A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

PROPONENTE DO PROJETO Secretaria Nacional de Turismo do Paraguai OBJETO DO PROJETO Projeto de Desenvolvimento de Produtos Turísticos Competitivos na Rota.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "PROPONENTE DO PROJETO Secretaria Nacional de Turismo do Paraguai OBJETO DO PROJETO Projeto de Desenvolvimento de Produtos Turísticos Competitivos na Rota."— Transcrição da apresentação:

1 PROPONENTE DO PROJETO Secretaria Nacional de Turismo do Paraguai OBJETO DO PROJETO Projeto de Desenvolvimento de Produtos Turísticos Competitivos na Rota Integrada Iguassu-Missiones, Atrativo Turístico Do Mercosul” ORÇAMENTO DO PROJETO US$ 1,302,730 DURAÇÃO DO PROJETO 10 anos 2 anos para implantação e 8 anos para operacionalização GRUPO Alessandra Beine Ana Beatriz Serpa MTur Carla Padrão Rafael Duarte ABDI DADOS DO PROJETO AVALIAÇÃO DO “PROJETO DE DESENVOLVIMENTO DE PRODUTOS TURÍSTICOS COMPETITIVOS NA ROTA INTEGRADA IGUASSU- MISSIONES, ATRATIVO TURÍSTICO DO MERCOSUL”

2 ROTA TURÍSTICA IGUASSU MISSIONES 250 km Paraguai Brasil Argentina A Rota Turística Iguassu Misiones percorre como território principal municípios da Argentina, do Brasil e do Paraguai, envolvendo ainda nove locais tombados como Patrimônio Mundial da Humanidade pela Unesco. As Rotas são desenvolvidas para melhor apresentar e vender os produtos turísticos, permitindo atrair investimento públicos para a integração e promoção da rota. Segundo uma previsão do Instituto Iguassu Missiones, a rota, ao se constituir como um produto turístico do Mercosul, permitirá um aumento de 18% no fluxo de turistas da região. A Rota Iguassu-Missiones é a única no mundo que abrange 3 países. (Instituto Iguassu Missiones) AVALIAÇÃO DO “PROJETO DE DESENVOLVIMENTO DE PRODUTOS TURÍSTICOS COMPETITIVOS NA ROTA INTEGRADA IGUASSU- MISSIONES, ATRATIVO TURÍSTICO DO MERCOSUL”

3 Museu localizado na mata Monumento Científico: uma divisão da Administração dos Parques Nacionais (APN) no Paraguay Faz parte de uma reserva de 100 hectares História do Cientista e Escritor Moisés Santiago Bertoni (Maior Cientista do Paraguay) Objetos pessoais, biblioteca (7 mil livros), mapas raros dos séculos XIX e XX, laboratório e gráfica do cientista. Moisés Bertoni era botânico, zoólogo, meteorologista e antropólogo Na área do Monumento vive a comunidade indígena m´bya Cemitério da Família Bertoni Beira do Rio Paraná MONUMENTO CIENTÍFICO MOISÉS BERTONI AVALIAÇÃO DO “PROJETO DE DESENVOLVIMENTO DE PRODUTOS TURÍSTICOS COMPETITIVOS NA ROTA INTEGRADA IGUASSU- MISSIONES, ATRATIVO TURÍSTICO DO MERCOSUL”

4 MONUMENTO CIENTÍFICO MOISÉS BERTONI AVALIAÇÃO DO “PROJETO DE DESENVOLVIMENTO DE PRODUTOS TURÍSTICOS COMPETITIVOS NA ROTA INTEGRADA IGUASSU- MISSIONES, ATRATIVO TURÍSTICO DO MERCOSUL” BIBLIOTECAFACHADA ACERVO ÁREA EXTERNA

5 Trinidad, está localizada a 32 quilômetros de Encarnación e 250 de Ciudad del Este. Estão inseridas as Ruínas mais imponentes e monumentais da Rota Iguassú-Misiones. Fundado em 1706 No interior da igreja, hoje a céu aberto, pode-se visitar os túmulos dos caciques e jesuítas que ali passaram seus últimos dias. Na antiga sacristia, estão guardadas as peças recolhidas durante as escavações arqueológicas, uma delas, reconstruída a partir de 1,5 mil pedaços. MISSÕES JESUÍTICAS DE TRINIDAD AVALIAÇÃO DO “PROJETO DE DESENVOLVIMENTO DE PRODUTOS TURÍSTICOS COMPETITIVOS NA ROTA INTEGRADA IGUASSU- MISSIONES, ATRATIVO TURÍSTICO DO MERCOSUL”

