A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Porque todo ser humano é único.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Porque todo ser humano é único."— Transcrição da apresentação:

1

2 Porque todo ser humano é único.
SER DIFERENTE É NORMAL? Porque todo ser humano é único. A única característica que nos une é a DIVERSIDADE

3 Pessoas de todas as populações
QUEM SOMOS NÓS TODOS? Mulheres e homens Meninos e meninas Jovens e idosos Brancos, negros, índios, asiáticos Pessoas com deficiência Povos indígenas e diferentes grupos étnicos Judeus, cristãos, muçulmanos, protestantes, ateus Ricos e pobres Analfabetos e letrados Imigrantes e turistas Médicos e donas de casa Taxistas e motoboys Os espertos, os doentes, os sem-teto, os gordos, os míopes, os altos, os aposentados… Pessoas de todas as populações Multidão 3

4 As pessoas com síndrome de Down são normais?
“Tem uns que são e outros não.” Rodrigo, rapaz de 26 anos, surfista, carioca, com síndrome de Down “Quero ser vista como GENTE. Chega de ser ET.” Ana Paula Crosara, advogada, professora universitária, militante dos direitos humanos, tetraplégica 4

5 Por que será que eles acham isso? Porque a “NORMALIDADE”, ou seja,
PERTENCER AO GRUPO, depende de uma coisa: INCLUSÃO 5

6 As pessoas são excluídas de várias formas da sociedade.
A mais comum é através da pobreza e da falta de oportunidades. Raquel Grabois 10 anos, que tem síndrome de Down, aluna da Escola Municipal, em pé na sala de aula entre dois de seus amigos, um menino negro e outro moreno. 6

7 Oportunidades iguais Diversidade Funcional Ambiente
Para garantir um processo de seleção justo, todos terão que fazer exatamente a mesma prova – subir naquela árvore. Diversidade Funcional Ambiente

8 Por que então, mesmo em países ricos, as pessoas com deficiência
são as mais excluídas? Porque a maior barreira separando as pessoas com deficiência da inclusão é atitudinal: PRECONCEITO 8

9 Moça de cabelos compridos em cadeira de rodas e jovem loura com mochila nas costas estão em frente a um portão alto esperando guarda negro abrir para elas entrarem 9

10 uma campanha a nível internacional
Apesar de todos os organismos internacionais, governos e sociedade reconhecerem que a inclusão das pessoas com deficiência, além de um direito, é uma necessidade, NUNCA HOUVE uma campanha a nível internacional para abordar esta questão 10

11 O Instituto MetaSocial, em parceria com a Agência de Propaganda Giovanni+DraftFCB e a Rede Globo apresenta uma campanha colaborativa, solidária, voluntária e sem custos, pela promoção da INCLUSÃO à nível internacional 11

12 O QUE É? Esforço coordenado mundial a favor da inclusão, preferencialmente lançado pelos Presidentes Luiz Inácio Lula da Silva e Barak Obama (a confirmar) COMO? Campanha Publicitária Global Solidária e Colaborativa, através de Parceria entre Organismos Internacionais, Governos, Empresas, Sociedade e Veículos de Comunicação OBJETIVO Combater a Exclusão, tirando as Pessoas com Deficiência da Invisibilidade e promovendo o Desenvolvimento Inclusivo 12

13 EFEITOS CORRELATOS Valorização da Colaboração e Cooperação entre os Povos, Governos, Empresas, Terceiro Setor, Meios de Comunicação e Sociedade em geral Promoção da Imagem do Brasil, que liderará o Plano Promoção do Desenvolvimento Inclusivo transformando a Inclusão de TODOS num Ato Natural

14 MOTIVAÇÃO As pessoas com deficiência ainda são invisíveis para a sociedade Representam cerca de 10% da população mundial, constituindo a maior das “minorias” Muitos ainda acreditam que são cidadãs de segunda classe e que devam ficar segregadas 6 pessoas olham, com as cabeças se encontrando e sorridentes ,olham para baixo em direção à câmera: um senhor negro, um idoso branco, uma jovem negra, um rapaz com síndrome de Down branco, uma menna de óculos loura, uma jovem asiática 14

