A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Paulo Coscarelli Diretor de Avaliação da Conformidade, Substituto Reunião da RCSS Bahia com Associação dos Hospitais da Bahia Acidentes de Consumo: Uma.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Paulo Coscarelli Diretor de Avaliação da Conformidade, Substituto Reunião da RCSS Bahia com Associação dos Hospitais da Bahia Acidentes de Consumo: Uma."— Transcrição da apresentação:

1 Paulo Coscarelli Diretor de Avaliação da Conformidade, Substituto Reunião da RCSS Bahia com Associação dos Hospitais da Bahia Acidentes de Consumo: Uma Epidemia Global A Formação da Rede Consumo Seguro e Saúde das Américas Salvador, 20 de maio de 2014

2 Dados Relativos a Ferimentos e Mortes Provocados por Produtos de Consumo Nos EUA (Dados da CPSC): Em 2011, cerca de 193 mil acidentes não fatais envolvendo brinquedos para crianças com menos de 15 anos Apenas em 2012, cerca de 36 milhões de acidentes e 35 mil mortes Anualmente, estima-se que sejam registrados cerca de 10 milhões de atendimentos médicos associados a vítimas de acidentes envolvendo produtos de consumo Gastos da ordem de 900 bilhões de dólares com danos à propriedades, óbitos e tratamento de vítimas No Reino Unido, 1/3 das mortes de adultos e ½ das mortes de crianças com menos de 5 anos acontece dentro de casa

3 Dados Relativos a Ferimentos e Mortes Provocados por Produtos de Consumo No Reino Unido estima-se que sejam registrados, anualmente, 2,8 milhões de acidentes provocados por produtos de consumo, 4 mil mortes e sejam gastos 36 bilhões de euros com as vítimas; A OCDE estima que sejam gastos, no mundo, anualmente, mais de 1 trilhão de dólares com o tratamento de vítimas e mortes provocadas por acidentes com produtos inseguros; As crianças e os idosos são os grupos mais vulneráveis e, portanto, os mais afetados pelos produtos inseguros; A classe social também influencia na incidência dos acidentes; Segundo a Safe Kids, lesões não intencionais são a principal causa de mortalidade infantil nos EUA e, anualmente, cerca de 1 milhão de famílias perdem uma criança que é vítima desses ferimentos. A morte de uma criança traz impactos imensuráveis.

4 Dados Relativos a Ferimentos e Mortes Provocados por Produtos de Consumo Segundo a OMS, os acidentes provocados por produtos inseguros e os acidentes domésticos são as maiores causas de mortalidade e morbidade infantil no mundo; Segundo o Susy Safe Project: O sufocamento por objetos estranhos é a principal causa de mortalidade de crianças entre 0 e 3 anos; Estima-se que ocorram, anualmente, 50 mil acidentes com crianças entre 0 e 14 anos, sendo que 10% deles são fatais 70% dos acidentes ocorrem quando a criança está sob supervisão de um adulto!

5 Dados Relativos a Ferimentos e Mortes Provocados por Produtos de Consumo No Brasil, segundo o DATASUS: Os acidentes, ou lesões não-intencionais, representam a principal causa de morte de crianças de 1 a 14 anos; No total, cerca de 4,7 mil crianças morrem e 125 mil são hospitalizadas anualmente; Estimativas mostram que a cada morte, outras quatro crianças ficam com seqüelas permanentes que irão gerar, provavelmente, conseqüências emocionais, sociais e financeiras à essa família e à sociedade. De acordo com o governo brasileiro, cerca de R$ 63 milhões são gastos na rede do SUS; Estudos mostram que pelo menos 90% dessas lesões poderiam ser evitadas com atitudes de prevenção!

6 MAS O QUE É UMA LESÃO NÃO INTENCIONAL? NÃO ESTAMOS FALANDO APENAS DOS ACIDENTES DE CONSUMO!

7

8

9

10

11

12 Matéria publicada na página da Defesa do Consumidor do jornal O Globo on line, em 25/09/2013

13 O consumidor brasileiro, de um modo geral, não sabe o que é um acidente de consumo! Enquete foi ao ar no período de 7/10 e 2/12/2013

14 Conceituação Defesa do Consumidor: Um acidente de consumo ocorre quando o consumidor se acidenta usando um produto ou serviço de acordo com as informações dos fornecedor. Inmetro: Pode ser relatado no SINMAC todo evento em que um consumidor, durante a utilização de um produto ou serviço, seguindo ou não as instruções do fornecedor, é exposto a um risco não previsível à saúde ou à segurança, ou quando sofre algum tipo de acidente. Trabalhamos com os seguintes conceitos: 1) os acidentes de consumo: que seriam enquadrados no conceito extraído a partir do Código de Defesa do Consumidor; 2) os acidentes provocados por mau uso do produto pelo consumidor; 3) os acidentes domésticos; 4) os quase acidentes: eventos em que fica caracterizada a falha do produto ou o mau uso pelo consumidor, porém não que não chega a provocar um acidente e, conseqüentemente, não há uma lesão.


Carregar ppt "Paulo Coscarelli Diretor de Avaliação da Conformidade, Substituto Reunião da RCSS Bahia com Associação dos Hospitais da Bahia Acidentes de Consumo: Uma."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google