A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Planejamento Estratégico

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Planejamento Estratégico"— Transcrição da apresentação:

1 Planejamento Estratégico
Unidade 2

2 Educação a Distância – EaD
Planejamento Estratégico Professor: Flávio Brustoloni

3 Unidade 2 METODOLOGIA DE IMPLEMENTAÇÃO DO PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO

4 Objetivos da Unidade: Conhecer e elaborar a missão e visão corporativa; Efetuar a análise do ambiente interno e externo; Questionar a performance da indústria em relação ao meio externo;

5 TUTORIAL Indicação do Tópico Numeração do slide Página da apostila 03
Unid. 1 TUTORIAL Numeração do slide Página da apostila 03 2/45

6 TÓPICO 1 Missão e Visão 1/52

7 2 Missão e Visão 2.1 Missão Tópico 1 Unid. 1 A missão deve provocar, nas pessoas, a imaginação, ou seja, deve-se utilizar de metáforas buscando construir algo grande, que valha a pena empenhar esforços. Deve responder à pergunta mais básica que uma organização pode se propor: “para que existimos”? 55 2/52

8 2 Missão e Visão 2.1 Missão Tópico 1 Unid. 1 Outras perguntas também devem ser respondidas pela missão: qual o nosso negócio? Quem é o cliente? O que tem valor para o cliente? A resposta para estas perguntas deve estar contemplada na missão organizacional. A missão também está voltada para a organização, ou seja, é sua carteira de identidade, e não pode focar os produtos desta organização. 56 3/52

9 Jonhson & Jonhson (Ind. Farmacêutica): “Aliviar a dor e a doença”.
2 Missão e Visão 2.1 Missão Tópico 1 Unid. 1 Jonhson & Jonhson (Ind. Farmacêutica): “Aliviar a dor e a doença”. Nesse caso, todo tipo de medicamento, equipamento etc, que propiciar o alívio da dor e da doença estarão atendendo às estratégias da Jonhson & Jonhson. 57 4/52

10 Tópico 1 Unid. 1 57 Jonhson & Jonhson 5/52

11 2 Missão e Visão 2.1 Missão Tópico 1 Unid. 1 3M (Instrumentos para escritório): “Resolver de modo inovador problemas pendentes”. Essa missão é um convite à criatividade das pessoas em inovar soluções para problemas relacionados ao funcionamento de um escritório. 57 6/52

12 Tópico 1 Unid. 1 57 3M 7/52

13 Disney (entretenimento): “Tornar as pessoas felizes”.
2 Missão e Visão 2.1 Missão Tópico 1 Unid. 1 Disney (entretenimento): “Tornar as pessoas felizes”. A Disney atribuiu ampla abrangência em sua missão. Tornar as pessoas felizes propicia infinitas possibilidades de negócio, bem como incentiva amplamente a criatividade das pessoas. 57 8/52

14 Tópico 1 Unid. 1 57 Disney 9/52

15 2 Missão e Visão 2.1 Missão Tópico 1 Unid. 1 GE (equipamentos): “Melhorar a qualidade de vida através da tecnologia e inovação”. A GE trabalha diretamente com o incentivo à tecnologia e inovação, sempre voltada à qualidade de vida das pessoas. 57 10/52

16 Tópico 1 Unid. 1 57 GE 11/52

17 2 Missão e Visão 2.2 Visão Tópico 1 Unid. 1 A visão oferece um quadro de perspectiva de “o que somos”, “o que fazemos” e “para onde vamos”. Ela representa o rumo e aonde a organização quer chegar no longo prazo. Uma estratégia eficaz inicia com a visão do rumo que a organização quer seguir. 58 12/52

18 2 Missão e Visão 2.2 Visão Tópico 1 Unid. 1 Vamos observar o caso da TIM Sul. Enquanto sua missão é “facilitar a vida das pessoas pela comunicação sem fronteiras”; sua visão é “ser a melhor opção para o cliente e referência no negócio de comunicação”. 59 12/52

19 Tópico 1 Unid. 1 58 TIM Sul 13/52

20 Tópico 1 Unid. 1 58 14/52

21 2 Missão e Visão 2.2 Visão Tópico 1 Unid. 1 O Boticário, do setor de cuidados especiais, define assim sua missão: criar produtos e serviços que enalteçam a beleza e promovam: O bem-estar das pessoas, traduzindo essa intenção em valores percebidos pelos clientes, para conquistar sua fidelidade; Assegurar o crescimento e a rentabilidade do negócio. 59 15/52

