A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Mercado de serviços odontológicos: perspectivas para o Século 21 A Odontologia está em crise ? crise O que podemos entender por crise ? crise Tudo se esgota.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Mercado de serviços odontológicos: perspectivas para o Século 21 A Odontologia está em crise ? crise O que podemos entender por crise ? crise Tudo se esgota."— Transcrição da apresentação:

1 Mercado de serviços odontológicos: perspectivas para o Século 21 A Odontologia está em crise ? crise O que podemos entender por crise ? crise Tudo se esgota na crise ? crise crise Quais são as dimensões da crise ? Ou seja, em que perspectiva a Odontologia está em crise ? crise Há crise econômica ? crise Há crise de status ? crise Há crise política ? Quais os caminhos a superação individual ? Quais os caminhos a superação coletiva ?

2 Mercado de serviços odontológicos: perspectivas para o Século 21 crise O que podemos entender por crise ? Estar em crise é bom ou ruim ? Por que crise assusta ? Vale o apego ao velho ? Por que há crise quando há iminência do novo ? O que é o novo e o velho na história ? elementos com a mesma essência negação radical e interna O momento da crise pode ser entendido quintal do velho e como ante-sala do novo ? Há evolução sem crise ? Ou seja, a crise é elemento da história conflitiva, ou a história é harmoniosa ?

3 Mercado de serviços odontológicos: perspectivas para o Século 21 Fruto: é o máximo da expressão e realização de uma forma de vida Ou seja, é o veículo da vida Mas ele traz a semente A semente é a certeza da sua morte Assim, vida na história é um processo contínuo e infinito de: vida – morte – vida Crise: são momentos de passagem, da agonia do velho e de anúncio do novo. São os mensageiros da história, anúncio da vida nova crise O que podemos entender por crise ?

4 Mercado de serviços odontológicos: perspectivas para o Século 21 De certa forma SIM De certa forma NÃO Tudo que há na história (TESE : FRUTO) cresce e se esgota. Esgota- se por se expandir ao máximo, por tencionar-se, por expor seus limites ao longo do tempo; principalmente, suas insuficiências. Assim, tudo gera em si, e contra si, um primeiro nível de insatisfação, de rebeldia: a crítica, a (ANTÍTESE : SEMENTE). O esgotamento é interno crise Tudo se esgota na crise ?

5 Mercado de serviços odontológicos: perspectivas para o Século 21 Mas, SEMENTE alguma faz história e gera novos frutos se se mantiver para sempre como semente. Daí, se viver sem crítica (SEMENTE) é esterilizante, viver só na crítica (SEMENTE) também é. Assim, há que se rebelar pela segunda vez contra a rebeldia que nos imobiliza. Há que se romper a SEMENTE, fazer a critica da crítica, negar viver só na negação.

6 Mercado de serviços odontológicos: perspectivas para o Século 21 Para se alcançar o novo há que saltar para dentro e, dialeticamente, gerar o novo salto para fora, rompendo as amarras, libertando a vida, germinando a SEMENTE. Se o esgotamento é interno, só a crise radical é o caminho da SUPERAÇÃO. A superação, resultado de duas rebeldias, produz a nova SÍNTESE (PLANTA). Essa que, por sua vez, também crescerá gerando novos frutos e novas sementes.

7 Mercado de serviços odontológicos: perspectivas para o Século 21 Assim, crise é: Momento e movimento negativo se nos aprisionar na primeira rebeldia, da crítica pela crítica, da crítica pelo desabafo, da crítica pela insatisfação estéril; Momento e movimento positivo se dermos o passo seguinte, da segunda rebeldia, da busca radical pela SUPERAÇÃO, pela construção de novas SÍNTESES e novos estados de qualidade para a vida.

