A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

LITERATURA VAI À ESCOLA 2009 Café grão de ouro Catalisador e multiplicador do trabalho e do capital Valéria Vidigal www.valeriavidigal.com.br ledanova.com.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "LITERATURA VAI À ESCOLA 2009 Café grão de ouro Catalisador e multiplicador do trabalho e do capital Valéria Vidigal www.valeriavidigal.com.br ledanova.com."— Transcrição da apresentação:

1 LITERATURA VAI À ESCOLA 2009 Café grão de ouro Catalisador e multiplicador do trabalho e do capital Valéria Vidigal ledanova.com

2 C a f é C u l t u r a D e g u s t a n d o C o n h e c i m e n to C o l é g i o N o s s a S e n h o r a d e F á t i m a (Sacramentinas) 11 de maio de 2009

3 Você quer um cafezinho? Sorver uma xícara de café Aroma Sabor Sensação Faz de uma pessoa parte integrante De uma enorme cadeia em produção Faz da pessoa parte integrante

4 Tem cafeína, um barato! isento de droga e rapé O café é diurético faz a cabeça e até o pé! Uma xícara de café! prazer, alegria e saúde O comitê antidoping internacional excluiu a cafeína da lista de drogas proibidas para atletas Por quê? Atletas que tomam café diariamente e fazem exercícios têm um melhor performance O café é estimulante ah! Que delícia de café! Ativa o sistema nervoso coração e também circulação.

5 O caf é é natural, grão torrado e mo í do. Com cuscuz... Ah! Que del í cia de caf é ! Passado em pano fino ou coador de papel, dispensa conservante, tem glamour O caf é é natural, grão torrado e mo í do. Com cuscuz... Ah! Que del í cia de caf é ! Passado em pano fino ou coador de papel, dispensa conservante, tem glamour O caf é é natural, grão torrado e mo í do. Com cuscuz... Ah! Que del í cia de caf é ! Passado em pano fino ou coador de papel, dispensa conservante, tem glamour O café é natural, grão torrado e moído com cuscuz... Ah! Que delícia de café! Passado em pano fino ou coador de papel dispensa conservante e tem glamour Misture 500 ml de suco de laranja com 6 cubos de gelo de café, 3 colheres (sopa) de creme de leite e 3 colheres (sopa) de açúcar Suco de laranja com café Bata tudo no liquidificador até desmanchar as pedras de gelo de café E é só beber e se deliciar!

6 Do plantio do café surge um buquê branco com cheiro de jasmim Depois do plantio, a florada é a fase mais importante do cafeeiro, podendo repetir-se por três ou quatro vezes As flores desabrocham numa só manhã, agrupadas em um pequeno feixe

7 Transmutado em ouro do amarelo pela genética a variação O fruto do café nasce em dois grãos colados de coloração cinza amarelado, variando segundo a região de produção e a maneira como é processado após a colheita

8 Fruto de cor da paixão avermelhada é do café maduro o casulo O grão de café com 10 a 15 mm de diâmetro por 17 e 18 mm de altura tem a cor vermelha quando maduro

9 Varinha de condão do capital e do trabalho extrai minerais (matéria-prima do café) em forma de mão-de-obra e de dinheiro distribuindo renda e pão O café ao lado da cerveja é a bebida mais popular do planeta

10 Dizem até que o café foi criado pelo arcanjo Gabriel e oferecido ao profeta Maomé que revigorado derrubou quarenta cavaleiros e conquistou quarenta mulheres Reza ainda a lenda que nos idos de 800 nas montanhas da Abissínia cidade de Kafka, atual Etiópia um pastor de cabras de nome kaldi observou seus animais mais saltitantes ao comerem folhas e frutos de certo arbusto E as provando também ele ficou da mesma forma com mais disposição e vivacidade

11 Embora perdida em suposições e lendas manuscritos antigos localizam a primeira cultura do café no ano de 575, no Yêmen consumido como fruto in natura e utilizado para problemas de digestão alegrar o espírito e afastar o sono E evidências botânicas sugerem que o cafeeiro é originário da atual Etiópia, centro da África onde ainda hoje faz parte da vegetação natural

12 DE CADA POVO E CADA TERRITÓRIO TRANSFORMANDO COSTUMES E TRADIÇÕES A trajetória do café é permeada de aventura ardor, arte, controvérsia e muito cifrão aliando-se ao desenvolvimento de cada povo e cada território transformando costumes e tradições Até hoje proibido entre os mulçumanos o líquido escuro retirado de frutas vermelhas preserva em todo resto do mundo a aura inebriante do cenário europeu dos aconchegantes cafés Cerca de 400 bilhões de xícaras por ano retomam seu papel medicinal na luta contra o alcoolismo depressão e suicídio

13 No século XVIII, o café chegou ao Brasil envolto em lendas e romance Francisco de Melo Palheta agente sargento-mor foi designado para conduzir o café para as terras de Cabral O SARGENTO PALHETA O sargento Palheta registra a tradição popular só conseguiu a proeza por conta da afeição pela esposa do governador da Guiana trazendo escondido pelo mar o café que começou a ser cultivado no Pará em 1727

14 Na década de 1970 o café tomou e elevou as terras do Planalto de Conquista Vitória da conquista Anagé Planalto, Encruzilhada Cândido Sales, Barra do Choça Itambé e Belo Campo criando um boom sem precedentes na sociedade na política e economia fazendo ascender a região

15 Na condição privilegiada de carro-chefe do progresso o café continua percorrendo sua estrada de brilho e valor a lado de milhares de pessoas que tomam um cafezinho! De agente de distribuição renda e função social Esbanjando cidadania ao tempo em que vai fincando mais um capítulo (Infindável?) na sua saga de encanto viço e paixão

16 Créditos Produção e texto Lêda Nova Telas Valéria Vidigal Apoio cultural Sacaria SADY Apoio técnico Site Navegueaqui Suporte técnico César Sande Agradecimento especial Colégio Nossa Senhora de Fátima (Sacramentinas) FIM


Carregar ppt "LITERATURA VAI À ESCOLA 2009 Café grão de ouro Catalisador e multiplicador do trabalho e do capital Valéria Vidigal www.valeriavidigal.com.br ledanova.com."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google