6 MISSÕES JESUÍTICAS DE TRINIDAD AVALIAÇÃO DO “PROJETO DE DESENVOLVIMENTO DE PRODUTOS TURÍSTICOS COMPETITIVOS NA ROTA INTEGRADA IGUASSU- MISSIONES, ATRATIVO TURÍSTICO DO MERCOSUL”

7 PROBLEMA Quadro de desenvolvimento incipiente da região, perspectiva futura de piora dos padrões social, ambiental, econômico e cultural da região AVALIAÇÃO DO “PROJETO DE DESENVOLVIMENTO DE PRODUTOS TURÍSTICOS COMPETITIVOS NA ROTA INTEGRADA IGUASSU- MISSIONES, ATRATIVO TURÍSTICO DO MERCOSUL”

8 EFEITOS DO PROBLEMA Acesso deficiente e inseguro, favorável a acidentes de trânsito, Assaltos e roubos aos visitantes Risco de contaminação por falta de condições sanitárias e água potável Riscos de turistas ficarem ilhados na região em períodos chuvosos. Falta de oportunidades de emprego Forte êxodo da população local para países como Argentina, Brasil e Espanha. Depredação massiva dos recursos naturais da região e do acervo histórico, impedindo o acesso a este patrimônio de gerações futuras. AVALIAÇÃO DO “PROJETO DE DESENVOLVIMENTO DE PRODUTOS TURÍSTICOS COMPETITIVOS NA ROTA INTEGRADA IGUASSU- MISSIONES, ATRATIVO TURÍSTICO DO MERCOSUL”

9 SITUAÇÃO SEM PROJETO 27 mil turistas/ano (15 mil no Monumento Científico e 12 mil nas Missões Jesuíticas). 1,5 milhão de turistas/ano em Foz do Iguaçu (Brasil) e 65 mil turistas/ano em Posadas (Argentina). Ausência de estrutura (acesso, visitação, hospedagem e alimentação) que suporte um aumento do fluxo de turistas e permita um tempo de permanência maior que 1,5 dia em média. AVALIAÇÃO DO “PROJETO DE DESENVOLVIMENTO DE PRODUTOS TURÍSTICOS COMPETITIVOS NA ROTA INTEGRADA IGUASSU- MISSIONES, ATRATIVO TURÍSTICO DO MERCOSUL”

10 SITUAÇÃO COM PROJETO oficinas fronteiriças de atenção ao turista cafeteria, sanitários, tendas de artesanato, área de descanso acesso fluvial estacionamento circuito de arvorismo sinalização informativa dentro do parques melhora do acesso centro de tradução materiais de promoção Aumento anual de 12% no fluxo de turistas devido a um aumento na qualidade dos serviços da região o foco do projeto são turistas estrangeiros, mas as ações do projeto causarão no aumento do turismo interno Visitação de 42 mil turistas no terceiro ano de projeto AVALIAÇÃO DO “PROJETO DE DESENVOLVIMENTO DE PRODUTOS TURÍSTICOS COMPETITIVOS NA ROTA INTEGRADA IGUASSU- MISSIONES, ATRATIVO TURÍSTICO DO MERCOSUL”

11 BENEFÍCIOS DO PROJETO Privados: –Geração de Divisas externas para a região (fluxo de turistas estrangeiros) –Renda anual da atividade turística local em aprox. US$ ,00 por ano, somando geração de renda indireta, acumulados os 3 primeiros anos depois de concluído o projeto –Renda direta anual de US$ no final do terceiro ano de implementação do projeto –Possibilidade de atração de investimentos privados no setor de turismo da região Sociais: –Aumento anual do fluxo de turistas em 10% a partir do fim de aplicação do projeto –Geração de empregos diretos e indiretos na região –Preservação do patrimônio histórico-cultural –Melhoria na infra-estrutura de transportes –Criação de infra-estrutura turística (centros de atendimento, sinalização turística, atrativos turísticos) –Melhoria da infra-estrutura de saneamento das comunidades locais e indígenas AVALIAÇÃO DO “PROJETO DE DESENVOLVIMENTO DE PRODUTOS TURÍSTICOS COMPETITIVOS NA ROTA INTEGRADA IGUASSU- MISSIONES, ATRATIVO TURÍSTICO DO MERCOSUL”

