A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Profª. Drª. Carmen Belderrain Instituto Tecnológico de Aeronáutica A relação entre o Pensamento Sistêmico e as Multimetodologias Franca, 26 de outubro.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Profª. Drª. Carmen Belderrain Instituto Tecnológico de Aeronáutica A relação entre o Pensamento Sistêmico e as Multimetodologias Franca, 26 de outubro."— Transcrição da apresentação:

1 Profª. Drª. Carmen Belderrain Instituto Tecnológico de Aeronáutica A relação entre o Pensamento Sistêmico e as Multimetodologias Franca, 26 de outubro de 2011

2 Instituto Tecnológico de Aeronáutica

3 São José dos Campos – São Paulo – Brasil

4 Sumário Pesquisa Operaciona Hard e Soft Métodos de Estruturação de Problemas Método SODA Método SCA Método SSM e SSM Reconfigurado PSM e AMD Multimetodologia

5 Pesquisa Operacional Tradicional ou Hard Os métodos da PO Hard trazem bons resultados para a organização quando: A organização é estruturada com uma hierarquia ; Alguns dos participantes são experientes analiticamente; A organização ou unidade realiza uma tarefa bem definida e repetitiva gerando dados confiáveis; Há um consenso geral sobre as prioridades.

6 Pesquisa Operacional Soft Podem ser caracterizadas por (VIDAL, 2006): Estruturação do problema usando os princípios do pensamento sistêmico; Modelagem qualitativa, usando interpretação, modelos conceituais, e intersubjetivos; Trabalho em organizações onde todos os atores participam ativamente na estruturação e processo de resolução de problemas, ou seja, o pesquisador operacional é um facilitador.

7 Estruturação de Problemas

8 Formulação do problema com um único objetivo e otimização. Múltiplos objetivos, se reconhecidos, estão sujeitos a trade-off para uma escala comum. Não otimiza, busca soluções alternativas que são aceitáveis em dimensões separadas, sem trade-offs. Existe grande demanda de dados, com conseqüentes problemas de distorção, disponibilidade e credibilidade dos dados. Demanda reduzida de dados, obtidos através de uma maior integração dos dados hard e soft, com julgamentos sociais Cientificação e despolitização, há um pressuposto de consenso entre as partes interessadas. Simplicidade e transparência que visa clarificar as condições de conflito. As pessoas são tratadas como objetos passivos.Conceitua as pessoas como sujeitos ativos. Há um decisor único com objetivos resumidos a partir de ações concretas que podem ser deduzidas e implementadas através de uma cadeia hierárquica de comando. Facilita o planejamento de baixo para cima. Há uma tentativa de suprimir a incerteza futura, tendo pré- decisões futuras. Aceita incerteza, e pretende manter as opções abertas para uma resolução posterior. CARACTERÍSTICAS DA PO HARD CARACTERÍSTICAS DA PO SOFT

9 Processo de Pesquisa Operacional Tradicional... and the traditional focus of the OR literature Prof. Ion Georgiou

10 Processo de Estruturação de Problemas Compare the position And this does not necessarily mean this! Prof. Ion Georgiou

11 Artigos de PSM

12

13 Pesquisa no Brasil Primeira Etapa: Pesquisa a Periódicos (SciELO) e Anais de Congressos Brasileiros - Dificuldades - Resultados não-representativos Segunda Etapa: Pesquisa a autores – Plataforma Lattes e Google Acadêmico

14 Resultados da Pesquisa no Brasil Identificação de 86 pesquisadores e 132 trabalhos Identificação de clusters de pesquisa Pesquisa Operacional Hard: Heurísticas, programação matemática, otimização, MCDA Mapas Cognitivos: 194 autores listados, nas mais diversas áreas do conhecimento

15 Resultados parciais da Pesquisa no Brasil Fonte: Gilberto Justi e Thiago da Costa

16 Universidades em UK London School of Economics (Interdisciplinary Management School) Warwick University (Business School) Lancaster University (Management School) Strathclyde University (Management School) University of Hull (Business School & Centre for Systems Studies)

