A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Ponta Grossa 21 de novembro de 2008. FRUTICULTURA ASPECTOS SÓCIO-ECONÔMICOS PAULO ANDRADE ENGENHEIRO AGRÔNOMO DERAL SEAB.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Ponta Grossa 21 de novembro de 2008. FRUTICULTURA ASPECTOS SÓCIO-ECONÔMICOS PAULO ANDRADE ENGENHEIRO AGRÔNOMO DERAL SEAB."— Transcrição da apresentação:

1 Ponta Grossa 21 de novembro de 2008

2 FRUTICULTURA ASPECTOS SÓCIO-ECONÔMICOS PAULO ANDRADE ENGENHEIRO AGRÔNOMO DERAL SEAB

3

4 FONTE: IBRAF MITOS MERCADO DE MILHÕES DE TONELADAS MERCADO DE MILHÕES DE QUILOS MERCADO DE MILHÕES DE GRAMAS Fonte: Ibraf

5 CICLOS ECONÔMICOS DO PARANÁ è CICLO DO OURO - SÉC. XVI E XVII è CICLO DO TROPEIRISMO - SÉC. XVII E SÉC. XIX è CICLO DA ERVA-MATE À 1930 è CICLO DA MADEIRA À 1945 è CICLO DO CAFÉ À 1975 è CICLO DOS GRÃOS EM DIANTE è HORTICULTURA

6 PRODUÇÃO MUNDIAL DE FRUTAS

7 China (24,1%) toneladas (melancia, maçã, melão e pêra); Índia (8,0%) toneladas (banana, manga e coco); Brasil (6,1%) toneladas (laranja, banana, coco e mamão); FONTE: FAO PRODUÇÃO MUNDIAL

8 PRODUÇÃO MUNDIAL DE FRUTAS FONTE: FAO

9 CONSUMO PER CAPITA DE FRUTAS Fonte: Ibraf obs.: a Pesquisa Orçamentária Familiar – POF, do IBGE aponta um consumo de frutas frescas de 24,5 kg/hab/ano.

10 Mudança nos Padrões de Consumo

11

12 EVOLUÇÃO DA PRODUÇÃO DE FRUTAS NO BRASIL

13 PRINCIPAIS FRUTAS PRODUZIDAS NO BRASIL

14 Exportações ,8 mil ton; US$ 642,7 milhões; Crescimento de 34,7 % nas receitas.(2006) Projeções 2008 – US$ 1 Bilhão. FONTE: SECEX; IBRAF

15 CALENDÁRIO DE EXPORTAÇÕES DAS FRUTAS BRASILEIRAS FONTE: IBRAF

16 Importações ,2 mil ton; US$ 212,7 milhões; Aumento de 4,0 % no volume e 17,9% nos gastos. FONTE: SECEX

17 PRINCIPAIS FRUTAS FRESCAS IMPORTADAS PELO BRASIL

18 MERCADO CONSUMIDOR - FRUTAS - BRASIL FONTE: IBRAF, 2005

19 clima subtropical úmido clima temperado marítimo úmido

20 86 % tem área inferior a 50 ha 90 % Agricultores Familiares Sistema de Produção: Componentes: Milho Feijão Área Média de Cultivo: Milho: ,0 ha Feijão ,0 ha Soja ,0 ha Renda Média Anual R$ ,00 AGROPECUÁRIA PARANAENSE Fonte: IBGE, EMATER

21 AGROPECUÁRIA PARANAENSE VALOR BRUTO DA PRODUÇÃO - VBP 2005 R$ ,00 FONTE: SEAB/DERAL

22 AGROPECUÁRIA PARANAENSE VALOR BRUTO DA PRODUÇÃO - VBP 2005 R$ ,00 FONTE: SEAB/DERAL

23 PREMISSAS PARA DIVERSIFICACÃO MELHORIA DA RENDA DAS FAMILIAS DINAMIZACÃO DAS ECONOMIAS LOCAIS DESENVOLVIMENTO LOCAL SUSTENTAVEL