12 Alternativas ao projeto Não criar os produtos turísticos a serem comercializados, apenas executar investimentos de infra-estrutura sem envidar esforços de divulgação e atração de visitantes; Ações já iniciadas: –Capacitar e desenvolver a iniciativa privada do setor turístico; –Qualificar a oferta de mão de obra para hospedagem, gastronomia e visitação guiada. –Realização de seminários de sensibilização dos setores público e privado para gerar investimentos no setor turísticos das regiões AVALIAÇÃO DO “PROJETO DE DESENVOLVIMENTO DE PRODUTOS TURÍSTICOS COMPETITIVOS NA ROTA INTEGRADA IGUASSU- MISSIONES, ATRATIVO TURÍSTICO DO MERCOSUL”

13 FIM Contribuir para o desenvolvimentos sustentável do turismo e geração de valor agregado a partir da indústria turística INDICADORES Ao terceiro ano depois de finalizado o Programa são criados novos empregos diretos PRESSUPOSTOS IMPORTANTES Não há acontecimentos externos que impactem negativamente sobre a industria turística do Paraguai. Segue a tendência de crescimento do número de turistas que visitam o Paraguai, Misiones e Foz do Iguaçu. Se relacionam ao desenvolvimento do projeto os esforços dos governos locais visando o desenvolvimento local sustentável. Governo do Paraguai realiza os investimentos em infra-estrutura e promoção de serviços públicos, de acordo com o Programa. MARCO LOGICO FIM

14 MARCO LOGICO PROPOSITO AVALIAÇÃO DO “PROJETO DE DESENVOLVIMENTO DE PRODUTOS TURÍSTICOS COMPETITIVOS NA ROTA INTEGRADA IGUASSU- MISSIONES, ATRATIVO TURÍSTICO DO MERCOSUL” PROPÓSITO Produtos e serviços turísticos dos atrativos Mision Jesuítica de Trinidad e Monumento Científico Moisés Bertoni comercializados e integrados às rotas turísticas regional e Internacional INDICADORES 1.Cinco (5) produtos da rota jesuítica de Paraguai se integram e são comercializados juntos às de Argentina e Brasil al término de projeto 2. Uma imagem e associação das Rotas Jesuíticas e Monumentos Moisés Bertoni, com marca nacional, y regional como destino turístico de qualidade a ser promovido SUPUESTOS IMPORTANTES Existe interesse do mercado em demandar a Rota e o Monumento como destino turístico Existe um compromisso de participação dos atores principais que influem sobre o funcionamento da Rota y do Monumento

15 AVALIAÇÃO DO “PROJETO DE DESENVOLVIMENTO DE PRODUTOS TURÍSTICOS COMPETITIVOS NA ROTA INTEGRADA IGUASSU- MISSIONES, ATRATIVO TURÍSTICO DO MERCOSUL” COMPONENTE 1. Produto Turístico Monumento Científico Moisés Bertoni desenvolvido e operante ( US$) INDICADORES 1.1.Circuito com 5 tipos de atrativos definidos e sinalizados 1.2.Línea de al menos 10 produtos comercializáveis e integrados no sistema do Monumento Científico Moisés Bertoni 1.3.Sinalização turística do monumento Moisés Bertoni de aproximadamente 200kms SUPUESTOS IMPORTANTES Existe una massa crítica de membros suficiente para permitir o desenvolvimento de pacotes turísticos. Se conta com disponibilidade de expertos qualificados. MARCO LOGICO MONUMENTO CIENTÍFICO MOISÉS BERTONI

