃO MUNDIAL DE GRUPOS ECOLOGISTAS JÁ TROUXE RESULTADOS; A ALEMANHA DESATIVARÁ TODAS AS SUAS USINAS ATÉ 2021.

75 O URÂNIO E A ENERGIA NUCLEAR NO BRASIL O BRASIL ADERIU AO GRUPO DOS PAÍSES DETENTORES DE USINAS NUCLEARES NA DÉCADA DE 1970, QUANDO FORAM ADQUIRIDOS OS REATORES DAS USINAS DE ANGRA I E ANGRA II, E O TERCEIRO, QUE AINDA SE ENCONTRA DESATIVADO.

76

77 O PRIMEIRO REATOR, ADQUIRIDO DA EMPRESA WESTINGHOUSE DOS EUA, INSTALADO EM ANGRA I, FUNCIONA DESDE 1985, DE FORMA INTERMITENTE, USANDO O URÂNIO ENRIQUECIDO IMPORTADO.

78 JÁ ANGRA II, CUJO REATOR FOI ADQUIRIDO DA ALEMANHA EM MEADOS DA DÉCADA DE 1970, SÓ FOI INAUGURADA NO ANO DE 2000.

79 VANTAGENS: GRANDE QUANTIDADE DE ENERGIA QUE PODE SER GERADA COM POUCA MATÉRIA-PRIMA E A POSSIBILIDADE DE ESCOLHA DO LOCAL DA USINA.

80 DESVANTAGENS: ALTO CUSTO DA INSTALAÇÃO E MANUTENÇÃO DA USINA; RISCO DE ACIDENTES ENVOLVENDO RADIOATIVIDADE; DESTINO DO LIXO NUCLEAR.

81 URÂNIO NO BRASIL

82 RECENTEMENTE, O BRASIL PASSOU A ENRIQUECER O SEU PRÓPRIO URÂNIO ATRAVÉS DA FÁBRICA DAS INDÚSTRIAS NUCLEARES DO BRASIL(INB), EM RESENDE, NO RIO DE JANEIRO.

83 A META É QUE, EM POUCO TEMPO, O BRASIL SUPRA A NECESSIDADE DO MERCADO NACIONAL E COLOQUE-SE COMO UM EXPORTADOR DESSE PRODUTO. EM 1997, O BRASIL E ARGENTINA ADERIRAM AO TRATADO DE NÃO PROLIFERAÇÃO DE ARMAS NUCLEARES (TNP), COMPROMETENDO-SE A NÃO USAR SUAS USINAS PARA PRODUÇÃO DE ARMAS NUCLEARES.

84 AS FONTES DE ENERGIA DO FUTURO. A BUSCA DE FONTES DE ENERGIA MENOS POLUIDORAS, RENOVÁVEIS E QUE POSSAM SUBSTITUIR O CARVÃO E O PETRÓLEO, QUE CERTAMENTE NÃO DURARÃO PARA SEMPRE, TEM INCENTIVADO INÚMERAS PESQUISAS NESSE SENTIDO.

85 A PREOCUPAÇÃO AMBIENTAL E A CRISE QUE ATINGE AS FONTES DE ENERGIA CONVENCIONAIS DÃO GRANDE DESTAQUE A ALTERNATIVAS, COMO A BIOMASSA, A ENERGIA EÓLICA E A ENERGIA SOLAR.

86 ÁLCOOL COMBUSTÍVEL O PROGRAMA NACIONAL DO ÁLCOOL – PROÁLCOOL – FOI IMPLANTADO EM MEADOS DA DÉCADA DE 1970 COMO UMA RESPOSTA AO PRIMEIRO CHOQUE MUNDIAL DO PETRÓLEO.

