A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

ROMANTISMO 1ª metade do século XIX. Contexto histórico europeu Contexto histórico europeu Primeira Revolução Industrial - 1776 Primeira Revolução Industrial.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "ROMANTISMO 1ª metade do século XIX. Contexto histórico europeu Contexto histórico europeu Primeira Revolução Industrial - 1776 Primeira Revolução Industrial."— Transcrição da apresentação:

1 ROMANTISMO 1ª metade do século XIX

2 Contexto histórico europeu Contexto histórico europeu Primeira Revolução Industrial Primeira Revolução Industrial Revolução Francesa Revolução Francesa Fuga da família real portuguesa para o Brasil Fuga da família real portuguesa para o Brasil Ascensão e fortalecimento da burguesia Ascensão e fortalecimento da burguesia

3 Romantismo =Movimento burguês Feito pelos burgueses Para os burgueses lerem A respeito dos burgueses

4 Divulgação dos romances Através de folhetins – publicação dos capítulos em jornais da época – semelhante às novelas da televisão – criam um público consumidor e exigente Através de folhetins – publicação dos capítulos em jornais da época – semelhante às novelas da televisão – criam um público consumidor e exigente

5 Romantismo europeu Início na Alemanha em 1774 com a obra Os sofrimentos do jovem Werther – de Goethe – causou uma onda de suicídios na Europa Início na Alemanha em 1774 com a obra Os sofrimentos do jovem Werther – de Goethe – causou uma onda de suicídios na Europa Na Inglaterra com a publicação de Ivanhoé, de Walter Scott Na Inglaterra com a publicação de Ivanhoé, de Walter Scott

6 Outros países e escritores Inglaterra: Percy Shelley, Mary Shelley, Lord Byron, Jane Austin, Charles Dickens França: Victor Hugo, Honoré de Balzac, Alexandre Dumas e Alexandre Dumas(filho) Estados Unidos: Edgar Allan Poe

7 ALGUMAS CARACTERÍSTICAS Nacionalismo Nacionalismo Medievalismo e indianismo – busca do herói nacional Medievalismo e indianismo – busca do herói nacional Idealização – mulher, amor, índios, da natureza, etc. Idealização – mulher, amor, índios, da natureza, etc. Subjetivismo Subjetivismo Egocentrismo Egocentrismo Individualismo Individualismo Preferência pela noite, pela morte, pelo macabro e satanismo Preferência pela noite, pela morte, pelo macabro e satanismo Exagero nos sentimentos – sentimentalismo Exagero nos sentimentos – sentimentalismo Liberdade de expressão e dos escravos - revolucionário Liberdade de expressão e dos escravos - revolucionário Rebeldia – política, social e artística Rebeldia – política, social e artística

8 Romantismo em Portugal Marco inicial – 1825 com a publicação de Camões, de Almeida Garrett ( poema narrativo )

9 Romantismo em Portugal - fases 1ª- nacionalista / histórica Autores: Almeida Garrett Alexandre Herculano Alexandre Herculano 2ª- ultra-romântica Autores: Camilo Castelo Branco Soares de Passos Soares de Passos 3ª- campesina Autor : Júlio Dinis

10 Romantismo português - 1ª fase Almeida Garrett (1799 – 1854 ) Fases: Fases: 1ª - árcade – O retrato de Vênus ( 1821 ) 2ª - romântica – Camões ( 1825 ) Vida: Político liberal – exílio na França e Inglaterra Fundador do Teatro Nacional de Lisboa Caso amoroso com Rosa de Montúfar, a Viscondessa da Luz

11 Romantismo português - 1ª fase Almeida Garrett obras Viagens na minha terra – prosa Folha caídas – poesia Flores sem fruto – poesia Camões – poema narrativo Frei Luis de Sousa – teatro – tragédia Personagens: Madalena – dom Manuel de Sousa – Maria – Dom João I

12 Romantismo português - 1ª fase Alexandre Herculano ( 1810 – 1877) Romantismo português - 1ª fase Alexandre Herculano ( 1810 – 1877) Vida: Político liberal - exílio na França e Inglaterra Historiador – época medieval Diretor da Biblioteca da Ajuda Diretor da revista Panorama Pedagogo Homem austero e reservado

13 Romantismo português - 1ª fase Alexandre Herculano Obras: História de Portugal - séc. XI a XIII Monasticon: O monge de Cister O bobo O bobo Eurico, o presbítero Eurico, o presbítero A harpa do crente – poesia Lendas e narrativas – coletânea Eurico, o presbítero – personagens: Eurico e Hermengarda

14 Romantismo português 2ª fase Camilo Castelo Branco Vida Órfão aos 10 anos Casa-se aos 16 anos com Joaquina Pereira e têm uma filha Foge com outra mulher – morre a esposa Leva vida boêmia e inicia carreira jornalística Conhece Ana Plácido – sua grande paixão Preso por bigamia – escreve no cativeiro Criador da novela passional portuguesa Três tentativas de suicídio Escreveu mais de 260 obras

15 Romantismo português 2ª fase Camilo Castelo Branco ( 1825 – 1890 ) Obras: Amor de salvação Coração, cabeça, estômago Amor de perdição Personagens: Simão - Teresa - Mariana entre outras entre outras

16 Romantismo português 3ª fase - campesina Júlio Dinis ( 1838 – 1871 ) Júlio Dinis ( 1838 – 1871 ) Pseudônimo de Joaquim Guilherme Gomes Coelho Valorização da vida no campo Valorização da vida no campo O homem só encontra a felicidade no campo O homem só encontra a felicidade no campo Obra:As pupilas do senhor reitor Personagens: Margarida - Clara Daniel - Pedro Daniel - Pedro

17 Músicos Ludwig van Beethoven – o primeiro a romper com a forma clássica Ludwig van Beethoven – o primeiro a romper com a forma clássica Franz Schubert, Chopin, Schumann, Liszt Na ópera Wagner – Tristão e Isolda Wagner – Tristão e Isolda Verdi - Otelo Verdi - Otelo Puccini – Madame Batterfly Puccini – Madame Batterfly Bizet - Carmem Bizet - Carmem


Carregar ppt "ROMANTISMO 1ª metade do século XIX. Contexto histórico europeu Contexto histórico europeu Primeira Revolução Industrial - 1776 Primeira Revolução Industrial."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google