A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

O filo Arthropoda (Artrópodes) é um conjunto muito grande de animais, o maior grupo com espécies descritas. A enorme diversidade de adaptação destes animais.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "O filo Arthropoda (Artrópodes) é um conjunto muito grande de animais, o maior grupo com espécies descritas. A enorme diversidade de adaptação destes animais."— Transcrição da apresentação:

1

2 O filo Arthropoda (Artrópodes) é um conjunto muito grande de animais, o maior grupo com espécies descritas. A enorme diversidade de adaptação destes animais permite que sobrevivam em todos os habitats. São animais que, como os anelídeos, apresentam metameria (corpo segmentado), embora em aracnídeos e crustáceos haja uma tendência de diminuição desta metameria e, em ácaros e caranguejos ela não existe. Compreende o grupo dos insetos, crustáceos, aracnídeos, quilópodes e diplópodes. Apesar dos artrópodes competirem com o Homem por alimento e provocarem doenças, são essenciais para a polinização de muitas plantas e são também utilizados como alimento e para a produção de produtos como a seda, o mel e a cera. produtos

3 Características gerais A principal característica que diferencia os astrópodes dos demais invertebrados são as patas articuladas. Foi essa característica que deu o nome ao grupo, pois a expressão patas articuladas vem do grego: artro, que significa "articulação", e podos, "patas".

4 As patas articuladas permitem que o animal possa realizar vários movimentos diferentes, muitos deles bem definidos e elaborados. Além de uma locomoção muito eficiente, as patas articuladas apresentam outras vantagens para o animal, pois auxiliam na sua defesa e na captura de alimento. No dia-a-dia, é fácil observar nas formigas, por exemplo, a atividade que essas patas permitem.

5 Além das patas articuladas, outra característica importante dos artrópodes é a presença de um reforço externo: o exoesqueleto. Ele é resistente, impermeável e é constituído de sais de quitina, que é um tipo de "açúcar".

6 O exoesqueleto reveste e protege o corpo desses animais de muitos perigos externos e também evita que eles percam água. É uma importante adaptação ao ambiente terrestre.

7 Embora ofereça proteção, o exoesqueleto limita o tamanho do animal, pois não acompanha o crescimento do corpo. Quando esse exoesqueleto fica pequeno, ocorre a muda. Nesse fenômeno, o exoesqueleto antigo se desprende do corpo do animal e é trocado pelo novo, que já está formado.

8 Ambientes Os artrópodes habitam praticamente todo o tipo de ambiente: aquático e terrestre e representam os únicos invertebrados voadores. Existem representantes parasitas e simbióticos. Há registros fósseis de artrópodes desde o período Cambriano.ambienteparasitas simbióticosfósseisperíodoCambriano

9 Os Representantes Os artrópodes são subdivididos em classes de acordo com alguns critérios, como a divisão do corpo e o número de apêndices apresentados (por exemplo: número de patas, antenas etc.). Entre as classes de artrópodes, podemos citar: -Crustáceos - Aracnídeos - Quilópodes - Diplópodes - Insetos.

10 Quadro

11 Crustáceos Lagostas Camarão Craca Siri

12 Aracnídeos Aranha Carrapato Escorpião

13 Quilópodes Lacraia Centopéia

14 Diplópodes Piolho - de - cobra

15 Insetos Formiga Barata

16 A alimentação Os artrópodes dividem-se em: carnívoros, herbívoros e aqueles que comem matérias em decomposição.

17 O tipo de apêndice bucal varia de acordo com o tipo de de alimento

18 As aranhas possuem quelíceras, apêndices com os quais injetam veneno para paralisar suas presas.

19 Os mosquitos possuem um aparelho para picar e chupar o sangue. As borboletas possuem um órgão que se enrola

20 Respiração A respiração ocorre através da superfície do corpo, de brânquias, de traquéias ou de pulmões laminares. A maioria dos artrópodes terrestres tem um sistema de traquéias altamente eficiente, que entrega o oxigênio diretamente aos tecidos, permitindo uma elevada taxa metabólica. Este sistema limita igualmente o tamanho destes seres vivos. Os artrópodes aquáticos respiram principalmente por um sistema de brânquias, igualmente eficiente. brânquiaseficiente

21 Respiração Traqueal As traquéias formam um sistema de tubos aéreos, revestidos por quitina, que conduzem o ar diretamente aos tecidos do corpo. O fluxo do ar é regulado pela abertura e pelo fechamento de poros especiais situados no exoesqueleto, denominados estigmas. Existem em insetos, aracnídeos, quilópodes e diplópodes. Na respiração traqueal, o sangue não participa;todo o transporte gasoso é feito pelas traquéias.