8 Mercado de serviços odontológicos: perspectivas para o Século 21 crise Quais são as dimensões da crise ? O que está em crise é PLANTA, ou o paradigma, da Odontologia brasileira. Esgota-se a Odontologia Curativa de Mercado de Massas “Brota” (institui-se socialmente) a Odontologia de Mercado Segmentado centro

9 Mercado de serviços odontológicos: perspectivas para o Século 21 crise Ou seja, em que perspectiva a Odontologia está em crise ? Em algumas perspectivas fundamentais: Econômica: crise econômica Social: crise de status e reconhecimento Política: crise de representação de interesses Não há indícios antropológicos de uma crise cultural Há um franco crescimento da “Odontologia Socializada” Tudo isso, tem levado a várias mudanças nas práticas e condutas profissionais

10 Mercado de serviços odontológicos: perspectivas para o Século 21 crise Há crise econômica ? Vamos aos dados sobre o consumo de serviços odontológicos da população de alta renda do DF (adultos e adolescentes) Universo Per capita X ano Volume anual Universo Per capita X ano Volume anual Crianças R$158,42 (?) R$ ,50 Adultos R$229,28 R$ ,12 Adolescentes R$589,19 R$ ,98 Total R$320,03 R$ ,60 Volume mensal R$ ,13 (universo de CD) R$ 1.581,87 bruto por CD X mês (40% de gastos) líquido por CD X mês (40% de gastos) R$ 949,12 líquido por CD X mês

11

12 Dados interessantes: Adultos Adolescentes Em tratamento: 23% 32% Mulheres: 58% 53% Homens: 42% 47% Último tratamento: 1 semana a 6 meses: 50% 57% 1 a 5 anos: 32% 27% Último tratamento por Cárie: até 1 semana: 24% 0% 1 semana a 6 meses: 9% 17% 6 meses a 1 ano: 2% 20% 1 a 5 anos: 34% 48% mais de 5 anos: 30% 16%

13 Dados interessantes: Adultos Adolescentes Última ida (média de tempo): 1,8 anos 0,8 anos Mulheres: 1,3 anos 0,7 anos Homens: 2,0 anos 0,8 anos Por Cárie - Última ida (média de tempo): 6,1 anos 2,9 anos Mulheres: 5,9 anos 2,9 anos Homens: 6,4 anos 2,9 anos

14 Adultos Adolescentes Motivo da ida: Dentística 42% Revisão 36% Revisão 25% Orto 28% Prótese 11% Dentística 23% 78% 87% Gasto Médio por tratamento:R$ 412,70R$ 471,35 (95% de n) (< R$ 3.000,00) Detalhes: ND, ND, n/ pg52% de n24% de n 60% dos gastosaté R$ 499,99até R$ 299,99 > R$ 3.000,00 6%4%

15 Especialidade: Gasto Médio Implantodontia 1.600,00 (1) Prótese 879,89 (2) Orto 741,54 (3) Pério 465,00 (4) Cirurgia 461,84 (5) Endo 409,45 (6) Dentística 380,46 (7) Outros 281,82 (8) Urgência 274,30 (9) Revisão 147,57 (10) Especialidade: Gasto Médio Implantodontia1.500,00 (1) Orto1.040,68 (2) Cirurgia 416,36 (3) Pério 322,00 (4) Urgência 316,41 (5) Dentística 231,13 (6) Endo 221,07 (7) Outros 161,25 (8) Revisão 131,31 (9) Prótese(10) Adulto Adolescente

16 Especialidade: Gasto Médio Gasto Anual Implantodontia 1.600,00 (1)842,11 (1) Prótese 879,89 (2)122,21 (10) Orto 741,54 (3)570,41 (2) Pério 465,00 (4)387,50 (3) Cirurgia 461,84 (5)243,07 (7) Endo 409,45 (6)314,96 (5) Dentística 380,46 (7)317,05 (4) Outros 281,82 (8)156,57 (9) Urgência 274,30 (9)274,30 (6) Revisão 147,57 (10)184,46 (8) Especialidade: Gasto Médio Gasto Anual Implantodontia1.500,00 (1)750,00 (1) Orto1.040,68 (2)285,55 (5) Cirurgia 416,36 (3)320,27 (4) Pério 322,00 (4)374,14 (3) Urgência 316,41 (5)740,01 (2) Dentística 231,13 (6)112,87 (6) Endo 221,07 (7) 60,99 (8) Outros 161,25 (8) 23,02 (9) Revisão 131,31 (9) 79,21 (7) Prótese(10) (10) Adulto Adolescente