24 UVA X GRÃOS UVA = 0,8 ha = 1,55% - R$ ,67/ha GRÃOS = 50,8 ha = 98,44% - R$ 372,23/ha Uva + grãos = MB = R$ ,65 Somente grãos = MB = R$ ,11 R$ ,11 R$ ,54 FONTE: REDES DE REFERÊNCIA IAPAR/EMATER

25 PÊSSEGO X GRÃOS R$ 9.233,85 R$ ,50 PÊSSEGO = 4,0 ha = 15,60% -- R$ 7.426,88/ha GRÃOS = 24,7 ha = 74,40% -- R$ 373,84/ha Pêssego + grãos = MB = R$ ,35 Somente grãos = MB = R$ 9.233,85 FONTE: REDES DE REFERÊNCIA IAPAR/EMATER

26 FONTE: SEAB/DERAL; EMATER/Pr; REVISTA AGRIBUSINESS 2003 RENDA BRUTA / ha R$ 1.000,00 Morango Uva Fina Uva Rústica Laranja Mesa Caqui Pêssego Tangerina Banana Laranja Indústria Soja ,8 Feijão ,7 Milho ,5 MÃO-DE-OBRA Eh/ha Morango ,0 Uva Fina ,8 Uva Rústica ,8 Tangerina ,8 Pêssego ,5 Laranja Mesa ,5 Caqui ,3 Banana ,3 Laranja Indústria ,0 Feijão ,5 Milho ,3 Soja ,02 POSTOS DE TRABALHO CUSTO DE GERAÇÃO R$ 1.000,00 Indústria: - Química Metalurgica Automóveis Turismo Agricultura Fruticultura

27 64,8 mil ha; 32 MIL FRUTICULTORES; toneladas (8º lugar BR); ÁREA MÉDIA DAS PROPRIEDADES 1,7ha R$ ,40 FRUTICULTURA PARANAENSE 2007 FONTE: SEAB/DERAL; EMATER

28 PRODUÇÃO DE FRUTAS NO PARANÁ

29 DISTRIBUIÇÃO DA FRUTICULTURA NO PARANÁ FONTE: SEAB/DERAL; EMATER

30 PRINCIPAIS FRUTAS PRODUZIDAS NO PARANÁ - % DE VOLUME

31 PRINCIPAIS FRUTAS PRODUZIDAS NO PARANÁ - % DO VBP

32 MARIALVA PARTICIPAÇÃO NO VBP DOS PRINCIPAIS PRODUTOS FONTE: SEAB/DERAL

33 GUARATUBA PARTICIPAÇÃO NO VBP DOS PRINCIPAIS PRODUTOS FONTE: SEAB/DERAL

34 PARTICIPAÇÃO DOS AGENTES NA COMERCIALIZAÇÃO DA HORTICULTURA

35 Ações de Concientização Básica Patamares para a Inovação e Competitividade na Fruticultura Brasileira Produtor com BPA BPA APPCC PPHO PIF Legenda: PIF – Produção Integrada de Frutas EUREP – GAP - Protocolo de Boas Práticas Agropecuárias APPCC – Análise de Perigos e Pontos Críticos de Controle PPHO – Procedimentos Padrões de Higiene Operacional BPA – Boas Práticas Agropecuárias Nível 5 Nível 3 Nível 2 Nível 1 Produtor sem BPA EUREP - GAP Nível 4 Fonte: Senai / Sebrae e Embrapa JRA/ARK Adaptado por JRA/ARK - MAPA

36 Requisitos do consumidor Satisfação Qualidade Ambiental Segurança alimentar Produtos e serviços Qualificados e certificados no mercado

37 A TRANSFORMAÇÃO É UMA PORTA QUE SE ABRE POR DENTRO...

38 SECRETARIA DE ESTADO DA AGRICULTURA E DO ABASTECIMENTO DO PARANÁ SEAB


Carregar ppt "Ponta Grossa 21 de novembro de 2008. FRUTICULTURA ASPECTOS SÓCIO-ECONÔMICOS PAULO ANDRADE ENGENHEIRO AGRÔNOMO DERAL SEAB."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google