16 AVALIAÇÃO DO “PROJETO DE DESENVOLVIMENTO DE PRODUTOS TURÍSTICOS COMPETITIVOS NA ROTA INTEGRADA IGUASSU- MISSIONES, ATRATIVO TURÍSTICO DO MERCOSUL” COMPONENTE 2. Produtos Turístico Misión Jesuítica de Trinidad desenvolvido e operando ( US$) INDICADORES 2.1.Rota com 20 tipos de atrativos definidos y sinalizados 2.2.Línea de al menos 10 produtos comercializáveis e integrados ao sistema da Rota 2.3.Sinalização turística de rotas aproximadamente 500kms SUPUESTOS IMPORTANTES Existe una massa crítica de membros suficiente para permitir o desenvolvimento de pacotes turísticos. Se conta com disponibilidade de expertos qualificados. SUB COMPONENTES a. Infra-estruturas construídas b. Infra-estruturas equipadas c. Paquetes turísticos operativos MARCO LOGICO MISSÕES JESUÍTICAS DE TRINIDAD

17 AVALIAÇÃO DO “PROJETO DE DESENVOLVIMENTO DE PRODUTOS TURÍSTICOS COMPETITIVOS NA ROTA INTEGRADA IGUASSU- MISSIONES, ATRATIVO TURÍSTICO DO MERCOSUL” TABELAS MONUMENTO CIENTÍFICO MOISÉS BERTONI

18 TABELA DE PARÂMETROS Tabela 1.1: Tabela de Parâmetros DESCRIÇÃOVALOR Vida Útil Operativa (em anos)10 Inflação Anual (%)13,5% Reajuste Salarial Anual: Aumento da produtividade (%)1,5% Cost Overrun de Construção10,0% Cost Overrun de Estudo/planejamento10,0% Duração da Viagem (em dias)3 Duração da Viagem na Região (em dias)1,5 Gasto por Turista por Viagem (em USD)200,00 Reajuste do Gasto do Turista (%)10% Tipo de gastos100% Tranporte/Hospedagem (%)60% Alimentação/Ingressos/Compras (%)40% Quantidade de Turistas por Ano Incremento de Turistas por Ano12% Inadimplência20% Inadimplência Perdida3% Taxa de Desconto FOCEM7% Capital de Giro20% MONUMENTO CIENTÍFICO MOISÉS BERTONI

19 INVESTIMENTO EM CONSTRUÇÃO Tabela 1.2: Plano de Investimento CONSTRUÇÃOFOCEMLOCALTOTALANO 1ANO 2TOTAL Construcción y equipamiento de oficinas fronterizas de atención al turista en Ciudad del Este , , ,000, ,00 Contruscción e Instalación de Muelle Flotante26.200, , , ,000, ,00 Construcción de pozos artesianos con tanque y accesorios (para área turística y para comunidad indígena Mbyá) , , , ,000, ,00 Mejoramiento y ampliacion de senderos de acceso y senderos interpretativos utilizandos conocimiento sobre fauna y flora local , , , ,000, ,00 Intervensión técnica de preservación y puesta en valor museológico de la casa de Moisés Bertoni , , , ,000, ,00 Recuperación del acceso fluvial con reforestación con especies nativas 2.000, , , ,00500, ,00 Construcción y puesta en funcionamiento de áreas de servicios de cafetería, sanitarios, tienda de productos artesanales y souvenir, área de descanso (incluyendo tratamiento de residuos) , , ,000, ,00 Contrucción y señilazación del circuito terrestre dentro del predio del monumento , , , ,000, ,00 Acondicionamiento para el estacionamiento1.500,00500, , ,000, ,00 Construcción de área de recepción y atención al turista 7.500,00600, , ,000, ,00 Diseño e implementación de señalización informativa y de orientación integral dentro del parque 2.000,00500, , ,000, ,00 Creación de circuito de arborismo y tirolesa para actividades de turismo de aventura y cultural (montaje de infraestructuras sostenibles, instalaciones y equipamiento para el turismo de naturaleza, cultural, deportivo y educativo) ,000, ,00 0, ,00 Sub-Total , , , , , ,00 Excendente do Custo de Construção (%) 10% Construção variável com Cost Overrun , ,00 MONUMENTO CIENTÍFICO MOISÉS BERTONI