17 Métodos de Estruturação de Problemas 1. Strategic Options Development and Analysis [Eden] - Identificação do problema 2. Soft Systems Methodology [Checkland] - system design/redesign 3. Strategic Choice Approach [Friend] - Incertezas 4. Robustness Analysis [Rosenhead] -Flexibilidade 5. Drama Theory [Howard] - Análise de Conflitos Rosenhead (IFORS, 2008)

18 Métodos de Estruturação de Problemas Rosenhead,J, Mingers J (ed) (2001) Rational Analysis for a Problematic World Revisited: Problem Structuring Methods for Complexity, Uncertainty and Conflict (2nd edition), Wiley: Chichester Mingers J, Rosenhead J (2004) Problem structuring methods in action. European Journal of Operational Research 152(3):

19 1. SODA Utiliza o mapa cognitivo do problema, levando em conta o ponto de vista dos indivíduos envolvidos. Workshops para discussão. Figura do facilitador para guiar os envolvidos e garantir o comprometimento com as ações a serem tomadas.

20 Strategic Options Development and Analysis (SODA) Georgiou (2009, 2011) a SODA map about SODA mapping

21 Strategic Options Development and Analysis (SODA)

22 2. Strategic Choice Approach (SCA) Estratégia centrada em gerenciamento de risco e incertezas. Facilitadores guiam os participantes a analisarem a relação entre as diferentes área envolvidas. Comparações interativas entre as alternativas, utilizando esquemas, facilitam a definição das incertezas.

23 Aplicação de SCA

24 Utilização de Strategic Choice Approach para Auxílio em Planejamento de Evento Acadêmico Paloma Ribeiro dos Santos (ITA) Mischel Carmen Neyra Belderrain (ITA)

25 Strategic Choice Approach A aplicação do SCA é dividida em quatro fases ou também chamados modos: Modelagem, Design, Comparação e Escolha. Fonte: Major (2009)

26 Estudo de Caso O problema abordado para estruturação com o método SCA trata-se da organização de um evento acadêmico que acontece anualmente para intercâmbio de conhecimentos científicos entre pesquisadores. Foram consideradas algumas áreas de decisões típicas destes eventos. O método SCA foi escolhido para este caso devido ao grande número de incertezas envolvidas, característica propícia para a aplicação deste método. Cada etapa do método será apresentada a seguir.

27 Modelagem Á reas de decisãoR ó tulo Qual(is) a(s) fonte(s) de recursos financeiros?REC_FINAN ? Qual a quantidade de recursos humanos ser á necess á ria? REC_HUMAN ? Quais os meios de divulga ç ão? MEIO_DIVU ? Que tipo de publica ç ão haver á ? TIPO_PUBLIC ? Qual a localiza ç ão do evento? LOCAL_EVEN ? Haver á outras atividades al é m das palestras? ATIV_EXTRA ?

28 Modelagem

29 Design Á reas de decisãoOp ç ões de decisãoR ó tulo Qual (is) a(s) fonte(s) de recursos financeiros? Apoio p ú blico Apoio privado Sem apoio financeiro Ambos os apoios financeiros REC_FINAN ? Que tipo de publica ç ão haver á ? Publica ç ão padrão* Publica ç ão padrão com revista** TIPO_PUBLIC ? Qual a localiza ç ão do evento? Vit ó ria - ES Ubatuba - SP LOCAL_EVEN ? Haver á outras atividades al é m das palestras? Ter eventos sociais Ter mini-cursos e mesas redondas Ter ambos os eventos Não ter eventos extras ATIV_EXTRA ?

30 Design

31 Comparação Ordem de importância Á reas de compara ç ãoR ó tulos 1° Contribui ç ão para a comunidade acadêmicaCONTRIBUI Ç ÃO 2° Integra ç ão social entre participantesINTEGRA Ç ÃO 3°Atratividade do eventoATRATIVIDADE 4°Menor custoCUSTO

32 Comparação

33

34 Pontuações mínimas para as áreas de comparação foram utilizadas para reduzir as alternativas: Contribuição 5 Integração 4 Atratividade 6 Restaram 8 alternativas.

