A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

MONITORIA DE BIOQUÍMICA E LABORATÓRIO CLÍNICO G AMA - GLUTAMILTRANSFERASE (G AMA GT)

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "MONITORIA DE BIOQUÍMICA E LABORATÓRIO CLÍNICO G AMA - GLUTAMILTRANSFERASE (G AMA GT)"— Transcrição da apresentação:

1 MONITORIA DE BIOQUÍMICA E LABORATÓRIO CLÍNICO G AMA - GLUTAMILTRANSFERASE (G AMA GT)

2 Gama GT A Gama Glutamil Transferase é uma ectoenzima que catalisa a transferência de grupos gama-glutamil entre moléculas doadoras e receptoras. Existem ao menos quatro isoenzimas. É também chamada de gama-lutamiltranspeptidase.

3 Gama GT Ela está localizada na membrana celular de quase todas as células e tecidos humanos, particularmente nas do fígado, ductos biliares, rins, epidídimo, leucócitos e plaquetas, promovendo o transporte de aminoácidos para dentro das células.

4 Gama GT - Aumentos Apesar de ser um marcador bastante sensível de doença hepatobiliar, é pouco específica, estando aumentada em outras doenças, como o diabetes mellitus e a insuficiência renal. Além do etanol, alguns medicamentos atuam como indutores da enzima; Há uma correlação entre o Índice de Massa Corporal (IMC), o consumo de álcool e o sexo. Esta correlação é mais importante em homens do que em mulheres e deve ser levada em conta na interpretação da gama-GT.

5 Gama GT - Aumentos Modernamente a gama-GT vem sendo empregada, também, como marcador de estresse oxidativo. GGT sérica eleva-se em qualquer doença hepática aguda, enquanto a produção de enzima aumenta em resposta à lesão hepato-celular. Ocorrem aumentos moderados em casos de pancreatite aguda, doença renal, metástase prostática; durante o estágio pós-operatório e em alguns pacientes com epilepsia ou tumores cerebrais.

6 Gama GT - Aumentos Os níveis também aumentam devido à indução enzimática após a ingestão de álcool. As elevações mais agudas ocorrem em pacientes com icterícia obstrutiva e infiltrações hepáticas metastáticas. Pode aumentar em 5 a 10 dias após o IM agudo, seja como resultado de granulação tecidual e cura, seja como uma indicação dos efeitos da insuficiência cardíaca sobre o fígado.

7 Hepatopatia Alcoólica Hepatopatia por álcool é a maior causa de mortes secundárias a hepatopatia; Alcoolismo atinge 12% dos adultos brasileiros e responde por 90% das mortes associadas ao uso de outras drogas. Ou seja, o álcool mata muito mais do que as drogas ilícitas.

8 Definição A hepatopatia alcoólica é provocada por uso abusivo e prolongado de etanol, não necessariamente ligada à dependência ao etanol,mas relacionada a outros fatores predisponentes, genéticos e ambientais (nutrição, vírus da hepatite B e C, entre outros). 40 g/dia para homens e 20 g/dia para mulheres constituem fatores de risco. OBS: 1 taça de vinho=7g de alcool

9 Patogenia A biotransformação do alcoól pelo hepatócito produz: Radicais livres: podem agredir o hepatócito por ação direta, interagindo com o DNA ou com os componentes das membranas. Metabólitos, como os aldeídos: por estresse tornam os hepatócitos mais sensíveis a outras agressões. A hepatopatia alcoólica é, em geral, composta por 3 tipos de manifestações, que raramente ocorrem de forma isolada: esteatose hepática, hepatite alcoólica e cirrose.

10 Esteatose Hepática Acúmulo de lipídios em células ou tecidos onde normalmente não ocorre; Fígado utiliza NADH para o metabolismo do alcoól, prejudicando a síntese de lipídio: O excesso de acetil CoA (que é matéria prima para a síntese de lipídeos) é desviado para síntese de ácidos graxos, causando esteatose. Pode levar a uma destruição progressiva dos hepatócitos, com fibrose difusa do parênquima e perda da arquitetura funcional do fígado, chamada cirrose hepática.

11 Tratamento da Hepatopatia alcoólica Pode ser esquematicamente dividido em: Abstinência alcoólica; Tratamento suportivo e sintomático: internação para auxiliar a abstinência Medidas especiais: como a nutrição adequada.

12 Referências Bibliográficas Gama GT – Acessado em: 2264_GAMA%20GT.pdf Gama-glutamiltransferase (GGT) – Acessado em: Doença hepática alcoólica – Acessado em: &fase=imprime Esteatose Hepática – Acessado em: Hepatopatia Alcoólica – Acessado em: ntent&view=article&id=397:hepatopatia- alcoolica&catid=44:destaque-principal

13 Obrigado


Carregar ppt "MONITORIA DE BIOQUÍMICA E LABORATÓRIO CLÍNICO G AMA - GLUTAMILTRANSFERASE (G AMA GT)"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google