22 2 Missão e Visão 2.2 Visão Tópico 1 Unid. 1 Sua visão é: ser reconhecido por colaboradores, parceiros, clientes e segmento em que atua como uma das mais importantes referências mundiais em beleza e fazer com que suas ações para a preservação da vida estabeleçam uma forte identificação com a sociedade. 59 16/52

23 Tópico 1 Unid. 1 59 O Boticário 17/52

24 2 Missão e Visão 2.3 Estabelecimento da Missão e Visão
Tópico 1 Unid. 1 A visão estratégica vai além da declaração da missão para promover uma perspectiva em relação ao direcionamento da empresa e em que a organização pode transformar-se. Embora os termos missão e visão sejam utilizados muitas vezes como sinônimos, a declaração da visão idealmente explicita o direcionamento a longo prazo da empresa e seu intento estratégico. 61 18/52

25 CARACTERÍSTICAS DA MISSÃO CARACTERÍSTICAS DA VISÃO
Tópico 1 QUADRO 2 – DIFERENÇAS ENTRE MISSÃO E VISÃO. Unid. 1 CARACTERÍSTICAS DA MISSÃO CARACTERÍSTICAS DA VISÃO Identifica o negócio É o que “se sonha” para o negócio É a partida É a chegada É a “carteira de identidade” da empresa É o “passaporte” para o futuro Foco do presente para o futuro Focalizada no futuro Identifica quem somos Projeta quem desejamos ser Vocações para a eternidade É mutável, conforme os desafios 62 FONTE: Fernandes e Berton (2005, p. 149) 19/52

26 TÓPICO 2 Análise de Ambientes 20/52

27 1 Introdução Tópico 2 Unid. 1 A análise do ambiente consiste em uma criteriosa observação dos aspectos internos e externos que interagem ou que podem interagir com a organização. Estes aspectos podem ser de ordem social, cultural, econômica, política, legal ou tecnológica. 67 21/52

28 1 Introdução Tópico 2 Unid. 1 A análise do ambiente permite ainda que os gestores possam identificar, em meio às várias turbulências, oportunidades e ameaças ao seu negócio. Dentro deste complexo cenário de alternativas, as organizações devem estar preparadas para se manter vivas e competitivas. 67 22/52

29 2 Os Diversos Ambientes 2.1 Variáveis Econômicas
Tópico 2 Unid. 1 Mercados globais Abertura da economia Aumento do comércio entre países Queda de barreiras comerciais Estabilização econômica Aumento do poder de compra das classes mais pobres Valorização ou desvalorização da moeda nacional ... 70 23/52

30 2 Os Diversos Ambientes 2.1 Variáveis Econômicas
Tópico 2 Unid. 1 Outros fatores econômicos que devem ser considerados: Crescimento do PIB – Produto interno Bruto Balanço de Pagamento Reservas Cambiais Balança Comercial Taxa de inflação ... 73 24/52

31 2 Os Diversos Ambientes 2.2 Fatores Tecnológicos
Tópico 2 Unid. 1 A tecnologia é responsável por muitas mudanças vivenciadas pelas organizações. A grande responsável pela proliferação das novidades tecnológicas é, sem dúvida, a globalização. 74 25/52

32 2 Os Diversos Ambientes 2.2 Fatores Tecnológicos
Tópico 2 Unid. 1 Os principais fatores tecnológicos que devem ser incansavelmente observados são: internet, telecomunicações, automação e informática, biotecnologia e engenharia genética e redução no ciclo de vida dos produtos. Deve-se ainda observar: 74 26/52

33 2 Os Diversos Ambientes 2.2 Fatores Tecnológicos
Tópico 2 Unid. 1 Legislação para transferência de tecnologia Legislação e proteção de patentes Capacidade de desenvolver tecnologia Ritmo de mudança tecnológica Dinâmica de processo e obsolescência Investimentos em Pesquisa e Desenv. Qualidade do Ensino Superior Existência de pesquisa universitária 74 27/52