15 POR QUE O BRASIL ? - O Presidente Lula foi convidado para inaugurar esta campanha mundial (a confirmar) - Sugerimos que Lula convide o Presidente Obama para, junto com ele, liderar a iniciativa O Brasil teve papel destacado no processo de elaboração da Convenção da ONU sobre os Direitos das Pessoas com Deficiência Um dos países em desenvolvimento que mais vem avançando em políticas públicas inclusivas

16 POLÍTICAS INCLUSIVAS Decreto da Acessibilidade, lei do cão guia, normas de transporte, ratificação da Convenção da ONU, duas Conferências nacionais em parceria com o CONADE e campanha da acessibilidade O MEC vem aumentado a matrícula de estudantes com síndrome de Down e outras deficiências nas escolas regulares

17 POR QUE OS EUA ? - Os EUA têm a maior economia do mundo. O que lá acontece repercute instantaneamente a nível global - O país vem avançando rapidamente rumo à tolerância e no respeito à diversidade - Com sua recente atuação na reunião do G-8 e na Cúpula das Américas, o Presidente Obama vem dando exemplos de respeito aos direitos humanos - O que os Estados Unidos fazem tem grande influência sob outros países 17

18 - Lula e Obama são exemplos vivos e bem-sucedidos da INCLUSÃO
POR QUE LULA E OBAMA ? - Lula e Obama são exemplos vivos e bem-sucedidos da INCLUSÃO - São líderes cujas histórias pessoais confundem-se com a luta contra o preconceito e a DEFESA DOS EXCLUÍDOS

19 AÇÕES - Internacionalizar o Manifesto Ser Diferente é Normal com campanha publicitária colaborativa e parceria com a mídia, que atingiu 600 mil hits em um mês no Brasil O QUE É? - Manifesto virtual no qual o internauta adere com a própria imagem ao modificar seu rosto para aparentar ter síndrome de Down: OBS: Apesar do slogan ser usado visando incluir as pessoas com deficiência, o conceito "Ser Diferente é normal", é muito mais amplo, porque abriga qualquer um que se sinta excluído por não se enquadrar à regra vigente

20 CONTEXTUALIZANDO O TEMA
QUEM SÃO AS PESSOAS COM DEFICIÊNCIA? São aquelas que têm impedimentos de longo prazo de natureza física, mental, intelectual ou sensorial, os quais, em interação com diversas barreiras, podem obstruir sua participação plena e efetiva na sociedade em igualdades de condições com as demais pessoas Definição Convenção da ONU

21 A DEFICIÊNCIA É PARTE DO CICLO DE VIDA DE QUALQUER UM DE NÓS
Desenho mostrando um rapaz com mochila e sacola, uma mulher grávida, um senhor em cadeira de rodas, uma mulher empurrando um carrinho com criança, um menino pequeno, um senhor obeso de óculos. No Centro, a figura humana com 4 braços e 4 pernas, desenhada na parede e uma mulher, amputada da perna esquerda tenta se encaixar à imagem

22 Um bebê que precisa ser carregado ou andar de carrinho
Uma criança pequena que não consegue alcançar o botão do elevador Alguém que quebrou a perna e precisa subir uma escada Uma mulher grávida tentando subir no ônibus Um cidadão analfabeto procurando informação na internet Turistas que não falam a língua local e tentam se comunicar Uma pessoa que não consegue ler as letras pequenas em bulas e rótulos SE NÃO MORRERMOS JOVENS, ESTAS SITUAÇÕES PODERIAM ACONTECER A QUALQUER UM DE NÓS!

