A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Reunião de Análise Crítica Sistema de Gestão da Qualidade JUNHO 2010 Departamento de Gestão de Suprimentos.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Reunião de Análise Crítica Sistema de Gestão da Qualidade JUNHO 2010 Departamento de Gestão de Suprimentos."— Transcrição da apresentação:

1 Reunião de Análise Crítica Sistema de Gestão da Qualidade JUNHO 2010 Departamento de Gestão de Suprimentos

2 AGENDA DA REUNIÃO DE AC HOR Á RIORESPONS Á VELTEMACOMENT Á RIO 09:00-09:05DGS Introdu ç ão O Compromisso com a Qualidade A Pol í tica e Objetivos 09:05-09:30RAUL O Sistema de Gestão da Qualidade 09:30 – 10:00 DVLC INDICADORES SISTEMA DA QUALIDADE AS APRESENTA Ç ÕES DEVEM CONTEMPLAR A SITUA Ç ÃO DOS ROI. 10:00 – 10:15DGCC INDICADORES SISTEMA DA QUALIDADE 10:15 – 10:30 COFFEE-BREAK 10: 30 – 10: 45DGCC INDICADORES SISTEMA DA QUALIDADE 10: :00DVAQ INDICADORES SISTEMA DA QUALIDADE 11:00 – 11:15 DVAQ INDICADORES SISTEMA DA QUALIDADE DATA: 16/07/2010 LOCAL: SALA DO PREGÃO INICIO: 09:00 HORAS

3 Departamento de Gestão de Suprimentos AGENDA RD Mudanças que possam afetar o SGQ 1- Mudanças que possam afetar o SGQ O desenvolvimento e implantação do novo sistema de informação – SIG e as dificuldades com a prestadora do serviço.O desenvolvimento e implantação do novo sistema de informação – SIG e as dificuldades com a prestadora do serviço. O “turn-over” de empregados.O “turn-over” de empregados. 2- O Programa de treinamento dos novos empregados no Sistema da qualidade. 3- O Projeto : A Sustentabilidade e os Fornecedores 4- A Reavaliação da Política da Qualidade 5- O Desperdício de papel

4 CRONOGRAMA DE TREINAMENTO PARA QUALIDADE EVENTOCARGA HORÁRI A PERÍODOSTATUS Formação de Auditores Internos ISO HORAS 28 a 30 de Junho concluído Interpretação dos requisitos das Normas ISO e OHSAS HORAS 12 a 15 de Julho Concluído

5 Para nunca esquecer...

6 Nossa Missão Suprir as necessidades de bens e serviços contribuindo para o desenvolvimento, crescimento e o alcance dos objetivos empresariais

7 Nossa Visão Ser,até 2020, o órgão padrão de excelência no suprimento de bens e serviços entre as empresas do Sistema Eletrobrás

8 Nossa Política Buscar o atendimento das expectativas dos clientes e a melhoria constante dos nossos processos

9 A Alta Direção deve analisar criticamente o Sistema de Gestão da Qualidade, a intervalos planejados, para assegurar sua contínua pertinência, adequação e eficácia. Essa análise crítica deve incluir: a avaliação de oportunidades para melhoria e a avaliação de oportunidades para melhoria e necessidade de mudanças do Sistema de Gestão da Qualidade, incluindo a Política da Qualidade e Objetivos da Qualidade. necessidade de mudanças do Sistema de Gestão da Qualidade, incluindo a Política da Qualidade e Objetivos da Qualidade. Objetivo da Reunião

10 AGENDA DA REUNIÃO 1.Realimentação de cliente 2.Desempenho de processo e conformidade do produto 3.Situação das ações preventivas e corretivas 4.Acompanhamento das ações oriundas de análises críticas anteriores pela direção 5.Mudanças que possam afetar o SGQ e 6.Recomendações para melhoria.