34 2 Os Diversos Ambientes 2.3 Fatores Sociais
Tópico 2 Unid. 1 O consumidor está diretamente ligado à sociedade ao qual está inserido. Por este motivo, deve-se observar fatores como tamanho da população, distribuição geográfica, densidade, tendências de mobilidade, distribuição etária, taxas de natalidade, casamento e mortalidade, estrutura racial, étnica e religiosa. 75 28/52

35 Os Diversos Ambientes 2.3 Fatores Sociais
Tópico 2 Unid. 1 Estes fatores são, de maneira geral, responsáveis por mudanças nos anseios destes consumidores, exigindo que as organizações se mobilizem para atender as novas exigências. 75 29/52

36 Os Diversos Ambientes 2.3 Fatores Sociais
Tópico 2 Unid. 1 Envelhecimento da população Preocupação com a saúde, estética e ecologia Fim do emprego Maior tempo livre Aumento das atividades centradas no lar Incorporação da mulher no mercado de trabalho Crescimento do nível educacional ... 75 30/52

37 2 Os Diversos Ambientes 2.4 Fatores Políticos e Legais
Tópico 2 Unid. 1 As mudanças nos fatores políticos e legais influenciam diretamente o mundo dos negócios. Boicotes, sanções, mudanças na legislação, incentivos fiscais, risco-país, concessões em geral entre outros fatores podem determinar novas tendências para a economia regional, nacional ou mundial. 77 31/52

38 2 Os Diversos Ambientes 2.4 Fatores Políticos e Legais
Tópico 2 Unid. 1 Partidos políticos Forças Armadas Existência de empresas estatais Estrutura dos poderes 78 32/52

39 2 Os Diversos Ambientes 2.5 Fatores Ecológicos
Tópico 2 Unid. 1 A preocupação com o meio ambiente é cada vez mais discutida em todo mundo. O aquecimento global, a falta de água potável, a camada de ozônio, enfim, os aspectos naturais estão influenciando diretamente nos sistemas de produção e comércio das organizações. 78 33/52

40 2 Os Diversos Ambientes 2.5 Fatores Ecológicos
Tópico 2 Unid. 1 Índice de poluição sonora Índice de poluição atmosférica Índice de poluição nuclear Conservação das áreas verdes e matas. 79 34/52

41 TÓPICO 3 Análise da Organização 35/52

42 2 Análise da Organização 2.1 Análise das Competências Organizacionais
Tópico 3 Unid. 1 Competências Organizacionais podem ser entendidas como a combinação de tecnologias individuais e habilidades de produção que dão sustentação à linha de produtos das organizações. 83 36/52

43 2 Análise da Organização 2.1 Análise das Competências Organizacionais
Tópico 3 Unid. 1 Estas competências são facilmente identificadas nas organizações quando as pessoas buscam o aprendizado coletivo e os objetivos pessoais vão de encontro aos objetivos organizacionais. 84 37/52

44 2 Análise da Organização 2.2 Análise da Cadeia de Valor
Tópico 3 Unid. 1 Constitui-se uma rede de valor na qual fornecedores aliados estrategicamente trabalham em parceria para coproduzir valor para a organização. As organizações devem identificar, dentro do fluxo produtivo, quais são suas competências, ou seja, em quais setores possui excelência produtiva. 84 38/52

45 2. 3 Análise das Estratégias Genéricas 2. 3
2.3 Análise das Estratégias Genéricas Liderança em Custos e Despesas Tópico 3 Unid. 1 Consiste em a organização adotar políticas que estejam constantemente voltadas à redução de custos e despesas oriundas do processo produtivo. Fernandes e Berton (2005) citam algumas ações na página 84. 84 39/52

46 2.3 Análise das Estratégias Genéricas 2.3.2 Diferenciação
Tópico 3 Unid. 1 Dentro de um mercado extremamente competitivo e globalizado, diferenciar os produtos e serviços é parte do sucesso das organizações. A combinação de alguns fatores pode contribuir para o sucesso organizacional no que se refere a surpreender o cliente: 85 40/52

47 2.3 Análise das Estratégias Genéricas 2.3.2 Diferenciação
Tópico 3 Unid. 1 Publicidade intensiva Pesquisa de mercado Engenharia de Produtos Reputação da organização com excelência em qualidade e tecnologia Conseguir avaliar, mesmo que subjetivamente, o retorno de um novo produto para a organização ... 85 41/52

