A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Edinaldo de Barros Torres PREVALÊNCIA DE REFLUXO EM VEIAS SAFENAS DE INDIVÍDUOS SAUDÁVEIS POR MEIO DO ECO-DOPPLER COLORIDO. São Paulo 2004 Projeto de pesquisa.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Edinaldo de Barros Torres PREVALÊNCIA DE REFLUXO EM VEIAS SAFENAS DE INDIVÍDUOS SAUDÁVEIS POR MEIO DO ECO-DOPPLER COLORIDO. São Paulo 2004 Projeto de pesquisa."— Transcrição da apresentação:

1 Edinaldo de Barros Torres PREVALÊNCIA DE REFLUXO EM VEIAS SAFENAS DE INDIVÍDUOS SAUDÁVEIS POR MEIO DO ECO-DOPPLER COLORIDO. São Paulo 2004 Projeto de pesquisa encaminhado à Universidade Federal de São Paulo / Escola Paulista de Medicina, para obtenção de título de mestre em ciências.

2 A – Razões e objetivos 1 – Contexto Christian Johann Doppler Efeito Doppler 1990 – Hammarsten Cirurgia de varizes com preservação da veia safena magna Labropoulos Refluxo em veias superficiais = 500ms. 1 – Halacy DS Jr. They Gave Their Nomes to Science. New York: GP Putman’s Sons, 1967, pp – HammarstenJ, et. all Long safenous vein saving for varicose veins. A long term follow-up. J V Surg 1990;4: Labropoulos N, et. all., Definition of venous reflux in lower-extremity veins. J V Surg Oct;38(4):793-8.

3 A – Razões e objetivos 2.1 A prevalência de refluxo em veias safenas de indivíduos saudáveis é de 5%. 3 - Objetivo 3.1 Determinar a prevalência de refluxo em veias safenas de indivíduos saudáveis. 2 - Hipótese

4 1 - Tipo de Estudo 1.1 Estudo Transversal, descritivo de Prevalência individual. 2 - Local do Estudo 2.1 Hospital Memorial Petrolina – Serviço de Ultra- sonografia com Doppler a cores. (Hospital terciário de caráter privado na cidade de Petrolina – PE). B – Plano de trabalho e métodos

5 3 - Amostra 3.1 – Critérios de inclusão: Pacientes de ambos os sexos, sem varizes, solicitados a submeterem-se a Ecografia Vascular com Doppler a cores. B – Plano de trabalho e métodos

6 3 - Amostra 3.2 – Critérios de exclusão: Trombose venosa prévia Cirurgia prévia nos membros inferiores Malformações vasculares Menores de 18 anos Gestantes Portadores de doenças psiquiátricas B – Plano de trabalho e métodos

7 3 - Amostra 3.3 – Amostragem: Pacientes, saudáveis, recrutados através de busca ativa e solicitados a participarem de forma voluntária do estudo. B – Plano de trabalho e métodos 3.4 – Consentimento livre e esclarecido. Será respeitada a resolução 196/96 do Conselho Nacional de Saúde. De acordo com a Declaração de Helsinque – versão 2000.

8 4 - Variáveis Estudadas 4.1 Variável primária Refluxo em veia safena interna - Fluxo Retrógrado (FR) maior que 500ms ao Eco-Doppler colorido. Aparelho SD-800 Phillips. Transdutor de 5,0 e 7,5MHz. PRF entre 6.0 e 12. Ângulo de incidência do feixe de Ultrasom de 60 graus. Quantificado o refluxo em posição ortostática. Compressão distal na panturrilha. Reservado 1 hora para realização do exame. Gravação digital dinâmica em CD-RW para ser reavaliado pelo examinador secundário. Labropoulos N, at all, Definition of venous reflux in lower-extremity veins. J Vasc Surg Oct;38(4): B – Plano de trabalho e métodos

9 4.2 Variáveis secundárias Diâmetros das veias safenas internas. Medidas com a paciente em posição ortostática. Medidas em pontos padronizados do membro. 4 - Variáveis Estudadas

10 5 - Método Estatístico 5.1 Tamanho da Amostra 50 Pacientes – 100 Safenas internas - Determinado arbitrariamente por conveniência do pesquisador. B – Plano de trabalho e métodos 6.2 Análise estatística Será calculado o intervalo de confiança maior que 95%, para cada ponto estimado.

11

12


Carregar ppt "Edinaldo de Barros Torres PREVALÊNCIA DE REFLUXO EM VEIAS SAFENAS DE INDIVÍDUOS SAUDÁVEIS POR MEIO DO ECO-DOPPLER COLORIDO. São Paulo 2004 Projeto de pesquisa."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google