35 Comparação Existência de dominância entre as alternativas: Alternativa V Alternativas G, O, C2 e K2 Contribuição 6 6 Custo 8 8 Integração 6 6 Atratividade 7 6 Apenas quatro alternativas permaneceram na análise: S, V, O2 e R2. Neste momento o custo foi observado e as alternativas V e R2 foram retiradas. Restando S e O2.

36 Escolha ALTERNATIVALOCAL_EVEN ?REC_FINAN ?TIPO_PUBLIC ?ATIV_EXTRA ? SVitória – ESAmbos os apoios Publicação padrão Ter ambos os eventos O2Ubatuba – SPAmbos os apoiosPublicação padrão Ter ambos os eventos Ainda resta dúvida ! Opções de decisão Área de incerteza Explorar agora Área de decisão Decisões futuras Vitória - ES Ubatuba - SP Possíveis atributos das cidades que podem contribuir para o evento (segurança, possibilidades de apoio, hospedagem, clima, facilidade de acesso etc). Providenciar o local que abrigará o evento na cidade.

37 Escolha Opções de decisão Áreas de comparação Facilidade de acesso Número de hospedagens* Conceito Vitória – ESES Ubatuba - SPRodovia SP-125 BR * Incluindo hot é is, pousadas, resorts e campings Fonte: Adaptado de Traveler (2010) e Google Maps (2010) A alternativa escolhida do estudo foi a O2.

38 Resultados e Conclusões O pacote de compromissos possibilita que as opções de decisão possam ser comparadas novamente, devido às ações de exploração que são capazes de levantar novas áreas de comparação para serem usadas na comparação O método SCA permite a aplicação de procedimentos diversos para a realização de cada etapa dependendo da necessidade e eficiência para quem está desenvolvendo a análise, como neste caso, o Brainstorming utilizado, o método de pontuação adotado das áreas de comparação e alternativas, e a forma de reduzir as alternativas com pré-seleção.

39 3. Soft System Methodology (SSM) A metodologia SSM combina os princípios de sistemas de pensamentos com os pontos de vista individuais, reconhecendo as diferentes percepções dos problemas, e interpretando-as mediante modelos conceituais, buscando como os sistemas poderiam funcionar melhor.

40 Desenvolve modelos sistêmicos da atividade humana com o propósito que explicitamente incorporem pontos de vista particulares ou perspectivas relevantes para a situação. Expressa estes logicamente em termos de definições raízes e modelos de atividade conceituais. Utiliza os modelos como uma forma de questionar e analisar a situação para estruturar um debate entre as partes envolvidas, sobre as mudanças desejáveis e factíveis Sof system Methodology

41 Aplicação de SSM

42 SOFT SYSTEMS METHODOLOGY NA ESTRUTURARAÇAO DO PROBLEMA DA PRODUÇÃO CIENTÍFICA DE UM CURSO DE ENSINO SUPERIOR Rocio Soledad Gutierrez Curo Mischel Carmen Neyra Belderrain

43 Objetivo Aplicar a metodologia SSM ao curso de Pesquisa Operacional da Universidade Nacional Maior de São Marcos (UNMSM) em Lima – Peru com o propósito de conhecer quais são as possíveis ações a considerar para o desenvolvimento da produção científica a nível discente, para o compartimento de conhecimentos e para incrementar o desenvolvimento profissional.

44 Soft Systems Methodology Fonte: Checkland (1985) apud Bellini et al. (2004)

45 Apresentação do problema O curso de PO na UNMSM foi fundado em Cada ano, uns 90 jovens aproximadamente aumentam o grupo de alunos de graduação. Apesar de ser a UNMSM a única Universidade que tem este curso de graduação em Peru, não tem um desenvolvimento científico no pessoal docente e discente acorde ao desejado. Existe uma preocupação latente sobre a ausência de pesquisa nos alunos durante a graduação.

