A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

P ERSPECTIVAS PORTUÁRIAS PARA O ESTADO DA BAHIA Principais possibilidades de configurações para novos terminais e portos na Baía de Todos os Santos, com.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "P ERSPECTIVAS PORTUÁRIAS PARA O ESTADO DA BAHIA Principais possibilidades de configurações para novos terminais e portos na Baía de Todos os Santos, com."— Transcrição da apresentação:

1 P ERSPECTIVAS PORTUÁRIAS PARA O ESTADO DA BAHIA Principais possibilidades de configurações para novos terminais e portos na Baía de Todos os Santos, com foco nos portos de Salvador e Aratu e área canal de Cotegipe e Aratu",

2 ACESSIBILIDADE MARÍTIMA – NOVAS CONFIGURAÇÕES NA BAÍA DE TODOS OS SANTOS PARA AS ÁREAS PORTO DE SALVADOR, PORTO DE ARATU,CANAL DE COTEGIPE E BAÍA DE ARATU Localização Salvador Baía de Todos os Santos Canal de Cotegipe / Baía de Aratu Salvador Porto de Aratu / canal de Cotegipe / baía de Aratu

3 ACESSIBILIDADE MARÍTIMA – NOVAS CONFIGURAÇÕES NA BAÍA DE TODOS OS SANTOS PARA AS ÁREAS PORTO DE SALVADOR, PORTO DE ARATU,CANAL DE COTEGIPE E BAÍA DE ARATU Principais destinos no interior da baía de Todos os Santos

4 ACESSIBILIDADE MARÍTIMA – NOVAS CONFIGURAÇÕES NA BAÍA DE TODOS OS SANTOS PARA AS ÁREAS PORTO DE SALVADOR, PORTO DE ARATU,CANAL DE COTEGIPE E BAÍA DE ARATU Acessibilidade marítima área Cotegipe Aratu: Canal de Aratu Canal de Cotegipe Baía de Aratu

5 ACESSIBILIDADE MARÍTIMA – NOVAS CONFIGURAÇÕES NA BAÍA DE TODOS OS SANTOS PARA AS ÁREAS PORTO DE SALVADOR, PORTO DE ARATU,CANAL DE COTEGIPE E BAÍA DE ARATU

6 - CARACTERÍSTICAS LOCAIS PARA NAVEGAÇÃO;. Canal natural com excelente profundidade. Sem alterações de fundo em função de assoreamento. Águas abrigadas de ventos. Correntes de maré fracas e predominantemente longitudinal ao eixo dos canais de navegação RESULTADOS IMEDIATOS NOS CUSTOS;. Número de rebocadores para manobra. Custos de dragagem de manutenção. Comprimento final da ponte de acesso ( proximidade de terra para margem do canal) PLANO DIRETOR Implantação de novos empreendimentos, a luz do Plano Diretor para Manutenção das Condições de Navegabilidade do Canal de Cotegipe

7 ACESSIBILIDADE MARÍTIMA – NOVAS CONFIGURAÇÕES NA BAÍA DE TODOS OS SANTOS PARA AS ÁREAS PORTO DE SALVADOR, PORTO DE ARATU,CANAL DE COTEGIPE E BAÍA DE ARATU PORTO DE ARATU

8 ACESSIBILIDADE MARÍTIMA – NOVAS CONFIGURAÇÕES NA BAÍA DE TODOS OS SANTOS PARA AS ÁREAS PORTO DE SALVADOR, PORTO DE ARATU,CANAL DE COTEGIPE E BAÍA DE ARATU DUPLICAÇÃO DO TERMINAL DE GRANÉIS LÍQUIDOS

9 ACESSIBILIDADE MARÍTIMA – NOVAS CONFIGURAÇÕES NA BAÍA DE TODOS OS SANTOS PARA AS ÁREAS PORTO DE SALVADOR, PORTO DE ARATU,CANAL DE COTEGIPE E BAÍA DE ARATU TERMINAL DE GRANÉIS SÓLIDOS 1

10 ACESSIBILIDADE MARÍTIMA – NOVAS CONFIGURAÇÕES NA BAÍA DE TODOS OS SANTOS PARA AS ÁREAS PORTO DE SALVADOR, PORTO DE ARATU,CANAL DE COTEGIPE E BAÍA DE ARATU Corrente longitudinal Vento predominante Isobatimétrica de 20 m Condições técnicas para recebimento de navios classe Valemax Métodos analisados para o projeto de canais internos de navegação: PIANC –Permanent International Association of Navigation Congress– PIANC II, GT 30, de julho de 1997 ABNT – Associação Brasileira de Normas Técnicas – ABNT 13246, de fevereiro de 1995 NORMA USACE – US Army Corps of Engineers