11 Nosso Processo

12 PENDÊNCIAS DO SGQ

13 DescriçãoPrazoResponsávelTipo Recados automáticos do sistema, lembrando a importância do consumo consciente de papel. Contínuo/ SemanalDaiany/RaulMelhoria Revisão da Política da QualidadePróxima Reunião Comitê da Qualidade Sugestão da auditora interna Reavaliar o pouco uso do sistema de registro de preçosPróxima ReuniãoDVLC Sugestão p/ avaliação Correspondência para as áreas sobre planilha de custos e orçamento básico, disciplinando o processo. Próxima ReuniãoDGSMelhoria Computar o nº de requisições que estão aguardando abertura de processo para se ter a situação real do atendimento aos clientes. Próxima ReuniãoDVLCMelhoria Dimensionamento da capacidade de atendimento do pregoeiro para a execução dos processos. Próxima ReuniãoDVLC Sugestão p/ avaliação Os valores devem ser separados por setor para poder se trabalhar as áreas com maiores necessidades em relação a orçamento e contratação. Próxima ReuniãoDLVCMelhoria Na devolução, o processo de cadastro deveria ser encaminhado também para uma esfera superior a que solicitou o cadastro. Próxima ReuniãoDGCC/SECAF Sugestão p/ avaliação Todos registrem as ocorrências nas licitações e as não conformidades para análise e providências. Próxima ReuniãoDivisões do DGSMelhoria Apresentação do tempo total de processamento, a partir da liberação da análise crítica. Próxima ReuniãoDVLCMelhoria Apresentar a descrição das não-conformidades no recebimento de materiaisPróxima ReuniãoDVAQ/SEQALMelhoria Contribuições das divisões para o programa do Encontro de Fornecedores.Próxima Reunião DVLC, DVAQ e DGS

14 Equipe DGS-Suprimentos DGS/DVAQDGS/DVLC DGS/DGCC DGS/DGCC Indicadores da Qualidade

15 SETOR DE CADASTRO DE FORNECEDORES JUNHO de 2010 DGS / DGCC

16 Indicador

17 Atendimento da Meta de 06 dias para análise de processo cadastral Métrica do Indicador: razão entre processos analisados em até 06 dias e total de processos com análise concluída A porcentagem reduzida de processos no prazo em JUNHO/2010 deve-se a: Implantação SIG; Implantação Central de Atendimento ao Fornecedor; Quadro reduzido de pessoal; Férias Maurício (de 14/06 a 29/06); Acúmulo de demanda na análise técnica.

18 Proposta de troca da Meta de 06 dias para Meta de 10 dias Métrica do Indicador: razão entre processos analisados em até 06 dias e total de processos com análise concluída Métrica do Indicador: razão entre processos analisados em até 10 dias e total de processos com análise concluída Justificativa: 10 dias é o prazo informado ao fornecedor para análise do seu processo cadastral. Com o quadro de pessoal atual, esta meta reflete o tempo de atendimento real.

19 Monitoramentos

20 Prazo de análise dos processos

21 Cadastros Vencidos X Renovados

22 Fornecedores Cadastrados X Registrados O monitoramento referente ao mês de Março/2010 não foi registrado.

23 Atividades realizadas no mês

24 Pendências e Compromissos

25 ItemCentral de AtendimentoManual do Fornecedor O que? Implantação da Central de Atendimento ao Fornecedor Elaboração do Manual do Fornecedor, para ser enviado para aprovação das áreas envolvidas e instâncias superiores Por que? Quadro de pessoal reduzido e excesso de atividades Facilidade na comunicação com o Fornecedor; atendimento de solicitações elencadas na Pesquisa de Fornecedores Como? Finalizar a minuta com a participação das divisões do DGS envolvidas Onde? Edifício Sede Quem? DGCCDGS Quando? Programada para iniciar as atividades em julho/ Status Em 30/06/2010: pessoal em treinamento, estrutura física não iniciada. CI enviada às áreas de apoio (ASG, ACS, AJU e ARS) para considerações. Compromissos com a Ata anterior

26 Registros de Ocorrência NúmeroOcorrênciaStatus c No momento da análise técnica dos fornecedores que solicitam CRC, não está sendo verificado quais os CCMs ou CCSs que aquele fornecedor já possui, nem se há CCMs pendentes, para analisar ou solicitar documento que possa tirar essas pendências. Em Plano de Ação pela DVAQ.

27 Participações no Período

28 Participações no período SEGTERQUAQUISEXSAB 1 de junho2 de junho3 de junho4 de junho5 de junho 7 de junho8 de junho Encontro Fornecedores Chesf (Lívia) 9 de junho Reunião Subgrupo GT Gestão de Fornecedores (Lívia) 10 de junho Reunião Subgrupo GT Gestão de Fornecedores (Lívia) 11 de junho Curso Contabilizando com o Direito (Mariana) 12 de junho Curso Contabilizando com o Direito (Mariana) 14 de junho Pregão Presencial DGS (Mariana) 15 de junho16 de junho Pregão Presencial DES (Mariana) 17 de junho18 de junho19 de junho 21 de junho22 de junho23 de junho Reunião Inicial Autêntica (CAF) 24 de junho Concorrência DES Preparação Treinamento CAF 25 de junho Curso Contabilizando com o Direito (Mariana) Preparação Treinamento CAF 26 de junho Curso Contabilizando com o Direito (Mariana) 28 de junho Treinamento CAF Pregão Presencial DES (Lourival) 29 de junho Treinamento CAF 30 de junho Treinamento CAF Acompanha- mento de 4 pregões eletrônicos!!!