20 INVESTIMENTO EM ESTUDO/ PLANEJAMENTO ESTUDO/PLANEJAMENTOFOCEMLOCALTOTALANO 1ANO 2TOTAL Análisis topográficos y geológicos, sectorización e integración territorial y elaboración de planimetrías de intervención , , , ,000, ,00 Elaboración y edición de manual operativo y de guiones interpretativos 5.000, , , ,000, ,00 Focalización de población meta, delimitación de líneas de base y elaboración del plan de evaluación y seguimiento 5.000, , , ,000, ,00 Clasificación y categorización del producto turístico2.500,00500, , ,000, ,00 Edición e impresión de materiales de promoción en formatos impresos y digital , , , ,000, ,00 Campaña de difusión y promoción para la inserción efectiva del producto en la ruta turística Iguassu – Misiones y en carteras de comercialización de operadores mayoristas nacionales e internacionales , , , ,000, ,00 Elaboración del Plan de Manejo Ambiental0, ,00 0,00 Sub-Total Estudo/Planejamento80.000, , , , , ,00 Excendente do Custo de Estudo/Planejamento (%) 10% Estudo/Planejamento variável com Cost Overrun , ,00 TOTAL , , , , , ,00 MONUMENTO CIENTÍFICO MOISÉS BERTONI

21 DESPESAS COM SALÁRIO SALÁRIOSQTDE. VALOR MENSAL (EM USD) TOTALANO 1ANO 2ANO 3 Atendente para CAT - Ciudad del Este1500, ,00 Atendente para CAT - Museu1500, ,00 Atracador1340, ,00 Guia3500, , ,00 Serviços de Limpeza3340, , ,00 Jardineiro2340,00680, ,00 Gerente11.000, ,00 Secretária1500, ,00 Apoio Administrativo2500, , ,00 Segurança2340,00680, ,00 Sub-Total de Salários , , ,00 Valor do Salário Reajustado , , ,04 MONUMENTO CIENTÍFICO MOISÉS BERTONI

22 DESPESAS COM MANUTENÇÃO DESPESAS DE MANUTENÇÃO VALOR MENSAL (EM USD) ANO 1ANO 2ANO 3 Luz100, ,00 Água100, ,00 Telefone150, ,00 Combustível150, ,00 Material de Limpeza80,00960,00 Material de Escritório80,00960,00 Manutenção das Instalações200, ,00 Manuteção do Patrimônio200, ,00 Manutenção do Acervo250, ,00 Despesas Gerais150, ,00 Sub-Total de Despesas de Manutenção ,00 Despesas de manutenção reajustadas , , ,70 TOTAL DESPESAS , , ,75 MONUMENTO CIENTÍFICO MOISÉS BERTONI

23 CÁLCULO DO GASTO MÉDIO DO TURISTA MONUMENTO CIENTÍFICO MOISÉS BERTONI

24 FLUXO DE RECEITAS RECEITAANO 1ANO 2ANO 3 Receita através do Gasto Percapita do Turista , , ,00 Inadimplência , , ,00 Inadimplência Perdida0, , ,00 Diferença na Inadimplência , , ,52 Total Receitas , , ,48 MONUMENTO CIENTÍFICO MOISÉS BERTONI

25 FLUXO DE RECEITAS CAPITAL DE GIRO CAPITAL DE GIROANO 1ANO 2ANO 3 Receita através do Gasto Percapita do Turista , , ,00 Capital de Giro , , ,00 Variação no Capital de Giro , , ,00 MONUMENTO CIENTÍFICO MOISÉS BERTONI

26 FLUXO DE CAIXA ANO 1ANO 2ANO 3 RECEITAS Receita através do Gasto Percapita do Turista ,00 Inadimplência Perdida0, , ,00 Diferença na Inadimplência , , ,52 Valor Residual0,00 Total Receitas , , ,48 VPL Receitas ,38 DESPESAS Construção variável com Cost Overrun , ,000,00 Estudo/Planejamento variável com Cost Overrun88.000, ,000,00 Valor do Salário Reajustado92.640, , ,04 Despesas de manutenção reajustadas17.520, , ,70 Variação no Capital de Giro , , ,00 TOTAL DESPESAS , , ,75 VPL Despesas ,74 Fluxo de Caixa , , ,73

