A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

A América latina tem novos líderes? A América latina tem novos líderes?

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "A América latina tem novos líderes? A América latina tem novos líderes?"— Transcrição da apresentação:

1 A América latina tem novos líderes? A América latina tem novos líderes?

2 Crise ou conflito?

3 História sem fim... História sem fim...

4 Principais conflitos na América Latina Tipos de conflitos: Nacionalistas Ligados ao tráfico internacional Revoluções Limites e fronteiras Interesses econômicos

5 NACIONALISMO NACIONALISMO Os conflitos internacionais ocorrem agora com mais freqüência no interior dos próprios Estados, em resultado de rupturas que se desenvolvem num contexto nacionalista, de defesa de uma cultura, língua, religião ou território. Os nacionalismos exagerados têm conduzido à xenofobia, ou seja, ao desenvolvimento de ódios e rejeição por populações de origem estrangeira ou comunidades étnicas e religiosas minoritárias. Na América Latina as desigualdades sociais alimentam guerrilhas como os Chiapas ou os sem- terra.

6 BRASIL X BOLÍVIA BRASIL X BOLÍVIA

7 COLÔMBIA X VENEZUELA X EQUADOR

8 Evo Morales : uma conquista no grito Evo Morales : uma conquista no grito Em 2004 Carlos Mesa (presidente da Bolívia) Contexto do país enorme desigualdade social, governança comprometida, barricadas na rua, instituições fragilizadas, 65% da população na miséria. O ex- presidente do sindicato dos produtores de coca, deputado boliviano, Evo Morales teve uma ascensão meteórica. Propostas baseadas no nacionalismo dos recursos, reversão das privatizações, combate à inflação, participação popular.

9 Evo Morales : uma conquista no grito Evo Morales : uma conquista no grito Carlos Mesa foi um presidente encurralado até novembro de A Bolívia viveu paralisada por barricadas erguidas nas ruas e estradas por grupos esquerdistas, em protesto generalizado contra as mazelas do país mais pobre da América do Sul. Os protestos de rua prosseguiram na Presidência de Carlos Mesa, o sucessor de Lozada. Além de bloquearem estradas exigindo a nacionalização da produção do gás, os bolivianos fizeram greve por melhores salários, para reverter a privatização (e a tarifa) do serviço de água, contra o aumento do preço da gasolina e a favor de eleição direta para governador nas províncias, entre outros temas. opulismo/populismo_america_bolivia1

10 Evo Morales : uma conquista no grito LÍDER Ex-pastor de ovelhas da tribo dos aymarás, Evo Morales entrou na política como líder dos plantadores de coca. Primeiro indígena a alcançar a Presidência do país; no poder ele se tornou o principal pupilo de Chávez. RETÓRICA Nos comícios e entrevistas, Morales se aproveita da origem indígena para encarnar o papel de líder autêntico do povo andino. Sempre sem terno - a jaqueta de couro é inseparável -, gosta de ser visto discursando em meio a famílias de lavradores e criancinhas com ponchos. opulismo/populismo_america_bolivia1

11 AMEAÇA ÀS INSTITUIÇÕES NACIONAIS A exemplo de Chávez, o grande objetivo de Morales é reformar a Constituição – ainda que contra a vontade do Congresso eleito pelo povo. Para isso, mobilizou indígenas para forçar a renúncia de governadores de oposição e tentou alterar as regras para emendas à Carta, mas teve que obedecer às normas vigentes. AMEAÇA À REGIÃO E À COMUNIDADE INTERNACIONAL A nacionalização dos setores de gás e petróleo foi o primeiro passo, contando com uma espalhafatosa ocupação de refinarias estrangeiras pelo Exército. A segunda medida foi aumento do preço do gás fornecido ao Brasil. No futuro, Morales quer tomar terras de brasileiros instalados no país, responsáveis pela produção de um terço da soja boliviana. Evo Morales : uma conquista no grito opulismo/populismo_america_bolivia1

12 Evo Morales: uma conquista no grito PERSPECTIVAS O radicalismo de Morales deverá ser contido pela realidade o fato de que seu governo depende dos investimentos estrangeiros em geral e dos brasileiros em particular. Sem a Petrobras, responsável pelo pagamento de 20% dos impostos, o Estado boliviano ficaria sem dinheiro. RELAÇÃO COM O BRASIL Usando Chávez como escudo, Morales mantém uma relação ambígua com o Brasil: diz-se amigo de Lula, mas, na prática, usa táticas hostis, como a ocupação das refinarias da Petrobras. Além disso, faz declarações absurdas, como reivindicar direitos sobre o Estado do Acre – comprado pelo Brasil junto aos bolivianos no século XIX.