29 OBRIGADO! Responsável: Lourival da Silva Telefone para contato: (48)

30 Gestão de Contratos Avaliação de Desempenho e Orçamento Junho de 2010 DGS / DGCC

31 Monitoramentos

32 Entregas Jun 2009 Jul 2009 Ago 2009 Set 2009 Out 2009 Nov 2009 Dez 2009 Jan 2010 Fev 2010 Mar 2010 Abr 2010 Maio 2010 Jun 2010 No Prazo Em atraso Pendentes Rescindidos TOTAL no mês55%58%57%52%54%52%53%54%56% 54%56%55% Monitoramento Gestão de Contratos - Prazos de entregas Meta: 60% dos contratos entregues no prazo Métrica: relação entre as entregas no prazo nos últimos doze meses e o total de entregas dos últimos doze meses

33 Registros Jun 2009 Jul 2009 Ago 2009 Set 2009 Out 2009 Nov 2009 Dez 2009 Jan 2010 Fev 2010 Mar 2010 Abr 2010 Maio 2010 Jun 2010 Ocorrências Advertências Suspensão TOTAL Monitoramento Ocorrências com Fornecedores

34 Monitoramento Ocorrências por motivo Ocorrências/Motivo Jan 2010 Fev 2010 Mar 2010 Abr 2010 Maio 2010 Jun 2010 Atraso na execução do contrato Deixar de entregar documento exigido no edital Descumprimento de obrigações trabalhistas Executar o contrato com qualidade inadequada Inexecução parcial Inexecução total Não manter a proposta Negar-se a pagar o valor da multa aplicada Notificação no Registro Cadastral Preços inexequível Reprovação do material TOTAL

35 Jun 2009 Jul 2009 Ago 2009 Set 2009 Out 2009 Nov 2009 Dez 2009 Jan 2010 Fev 2010 Mar 2010 Abr 2010 Maio 2010 Jun Monitoramento Atestados Técnicos emitidos

36 Monitoramento Orçamentos analisados Data RequisiçãoServiço Valor Inicial Novo Valor Ajuste 17/06/ Manutenção de Equipamentos , , ,97 17/06/ Atendimento help-desk , , ,18 18/06/ Limpeza interna e externa , , ,88 23/06/ Revitalização de escadas ,29 Solicitado detalhamento 23/06/ Manutenção de Equipamentos89.353, ,20646,42 23/06/ Recepcionistas Casa Eficiente80.729, , ,37 24/06/ Micro-ônibus com motorista , ,52776,52 A partir de 17 de junho foram analisados 7 orçamentos básicos.

37 Pendências e Compromissos

38 Preencher este plano de ação se houver meta não atingida ItemBanco de Preços Orçamento Básico Avaliação de Desempenho Encontro Fornecedores O que?Implantar e divulgar o Banco de Preços da ELETROSUL Capacitar gestores de contratos na elaboração do Orçamento Básico Realizar a Avaliação de Desempenho dos Fornecedores 1º Encontro da ELETROSUL com seus Fornecedores Por que?Pesquisar preçosmaior confiabilidade no orçamento Melhorar a qualidade do fornecimento Melhorar relaciona- mento Como?SIGDesenvolvimento aplicativo SIGContratação serviços Onde?ELETROSUL Quem?DGS e DGIDGS e DTLDGS e DGIDGS e ACS Quando?Conforme cronograma do SIG Conforme cronograma DTL Até julho de de Novembro de 2010 Status Aguardando carga de dados e Implantação do SIG Em desenvolvimento Especificação do Sistema GT Eletrobras Reuniões agendadas Compromissos com a ata anterior:

