A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Assessoria de Comunicação Clipping Impresso Quarta-feira, 25 de abril de 2012.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Assessoria de Comunicação Clipping Impresso Quarta-feira, 25 de abril de 2012."— Transcrição da apresentação:

1 Assessoria de Comunicação Clipping Impresso Quarta-feira, 25 de abril de 2012

2 – O Estado do MA– Política– pag. 03 Reconhecimento O jornalista Décio Sá conseguiu unir a política em torno de si mesmo em sua partida. Pelo seu velório passaram deputados, prefeitos, ex-prefeitos, candidatos a prefeito, vereadores e chefes partidários das mais diferentes cores. Mostraram assim - ao contrário dos covardes assassinos - que diferenças podem conviver sem violência. Atentado Na Assembleia Legislativa foi prestado um minuto de silêncio em homenagem ao jornalista Décio Sá. Os deputados cobraram investigação ininterrupta e rápida solução para o crime que chocou o Maranhão e o Brasil. E por eles classificado de "atentado à liberdade de imprensa". Oposicionista A deputada Eliziane Gama descartou ontem qualquer possibilidade de figurar como vice de João Castelo nas eleições de São Luís. Ela corrigiu informação da coluna e disse que milita na oposição ao prefeito desde a campanha de Não há nenhuma possibilidade de estar no mesmo palanque do prefeito João Castelo - afirmou a parlamentar. E MAIS O senador José Sarney ficou chocado e indignado com a execução de Décio Sá, a quem admirava pela desenvoltura como jornalista investigativo. Os deputados Roberto Costa (PMDB), Eliziane Gama (PPS), Alexandre Almeida (PSD) estiveram no Bar Estrela do Mar, onde Décio Sá foi executado. Vários secretários de Estado, entre eles Ricardo Murad (Saúde), Rodrigo Comerciário (Relações Institucionais), também estiveram no Estrela do Mar. O secretário de Segurança, Aluísio Mendes, comandou as investigações do assassinato de Décio Sá desde a primeira hora, na Avenida Litorânea.

3 – O Estado do MA– Política– pag. 03 Deputados lamentam morte de Décio Sá e cobram solução imediata da polícia estadual O assassinato do jornalista Décio Sá marcou a sessão de ontem na Assembleia Legislativa Marco Aurélio dEça Da Editoria de Política O assassinato do jornalista Décio Sá marcou a sessão de ontem na Assembleia Legislativa. Deputados se alternaram na tribuna da Casa para lamentar a perda e classificar de covarde o crime, ocorrido na noite de segunda-feira, em um restaurante na Avenida Litorânea. O presidente da Casa, Arnaldo Melo (PMDB), distribuiu Nota de Pesar. O plenário prestou 1 minuto de silêncio em homenagem ao jornalista. No total, 16 deputados foram à tribuna para comentar a execução do jornalista. Todos eles cobraram resposta rápida ao caso e a punição dos envolvidos no crime - executores e mentores. "É um atentado à liberdade de imprensa e, acima de tudo, um crime contra toda a sociedade maranhense", ressaltou Eliziane Gama (PPS), que também é jornalista e chegou a ser contemporânea de Décio Sá na Universidade Federal do Maranhão (UFMA). Outro jornalista, Othelino Neto (PPS), lembrou que Décio Sá, com seu estilo contundente, buscava apenas dar informações à sociedade sobre os fatos cotidianos da política maranhense. "É inconcebível que ainda se tenha crimes como estes na imprensa do Maranhão", lembrou Neto. A morte de Décio Sá comoveu parlamentares de todos os partidos, sem distinção de ideologia política. Bira do Pindaré (PT) fez referência ainda ao assassinato do lavrador em Buriticupu. "Mortes como as de Décio e a de Cabeça evidenciam uma fragilidade no sistema de segurança", apontou. Todos os líderes da bancada governista também foram à tribuna para prestar homenagens a Décio Sá, solidarizarem-se com a família ou, simplesmente, lamentar a morte do jornalista. Uma comitiva representando a Casa acompanhou o velório, na Central de Velórios da Pax União, no Centro. O líder do Governo, César Pires (PSD), lembrou que muitas matérias de Décio Sá, no blog ou em O Estado, ajudaram a moldar a estrutura e o comportamento da própria Assembleia. "A contundência de seus escritos tinha forte influência sobre os poderes e capacidade para mudar os rumos da história", afirmou o líder governista. Justiça- Abalado desde a noite de segunda-feira, quando soube do assassinato por telefone, o líder do bloco "Pelo Maranhão", Carlos Alberto Milhomem, desabafou em plenário. "É inconcebível que um vagabundo qualquer mate um trabalhador honesto em plena via pública da capital. É preciso fazer justiça!", cobrou Milhomem. O líder do bloco "União Democrática", Eduardo Braide (PMN), Carlinhos Amorim (PDT), e os deputados Alexandre Almeida e André Fuuca (ambos do PSD) avaliaram Décio Sá como um símbolo da liberdade de imprensa no país. Também se pronunciaram sobre a morte do jornalista os deputados Edilázio Júnior (PV), Marcos Caldas (PRB), Jota Pinto (PR), Raimundo Cutrim (PSD), Rigo Teles (PV), Magno Bacelar (PV) e Graça paz (PDT).

4 – O Estado do MA– Política– pag. 03 Mais Projeto do deputado Jota Pinto (PR) pede a instalação de câmeras de segurança em toda a extensão da Avenida Litorânea. O parlamentar relembrou ontem sua proposição, que já foi aprovada, mas ainda não atendida pelo Governo do Estado. O também deputado Marcos Caldas (PRB) é autor de proposta que prevê a presença de policiais de bicicleta circulando por toda a orla.

5 – JORNAL PEQUENO– Política– pag. 03

6

7

8

9 – Correio de notícias– Política– pag. 03

10

11 – Correio de notícias – Polícia – pag. 08

12 – Correio de notícias – Política– pag. 03

13

14 – Extra– Política– pag. 03

15

16 – O Quarto Poder– Política– pag. 03

17 – Pequeno– Geral– pag. 10

18 – Extra– Política– pag. 03

19 – O Imparcial– Geral – pag. 06

20 – O Imparcial– Política– pag. 03

21

22 – Atos e fatos– Geral– pag. 04


Carregar ppt "Assessoria de Comunicação Clipping Impresso Quarta-feira, 25 de abril de 2012."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google