27 FLUXO DE CAIXA MONUMENTO CIENTÍFICO MOISÉS BERTONI

28 CÁLCULOS DE VLP e TIR E B/D 7,0% = ,64US$ TIR63% Relación B/D4,21 MONUMENTO CIENTÍFICO MOISÉS BERTONI

29 ANÁLISE DE SENSIBILIDADE – GASTOS DOS TURISTAS 1.8.1: Variação nos gastos dos B/D ,6463%4,21 260, ,1074%5,34 240, ,6271%4,97 220, ,1367%4,59 Variação nos gastos200, ,6463%4,21 180, ,1658%3,82 160, ,6753%3,43 140, ,1948%3,03 MONUMENTO CIENTÍFICO MOISÉS BERTONI

30 ANÁLISE DE SENSIBILIDADE FLUXO DE TURISTAS 1.8.2: Variação percentual no aumento do número de turistas/ano B/D ,6463%4,21 30% ,7087%9,47 25% ,1480%7,61 20% ,8174%6,08 Variação no precentual de aumento12% ,6463%4,21 10% ,5360%3,83 5% ,2652%3,04 0% ,3845%2,41 MONUMENTO CIENTÍFICO MOISÉS BERTONI

31 ANÁLISE DE SENSIBILIDADE COST OVERRUN DE CONSTRUÇÃO 1.8.3: Variação percentual de cost overrun de B/D ,6463%4,21 60% ,3355%3,82 40% ,6558%3,96 20% ,9861%4,12 Variação percentul de cost overrun de construção0% ,3164%4,30 -20% ,6468%4,49 -40% ,9672%4,69 -60% ,2977%4,92 MONUMENTO CIENTÍFICO MOISÉS BERTONI

32 ANÁLISE DE SENSIBILIDADE COST OVERRUN DE ESTUDO / PLANEJAMENTO 1.8.4: Variação percentual de cost overrun de B/D ,6463%4,21 60% ,8860%4,08 40% ,7861%4,13 20% ,6962%4,18 Variação percentual de cost overrun de estudo/plan.0% ,6063%4,23 -20% ,5064%4,29 -40% ,4166%4,34 -60% ,3267%4,40 MONUMENTO CIENTÍFICO MOISÉS BERTONI

33 AVALIAÇÃO DO “PROJETO DE DESENVOLVIMENTO DE PRODUTOS TURÍSTICOS COMPETITIVOS NA ROTA INTEGRADA IGUASSU- MISSIONES, ATRATIVO TURÍSTICO DO MERCOSUL” TABELAS MISSÕES JESUÍTICAS DE TRINIDAD

34 TABELA DE PARÂMETROS Tabela 1.1: Tabela de Parâmetros DESCRIÇÃOVALOR Vida Útil Operativa (em anos)10 Inflação Anual (%)13,5% Reajuste Salarial Anual: Metade da Inflação (%)1,5% Cost Overrun de Construção10,0% Cost Overrun de Estudo/planejamento10,0% Duração da Viagem (em dias)3 Duração da Viagem na Região (em dias)1,5 Gasto por Turista por Viagem (em USD)200,00 Reajuste do Gasto do Turista (%)10% Tipo de gastos100% Tranporte/Hospedagem (%)60% Alimentação/Ingressos/Compras (%)40% Quantidade de Turistas por Ano Incremento de Turistas por Ano12% Inadimplência20% Inadimplência Perdida3% Taxa de Desconto FOCEM7% Capital de Giro20% MISSÕES JESUÍTICAS DE TRINIDAD

35 INVESTIMENTO EM CONSTRUÇÃO Tabela 1.2: Plano de Investimento CONSTRUÇÃOFOCEMLOCALTOTALANO 1ANO 2TOTAL Mejoramiento del Acceso desde la Ruta62.500, , , ,000, ,00 Construcción y equipamiento de Centro de Interpretación , , , ,000, ,00 Construcción de Infraestructura Interpretativa de Visita Nocturna , , , ,000, ,00 Construcción y equipamiento de oficinas fronterizas de atención al turista en Encarnación , , , ,000, ,00 Sub-Total , , , , , ,00 Excendente do Custo de Construção (%) 10% Construção variável com Cost Overrun , ,00 Cálculo de valor residual em ano ,00 MISSÕES JESUÍTICAS DE TRINIDAD