22 Exoesqueleto O exoesqueleto apresenta um problema para o crescimento do animal, e a solução disto é ele se livrar deste exoesqueleto para que possa crescer. Este processo é chamado de muda ou ecdise. O animal se desprende do esqueleto antigo e passa a secretar um novo, enquanto cresce, e para de crescer quando a cutícula endurece.

23 Reprodução Nesse filo todos apresentam reprodução sexuada. - Os aracnídeos são dióicos e reproduzem-se por fecundação interna, e produzem ovos, de onde saem indivíduos imaturos, mas semelhantes aos progenitores; ou seja, apresentam desenvolvimento direto.dióicosreproduzem-sefecundaçãoovosimaturosprogenitores - Os crustáceos têm fecundação interna com sexos separados, que se podem distinguir como apêndices especializados, normalmente no último segmento torácico. Algumas espécies apresentam mesmo dimorfismo sexual, não só em termos do tamanho, mas também de outras características: no caranguejo do mangue Scylla serrata, uma espécie abundante da região indo- pacífica, a fêmea é maior que o macho e têm o abdomen mais largo, podendo assim incubar os ovos com maior segurança.sexosdimorfismo sexualcaranguejoindo- pacíficafêmeamachoincubarovos

24 - Os quilópodes a sua reprodução é sexuada com os sexos separados, existindo frequentemente cuidados parentais prolongados. A fecundação é interna, com o macho a transferir espermatozóide para o corpo da fêmea de uma forma muito semelhante à dos aracnídeos. Em outros casos, o espermatozóide é apenas abandonado pelo macho, de forma ser encontrado pela fêmea, que o recolhe.aracnídeos - Os diplópodes a reprodução é sexuada e os sexos são separados. O macho apresenta apêndices especializados na fecundação interna – gonopódos. A fêmea coloca os ovos num "ninho" no solo e as crias passam por 7 estádios larvares diferentes até atingirem a fase adulta(Desenvolvimento indireto)

25 - Os Insetos têm sexos separados e a sua fecundação é interna. São animais ovíparos, que podem apresentar três tipos de desenvolvimento: Direto,sem metamorfose: desenvolvido ametábolo (a = sem, metábolo = mudança). Ex.: traça-dos-livros. Do ovo eclode um jovem semelhante ao adulto. Indireto, com metamorfose gradual ou incompleta: desenvolvimento hemimetábolo (hemi = meio). Exs.: gafanhoto, barata, percevejo. Do ovo eclode uma forma chamada ninfa, que é semelhante ao adulto (ou imago), mas que não tem asas desenvolvidas. Indireto, com metamorfose completa: desenvolvimento holometábolo (holo = total). Exs: Borboletas, moscas e pulgas. Do ovo eclode uma larva, também chamada lagarta, bastante distinta do adulto. Essa larva passa por um período que se alimenta ativamente, para depois entrar em estágio denominado pupa, quando ocorre a metamorfose: a larva se transforma no adulto ou imago, que emerge completamente formado. As larvas de algumas espécies de borboleta ou de mariposas produzem um casulo que protege a pupa. Depois de adulto, o inseto holometábolo não sofre mais mudas e, portanto, não cresce mais. A fase da larva pode durar de meses até mais de um ano, e a fase adulta pode durar de uma semana á alguns meses. A duração dessas fases depende da espécie.

26 Fontes arthropoda/ podes.php 313,POR ,00.html du.C3.A7.C3.A3o

27 Gabriel D. Júlia C. Lucas B. Yuri Raul


Carregar ppt "O filo Arthropoda (Artrópodes) é um conjunto muito grande de animais, o maior grupo com espécies descritas. A enorme diversidade de adaptação destes animais."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google