46 Estruturação do problema usando SSM Estágios 1: Explorar a situação problemática O que de fato o aluno necessita para o desenvolvimento da produção científica? Estágios 2: Expressar a situação problemática Motivação Conhecimento Recursos

47 Figura rica

48 Estruturação do problema usando SSM Estágio 3: Construir definições sucintas de sistemas relevantes

49 Estruturação do problema usando SSM Estágio 3: Construir definições sucintas de sistemas relevantes Definição raiz: Não existe algum incentivo científico dirigido aos alunos de graduação e eles não recebem informações sobre todo o relacionado a este. Além que não tem biblioteca especializada para a pesquisa e os recursos não são os suficientes para facilitar seu exercício. Finalmente, não existe uma pessoa destinada para o envio de dados, datas e informações gerais sobre os eventos acadêmicos a realizar-se para que os alunos possam submeter algum artigo científico, influenciando a pesquisa.

50 Estruturação do problema usando SSM Estágio 4: Elaborar modelos conceituais

51

52 Estruturação do problema usando SSM Estágio 5: Comparar modelo conceitual com a realidade Comparando os estágios 4 com 2, se comparam as atividades do modelo conceitual e a situação problemática expressada. É claro que existem as mesmas necessidades para conseguir o objetivo, ou seja, as mudanças sugeridas no enfoque sistêmico representam as mudanças necessárias do mundo real. Estágio 6: Mudanças possíveis e desejadas

53 MODELO CONCEITUALDESEJÁVEISFACTÍVEIS Identificar os alunos que não conhecem o que é um artigo científico sim Identificar os alunos que necessitam apoio para começar escrever sim Os docentes devem informar aos alunos.sim Os docentes devem orientar aos alunos.sim Os docentes devem formar grupos de estudo.sim Selecionar um pessoal administrativosimnão Criar uma base de dados de todos os alunos e docentes. sim Disponibilizar aos alunos e docentes dos recursos necessários para a pesquisa. simnão

54 Estruturação do problema usando SSM Estágio 7: Ações para melhoria da situação problemática Treinamento dos docentes interessados no desenvolvimento de pesquisa. Treinamento dos alunos interessados no desenvolvimento de pesquisa. Difundir e enfatizar a importância da pesquisa e desenvolvimento de artigos. Implementar uma mudança cultural nos docentes e alunos para facilitar a comunicação efetiva e bom desenvolvimento de pesquisas.

55 Estruturação do problema usando SSM Estágio 7: Ações para melhoria da situação problemática Disponibilizar para cada docente e aluno pesquisador dos recursos necessários para um bom desenvolvimento de pesquisa. Sugerir aos alunos, dentro de cada matéria, referências não só de livros senão também de artigos, revistas e outros materiais científicos. Implementar matérias de caráter obrigatório com conteúdo metodológico conceitual e aplicativo, para o desenvolvimento da pesquisa e produção científica.

56 SSM Reconfigurado Proposto por Prof. Ion Georgiou

57 Soft Systems Methodology – reconfiguration 2006, 2008 Checklands 7-stage SSM Georgiou (2006, 2008) reconfiguration

58 Aplicação do SSM Reconfigurado Pres. Seminario de Tese para UFRJ.pptx

59 CARACTERÍSTICA FUNDAMENTAL SODASCASSM Base para o métodoPsicologia / Psicologia social Pesquisa Operacional/ Teoria das decisões Engenharia de Sistemas Foco Apoio na percepção e estruturação de um problema com situação confusa Apoio analítico dependendo da área de decisão Estruturação de um problema com situação desestruturada Processo Processo de aprendizagem com análise e percepções individuais que são recolhidos em um modelo agregado Processo de aprendizagem onde existe uma mudança dialética entre as diferentes formas de trabalho Processo de aprendizagem onde cada visões de mundo são descrito e sistematizadas Produto Produtos em todas as categorias. Especial enfoque em produtos visíveis Produtos em todos as categorias Produtos em todos as categorias. Especial enfoque em produtos invisíveis OrganizaçãoEntrevistas individuais e oficinas Oficinas com participação interativa Descrição entre cliente- sistema e definições de base. Oficinas com participação interativa TecnologiaMapas cognitivosFases interativas com participação de trabalhos diferentes Pensamento sistemático e organizado sobre a organização Função do ConsultorFacilitador e analista Facilitador e especialista em metodologia Facilitador e especialista em metodologia