39 Participações no Período

40 Participações no período SegTerQuaQuiSex 1 de junho Reunião DTL Contratos SLA´s 2 de junho Reunião DTL Aplicativo Orçamento Básico 3 de junho4 de junho 7 de junho8 de junho Encontro Fornecedores Chesf 9 de junho Reunião GT Gestão de Fornecedores 10 de junho Reunião GT Gestão de Fornecedores 11 de junho 14 de junho15 de junho Reunião ACS 1º Encontro Fornecedores 16 de junho Reunião Comissão de Penalização 17 de junho Apresentação Seminário DMS 18 de junho Reunião de Análise Crítica 21 de junho22 de junho Reunião GT Administração de Contratos 23 de junho Reunião Início Contrato CAF 24 de junho25 de junho 28 de junho Treinamento CAF 29 de junho Treinamento CAF Curso ISO 9001: de junho Treinamento CAF Curso ISO 9001:2008

41 Outras Participações em Junho Orientação na aplicação de multas (DPM, DGP, DMS); Orientação na rescisão de contratos (DGP); Orientação geral quanto a Gestão de Contratos (diversas áreas).

42 Obrigado Responsável: Simone Angélica Alves, Ana Lucia Schveitzer Filipe da Silva Piovesan Sadi Luiz Schoeler Telefone para contato: (48)

43 Indicadores da Qualidade DVLC Junho/2010

44 Objetivo Com esta apresentação os Setores de Contratação da DVLC demonstram a mensuração de seus processos, bem como as ações necessárias para que a Política da Qualidade seja satisfeita. “Buscar o atendimento das expectativas dos clientes e a melhoria contínua dos nossos processos”

45 Tempo Médio de Processamento Junho/2010 MODALIDADEMETA (DIAS)JUN/ MESES DISP. VLR PREGÃO ELET

46 Evolução Tempo de Processamento

47 Rela ç ão Or ç amento x Contrata ç ão MODALIDADEVLR. CONTRATADOVLR. OR Ç ADOVARIA Ç ÃODESCONTO DISP. VLR.R$ ,24R$ ,8393,08%6,92% P. E.R$ ,36R$ ,3976,51%23,49% TOTALR$ ,60R$ ,2277,57%22,43%

48 Distribui ç ão do Trabalho

49 Licita ç ões não Conclu í das Nº Licitação RCObjeto Area Requisit. Tipo de Processo Motivo PROJ. P\ CONSTRUÇÃO DO ARQ. RMSC DGIConvite PROPOSTAS APRESENTADAS PROJ. E EXEC. DE FUNDAÇÕES DE TORRES P\ SOLUC. PROBLEMAS DE CABO BAIXO DMS Pregão Elet. FRACASSADA – ORÇAMENTO INSUFICIENTE TENSIOMETRO P\ MEDIÇÃO DE CABOS DMS Pregão Elet. FRACASSADA – ORÇAMENTO INSUFICIENTE TELEFONES DE MESADGS Dispensa de Licitação (Valor) FRACASSADA – ORÇAMENTO INSUFICIENTE

50 Í ndice de Eficiência  Aproveitamento no período foi de 88,88%.  De 36 processos iniciados 4 não foram concluídos.

51 ROI PENDENTE Ação executada: Não concordamos com a análise e com a ação proposta, requisição para compra\contratação por inexigibilidade deve, segundo a PG , ser aprovada pelo Diretor da Área requisitante e esta ação deve ser monitorada na análise crítica (input), não durante o processo de compra\contratação. Caso o requisitante não indique no campo específico da Requisição que ela deve ser aprovada pela Diretoria a Requisição segue o fluxo normal sendo possível a visualização na análise crítica, que constatando o equívoco deve devolver a Requisição para o requisitante fazer o encaminhamento para aprovação do Diretor.

52 Obrigado Divisão de Licitação e Contratos: Rodrigo de Oliveira Fernandes Elaboração: Israel Quint de Souza, Valdemir Rosado Goulart Apresentação: Rodrigo de Oliveira Fernandes Telefone para contato: (48)

53 Indicadores da Qualidade DVAQ Junho/2010

54 SETAM Indicadores da Qualidade Junho/2010

55 A partir da análise dos Indicadores, relatamos o status do SETAM buscando atingir os Objetivos da Qualidade no mês de Junho de 2010.

56 Índice de atendimento IA = n° requisições atendidas nº requisições efetuadas Indica quão eficaz foi a gestão de estoque para atender às solicitações dos usuários.

