A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

AJUSTAGEM E SISTEMA DE MANUTENÇÃO Prof. Fernando.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "AJUSTAGEM E SISTEMA DE MANUTENÇÃO Prof. Fernando."— Transcrição da apresentação:

1 AJUSTAGEM E SISTEMA DE MANUTENÇÃO Prof. Fernando

2 Conteúdo do semestre 1- IDENTIFICAÇÃO Curso: TÉCNICO EM MECÂNICA Componente curricular: Ajustagem e Sistemas de Manutenção Código: ASMM3 Ano/ Semestre: 3 o semestreNº aulas semanais: 4 Total de aulas: 76Total de horas: EMENTA: Limagem, traçagem, serra, ajustagem, estampagem e aplainamento. Furação e Escareamento, tratamento térmico, rebitagem, montagem e Acabamento. Conversão de unidades. Conceitos fundamentais em manutenção mecânica. Manutenção corretiva. Manutenção preventiva. Manutenção preditiva. Manutenção de elementos de maquinas. Manutenção de motores de combustão interna. Manutenção de compressores. Manutenção de componentes hidráulicos e pneumáticos. Planejamento da manutenção. Proteção anticorrosiva. Noções gerais do petróleo. Lubrificantes. Princípios básicos de lubrificação. PLANO DA DISCIPLINA

3 3- OBJETIVOS:  Desenvolver habilidades de limagem, traçagem, serra, ajustagem, estampagem e aplainamento;  Desenvolver habilidades de furação e escareamento, tratamento térmico, rebitagem, montagem e acabamento;  Converter unidades de medida, especificar instrumentos, executar aferição de instrumentos, efetuar com exatidão os procedimentos e as técnicas de utilização de instrumentos;  Conhecer os diversos tipos de manutenção mecânica industrial;  Planejar a manutenção mecânica industrial;  Interpretar manuais e catálogos de equipamentos;  Analisar a aplicação de diversos tipos de técnicas de manutenção aplicadas à indústria;  Elaborar relatórios de manutenção;  Selecionar óleos, graxas e outros lubrificantes adequados a aplicações específicas.

4 4- CONTEUDO PROGRAMATICO:  Identificação de tipos de limas, manuseio;  Interpretação de desenho mecânico;  Medição com instrumentos;  Planejamento. Traçagem. Operação de serrar;  Ajustagem;  Estampagem;  Aplainamento;  Furação e Escareamento;  Tratamento térmico. Rebitagem e montagem;  Acabamento;  Roscagem Manual;  Conceitos fundamentais em manutenção mecânica. Manutenção corretiva;  Manutenção preventiva;  Manutenção preditiva;  Manutenção de elementos de máquinas;  Manutenção de motores de combustão interna;  Manutenção de compressores;  Manutenção de componentes hidráulicos e pneumáticos;  Planejamento da manutenção;  Proteção anticorrosiva;  Noções gerais do petróleo;  Lubrificantes. Princípios básicos de lubrificação.

5 Bibliografia básica FLOGLIATT, Flávio Sanson; RIBEIRO, José Luis Duarte. Confiabilidade e manutenção industrial. Rio de Janeiro: Elsevier, PEREIRA, Mario Jorge. Técnicas avançadas de manutenção. Rio de Janeiro: Ciência Moderna, VIANA, Herbert Ricardo Garcia. PCM: planejamento e controle da manutenção. 2. ed. Rio de Janeiro: Qualitymark, 2008SANTOS, V. A. Manual prático da manutenção industrial. São Paulo: Ed. Ícone, 1999.