60 Métodos de Estruturação de Problemas e Apoio Multicriterio à Decisão A estruturação de problemas é uma das etapas do processo de tomada de decisão que tem como objetivo estruturar assuntos, problemas e situações para os quais se buscam propostas de decisões e não resolvê-los propriamente ROSENHEAD, 2001

61 AMD Apoio Multicriterio à Decisão

62 PO Soft e Mètodos Multicritérios de apoio a Decisão (AMD) Cada uma destas abordagens tem algo a oferecer na estruturação de problemas para o AMD – Apoio Multicritério a Decisão. Belton & Stewart (2002)

63 Comparação entre o PO SOFT e o AMD 1. SSM é uma metodologia. 2. PO SOFT modela as questões de comportamento. 3. PO SOFT baseia-se em aproximações heuristicas utilizando ferramentas qualitativas. 1. AMD são grandes famílias de métodos, algoritmos e teorias de abordagem para a tomada de decisão. 2. AMD busca modelar os Juízos de valores do decisor. 3. AMD tambem usa ferram. qualitativas e quantitativas.

64 Comparação entre o PO SOFT e o AMD 4. Bom conceito de aprendizado. 5 SODA utiliza Mapas Cognitivos. 6. SSM utiliza um maior tempo de observação do mundo real. 7. SSM utiliza um menor tempo para modelagem. 4.Bom conceito de aprendizado. 5. AMD (Macbeth e MCDA-C) utilizam Mapas Cognitivos. 6. AMD utiliza um menor tempo de observação do mundo real. 7. AMD utiliza um maior tempo para modelagem.

65 SSM e AMD Como se complementam? SSM pode produzir as diretrizes básicas para a estruturação do problema que o será estudado e modelado pelo AMD. SSM, em seu processo de reconhecimento, gera na organização uma aprendizagem, agrega experiências, aumenta a criatividade tal que o problema passe a ser controlado sem auxilio de consultores. AMD utiliza este conhecimento. AMD auxilia nos estágios do SSM para esclarecer e reduzir conflitos.

66 Multimetodologia

67 Método 1Método 2N° de Trabalhos SWOT/PESTSSM9 SimulaçãoSSM8 Diagrama de InfluênciaSSM8 Escolha EstratégicaSSM8 Heurística de Sistemas CríticosSSM7 Planejamento InterativoSSM7 Mapa CognitivoSSM7 EstatísticaSSM7 VSMSSM7 Análise e Desenho EstruturadosSSM6 Modelagem MatemáticaHeurísticas5 Análise de DecisãoEscolha Estratégica5 Análise de DecisãoMapa Cognitivo5 EstatísticaMapa Cognitivo5 Diagrama de InfluênciaVSM5 Diagrama de InfluênciaSSM5 Escolha EstratégicaMapa Cognitivo5 Planejamento InterativoCSH5 Escolha EstratégicaPlanejamento Interativo5 Fonte: Adaptado de Munro e Mingers (2002) Combinações de Métodos

68

69 Authors John Mingers The Drivers of Citations in Management Science Journals European Journal of Operational Research (with F.Xu) (2010) A Review of the Recent Contribution of Systems Thinking to Operational Research and Management Science European Journal of Operational Research (with L.White) (2010) Using SSM to Structure the Identification of Inputs and Outputs in DEA. (with Liu, W.B. and Meng, W.) Journal of the Operational Research Society, 60 (2). pp (2009) John Brocklesby Ethics Beyond the Model: How Social Dynamics Can Interfere with Ethical Practice in Operational Research/Management Science OMEGA 37, December Rethinking the Theoretical Underpinnings of Soft Systems Methodology - Synthesising the Contributions of Geoffrey Vickers and Humberto Maturana. Systems Research and Behavioral Science, Vol. 24, March Autopoiesis and the Theory of Viable Systems. Systems Research and Behavioral Science, Vol. 22, 2005.