57 Gráfico Índice Atendimento

58 Gráfico Movimentações de Material Almoxarifado 876

59 Gráfico Movimentações de Material Almoxarifado Valor

60 SANEAMENTO DO ESTOQUE LOCALPREVISÃOREALIZADO RMPR/ABLUMARÇOJUNHO RMRS/URUGUAIANAABRIL RMSC/CAPIVARIMAIO RMMSJULHO EM ANDAMENTO RMRO/SANTO ANGELO AGOSTO

61 ALIENAÇÃO LOCALPREVISÃOREALIZADO RMPR/ABLUABRIL RMRS/URUGUAIANAMAIO RMSC/CAPIVARIJULHO RMMSAGOSTO RMRO/SANTO ANGELO SETEMBRO

62 NúmeroOcorrênciaStatus G Revisar o procedimento de recebimento de material no AFLO. Análise de causa G Não verifica ç ão dos prazos de inspe ç ão constantes no documento contratual. Em execução G Atraso na abertura de RM, podendo impactar nos prazos de pagamento. Em execução Registros de Ocorrência

63 OBRIGADO Leandro Beirão de Miranda RAMAL 7523

64 Indicadores da Qualidade DVAQ/SEQAL Junho/2010

65 Indicadores

66 Média de Conformidade: Média de Conformidade: Média dos últimos 12 meses Indicador Conformidade Junho de 2010 Indicadores ENTRADASNC Jun601 Índice de Conformidade: Índice de Conformidade: Itens conforme/ Itens entregue Descrição: Cartucho de tinta. Entregue: cor Magenta. Solicitado: cor Azul.

67 Índices SEQAL Valor e quantidade de materiais analisados pelo SEQAL. Mês 2007 Recebidos Mês 2008 Recebidos Mês 2009 Recebidos Mês 2010 Recebidos jan/0752jan/0869jan/0944jan/1042 fev/0744fev/0850fev/0926fev/1050 mar/0746mar/0858mar/0971mar/1063 abr/0755abr/0884abr/0986abr/1032 mai/0793mai/0845mai/09107mai/1037 jun/0770jun/0830jun/0954jun/1060 jul/0785jul/08127jul/0970jul/10 ago/0754ago/0856ago/0928ago/10 set/0789set/0896set/0995set/10 out/0767out/0886out/0952out/010 nov/0768nov/0879nov/0926nov/10 dez/0764dez/08104dez/0966dez/10 TOTAL média mensal65,5873,6760,4247,33 Valor Recebido , , , ,89 Média R$ /item8.008, , , ,26

68 Análise Crítica de Requisição Índices SEQAL Período Número de Requisições Tempo por Requisição (dias)Desvio Padrão (dias)Acima de 3 dias jan/10871,261,2916,09 % fev/10180,440,680,00 % mar/10340,881,278,82 % abr/10390,791,452,56 % mai/10201,352,0815,00 % jun/10190,520,750,00 %

69 Compromissos com a Ata Anterior ItemDescrição de não-conformidades O que? Apresentar as não-conformidades no recebimento de materiais Por que? Realizar ações corretivas, quando aplicável. Como? Apresentação de Análise Crítica Onde? DGS Quem? DVAQ/SEQAL Quando? Contínuo Status Em andamento

70 NúmeroOcorrênciaStatus Q A Requisição de Compra , aprovada na análise crítica em 20/04/2010 e, após alteração do orçamento, em 02/06/2010, cujo objeto é INEXIGIBILIDADE (art 25, inciuso I) não constava assinatura do Diretor Responsável – obrigatória. Em análise de causa (reabertura) Registros de Ocorrência

71 SEGTERQUAQUISEX 1 de junho2 de junho3 de junho Feriado 4 de junho 7 de junho Curso eficácia do treinamento 8 de junho Curso eficácia do treinamento 9 de junho Curso eficácia do treinamento 10 de junho 11 de junho 14 de junho15 de junho16 de junho17 de junho18 de junho Reunião análise crítica 21 de junho Curso Relatório GRI 22 de junho Curso Relatório GRI 23 de junho Curso Relatório GRI 24 de junho25 de junho 28 de junho Interpretação de Requisitos de Iso 9001: de junho Interpretação de Requisitos de Iso 9001: de junho Interpretação de Requisitos de Iso 9001:2008 PARTICIPAÇÕES NO PERÍODO

72 OBRIGADO! Responsável: Raul Sabatini Telefone para contato: (48)


Carregar ppt "Reunião de Análise Crítica Sistema de Gestão da Qualidade JUNHO 2010 Departamento de Gestão de Suprimentos."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google