23 CENÁRIO ATUAL As pessoas estão vivendo em média 20 anos a mais do que antes Acidentes e violência urbana e doméstica provocam mortes e condições incapacitantes, especialmente na população economicamente ativa Doenças velhas e novas, inclusive a AIDS, especialmente quando associadas à pobreza, geram condições que levam a uma pobreza ainda maior e à exclusão social

24 DESENVOLVIMENTO INCLUSIVO
Para as economias dos países serem sustentáveis, a crescente população de idosos deve poder viver e funcionar com autonomia e qualidade de vida O custo de serviços especiais é sempre muito mais alto e menos eficaz que os projetos e programas públicos e privados planejados PARA TODOS Para garantir a universalização, equidade e sustentabilidade, TODOS os projetos públicos e privados, devem ser concebidos com uma abordagem inclusiva DO PLANEJAMENTO À IMPLANTAÇÃO

25 Além de tudo isso, a matemática é simples:
É uma questão de pagar agora ou pagar mais caro depois Ao se investir em inclusão, menos pessoas irão depender da assistência social no futuro E mais cidadãos incluídos contribuirão com seu trabalho e o pagamento de impostos

26 Acesso Universal e Equidade PARA TODOS
Mulher em cadeira de rodas se dirige à praia, de mão dada com a filha pequena, usando caminho acessível. No fundo, o mar, palmeiras. À frente uma plaqueta com o símbolo internacional de acessibilidade.

27 DEFICIÊNCIA = LIMITAÇÃO FUNCIONAL x AMBIENTE
Uma mesma pessoa muito míope, pode ser uma cega excluída se morar em país pobre ou uma incluída que enxerga muito bem se residir em país rico A exclusão começa pelas estatísticas – pouquíssimos países, entre eles o Brasil, promovem levantamentos sobre o segmento Os poucos números que existem são alarmantes e mostram uma relação direta entre pobreza e deficiência DEFICIÊNCIA CAUSA POBREZA  POBREZA CAUSA DEFICIÊNCIA

28 DEFICIÊNCIA INTELECTUAL
OS MAIS EXCLUÍDOS 15% da população do Brasil e em torno de 10% no mundo apresentam algum tipo de deficiência, constituindo a maior das "minorias" 25% de toda a população mundial são afetados direta ou indiretamente por deficiência. Entre eles estão os familiares de pessoas com deficiência e outros Este número vem aumentando, devido ao crescimento da população, aos avanços da medicina e ao processo de envelhecimento DEFICIÊNCIA INTELECTUAL As pessoas com deficiência intelectual estão entre as mais excluídas e discriminadas e são alvo permanente de abuso e violência. Representam o menor número de inclusão na escola e no trabalho Dados: IBGE, ONU, PNUD, OIT, OMS

29 DEFICIÊNCIA E POBREZA Um em cada 5 habitantes mais pobres do mundo tem uma deficiência 82% das pessoas com deficiência vivem abaixo da linha da pobreza em países em desenvolvimento 20% dos mais miseráveis do mundo têm deficiência 30% dos jovens de rua têm deficiência Até 2030 o número de pessoas com deficiência nos países do sul vai crescer 150%, e nos países do norte em 40% (neste caso por envelhecimento) Quanto mais pobre o país, maior o número de pessoas com deficiência. Quanto mais desenvolvido, menor Dados: IBGE, ONU, PNUD, OIT, OMS

30 DEFICIÊNCIA E VIOLÊNCIA
Pessoas com deficiência foram vítimas do extermínio nazista Em alguns países, até um quarto das deficiências resultam de lesões e violência Em 28 países africanos, mais de 100 milhões de meninas e mulheres têm deficiência em consequência de mutilação genital Mulheres e meninas com deficiência são particularmente vulneráveis e apresentam altos índices de abuso (25%)* Para cada criança morta na guerra há três sobreviventes feridas ou que adquirem deficiências permanentes. Jovens negros do Brasil estão sendo assassinados diariamente em função da miséria e exclusão Dados: IBGE, ONU, PNUD, OIT, OMS *Pesquisa em Orissa,Índia, 2004