70 Artigos de Multimetodologia

71

72

73 Multimetodologia Aplicação 1

74 MEDIDAS DE AVALIAÇÃO DE DESEMPENHO DE UMA INSTITUIÇÃO DE ENSINO SUPERIOR: ABORDAGEM DE PESQUISA OPERACIONAL Claudio Luis Piratelli Orientadora: Profa. Dra. Mischel Carmen Neyra Belderrain Campo Montenegro, São José dos Campos, SP Agosto/2010 Instituto Tecnológico de Aeronáutica Tandil, Buenos Aires, Argentina 16 de septiembre 2010

75 Objetivo Geral Propor um método para apoiar a fase de projeto de um Sistema de Medição de Desempenho para organizações com base no modelo The Performance Prism (TPP). 75 Contextualização Problema Objetivos Justificativas Contribuições Met. de Pesquisa Emb. Teórico Método proposto Aplic. do método Consid. Finais

76 Objetivos Específicos (1)Aplicar a metodologia Strategic Options Development and Analysis (SODA) para estruturar um SMD identificar os critérios de desempenho pertinentes aos stakeholders (TPP); (2) Integrar a metodologia SODA ao Método de apoio à Decisão com Múltiplos Critérios (MCDM) Analytic Network Process (ANP), através de uma adaptação no Processo de Apoio à Decisão proposto por Ensslin et al. (2001). 76 Contextualização Problema Objetivos Justificativas Contribuições Met. de Pesquisa Emb. Teórico Método proposto Aplic. do método Consid. Finais

77 Objetivos Específicos (2) Mais especificamente, na passagem da Estruturação do Problema para a Estruturação do Modelo Multicritério propõe-se uma mudança de paradigma científico do construtivista para o racionalista, objetivando uma modelagem mais fiel às relações existentes entre os elementos de um SMD. Sob esta ótica, este trabalho objetiva corroborar Belton et al. (1997), Mingers e Brocklesby (1997) e Kotiadis e Mingers (2006) ao demonstrar factibilidade em se transitar entre dois paradigmas, em momentos distintos da pesquisa de forma sequencial; 77 Contextualização Problema Objetivos Justificativas Contribuições Met. de Pesquisa Emb. Teórico Método proposto Aplic. do método Consid. Finais

78 Objetivos Específicos (3) Utilizar o ANP para modelar as relações de dependência e feedback entre os critérios de desempenho do SMD, visando ordenar suas importâncias para a performance da organização. – propiciar um direcionamento estratégico e uma gestão focada nos indicadores mais relevantes para os stakeholders de uma organização (avaliação de desempenho mais justa); (4) Aplicar o método para apoiar a fase de design de um SMD no setor de Educação Superior, mais especificamente, para um curso de graduação de uma IES privada; (5) Utilizar o SMD para uma primeira avaliação diagnóstica do objeto de estudo, visando verificar sua utilidade como instrumento de gestão 78 Contextualização Problema Objetivos Justificativas Contribuições Met. de Pesquisa Emb. Teórico Método proposto Aplic. do método Consid. Finais

79 WITI ? – Keeney (1992)

80

81 Etapa 1: Identificação dos stakeholders (atores) e dos decisores envolvidos com o projeto do SMD para o curso de graduação; Etapa 2: Estruturação do SMD do curso utilizando o SODA; Etapa 3: Modelagem Multicritério do SMD em forma de rede utilizando o ANP e definição estratégica: decisão em colegiado para ordenação dos pesos dos critérios e sub-critérios de desempenho; Etapa 4: Avaliação de desempenho do curso, análise dos resultados e validação do modelo SMD FASE 2: RACIO- NALISTA FASE 1: CONSTRU- TIVISTA Aplicação do Método 81 Contextualização Problema Objetivos Justificativas Contribuições Met. de Pesquisa Emb. Teórico Método proposto Aplic. do método Consid. Finais