11 ACESSIBILIDADE MARÍTIMA – NOVAS CONFIGURAÇÕES NA BAÍA DE TODOS OS SANTOS PARA AS ÁREAS PORTO DE SALVADOR, PORTO DE ARATU,CANAL DE COTEGIPE E BAÍA DE ARATU Superposição do canal projetado e isobatimétricas de 21 m pelos dois bordos do canal VOLUME DE DRAGAGEM ,00m3

12 ACESSIBILIDADE MARÍTIMA – NOVAS CONFIGURAÇÕES NA BAÍA DE TODOS OS SANTOS PARA AS ÁREAS PORTO DE SALVADOR, PORTO DE ARATU,CANAL DE COTEGIPE E BAÍA DE ARATU TERMINAL DE GRANÉIS SÓLIDOS 2 Duplicação do TGS 2

13 ACESSIBILIDADE MARÍTIMA – NOVAS CONFIGURAÇÕES NA BAÍA DE TODOS OS SANTOS PARA AS ÁREAS PORTO DE SALVADOR, PORTO DE ARATU,CANAL DE COTEGIPE E BAÍA DE ARATU TERMINAL DE GASOSOS Duplicação do TPG

14 ACESSIBILIDADE MARÍTIMA – NOVAS CONFIGURAÇÕES NA BAÍA DE TODOS OS SANTOS PARA AS ÁREAS PORTO DE SALVADOR, PORTO DE ARATU,CANAL DE COTEGIPE E BAÍA DE ARATU TERMINAL ÁREA BRASKEM

15 ACESSIBILIDADE MARÍTIMA – NOVAS CONFIGURAÇÕES NA BAÍA DE TODOS OS SANTOS PARA AS ÁREAS PORTO DE SALVADOR, PORTO DE ARATU,CANAL DE COTEGIPE E BAÍA DE ARATU TERMINAL ÁREA BRASKEM - PERSPECTIVA

16 ACESSIBILIDADE MARÍTIMA – NOVAS CONFIGURAÇÕES NA BAÍA DE TODOS OS SANTOS PARA AS ÁREAS PORTO DE SALVADOR, PORTO DE ARATU,CANAL DE COTEGIPE E BAÍA DE ARATU ÁREA COTEGIPE ARATU – PLANO DIRETOR animação

17 ACESSIBILIDADE MARÍTIMA – NOVAS CONFIGURAÇÕES NA BAÍA DE TODOS OS SANTOS PARA AS ÁREAS PORTO DE SALVADOR, PORTO DE ARATU,CANAL DE COTEGIPE E BAÍA DE ARATU

18 PORTO DE SALVADOR

19 ACESSIBILIDADE MARÍTIMA – NOVAS CONFIGURAÇÕES NA BAÍA DE TODOS OS SANTOS PARA AS ÁREAS PORTO DE SALVADOR, PORTO DE ARATU,CANAL DE COTEGIPE E BAÍA DE ARATU

20 Terminal Turístico Expansão do terminal de contêineres

21 ACESSIBILIDADE MARÍTIMA – NOVAS CONFIGURAÇÕES NA BAÍA DE TODOS OS SANTOS PARA AS ÁREAS PORTO DE SALVADOR, PORTO DE ARATU,CANAL DE COTEGIPE E BAÍA DE ARATU Traçado original Traçado alternativo Análise de duas situações operacionais : 1 – giro do navio, tendo a ponte como cenário de fundo; 2 – Duas passagens pela ponte, com manobra em reta, e giro em área livre de obstáculos. 3 - Posição mais ao sul, apenas uma passagem. Acesso pelo norte do quebra mar norte Derrota ferry boat Distância do cais do TECON ao quebra mar ; 480 m Traçado da ponte preservando operação portuária Salvador

22 ACESSIBILIDADE MARÍTIMA – NOVAS CONFIGURAÇÕES NA BAÍA DE TODOS OS SANTOS PARA AS ÁREAS PORTO DE SALVADOR, PORTO DE ARATU,CANAL DE COTEGIPE E BAÍA DE ARATU Consultoria Marítima Alceu Sparano


Carregar ppt "P ERSPECTIVAS PORTUÁRIAS PARA O ESTADO DA BAHIA Principais possibilidades de configurações para novos terminais e portos na Baía de Todos os Santos, com."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google