17 Especialidade: Gasto Médio Gasto Anual Gasto Total Implantodontia 1.600,00 (1)842,11 (1) ,18 (4) Prótese 879,89 (2)122,21 (10) ,02 (8) Orto 741,54 (3)570,41 (2) ,07 (5) Pério 465,00 (4)387,50 (3) ,10 (6) Cirurgia 461,84 (5)243,07 (7) ,75 (9) Endo 409,45 (6)314,96 (5) ,62(3) Dentística 380,46 (7)317,05 (4) ,81 (1) Outros 281,82 (8)156,57 (9) ,56 (10) Urgência 274,30 (9)274,30 (6) ,03 (7) Revisão 147,57 (10)184,46 (8) ,98 (2) Especialidade: Gasto Médio Gasto Anual Gasto Total Implantodontia1.500,00 (1)750,00 (1) (7) Orto1.040,68 (2)285,55 (5) (1) Cirurgia 416,36 (3)320,27 (4) (4) Pério 322,00 (4)374,14 (3) (6) Urgência 316,41 (5)740,01 (2) (5) Dentística 231,13 (6)112,87 (6) (3) Endo 221,07 (7) 60,99 (8) (8) Outros 161,25 (8) 23,02 (9) (9) Revisão 131,31 (9) 79,21 (7) (2) Prótese(10) (10) (10) Adulto Adolescente

18 Adultos Adolescentes Motivo da escolha: convênio 22% família 24% família 20% amigo 19% fidelidade 19% convênio 17% amigo 15% fidelidade 14% Qualquer tipo de fidelização: 60% 64% Adultos Adolescentes %Média Forma de pg//: particular 65% R$488,23 60% R$491,81 convênio 33% R$281,87 39% R$372,73 outro 2% R$107,50 1% R$556,00

19 Mercado de serviços odontológicos: perspectivas para o Século 21 crise Por que a crise econômica ? Relacionamento Padrões História Novos inícios Esfera PúblicaEsfera Privada esfera de excelência da Odontologia

20 Mercado de serviços odontológicos: perspectivas para o Século 21 crise Por que a crise econômica ? Valor de Uso Valor de Troca melhor realização = maior valor relativa ao contexto todos buscam o maior valor gera Concorrência define os termos Oferta x Procura Esfera Privada esfera de excelência da Odontologia

21 Mercado de serviços odontológicos: perspectivas para o Século 21 Odontologia: Buscou Valor de Troca Concorrência: instituiu mecanismos concorrenciais diferenciação positiva diferenciação negativa

22 Instituição da Odontologia Curativa de Mercado de Massas 1 o mecanismo: pré-científico : mestre de ofício 2 o mecanismo : científico - diplomação universitária ganho dos mestre / professores ganho dos CD x práticos Força policial assegurando a força comercial 3 o mecanismo: tecnificação da prática auge 70’s acrítico até 80’s (hoje há eficiência alocativa) Papel dos intelectuais orgânicos cooptação anéis burocráticos Fases: Instituição - meados do séc. XIX até 30’s Consolidação - 30’s até 60’s Expansão - 60’s até 70’s Crise e esgotamento - 80’s e 90’s Retração e superação - séc. XXI

23 Crise: 80’s - completou um ciclo de “boom e crise” - vem expurgando a agregação artificial de agregação de valor - após a OCMM surgir e florescer, gerou contradições inclusive - esgotou e ensaia a possibilidade de superação - vem criando os gérmens de sua superação (a base do novo) Mercado de serviços odontológicos: perspectivas para o Século 21

24 A OCMM se fez: Crescimento da economia aumento do consumo agregação de valor majoração dos preços novas faculdades aumento do n. de CD Cárie e suas seqüelas Formação do mercado de serviços odontológicos mercado desorganizado não regulado por políticas públicas, constituídos por profissionais liberais “deformados”

25 Mercado de serviços odontológicos: perspectivas para o Século 21 Crise - 80’s ajustes estruturais da economia nos 90’s primeiro: sacrifício das classes trabalhadoras a seguir: sacrifício das classes médias Gerou um mercado de serviços competitivo Mais consumo: celular; TV a cabo; carros; roupas; turismo, etc. Menor demanda: - 1/2 80’s - FINSOCIAL; + 1/2 80’s - creme dental; 90’s ­ heterocontrole; ­ PC1 ­ bebeclínicas; ­ Saúde Bucal da Família CPOD > ± 3 ­ até 1 ou < 1 Poder de compra: atenção curativos outros serviços - preventivo