82 D G = 63,89%. Desempenho em satisfação alunos Sociedade Organizações IES Docentes

83 Discussão dos resultados – alguns pontos fortes do curso AlunosDocentesIESOrganizaçõesSociedade a experiência do corpo docente em magistério superior (Cd2); a abrangência dos labs específicos de Engenharia de Produção (Ab2); a experiência profissional do corpo docente (Cd3); a empregabili- dade do curso na área (Ct2); jornada de trabalho (Cti2); a disponibili- dade de recursos multimídia (Rd2); a remune- ração(Cti4); as salas de trabalho (IT2); a quantidade de equipamentos e materiais dos laboratórios básicos (Eq1) o percentual de ocupação (IF1); as publicações do corpo docente (P1); o tempo para coordenação (Co3); a atuação do NDE (Co2); a atuação do colegiado (Co1) e; o percentual utilização laboratórios específicos (Ule) coerência entre currículo-perfil de egresso (Cs2); o desempe- nho dos alunos no estágio, segundo as organizações (Rp1); as compe- tências técnicas trabalhadas pelas atividades curriculares (C5) a didática do corpo docente (Cd1); o mecanismo de supervisão de estágio (Dc3); as publicações do corpo docente (P1); as compe- tências gerais trabalhadas pelas atividades curriculares (C2); as atribuições profissionais conferidas pelo sistema profissional (Cu1 Contextualização Problema Objetivos Justificativas Contribuições Met. de Pesquisa Emb. Teórico Método proposto Aplic. do método Consid. Finais

84 Discussão dos resultados – alguns pontos fracos do curso AlunosDocentesIESOrganizaçõesSociedade o espaço físico das salas de aula (Fi2); a relação equipamentos materiais/aluno dos labs específicos e profissionali. (Eq2, Eq3); a heterogenei- dade dos alunos ingressantes (Cp1); o suporte técnico aos laboratórios (Su2); o plano de carreira da IES (Cti3); o suporte técnico aos laboratórios (Su2); o suporte em informática nos laboratórios (Su1); os incentivos financeiros da IES para pesquisa (Cti1); o acesso a internet nas salas de aulas (Rd1) a quantidade de projetos sociais (P3); a realização de serviços à sociedade (P2); o conceito do curso no ENADE (IO1) e; o percentual de receita/receita potencial (IF2) integração de conteúdos curriculares (Cu3); multimeto- dologia de ensino como alternativa a forma tradicional de ensinar engenharia (Cu4), o número de pesquisas visando à resolução de problemas organizaciona is (Rp2) as compe- tências humanas trabalhadas pelas atividades curriculares (C3); quantidade de projetos sociais (P3); a realização de serviços à sociedade (P2) Contextualização Problema Objetivos Justificativas Contribuições Met. de Pesquisa Emb. Teórico Método proposto Aplic. do método Consid. Finais

85 Insights para resolução das prioridades gerenciais Exemplo: P3 – projetos sociais Contextualização Problema Objetivos Justificativas Contribuições Met. de Pesquisa Emb. Teórico Método proposto Aplic. do método Consid. Finais

86 Aplicação de metodologia sistêmica em programa de colheita urbana de alimentos Priscila Renata Silva Barros Multimetodologia Aplicação 2

87 Objetivo : Estruturar o problema Mesa Brasil Sesc, a fim de compreender o funcionamento de programas do gênero sobre a visão de logística reversa de alimentos e com perspectivas de melhorias e ampliação do atendimento em combate a fome.

88 Aplicação de Multimetodologia: Mapas cognitivos para descrição da situação atual e; SSM reconfigurado para gerar ações de melhorias. Recapturar o fluxo dos produtos alimentícios, é uma valiosa forma de combate a fome que precisa ser melhor utilizada, conhecida e defendida.

89 Revista Pesquisa Operacional – v.30 – 2010 Special Issue on Soft OR and Complex Societal Problems 1940s Criação da Pesquisa Operacional (Hard) 1970s Surgimento dos primeiros métodos qualitativos, endereçados à estruturação de problemas (soft) 2000s Multidisciplinaridade Complexidade dos Problemas Multimetodologia

90 Conclusões 1.Multimetodologia é a base para diversas aplicações com SSM 2.Os métodos de Estruturação de problemas permite o elo entre o pensamento sistêmico e as Multimrtodologias. 3.Crescente interesse na SOBRAPO nas aplicações das multimetodologias.

91 Tandil, Buenos Aires, Argentina 16 de septiembre 2010 Obrigada!


Carregar ppt "Profª. Drª. Carmen Belderrain Instituto Tecnológico de Aeronáutica A relação entre o Pensamento Sistêmico e as Multimetodologias Franca, 26 de outubro."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google