36 INVESTIMENTO EM ESTUDO/ PLANEJAMENTO ESTUDO/PLANEJAMENTOFOCEMLOCALTOTALANO 1ANO 2TOTAL Análisis topográficos y geológicos, sectorización e integración territorial y elaboración de planimetrías de intervención , , , ,000, ,00 Elaboración y edición de manual operativo y de guiones interpretativos 5.000, , , ,000, ,00 Focalización de población meta, delimitación de líneas de base y elaboración del plan de evaluación y seguimiento 5.000, , , ,000, ,00 Clasificación y categorización del producto turístico 2.500,00500, , ,000, ,00 Edición e impresión de materiales de promoción en formatos impresos y digital , , , ,000, ,00 Campaña de difusión y promoción para la inserción efectiva del producto en la ruta turística Iguassu – Misiones y en carteras de comercialización de operadores mayoristas nacionales e internacionales , , , ,000, ,00 Elaboración del Plan de Manejo Ambiental0, ,00 0,00 Sub-Total80.000, , , , , ,00 Excendente do Custo de Estudo/Planejamento (%) 10% Estudo/Planejamento variável com Cost Overrun , ,00 TOTAL DE INVESTIMENTOS , , , , , ,00 MISSÕES JESUÍTICAS DE TRINIDAD

37 DESPESAS COM SALÁRIO Tabela 1.3: Plano de Operação SALÁRIOSQTDE. VALOR MENSAL (EM USD) TOTALANO 1ANO 2ANO 3 Atendente para CAT - Trinidade1500, ,00 Guia3500, , ,00 Serviços de Limpeza3340, , ,00 Jardineiro2340,00680, ,00 Gerente11.000, ,00 Secretária1500, ,00 Apoio Administrativo2500, , ,00 Segurança2340,00680, ,00 Sub-Total , , ,00 Valor do salário reajustado , , ,38 MISSÕES JESUÍTICAS DE TRINIDAD

38 DESPESAS COM MANUTENÇÃO DESPESAS DE MANUTENÇÃO VALOR MENSAL (EM USD) ANO 1ANO 2ANO 3 Luz100, ,00 Água100, ,00 Telefone150, ,00 Combustível150, ,00 Material de Limpeza80,00960,00 Material de Escritório80,00960,00 Manutenção das Instalações200, ,00 Manuteção do Patrimônio200, ,00 Manutenção do Acervo250, ,00 Despesas Gerais150, ,00 Sub-Total ,00 Despesas de Manutenção Reajustadas , , ,70 TOTAL , , ,08 MISSÕES JESUÍTICAS DE TRINIDAD

39 CÁLCULO DO GASTO MÉDIO DO TURISTA MISSÕES JESUÍTICAS DE TRINIDAD

40 Tabela 1.5: Fluxo de Receitas RECEITAANO 1ANO 2ANO 3 Receita através do Gasto Percapita do Turista , , ,00 Inadimplência96.000, , ,40 Inadimplência Perdida0, , ,60 Diferença na Inadimplência-8.640, , ,02 Total de receitas , , ,38 FLUXO DE RECEITAS MISSÕES JESUÍTICAS DE TRINIDAD

41 FLUXO DE RECEITAS CAPITAL DE GIRO Tabela 1.6: Capital de Giro CAPITAL DE GIROANO 1ANO 2ANO 3 Receita através do Gasto Percapita do Turista , , ,00 Capital de Giro96.000, , ,40 Variação de Capital de Giro , , ,40 MISSÕES JESUÍTICAS DE TRINIDAD

42 Tabela 1.7: Fluxo de Caixa FLUXO DE CAIXAANO 1ANO 2ANO 3 RECEITAS Receita através do Gasto Percapita do Turista0, ,00 Inadimplência Perdida0, , ,60 Diferença na Inadimplência , ,016 Valor Residual0,00 Total de receitas-8.640, , ,38 VPL Receitas ,98 DESPESAS Construção variável com Cost Overrun , ,000,00 Estudo/Planejamento variável com Cost Overrun88.000, ,000,00 Valor do salário reajustado82.560, , ,38 Despesas de Manutenção Reajustadas17.520, , ,70 Variação de Capital de Giro96.000, , ,40 TOTAL , , ,48 VPL Despesas ,28 Fluxo de Caixa , , ,91 FLUXO DE CAIXA MISSÕES JESUÍTICAS DE TRINIDAD