6 MANUTENÇÃO Breve Histórico

7 Histórico de manutenção A manutenção, embora despercebida, sempre existiu, mesmo nas épocas mais remotas; Começou a ser conhecida com o nome de manutenção por volta do século XVI na Europa central; As primeira manutenções eram dada em relógios mecânicos que precisavam de ser aferidos de precisão;

8 Histórico de manutenção Tomou corpo ao longo da Revolução Industrial; Firmou-se, como necessidade absoluta, na Segunda Guerra Mundial;

9 Histórico de manutenção Nos últimos anos, com a intensa concorrência, os prazos de entrega dos produtos passaram a ser relevantes para todas as empresas; Com isso, surgiu a motivação para se prevenir contra as falhas de máquinas e equipamentos. Essa motivação deu origem à manutenção preventiva;

10 Histórico de manutenção Em suma, nos últimos vinte anos é que tem havido preocupação de técnicos e empresários para o desenvolvimento de técnicas específicas para melhorar o complexo sistema Homem/Máquina/Serviço.

11 Conceitos e objetivos Podemos entender manutenção como o conjunto de cuidados técnicos indispensáveis ao funcionamento regular e permanente de máquinas, equipamentos, ferramentas e instalações.

12 Esses cuidados envolvem: 1. conservação; 2. adequação; 3. restauração; 4. substituição; 5. prevenção.

13 Por exemplo, quando mantemos as engrenagens lubrificadas, estamos conservando-as. Se estivermos retificando uma mesa de desempeno, estaremos restaurando; Se estivermos trocando o plugue de um cabo elétrico, estaremos substituindo-o.

14 De modo geral, a manutenção em uma empresa tem como objetivos: Manter equipamentos e máquinas em condições de pleno funcionamento para garantir a produção normal e a qualidade dos produtos; Prevenir prováveis falhas ou quebras dos elementos das máquinas.

15 A manutenção ideal de uma máquina é a que permite alta disponibilidade para a produção durante todo o tempo em que ela estiver em serviço e a um custo adequado.

16 Serviços de rotina Os serviços de rotina constam de inspeção e verificação das condições técnicas das unidades das máquinas. A detecção e a identificação de pequenos defeitos dos elementos das máquinas, a verificação dos sistemas de lubrificação e a constatação de falhas de ajustes são exemplos dos serviços da manutenção de rotina.

17 Serviços de rotina A responsabilidade pelos serviços de rotina não é somente do pessoal da manutenção, mas também de todos os operadores de máquinas. Como técnicos em mecânica devemos salientar a todos que há, também, manutenção de emergência ou corretiva, e a preditivas;

18 Serviços Periódicos Os serviços periódicos de manutenção consistem de vários procedimentos que visam manter a máquina e equipamentos em perfeito estado de funcionamento.

19 Serviços Periódicos Esses procedimentos envolvem várias operações: monitorar as partes da máquina sujeitas a maiores desgastes; ajustar ou trocar componentes em períodos predeterminados; exame dos componentes antes do término de suas garantias; replanejar, se necessário, o programa de prevenção; testar os componentes elétricos etc.

20 Serviços Periódicos Os serviços periódicos de manutenção podem ser feitos durante paradas longas das máquinas por motivos de quebra de peças (o que deve ser evitado); Ou outras falhas, ou durante o planejamento de novo serviço ou, ainda, no horário de mudança de turnos.

21 Serviços Periódicos As paradas programadas visam à desmontagem completa da máquina para exame de suas partes e conjuntos. As partes danificadas, após exame, são recondicionadas ou substituídas. A seguir, a máquina é novamente montada e testada para assegurar a qualidade exigida em seu desempenho.

22

23 Reparos não programados também ocorrem e estão inseridos na categoria conhecida pelo nome de manutenção corretiva. Por exemplo, se uma furadeira de bancada estiver em funcionamento e a correia partir, ela deverá ser substituída de imediato para que a máquina não fique parada. O acompanhamento e o registro do estado da máquina, bem como dos reparos feitos, são fatores importantes em qualquer programa de manutenção.

24 Tipos de manutenção Há dois tipos de manutenção: a planejada e a não planejada. A manutenção planejada classifica-se em quatro categorias: preventiva, preditiva, TPM e Terotecnologia; A manutenção não planejada classifica-se em duas categorias: a corretiva e a de ocasião.

