A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Nascente dos sofrimentos: uma análise do ego Marlon Reikdal Núcleo de Estudos Psicológicos Joanna de Ângelis.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Nascente dos sofrimentos: uma análise do ego Marlon Reikdal Núcleo de Estudos Psicológicos Joanna de Ângelis."— Transcrição da apresentação:

1

2 Nascente dos sofrimentos: uma análise do ego Marlon Reikdal Núcleo de Estudos Psicológicos Joanna de Ângelis

3 L. E. Q. 132 – (Resp.) Deus lhes impõe a encarnação com o fim de fazê-los chegar à perfeição. Objetivo da vida terrena L. E. Q. 133 – (Resp.) Todos são criados simples e ignorantes e se instruem nas lutas e tribulações da vida corporal.

4 As vicissitudes da vida derivam de uma causa e, pois que Deus é justo, justa há de ser essa causa. Isso o de que cada um deve bem compenetrar-se. Justiça Divina KARDEC, O Evangelho Segundo o Espiritismo (ESE) – Cap. V, item 3

5 Quantos homens caem por sua própria culpa! Vítimas de sua imprevidência, de seu orgulho e de sua ambição! Quantos se arruínam por falta de ordem, de perseverança, pelo mau proceder, ou por não terem sabido limitar seus desejos! Quantas uniões desgraçadas, porque resultaram de um cálculo de interesse ou de vaidade e nas quais o coração não tomou parte alguma! Quantas dissensões e funestas disputas se teriam evitado com um pouco de moderação e menos suscetibilidade! Quantas doenças e enfermidades decorrem da intemperança e dos excessos de todo gênero! KARDEC – ESE: cap. V – item 4

6 A compreensão espiritista a respeito da vida e do sofrimento nos faz crer que ninguém está no mundo para sofrer. O sofrimento é apenas um método pedagógico próprio do planeta terrestre. Causalista X Teleológica (REIKDAL – Refletindo a Alma, p. 249)

7 A partir da visão psicológica de Allan Kardec concluí-se que na raiz de qualquer sofrimento será encontrado como autor o próprio Espírito. No presente ou no passado, consciente ou inconscientemente, as origens do sofrimento estão sempre, portanto, naquele que o padece, no recôndito do seu ser, nos painéis profundos da sua consciência. (REIKDAL – Refletindo a Alma, p. 252)

8 Dentre os vícios, qual se pode considerar radical? Livro dos Espíritos Q. 913 Dentre os vícios, qual se pode considerar radical? VÍCIO (Dic. Houaiss): - Defeito ou imperfeição grave de uma pessoa ou coisa; - Disposição natural para cometer o mal ou praticar ações contra a moral; - Qualquer costume supérfluo, prejudicial ou censurável.

9 Nós o dissemos muitas vezes: o egoísmo. Daí deriva todo o mal. Estudai todos os vícios e vereis que no fundo de todos está o egoísmo. Inutilmente os combatereis e não conseguireis extirpá-los enquanto não houverdes atacado o mal em sua raiz. Tendam, todos os esforços para ele, pois esta é a verdadeira chaga da humanidade.

10 EGOÍSMO Amor exagerado aos próprios valores e interesses em despeito dos de outrem; Amor exagerado aos próprios valores e interesses em despeito dos de outrem; Exclusivismo que leva uma pessoa a se tomar como referência a tudo. Exclusivismo que leva uma pessoa a se tomar como referência a tudo. (Dicionário Houaiss)

11 EGO + ÍSMO Refere-se à experiência que uma pessoa tem de si mesma como um centro de vontade, de desejo, de reflexão e ação. (STEIN – Jung: o mapa da alma, p. 23)

12 O ego focaliza a consciência humana e confere à nossa conduta consciente sua determinação e direção. Porque temos um ego, possuímos a liberdade para fazer escolhas que podem desafiar nosso instinto de autopreservação (...) STEIN – Jung o mapa da alma, p. 27

13 Instintos(sobrevivência) Sensações (boas ou más) EvoluçãoHumana Sentimentos(Amor) KARDEC – O Evangelho Segundo Espiritismo – Lei de Amor

14 EGO + ÍSMO Formação de nome de ação; Formação de substantivos abstratos; Manifestações Egóicas Doentias (Joanna de Ângelis - Despertar do Espírito)

15 EGO + ÍSMO Intoxicação, adoecimento – (estragar, deformar, perverter).

16 CULPA EGO que se pune

17 CIÚME Desejo de posse do EGO

18 INVEJA EGO que não aceita o triunfo alheio

19 RAIVA EGO ferido

20 MEDO EGO que se esconde *

21 TRISTEZA EGO que não aceita a vida como ela é *

22 RESSENTIMENTO EGO que não consegue admitir o ocorrido

23 INDIFERENÇA EGO que não quer ver

24 Egoísmo Neste forma de definir o egoísmo, podemos entender o ego como uma instância psíquica, produto das reencarnações, e que, em determinada fase do desenvolvimento humano se corrompe pelo excesso de si mesmo, perverte-se à medida que se considera o centro de tudo, aliena-se à medida que acredita merecedor apenas das experiências positivas e idealizadas.

25 Podemos pensar que dentro deste funcionamento normal e esperado, este ego que deveria administrar os prazeres, as necessidades e os objetivos existenciais, pode equivocar-se na melhor forma de gerenciar a vida, olhando apenas para si. Pode perverter-se pautado unicamente na construção dos interesses pessoais, imediatos, pertinentes aos instintos primários, ou pertinentes as realizações exteriores... (REIKDAL – Refletindo a Alma, p. 273) A infelicidade do ego é pensar que é rei, senhor de toda a casa, sem entender ou aceitar que é apenas um servidor, e que encontrando e aceitando seu papel, poderá ser um ótimo servidor, mas nunca o senhor. (REIKDAL – Refletindo a Alma, p. 273)

26 De todas as imperfeições humanas, o egoísmo é a mais difícil de desenraizar-se porque deriva da influência da matéria. Livro dos Espíritos - Q. 917 Qual o meio de destruir-se o egoísmo? O egoísmo assenta na importância da personalidade.

27 O Espiritismo faz ver as coisas de tão alto, que o sentimento da personali- dade desaparece, de alguma forma, diante da imensidão. Allan Kardec O Livro dos Espíritos q. 917

28 Palestra realizada com base no capítulo de mesmo título do livro Refletindo a Alma, de autoria do Núcleo de Estudos Psicológicos Joanna de Ângelis, do qual Marlon Reikdal é membro.


Carregar ppt "Nascente dos sofrimentos: uma análise do ego Marlon Reikdal Núcleo de Estudos Psicológicos Joanna de Ângelis."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google