87 A IDÉIA DE SUBSTITUIR A GASOLINA PELO ÁLCOOL COMBUSTÍVEL EM CARROS DE PASSEIO APRESENTAVA DIVERSAS VANTAGENS: A TECNOLOGIA E A PRODUÇÃO DO ÁLCOOL COMBUSTÍVEL ERAM NACIONAIS; SOLO E CLIMA FAVORÁVEIS Á PRODUÇÃO DE CANA; MENOR DEPENDÊNCIA EM RELAÇÃO AO PETRÓLEO IMPORTADO. MENOR POLUIÇÃO ATMOSFÉRICA;

88 A PRODUÇÃO DE ÁLCOOL COMBUSTÍVEL HOJE DESTINA- SE, SOBRETUDO, À MISTURA À GASOLINA PERMITIDA E RECOMENDADA PELO GOVERNO.

89 BIOMASSA - A ENERGIA QUE VEM DO LIXO TODO REJEITO DE ORIGEM VEGETAL OU ANIMAL PODE SE TRANSFORMAR EM BIOMASSA E GERAR ENERGIA EM USINAS TERMELÉTRICAS. LIXO RESIDENCIAL (ORGÂNICO), LIXO INDUSTRIAL, BAGAÇO DE CANA,MADEIRA, CASCA DE ARROZ PODEM SER UTILIZADOS PARA ESSE FIM.

90 A QUEIMA DA BIOMASSA AQUECE UM FLUIDO E O VAPOR GERADO ACIONA AS TURBINAS DA TERMELÉTRICA. ALÉM DE AJUDAR A SOLUCIONAR A CRISE ENERGÉTICA, A BIOMASSA RESOLVE O PROBLEMA DO LIXO ORGÂNICO DE GRANDES E PEQUENAS CIDADES. NO CASO DA MADEIRA, A BIOMASSA NÃO É CONSIDERADA RENOVÁVEL POR QUE O REFLORESTAMENTO EXIGIRIA UM INVESTIMENTO MUITO GRANDE.

91

92

93

94 O BRASIL JÁ COMEÇOU A UTILIZAR A BIOMASSA COMO FONTE DE ENERGIA. O BAGAÇO DA CANA-DE- AÇÚCAR ESTÁ SENDO USADO PARA GERAR ENERGIA NAS USINAS SUCRO-ALCOOLEIRAS DO INTERIOR PAULISTA. MESMO EXISTINDO A POLUIÇÃO GERADA PELA QUEIMA DO PRODUTO, O SEU CICLO BIOLÓGICO RÁPIDO CONTRIBUI PARA A ABSORÇÃO DO CO2.

95 JÁ EXISTE A INTENÇÃO DE UTILIZAR A PALHA DA SOJA COM A MESMA FINALIDADE, UMA VEZ QUE A PRODUÇÃO CRESCE A CADA ANO. BAGAÇO DE CANA

96 ENERGIA EÓLICA A FORÇA DO VENTO TAMBÉM PRODUZ UMA FORMA RENOVÁVEL DE ENERGIA QUE JÁ É BASTANTE USADA EM PAÍSES COMO ESPANHA E DINAMARCA. NO BRASIL, CEARÁ E FERNANDO DE NORONHA SÃO PIONEIROS. AS TURBINAS ACIONADAS PELA FORÇA DOS VENTOS FUNCIONAM COM UM MOTOR COMPOSTO DE UM CILINDRO E PÁS VERTICAIS E HORIZONTAIS.

97

98

99

100 FORÇA EÓLICA NO BRASIL A ENERGIA EÓLICA ESTÁ SENDO UTILIZADA EM PEQUENA ESCALA NO RIO GRANDE DO SUL E NO CEARÁ.

101 ENERGIA SOLAR ALÉM DE GERAR ELETRICIDADE, O SOL PODE SER USADO COMO AQUECEDOR DE ÁGUA E DE CASAS EM PAÍSES DE CLIMA FRIO. A ENERGIA SOLAR TAMBÉM PODE SER UMA OPÇÃO PARA COMUNIDADES ISOLADAS NO BRASIL, QUE É BENEFICIADO PELO SOL EQUATORIAL.

102

103

104

105


Carregar ppt "RECURSOS NATURAIS E CRESCIMENTO ECONÔMICO. O QUE SIGNIFICA A REDUÇÃO DO CONSUMO DE ENERGIA PARA A ECONOMIA DE UM PAÍS? OS TRANSTORNOS QUE ISSO PODE TRAZER."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google