25 Manutenção planejada A manutenção preventiva consiste no conjunto de procedimentos e ações antecipadas que visam manter a máquina em funcionamento. A manutenção preditiva é um tipo de ação preventiva baseada no conhecimento das condições de cada um dos componentes das máquinas e equipamentos. Esses dados são obtidos por meio de um acompanhamento do desgaste de peças vitais de conjuntos de máquinas e de equipamentos.

26 A TPM (manutenção produtiva total) foi desenvolvida no Japão. É um modelo calcado no conceito “de minha máquina, cuido eu”. A Terotecnologia é uma técnica inglesa que determina a participação de um especialista em manutenção desde a concepção do equipamento até sua instalação e primeiras horas de produção.

27 Manutenção não planejada A manutenção corretiva tem o objetivo de localizar e reparar defeitos em equipamentos que operam em regime de trabalho contínuo. A manutenção de ocasião consiste em fazer consertos quando a máquina se encontra parada.

28 Planejamento, Programação e Controle Nas instalações industriais, as paradas para manutenção constituem uma preocupação constante para a programação da produção. Se as paradas não forem previstas, ocorrem vários problemas, tais como: atrasos no cronograma de fabricação, indisponibilidade da máquina, elevação dos custos etc.

29 Planejamento, Programação e Controle Para evitar esses problemas, as empresas introduziram, em termos administrativos, o planejamento e a programação da manutenção. No Brasil, o planejamento e a programação da manutenção foram introduzidos durante os anos 60.

30 Planejamento, Programação e Controle A função planejar significa conhecer os trabalhos, os recursos para executá-los e tomar decisões. A função programar significa determinar pessoal, dia e hora para execução dos trabalhos.

31 INDICADORES DE MANUTENÇÃO

32 Visão estratégica de manutenção

33

34 Indicadores A manutenção de um sistema ou processo pode ser feita através de parâmetros chaves, como por exemplo: Tempo: Horas de operação( motores, aviões, etc.); Distância: Quilometragem (automóveis, etc.); Consumo: Consumo especifico(motores); Capacidade: Produção; Eficiência: Potência gerada(turbinas); Quantidade: Número de peças(Sistema de produção); Outros;

35 Indicadores São ferramentas utilizadas como balizadores ou padrões dos processos ou sistemas, eles fornecem resultados significativos das condições operacionais de um equipamento para a realização de manutenção ou do desempenho do processo produtivo, podendo inclusive determinar as mudanças necessárias em um processo ou sistema, a fim de aumentar a sua confiabilidade operacional.

36

37 Indicadores- Componentes

38

39 INDICADORES- TIPOS

40

41 INDICADORES- REQUISITOS

42 INDICADORES- PARÂMETROS DE MEDIDAS

43

44 EXEMPLOS DE INDICADORES

45

46

47

48

49

50 Exercícios Exercício 1 Assinale V para as afirmações verdadeiras e F para as falsas. a) ( ) Conservação, restauração e substituição de elementos de máquinas são operações desnecessárias nos programas de manutenção das empresas. b) ( ) Garantir a produção normal e a qualidade dos produtos fabricados é um dos objetivos da manutenção efetuada pelas empresas. c) ( ) A troca de óleo é um serviço de rotina na manutenção de máquinas.

51 d) ( ) A responsabilidade pelos serviços de rotina, na manutenção de máquinas, é exclusividade dos operadores. e) ( ) O desmonte completo de uma máquina só ocorre em situações de emergência. f) ( ) A checagem de ajustes é um serviço de rotina na manutenção de máquinas. g) ( ) O registro do estado de uma máquina e dos reparos nela efetuados faz parte dos programas de manutenção das empresas.

52 Exercício 2 Responda. a) No que consiste a manutenção preventiva? b) Qual é o objetivo da manutenção corretiva? c) No que consiste a manutenção de ocasião? d) Em manutenção, o que significa planejar? e) Quando se pensa em manutenção, quais são os principais cuidados que se devem tomar?