31 DEFICIÊNCIA E SAÚDE Só 2% das pessoas com deficiência em países em desenvolvimento têm acesso à saúde 20 milhões de mulheres a cada ano adquirem uma deficiência por complicações na gravidez e no parto DEFICIÊNCIA E EDUCAÇÃO Apenas 1 a 2% das crianças com deficiência nos países em deenvolvimento recebem educação DEFICIÊNCIA E TRABALHO 386 milhões de pessoas com deficiência em todo o mundo estão em idade ativa. O desemprego entre eles chega a 90% em alguns países. Muitos empregadores supõem que as pessoas com deficiência sejam incapazes de trabalhar Dados: IBGE, ONU, PNUD, OIT, OMS

32 Filme Institucional do Instituto MetaSocial – Menina Azul (criação Giovanni+ DraftFCB)
Dentro de elevador, moça com síndrome de Down pintada de azul olha pra cima enquanto casal atrás dela a observa

33 SÍNDROME DE DOWN Pessoas com síndrome de Down trazem escrito "na face" a presença do cromossomo 21 extra que provoca sua deficiência intelectual Por isso elas foram escolhidas para levantar a bandeira da campanha mundial pela erradicação do preconceito e contra a exclusão Data do lançamento: Dia Internacional da Síndrome de Down, 21 de março de 2010 21 de março é também o Dia Internacional pela Eliminação da Discriminação Racial e a semana que se inicia neste dia é a semana de Solidariedade com os Povos que lutam contra o racismo e a Discriminação racial no calendário da ONU Obs 1: A Down Syndrome International celebra a data – que foi escolhida em alusão aos 3 cromossomos 21 (21/3) que as pessoas com SD carregam - desde 2005. Obs 2: O Instituto MetaSocial poderá reavaliar esta data de acordo com a agenda dos Presidentes

34 NO BRASIL Em 2005 a Rede Globo lançou a novela Páginas da Vida, de Manoel Carlos, que teve assessoria do Instituto MetaSocial Um dos personagens centrais era uma menina com síndrome de Down, que virou até boneca por iniciativa do IMS, a Clarinha, primeira boneca com síndrome de Down em escala industrial do mundo Duas moças com a camiseta Ser Diferente é Normal seguram no colo bonecos da coleção Turma da Clarinha Boneca da Clarinha dentro da caixa Clarinha na escola

35 NO MUNDO A novela levou a onda de inclusão pelos mais de 20 países por onde passou, reafirmando a importância da parceria com a mídia para o combate da exclusão Cartaz promocional da novela Páginas da Vida em espanhol – Clarinha (Joana Mocarzel) brinca no balanço com a mãe Helena (Regina Duarte) , ambas sorriem

36 NO BRASIL A partir da novela, que abordou a questão da inclusão escolar, ficou mais fácil zelar para que estudantes com deficiência frenquentem a escola regular Ainda assim, o número de crianças com deficiência na escola no Brasil ainda é muito reduzido Os poucos que vão à escola estudam em estabelecimentos especiais, tendo suas oportunidades de aprender e conviver reduzidas Jovens com e sem deficiência usando computadpres em sala de aula

37 MANIFESTO SER DIFERENTE É NORMAL PELA INCLUSÃO DE TODOS
Foto do ator Guilherme Berenguer antes e depois da ransformação do Manifesto pela Inclusão olhos aparentam ter síndrome de Down) Foto da atriz Malu Mader ates e depois da transformação do Manifesto (olhos aparentam ter síndrome de Down) Foto do ator Ailton Graça ates e depois da transformação do Manifesto (olhos aparentam ter síndrome de Down)

38

39 O QUE ENGLOBA O PROJETO ? Campanha internacional solidária e colaborativa e multimídia a ser lançada em parceria entre setores público, privado, sociedade civil e imprensa em 21/3/ dia internacional da síndrome de Down O carro-chefe é o portal site/manifesto (www.serdiferenteenormal.com.br) onde é possível alterar sua foto, reconhecendo que Ser Diferente é Normal O portal traz links com orientações e informações sobre as diversas deficiências, filmes, cartilhas, legislação, saúde, educação, trabalho (já operando em fase de teste)

