A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

SEPSE Pedro H. Almeida LIGAMI – 26/04/2011. 1. SIRS (S índrome R esposta I nflamatóri a S istêmica )  Inflamação: sistêmica  T> 37,8 ou T 37,8 ou T.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "SEPSE Pedro H. Almeida LIGAMI – 26/04/2011. 1. SIRS (S índrome R esposta I nflamatóri a S istêmica )  Inflamação: sistêmica  T> 37,8 ou T 37,8 ou T."— Transcrição da apresentação:

1 SEPSE Pedro H. Almeida LIGAMI – 26/04/2011

2 1. SIRS (S índrome R esposta I nflamatóri a S istêmica )  Inflamação: sistêmica  T> 37,8 ou T 37,8 ou T < 35,5ºC  Fc > 90bpm  Fr > 20ipm  Leucócitos >12000 ou ou <4000cél/mm  Inflamação: local  Edema  Rubor  Calor  Dor  Para que serve? É boa ou ruim?

3 2. SEPSE SIRSSEPSE SEPSE GRAVE CHOQUE SÉPTICO T> 37,8 ou T< 35,5 Fc>90Fr>20 Leuc > ou Leuc < 4000 SIRS causada por infecção SEPSE com disfunção orgânica Persistência de PAM <65mmHg ou marcadores de hipoperfusão após correta ressucitação

4 2. SEPSE SIRSSEPSE SEPSE GRAVE CHOQUE SÉPTICO T> 37,8 ou T< 35,5 Fc>90Fr>20 Leuc > ou Leuc < 4000 SIRS causada ou presumidamente causada por infecção (bacteriana, fúngica, viral ou parasitária) SEPSE com disfunção orgânica Persistência de PAM <65mmHg ou marcadores de hipoperfusão após correta ressucitação

5 2. SEPSE SIRSSEPSE SEPSE GRAVE CHOQUE SÉPTICO T> 37,8 ou T< 35,5 Fc>90Fr>20 Leuc > ou Leuc < 4000 SIRS causada ou presumidamente causada por infecção (bacteriana, fúngica, viral ou parasitária) SEPSE com disfunção orgânica Persistência de PAM <65mmHg ou marcadores de hipoperfusão após correta ressucitação SIRS NÃO REALACIONADA À INFECÇÃO : Anafilaxias e intoxicaçõesAnafilaxias e intoxicações Traumas Traumas AcidentesAcidentes CirurgiasCirurgias Doenças inflamatórias Doenças inflamatórias PancreatitesPancreatites ColangitesColangites

6 2. SEPSE SIRSSEPSE SEPSE GRAVE CHOQUE SÉPTICO T> 37,8 ou T< 35,5 Fc>90Fr>20 Leuc > ou Leuc < 4000 SIRS causada ou presumidamente causada por infecção (bacteriana, fúngica, viral ou parasitária) SEPSE com disfunção orgânica (escala SOFA) Persistência de PAM <65mmHg ou marcadores de hipoperfusão após correta ressucitação

7 2. SEPSE SIRSSEPSE SEPSE GRAVE CHOQUE SÉPTICO T> 37,8 ou T< 35,5 Fc>90Fr>20 Leuc > ou Leuc < 4000 SIRS causada ou presumidamente causada por infecção (bacteriana, fúngica, viral ou parasitária) SEPSE com disfunção orgânica (escala SOFA) Persistência de PAM <65mmHg ou marcadores de hipoperfusão após correta ressucitação

8 2. SEPSE SIRSSEPSE SEPSE GRAVE CHOQUE SÉPTICO T> 37,8 ou T< 35,5 Fc>90Fr>20 Leuc > ou Leuc < 4000 SIRS causada ou presumidamente causada por infecção (bacteriana, fúngica, viral ou parasitária) SEPSE com disfunção orgânica (escala SOFA) Persistência de PAM <65mmHg ou marcadores de hipoperfusão após correta ressucitação Mortalidade <3% Mortalidade >50% Mortalidade 20%

9 HIPOPERFUSÃO HIPÓXIA TECIDUAL HIPÓXIA MITOCONDRIAL MORTE CELULAR DISFUNÇÃO DE ORGÃOS FALÊNCIA MÚLTIPLA RECUPERAÇÃO Coagulação Inflamação Stress metabólico e neuro-humoral

10 3. Fisiopatologia Microcirculação saudável Microcirculação Sepse

11 4. SOFA  Sequencial Organ Failure Assessment Sistema / pontos RespiratórioPaO2/FiO2>400<400<300<200<100 Renal Creatinina <1,2 1,2 – 1,9 2,0 – 3,4 3,5 – 4,9 >5,0 Hepatico Bilirrubinas <1,2 1,2 – 1,9 2,0 – 5,9 6,0 - 11,9 >12 Cardio vascular PAM PAM > 70 PAM <70 Dopa <5mcg/kg/min Dopa >5 ou Adrena 5 ou Adrena <0,1mcg/kg/mi Adrena >0,1mcg/kg/mi Hematologico Plaquetas > 150mil <150mil<100mil<50mil<20mil Neurológico Glasgow <6

12 5. Marcadores Prognósticos  Saturação Venosa Central  Lactato

13 5. Marcadores: SVO 2 +  VO 2 Estresse Dor Febre Tremores  DO 2 Hipoxemia Anemia DC   DO 2  PaO 2  Hb  DC  VO 2 Hipotermia Anestesia Adaptado de Rivers e cols. SVO % 65-75% _ SATURAÇÃO VENOSA O2

14 5. Marcadores: SVO 2 x Lactato DO 2crítico Dependência fisiológica da oferta de O 2 oferta de O 2 Lactato sangüíneo Taxa de extração de O 2 VO 2 DO 2

15 5. Marcadores: SVO 2 x Lactato DO 2crítico Dependência fisiológica da oferta de O 2 oferta de O 2 Lactato sangüíneo Taxa de extração de O 2 VO 2 DO 2 SVO 2

16 6. TRATAMENTO Choque Hipoperfusãomicrocirculatória Hipóxia e disfunção tecidual Ativação da cascata inflamatória e da coagulação Lesãoendotelialdifusa Disfunção e falência de múltiplos órgãos

17

18

19

20 7. PONTOS CHAVE  Presteza diagnóstica  ABC primário + ABC secundário  Iniciar antibióticoterapia adequada na 1ª hora + controle do foco  Suporte Hemodinâmico  PVC 8-12 (12-15)  PAM >65mmHg  Débito Urinário > 0,5ml/kg/hora  SVcO2 >70  HB >= 10  Corticóide ?  Ventilação Mecânica Protetora  Pplat <30  Sat >92%  FiO2 <0,6  PEEP 8-10  Cabeceira elevada  Controle Glicêmico  Xigris?

21


Carregar ppt "SEPSE Pedro H. Almeida LIGAMI – 26/04/2011. 1. SIRS (S índrome R esposta I nflamatóri a S istêmica )  Inflamação: sistêmica  T> 37,8 ou T 37,8 ou T."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google