A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Autor desconhecido Ando com saudades de café com pão; De namorados dando beijinhos no portão; De pedir benção a pai e mãe; De ver uma varal cheio de.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Autor desconhecido Ando com saudades de café com pão; De namorados dando beijinhos no portão; De pedir benção a pai e mãe; De ver uma varal cheio de."— Transcrição da apresentação:

1

2 Autor desconhecido

3 Ando com saudades de café com pão; De namorados dando beijinhos no portão; De pedir benção a pai e mãe; De ver uma varal cheio de roupa com cheiro apenas de sabão;

4 De ver alguém sorrindo enquanto lava a louça com bucha vegetal; De sentir respeito pela polícia; De cantar o Hino Nacional com a mão no peito e lágrimas nos olhos; De acreditar que o Brasil ganhou a Copa do Mundo porque jogou direito;

5 De saber que o Zezinho, filho do porteiro não vai morrer de dengue; E que Maria feirante poderá ter um filho médico. Saudades de homens que usavam apenas o assobio como galanteio.

6 Morro de saudade do tempo em que um presidente de uma nação era o mais respeitado cidadão do país. Que cadeia era lugar só de ladrão Acho que andaram invertendo a situação Tenho saudades de quando os três poderes tinham poderes sérios e homens bastante responsáveis

7 Ando com saudade de galinha de galinheiros; De macarrão feito em casa com tempero sem agrotóxico De só poder tomar guaraná em dia de festas; De homens de gravatas; De novela com final feliz; De pipoca doce de pipoqueiro; De dar bom dia à vizinha; De ouvir alguém dizer obrigado ao motorista e ele frear devagarzinho, preocupado com o passageiro.

8 Saudades de gritar que a porta está aberta para os que chegam. Um saco destrancar tantos cadeados Saudades do tempo em que educação não era confundida com autenticidade. Hoje se fala o que quer em nome de uma tal verdade e pedir perdão virou raridade. Ando com saudades de ver no céu pipas não atingidas pelo efeito estufa. Saudades das chuvas sem acidez, que não causavam aridez.

9 Atualmente reina a desconfiança no coração. Sinto muitas saudades do rubor das faces de minha mãe quando se falava de sexo totalmente sem nexo. Hoje, ele é tão banal que até eu banalizei. Acho que a maior saudade que tenho é a saudade de tudo que acreditei. Para meu filho não poderei deixar sequer a esperança. Hoje, já não se nasce criança.

10 Confesso, ando desolado... Muito desolado, Mas sempre com esperança.

11 Formatação: Prado Slides Imagens: Internet Música: Perhaps Love Intérprete: Richard Clayderman


Carregar ppt "Autor desconhecido Ando com saudades de café com pão; De namorados dando beijinhos no portão; De pedir benção a pai e mãe; De ver uma varal cheio de."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google