26 Mercado de serviços odontológicos: perspectivas para o Século 21 Indefinições aumento do risco e das incertezas Rendimentos Investimentos

27 Incertezas de investimentos e lucro: queda tendencial na taxa de lucros investimentolucro concorrência maior investimento preços menores = lucro menor obs:contratendência é a escala [SIC!] exemplo: VCCR de 1987 a 1999 aviltamento, operação negativa (antiética) dos mecanismos concorrenciais Mercado de serviços odontológicos: perspectivas para o Século 21

28 crise Há crise de status ? CDC prof. liberal e autônomo CDK prof. liberal e empregador CDT prof. liberal assalariado (sem capital para investimento) prof. liberal assalariado / Proletarização da classe média Aburguesamento da classe trabalhadora OBS: Valorização do emprego nos serviços públicos - rendimento estável

29 Mercado de serviços odontológicos: perspectivas para o Século 21 crise Há crise de status ? A heterogeneização dos rendimentos foi demonstrada quando: (i) 19% da amostra figuram no estrato de rendimento baixo (abaixo de R$ 1.000,00 mensais líquidos); (ii) 47 % da amostra, aproximadamente a metade dos entrevistados, encontram-se na faixa de R$ 1.001,00 a R$ 3.500,00, representando o estrato de rendimento médio; (iii) 26 % da amostra constituem o estrato de rendimento alto, acima de R$ 3.500,00. Vale considerar que 8% da amostra não respondeu esta pergunta. BENJAMIM BERNARDINO COSTA NETO; CRISTIANE RESENDE SILVA; FERNANDA BARROS DO NASCIMENTO; CARLO HENRIQUE GORETTI ZANETTI (co-autor e orientador) - BSB, 1999

30 Mercado de serviços odontológicos: perspectivas para o Século 21 crise Há crise de status ? Especificamente quanto à correlação entre padrões de rendimento e arranjos de mecanismos concorrenciais no estrato de rendimento alto, o trabalho demonstrou: o tempo médio de inserção no mercado é de 14 anos; a maioria trabalha a muito tempo no mesmo local; geralmente trabalham em apenas um local; a maioria trabalha no Plano Piloto o que evidencia a proximidade desses profissionais com a clientela de maior poder aquisitivo; geralmente os profissionais trabalham em consultório com um ou mais CD sem registro de clínica; a maioria não trabalha para terceiros; geralmente não empregam outros profissionais;

31 Mercado de serviços odontológicos: perspectivas para o Século 21 crise Há crise de status ? (cont.) 45% possuem especialização ou estão cursando (uma quantidade significativa desses CD possuem 2 especializações); a maioria exerce clínica geral incluindo os especialistas. (isso demonstra que mesmo os especialistas do estrato de alta renda atendem clínica geral como forma de captar mais pacientes e aumentar sua renda. Podemos afirmar que, diferentemente da Medicina, na Odontologia mesmo existindo as especializações, as dificuldades do mercado de serviços não permitem que os Cirurgiões Dentistas abandonem a prática generalista. Essa observação conflita com o discurso corrente, mais ideológico que científico, segundo o qual a Odontologia é uma profissão em que as especializações estão em franca ascensão em prejuízo de uma prática generalista);

32 Mercado de serviços odontológicos: perspectivas para o Século 21 crise Há crise de status ? (cont.) a maioria atende convênios, porém a porcentagem média de pacientes atendidos é baixa, demonstrando a importância do paciente particular para esse estrato; geralmente utilizam algum método para a captação e fidelização da clientela; a maioria procura se equipar e melhorar o padrão de atendimento no que se refere a aquisição de equipamentos e instalações físicas como forma de modernizar o seus locais de trabalho sendo uma estratégia de marketing; geralmente não ministram cursos para dentista; (xiv) utilizam pessoal auxiliar e há uma tendência de aumento de utilização de THD e TPD como pessoal auxiliar;

33 Mercado de serviços odontológicos: perspectivas para o Século 21 crise Há crise de status ? (cont.) quase a metade desses CD vêm dispensando mais tempo na conversa cotidiana com seus pacientes, o que pode ser considerado uma estratégia de marketing porque o profissional poderá corresponder melhor aos anseios de seu paciente, ou talvez, ainda que com menor intensidade, pode ser identificado mais tempo livre profissional também nesse estrato de rendimento; a maioria trabalha em pelo menos um local informatizado; a maioria não utiliza técnicas pedagógicas, porém é significativo a parcela de CD que as utiliza; a maioria não trabalha com planos de saúde; geralmente a clínica onde trabalha não é gerenciada por profissionais de administração.

