A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

 OBJECTIVO Passaporte para a livre circulação dos produtos no mercado único europeu, isto é, permite a abertura dos mercados e a livre circulação de.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: " OBJECTIVO Passaporte para a livre circulação dos produtos no mercado único europeu, isto é, permite a abertura dos mercados e a livre circulação de."— Transcrição da apresentação:

1

2  OBJECTIVO Passaporte para a livre circulação dos produtos no mercado único europeu, isto é, permite a abertura dos mercados e a livre circulação de bens e serviços. ORIGEM  ORIGEM Foi introduzida pela Comissão Europeia, que estabelece as condições da sua utilização nas diferentes directivas. Directiva Comunitária dos Produtos da Construção  Directiva Comunitária dos Produtos da Construção (DPC) (DPC) Directiva 89/106/CEE, de 21 de Dezembro de 1988, alterada pela Directiva 93/68/CEE, de 22 de Julho de 1993 ÂMBITO  ÂMBITO Apenas se aplica a produtos abrangidos por uma directiva.

3  REQUISITOS DA DPC Para avaliação da conformidade das obras onde são aplicados os produtos -Resistência mecânica e durabilidade -Resistência ao fogo -Segurança na utilização -Isolamento térmico e retenção do calor -Protecção do ambiente -Higiene e Saúde COMPROVAÇÃO DA CONFORMIDADE  COMPROVAÇÃO DA CONFORMIDADE É variável consoante o risco que o produto representa face aos requisitos da DPC Pode ser emitida:  Próprio fabricante (declaração)  Organismo notificado (de certificação, de inspecção ou laboratórios)

4  O QUE É? Processo no qual, através do recurso a uma entidade certificadora acreditada para esse efeito, é emitido um certificado que atesta que determinado produto, processo ou serviço está em conformidade com os requisitos de um dado referencial. NORMAS CERTIFICAÇÃO DE PRODUTO  CERTIFICAÇÃO DE PRODUTO É específica por produtos. Assegura ao consumidor que o produto certificado está em conformidade com a(s) norma(s) europeia(s) em vigor especificada(s) no seu certificado. ÂMBITO  ÂMBITO De carácter voluntário e desde que existam normas europeias harmonizadas (publicadas em Jornal Oficial).

5  INCLUI A realização de auditorias Ensaios Inspecções Acompanhamentos durante o período de validade do certificado  VANTAGENS Opção estratégica de desenvolvimento das organizações, no sentido de evoluir, melhorar e ganhar mercados  Melhoria do prestígio e da imagem  Aumento da competitividade e entrada em novos mercados  Aumento da confiança dos trabalhadores, clientes e administração  Cultura da melhoria contínua  Redução de erros e custos  Prevenção e minimização de aspectos, perigos e acidentes

6

7 Indústria Cerâmica Construção Civil Agricultura - Gesso Hidratado Agrícola - Gesso para Enologia - Gessos para moldes de enchimento -Gessos para máquinas automáticas - Várias representações - Massas de estucar de aplicação mecânica e manual - Gessos Cola - Estuques Tradicionais - Massas para Gesso Cartonado - Várias representações de Rebocos, Complementos, Máquinas e Ferramentas Produtos abrangidos pela Directiva Comunitária dos Produtos da Construção (DPC) Directiva 89/106/CEE, de 21 de Dezembro de 1988

8 Normas Europeias Harmonizadas – M/106 “Produtos de Gesso” Ex:EN : 2008 – “Gesso e produtos com base em gesso – Parte 1: Definições e requisitos” EN 13963: 2005 – “Materiais para juntas de placas de gesso cartonado – Definições, requisitos e métodos de ensaio” EN 14496: 2005 – “Colas à base de gesso para painéis compósitos para isolamentos térmicos/acústicos e para placas de gesso cartonadas – Definições, requisitos e métodos de ensaio”  Ensaios de Tipo Iniciais – Comprovam que o produto satisfaz os requisitos da norma harmonizada respectiva. Realizam-se sempre que se inicia a produção de um novo tipo de produto

9 Controlo da Produção em Fábrica – para validar os ensaios tipo iniciais - Controlo do processo: Recepção de matérias-primas Processo de processo - Avaliação do produto final: Ensaios - Rastreabilidade: Identificação e controlo de stocks de produto Sistema de comprovação de conformidade – Sistema 4 Emissão pela SIVAL de uma Declaração de Conformidade do Produto

10

11 AgriculturaCaptação de água Cablagem SaneamentoConstrução Civil - Tubos em PVC para:  Abastecimento de água com pressão  Evacuação águas residuais e pluviais  Aspiração Central e Condutas de Ventilação  Tubo liso para roscar -Tubos em PEAD para:  Abastecimento de água com pressão  Drenagem (TPS ou TPD) - Perfis em PVC (molduras, cantoneiras, lambris e persianas) - Acessórios em PVC (comercialização) - Tubos em PVC, em PP e em PE para Saneamento sem pressão - -Tubos para protecção de cabos eléctricos e telecomunicações em PE (parede compacta e corrugada) -Tubos em PE (AD e BD) para:  Drenagem (TPS ou TPD)  Abastecimento de água com pressão (PE 80 e PE100)  Rega em PEBD -Tubos em PVC para:  Furos artesianos  Tubo liso para roscar

12 Normas Europeias Harmonizadas Ex:NP EN 13476: 2008 – “Sistemas de Tubagens em Plástico, enterrados, sem pressão, para drenagem e saneamento. Sistemas de tubagens de parede estruturada de poli(cloreto de vinilo) não plastificado (PVC-U), polipropileno (PP) e polietileno (PE)” NP EN 1329: 2002 – “Sistemas de tubagens em plástico para esgoto (temperatura baixa e elevada) no interior do edifício. Poli(cloreto de vinilo) não plastificado (PVC-U)” NP EN 12201: 2004 – “Sistemas de Tubagens em plástico para Abastecimento de Água. Polietileno (PE)”  Normas Europeias ainda não harmonizadas (marcação CE) EN (esgoto), EN (saneamento sem pressão), EN (pressão) e EN (águas quentes e frias) Ainda não saíram em jornal oficial (Junho de 2011 – Obrigatoriedade 2013)

13

14 OBRIGADA PELA VOSSA ATENÇÃO! Helena Freitas Dir. Qualidade - SIVAL 2


Carregar ppt " OBJECTIVO Passaporte para a livre circulação dos produtos no mercado único europeu, isto é, permite a abertura dos mercados e a livre circulação de."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google