13 Hugo Chaves : herói ou vilão?

14 Hugo Chaves: herói ou vilão? 1998 eleito presidente com 56% dos votos 1999 aprova nova constituição do país ampliando seus poderes 2000 reeleito pelo povo 2001 greve nacional contra seu governo 2002 tentativa de golpe de estado 2003 crise política interna 2004 nova vitória de chaves no pleito eleitoral 2005 reeleição com 62% de aprovação popular 2006 nacionalização das empresas estratégicas 2007 enfrentamentos na política internacional

15 Hugo Chaves : herói ou vilão?

16 Colômbia : Crise ou conflito de interesses?

17 Colômbia : Crise ou conflito de interesses?

18 No ano de 1492 os espanhóis chegaram à ilha e ocuparam somente o lado oriental. Quase todos os índios nativos da região foram mortos ou escravizados. A parte oeste da ilha (atual Haiti) foi cedida à França em 1697 e os franceses passaram a cultivar cana-de- açúcar utilizando mão-de-obra escrava africana. Influenciados pela revolução Francesa, os escravos se rebelaram em Conquistaram sua independência apenas em 1804, e se tornaram a primeira nação negra das Américas. Em 1806, um golpe da elite mulata tomou o poder. Já em 1814 o lado leste da ilha foi retomado pela Espanha. Os Estados unidos fizeram uma ocupação no território do Haiti entre os anos de 1915 e François Papa Doc. Duvalier foi eleito presidente do Haiti em 1957 e instalou um governo de terror e ditador; perseguia a oposição e a igreja Católica. Com sua morte em 1971, seu filho Jean-Claude Duvalier, o Baby Doc., assumiu o poder. Haiti : medo ou esperança?

19 Haiti: medo ou esperança? Em 1986, com o aumento dos protestos populares, ele fugiu para a França. O Padre Aristide tornou-se presidente após as eleições de Um golpe militar no ano seguinte levou Aristide a ser deposto. Os Estados Unidos e a ONU pressionaram o país para que Aristide voltasse a governar a nação. Em 1994 o Haiti foi ocupado por uma força multinacional, a qual concedeu o poder novamente a Aristide. Após as eleições de 2004, vencida por Aristide, grupos rebeldes começaram um levante armado que se espalhou pelo país, o que fez com que o então presidente renunciasse ao governo. Imediatamente a ONU aprovou o envio de tropas armadas para o Haiti, na tentativa de reestabelecer ordem. Dos 8 mil soldados enviados, a maioria é de brasileiros, pois o Brasil foi o país que mais cedeu homens para a missão e foi escolhido para comandar a operação, a qual continua até os dias atuais.

20 América Latina: medo ou esperança? Soy Loco Por Ti, America Caetano Veloso Composição: Capinan / Gilberto Gil Soy loco por ti, América Yo voy traer una mujer playera Que su nombre sea Marti Que su nombre sea Marti... Soy loco por ti de amores Tenga como colores La espuma blanca De Latinoamérica Y el cielo como bandera Y el cielo como bandera... Soy loco por ti, América Soy loco por ti de amores...(2x) Sorriso de quase nuvem Os rios, canções, o medo O corpo cheio de estrelas O corpo cheio de estrelas Como se chama amante Desse país sem nome Esse tango, esse rancho Esse povo, dizei-me, arde O fogo de conhecê-la O fogo de conhecê-la... Soy loco por ti, América Soy loco por ti de amores...(2x) El nombre del hombre muerto Ya no se puede decirlo, quién sabe? Antes que o dia arrebente Antes que o dia arrebente... El nombre del hombre muerto Antes que a definitiva Noite se espalhe em Latino América El nombre del hombre Es pueblo, el nombre Del hombre es pueblo... Soy loco por ti, América Soy loco por ti de amores...(2x) Espero o manhã que cante El nombre del hombre muerto Não sejam palavras tristes Soy loco por ti de amores Um poema ainda existe Com palmeiras, com trincheiras Canções de guerra Quem sabe canções do mar Ai hasta te comover Ai hasta te comover... Soy loco por ti, América Soy loco por ti de amores...(2x) Estou aqui de passagem Sei que adiante Um dia vou morrer De susto, de bala ou vício De susto, de bala ou vício... Num precipício de luzes Entre saudades, soluços Eu vou morrer de bruços Nos braços, nos olhos Nos braços de uma mulher Nos braços de uma mulher... Mais apaixonado ainda Dentro dos braços da camponesa Guerrilheira, manequim, ai de mim Nos braços de quem me queira Nos braços de quem me queira... Soy loco por ti, América Soy loco por ti de amores...(4x)


Carregar ppt "A América latina tem novos líderes? A América latina tem novos líderes?"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google