34 Mercado de serviços odontológicos: perspectivas para o Século 21 crise Há crise de status ? (cont.) Entre os CD do estrato de alta renda a homogeneidade existe numa pequena parcela, digna de nota porque tal homogeneidade se faz porque esses se encontram muito bem estabelecidos no padrão antigo de regulação de Odontologia de mercado e até hoje não sentiram necessidade de promover mudanças em seu padrão. Na outra parcela dos CD desse estrato predomina a heterogeneidade de arranjos concorrenciais e de rendimentos.

35 Mercado de serviços odontológicos: perspectivas para o Século 21 crise Há crise política ? Perda de representatividade: CRO e CFO ABO Sindicatos

36 Mercado de serviços odontológicos: perspectivas para o Século 21 Quais os caminhos a superação individual ? Na Odontologia de Mercado Segmentado os novos mecanismos concorrenciais são:.Pós-graduação: especializações, mestrados e doutorados;.Instituição de pessoa jurídica: do autônomo em consultório ao empresário nas clínicas;.Estabelecimento de convênios, credenciamentos com instituições e planos;.Conjunto de prática de marketing para “captação” de clientela;.Conjunto de prática de marketing para “fidelização” de clientela;.Introdução da agenda preventiva: flexibilização da ênfase curativa;.Estética: “bolha” de Mercado de Massa x “tendência” de novo mercado ?

37 Mercado de serviços odontológicos: perspectivas para o Século 21 Quais os caminhos a superação individual ? (cont.) Desses mecanismos, o marketing para “fidelização” de clientela é o que mais radicaliza o aspecto da heterogeneidade. Ele é basicamente exercido no interior da clínica odontológica, feito diretamente com o paciente e transmitido de paciente para paciente. Realiza-se de múltiplas formas, definindo-se nas combinações das seguintes posturas: Ética; Comunicativa Científica; Interpessoal e afetiva; Psicológica, capaz de atingir o desejo e não só a necessidade do paciente; Empresarial, mediante o uso de malas-direta;

38 Mercado de serviços odontológicos: perspectivas para o Século 21 Quais os caminhos a superação individual ? (cont.) De satisfação total do paciente; De abertura e incorporação das tecnologias pedagógicas e/ou psicológicas; De cuidado integral mediante procedimentos preventivo-promocionais despendidos com o paciente e/ou com toda sua família em rotinas assistenciais próprias, com autonomia relativa às práticas curativas; De administração profissional do consultório; De uso de rotinas e procedimentos de biossegurança; De apresentação profissional e do consultório, apropriadas e não ostentosas;

39 Mercado de serviços odontológicos: perspectivas para o Século 21 Quais os caminhos a superação individual ? (cont.) De flexibilização dos horários e das estratégias de execução do Plano de Tratamento; De negociação comercial da prestação de serviço, com formas mais adequadas ao contexto de queda do poder de compra das classes médias brasileiras.

40 Mercado de serviços odontológicos: perspectivas para o Século 21 Quais os caminhos a superação coletiva ?

41 Aumento do número de postos de trabalho ação dos sindicatos ação dos dirigentes do SUS Esfera Pública (Estado) Esfera Privada (Mercado) Oferta Demanda Oferta Demanda tendência contratendência Aumento do número de programas preventivo- promocionais para a população que não completou a transição epidemiológica Indução de consumo: atenção preventivo- promocional estética implante planos desestimular vestibulanos redução das vagas nas IES provão mais rigoroso Conselhos: exame de qualificação profissional periódico aliança com a Delegacia de Defesa do Consumidos estimular o uso da lei que regula as relações de consumo no mercado


Carregar ppt "Mercado de serviços odontológicos: perspectivas para o Século 21 A Odontologia está em crise ? crise O que podemos entender por crise ? crise Tudo se esgota."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google