48 2.3 Análise das Estratégias Genéricas 2.3.3 Enfoque
Tópico 3 Unid. 1 Pequenas, médias e até grandes empresas têm trabalhado incansavelmente na busca da especialidade em determinado ramo de atuação. A segmentação, a determinação do foco que se quer atingir, é um dos primeiros passos a serem tomados em busca do crescimento sustentável para uma organização. 86 42/52

49 2. 3 Análise das Estratégias Genéricas 2. 3
2.3 Análise das Estratégias Genéricas Análise das Áreas Funcionais Tópico 3 Unid. 1 Este método consiste em comparar as competências das áreas funcionais da organização com as áreas funcionais da concorrência. 87 43/52

50 2. 3 Análise das Estratégias Genéricas 2. 3
2.3 Análise das Estratégias Genéricas Análise das Áreas Funcionais Tópico 3 Unid. 1 Abordagem de Marketing: Satisfação dos clientes fiéis à empresa Situação financeira dos clientes da empresa Imagem da empresa Participação de mercado da empresa Localização e número de pontos de venda ... 87 44/52

51 2. 3 Análise das Estratégias Genéricas 2. 3
2.3 Análise das Estratégias Genéricas Análise das Áreas Funcionais Tópico 3 Unid. 1 b) Abordagem de Produção: Localização e número de plantas Tamanho das plantas Idade das plantas Nível de automação Nível de qualidade Produtividade Poder de barganha em compras ... 88 45/52

52 2. 3 Análise das Estratégias Genéricas 2. 3
2.3 Análise das Estratégias Genéricas Análise das Áreas Funcionais Tópico 3 Unid. 1 c) Abordagem de RH: Políticas de recrutamento e seleção Treinamento Avaliação de desempenho Remuneração Plano de carreira Índices de acidentes de trabalho Diretores competentes, líderes empreendedores e motivados ... 90 46/52

53 2. 3 Análise das Estratégias Genéricas 2. 3
2.3 Análise das Estratégias Genéricas Análise das Áreas Funcionais Tópico 3 Unid. 1 d) Abordagem Financeira: Lucratividade da empresa Liquidez da empresa Endividamento Receitas / Vendas da empresa Custos da empresa Contabilidade fiscal atualizada e confiável ... 91 47/52

54 TÓPICO 4 Refletindo de Forma Estratégica - Questionamentos 48/52

55 2 Análises da Indústria e da Competitividade
Tópico 4 Unid. 1 Uma forma consciente de elaborar as estratégias de uma empresa é fazer uma boa análise do ambiente interno e externo, verificando simultaneamente suas competências. Essa análise é sugerida através de questões a partir da página 101. 101 49/52

56 3 Modelos de Tabelas para Registro de Dados Estratégicos 3
3 Modelos de Tabelas para Registro de Dados Estratégicos 3.1 Ficha de Diagnóstico Estratégico Tópico 4 Unid. 1 O Quadro 4 (página 110) apresenta uma ficha de diagnóstico estratégico, aonde se descreve os fatores de análise e as respectivas oportunidades, ameaças, pontos fortes e fracos. 109 50/52

57 3 Modelos de Tabelas para Registro de Dados Estratégicos 3
3 Modelos de Tabelas para Registro de Dados Estratégicos 3.2 Registro de Macroestratégias Tópico 4 Unid. 1 O Quadro 5 (página 111) apresenta algumas macroestratégias possíveis do estrategista trabalhar. Se estabelece as estratégias e registra-se na coluna B, e respectivos objetivos na coluna C. 110 51/52

58 3 Modelos de Tabelas para Registro de Dados Estratégicos 3
3 Modelos de Tabelas para Registro de Dados Estratégicos 3.3 Quadro de Ações Tópico 4 Unid. 1 O Quadro 6 (página 114) permite o registro das ações específicas de cada estratégia do quadro anterior. 113 52/52

59 Parabéns!!! Terminamos a Unidade.

60 Planejamento Estratégico
PRÓXIMA AULA: 3º Encontro da Disciplina 2ª Avaliação da Disciplina (10 Questões objetivas)


Carregar ppt "Planejamento Estratégico"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google