43 FLUXO DE CAIXA MISSÕES JESUÍTICAS DE TRINIDAD

44 CÁLCULOS DE VLP e TIR E B/D 7,0% = ,81US$ TIR42% Relación B/D3,05 MISSÕES JESUÍTICAS DE TRINIDAD

45 1.8.1: Variação nos gastos dos B/D ,8142%3,05 260, ,7277%5,49 240, ,2373%5,10 220, ,7569%4,72 Variação nos gastos200, ,2665%4,32 180, ,7860%3,93 160, ,2955%3,52 140, ,8050%3,12 ANÁLISE DE SENSIBILIDADE – GASTOS DOS TURISTAS MISSÕES JESUÍTICAS DE TRINIDAD

46 ANÁLISE DE SENSIBILIDADE – FLUXO DE TURISTAS 1.8.2: Variação percentual no aumento do número de turistas/ano B/D ,8142%3,05 30% ,3189%9,71 25% ,7683%7,81 20% ,4376%6,24 Variação no precentual de aumento12% ,2665%4,32 10% ,1462%3,94 5% ,8855%3,12 0% ,0047%2,47 MISSÕES JESUÍTICAS DE TRINIDAD

47 ANÁLISE DE SENSIBILIDADE – COST OVERRUN DE CONSTRUÇÃO 1.8.3: Variação percentual de cost overrun de B/D ,8142%3,05 60% ,4034%2,61 40% ,9737%2,77 20% ,5340%2,95 Variação percentual de cost overrun de construção0% ,1044%3,16 -20% ,6648%3,40 -40% ,2353%3,68 -60% ,7960%4,01 MISSÕES JESUÍTICAS DE TRINIDAD

48 ANÁLISE DE SENSIBILIDADE – COST OVERRUN DE ESTUDO / PLANEJAMENTO 1.8.4: Variação percentual de cost overrun de B/D ,8142%3,05 60% ,5462%4,17 40% ,4563%4,22 20% ,3564%4,27 Variação percentual de cost overrun de estudo/plan.0% ,2665%4,32 -20% ,1766%4,38 -40% ,0767%4,44 -60% ,9869%4,49 MISSÕES JESUÍTICAS DE TRINIDAD

49 Críticas ao projeto Atrativos turísticos da região: considerando que o projeto é analisado pela Secretaria do FOCEM e, portanto, por pessoas de diferentes nacionalidades, faz-se necessário informar quais são os atrativos da região e pq os turistas se interessariam em ir para lá, após a melhoria das condições da região. Relação custo-benefício: Falta mostrar de forma mais detalhada a relação entre o incremento no turismo e o desenvolvimento da região e a prevenção da deterioração dos monumentos considerados patrimônios universais (cadeia produtiva do turismo). Alternativas possíveis: deveria haver outras idéias para desenvolvimento e manutenção da região que não sejam relacionadas somente ao turismo, como por exemplo, criação de indústrias, ainda que a alternativa selecionada seja o alcance do propósito do projeto através do desenvolvimento do turismo. Custos operacionais: Um estudo aprofundado sobre o custos operacionais dos produtos turísticos que ser quer desenvolver; sem estes, não se pode auferir de maneira mais precisa a viabilidade sócio-econômica do projeto (renda, postos de trabalho e desenvolvimento na região) AVALIAÇÃO DO “PROJETO DE DESENVOLVIMENTO DE PRODUTOS TURÍSTICOS COMPETITIVOS NA ROTA INTEGRADA IGUASSU- MISSIONES, ATRATIVO TURÍSTICO DO MERCOSUL”

50 Conclusão do grupo Apesar do projeto carecer de maior detalhamento e melhores estudos de impacto, a breve análise do grupo leva à conclusão de que o projeto pode ser implementado. AVALIAÇÃO DO “PROJETO DE DESENVOLVIMENTO DE PRODUTOS TURÍSTICOS COMPETITIVOS NA ROTA INTEGRADA IGUASSU- MISSIONES, ATRATIVO TURÍSTICO DO MERCOSUL”


Carregar ppt "PROPONENTE DO PROJETO Secretaria Nacional de Turismo do Paraguai OBJETO DO PROJETO Projeto de Desenvolvimento de Produtos Turísticos Competitivos na Rota."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google