53 Exercício 2 a) No que consiste a manutenção preventiva? R:A manutenção preventiva consiste no conjunto de procedimentos e ações antecipadas que visam manter a máquina em funcionamento. b) Qual é o objetivo da manutenção corretiva? R:Objetivo: Reparar o dano ou defeito existente no equipamento; c) No que consiste a manutenção de ocasião? R:A manutenção de ocasião consiste em fazer consertos quando a máquina se encontra parada.

54 d) Em manutenção, o que significa planejar? R: planejar significa conhecer os trabalhos, os recursos para executá-los e tomar decisões e) Quando se pensa em manutenção, quais são os principais cuidados que se devem tomar? R:Prazo e custo R:Manter equipamentos e máquinas em condições de pleno funcionamento para garantir a produção normal e a qualidade dos produtos; Prevenir prováveis falhas ou quebras dos elementos das máquinas.

55 Exercício 3 Complete as frases. a) Um bom programa de manutenção deve ter por base a organização e a b) A coleta e a tabulação de dados, seguidas de interpretação, fazem parte do

56 Exercício 3 Complete as frases. a) Um bom programa de manutenção deve ter por base a organização e a qualidade. b) A coleta e a tabulação de dados, seguidas de interpretação, fazem parte do planejamento ou metas da manutenção.

57 Exercício 4: a) O que é manutenção industrial? b) Defina o que é empresa e dois critérios de manutenção? c) Qual é conceito moderno de manutenção? d) O que é confiabilidade? e) De exemplos de indicadores e de manutenção industrial?

58 Exercício 4: a) O que é manutenção industrial? R: Planejar, consertar e implementar serviços para manter o perfeito funcionamento dos equipamentos b)Defina o que é empresa e dois critérios de manutenção? R: Empresa é um conjunto de meios técnicos, humanos e financeiros, organizados com vista à concretização de um determinado fim econômico. Substituição e restauração. c)Qual é conceito moderno de manutenção? R:Há bem pouco tempo, o conceito predominante era de que a Manutenção era a de restabelecer as condições originais dos equipamentos/sistemas. Hoje, é a de garantir a disponibilidade dos equipamentos/instalações para atender a um programa de produção com confiabilidade, segurança e custos adequados.

59 a) O que é confiabilidade? Em geral, confiabilidade é a capacidade de uma pessoa ou sistema de realizar e manter seu funcionamento em circunstâncias de rotina, bem como em circunstâncias hostis e inesperadas. a) De exemplos de indicadores e de manutenção industrial? R: Eficiência e produção. R:Preventiva. Troca de correia de uma furadeira;

60 AJUSTAGEM Introdução

61 Se partimos do pressuposto de que se haja o entendimento do fim a que se destina a fabricação de uma peça ou elementos de um conjunto (máquina), vemos que não é possível separar a metrologia, limagem, furação, desenho e matemática, etc.

62 O termo ajustagem faz parte de uma gama muito universal, visto que toda operação de desgaste (torneamento, limagem, eletroerosão, etc.) tem pôr característica três objetivos: 1) chegar a uma medida respeitando a faixa de erros (tolerância) do projeto, que esta relacionada com a funcionalidade da peça; 2) provocar uma forma de perfil, dentro ou fora de um eixo de simetria; 3) provocar na superfície, um determinado grau de rugosidade (acabamento), relacionada com a condição de trabalho que será sujeita a peça.

63 Introdução A ajustagem pode ser considerada como processos simples de usinagem, pois consiste em retirar parte de material e utilizar alguns instrumentos de medição para que se obtenha a especificação da peça;

64 Introdução As limas, formões, traçadores, réguas, esquadros, serras manuais ou mecânicas e furadeiras são as ferramentas mais comuns utilizadas na ajustagem. Existe uma variedade de tipos, cortes, formas e tamanhos de ferramentas.


Carregar ppt "AJUSTAGEM E SISTEMA DE MANUTENÇÃO Prof. Fernando."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google