40 ESTRATÉGIA Material da campanha – filmes, spots de rádio, cartazes, anúncios impressos e material de internet (vídeo no You tube, marketing viral) – disponibilizado para tradução e reprodução em outros países Anúncio da campanha realizado durante o 10o. Congresso Internacional de Síndrome de Down, 19 a 22/8, em Dublin Irlanda e/ou na Reunião da Inclusion International (maior Ong do mundo ligada à deficiência intelectual – 21 a 23/10 – Salamanda Espanha) Parceria com agências da ONU e da OEA para multiplicar a iniciativa A mídia de promoção das datas internacionais incluiriam as pessoas com deficiência

41 QUEM JÁ NOS APÓIA? Agência de Propaganda Giovanni+DraftFCB Rede Globo
SIACorp CORDE/SEDH

42 QUEM É A EQUIPE ENVOLVIDA
Instituto Meta Social (IMS): organização sem fins lucrativos que há 15 anos desenvolve ações junto à mídia pela inclusão das pessoas com deficiência O IMS não faz atendimentos nem recebe doações Baseia sua ação numa ampla e diferenciada estratégia de comunicação, com foco na informação como meio de eliminar o preconceito, tornando a sociedade mais inclusiva, justa e igualitária Sua tática é usar os meios de comunicação de massa, procurando promover mudanças na imagem associada à deficiência

43 Colagem de imagens - Revistinha da Mônica com a personagem com SD, Tati, Faustão com moça com SD, personalidades com a camiseta Ser Diferente é Normal, Exposição de fotos de pessoas com deficiência, foto de pessoas com síndrome de Down com atores e políticos no Senado,, foto de entrevista de moça com síndrome de Down para a TV, poster da campanha Ser Diferente é Normal, com moça com síndrome de Down, cadeirante jogando basquete, moça no carnaval

44 QUEM É A EQUIPE ENVOLVIDA
Giovanni+DraftFCB – Agência de propaganda , criadora do slogan e símbolo da causa, "Ser Diferente é Normal" (normal no sentido de corriqueiro, usual – todos somos diferentes, logo ser diferente é normal) Apóia institucionalmente o MetaSocial desde 2001, propagando o conceito de respeito à diversidade através de campanhas publicitárias veiculadas nos diversos meios, dentro e fora da Brasil

45 ONDE QUEREMOS CHEGAR ? Lançamento do Manifesto Ser Diferente é Normal em 21/3/2010 na Casa Branca, no Palácio do Planalto ou onde for avaliado que seja melhor, presencial ou virtualmente (a confirmar e de acordo com as agendas dos Presidentes) Em estações de computador em diferentes cidades ao redor do mundo (shoppings, livrarias, escolas) ativistas convidarão o público a aderir ao Manifesto Personalidades destacadas na defesa dos direitos humanos serão convidadas a abrir a campanha em seus países/cidades

46 DOIS PASSOS PARA A CIDADANIA
Para dar continuidade à campanha, será realizada em 2011 uma campanha para promoção, divulgação e popularização da Convenção da ONU sobre as Pessoas com Deficiência Em 2012, nos países que já ratificaram a Convenção (como o Brasil), será lançada uma campanha pela cidadania com o objetivo de apoiar o engajando o cidadão comum no cumprimento das leis, a partir de monitoramento da cidadania – com instrumentos como web blogs

47 Só podemos combater a EXCLUSÃO construindo a INCLUSÃO
Ilustração mostrando grande palavra Inclusion (inclusão em inglês) sendo construída por operários. No centro da palavra, uma rampa por onde sobem 3 crianças, uma cega com bengala e um cadeirante liderando, com o punho para cima em sinal de vitória.

48 Coordenação do Projeto: Instituto MetaSocial (www.metasocial.org.br)
Helena Werneck Coordenadora Geral Patricia Heiderich Coordenadora de Projetos Patricia Almeida Coordenadora Estratégica Thatiana Mares Guia Coordenadora Institucional Rosangela Berman-Bieler Assessoria Técnica (Desenvolvimento Inclusivo) Cassuça Benevides Assessoria Técnica(Comunicação)


Carregar ppt "Porque todo ser humano é único."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google