A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Antiguidade Clássica Idade Média Idade Moderna Renascimento Idade Contemporânea Romantismo Realismo Actualidade.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Antiguidade Clássica Idade Média Idade Moderna Renascimento Idade Contemporânea Romantismo Realismo Actualidade."— Transcrição da apresentação:

1

2 Antiguidade Clássica Idade Média Idade Moderna Renascimento Idade Contemporânea Romantismo Realismo Actualidade

3 A civilização grega surgiu entre os mares Egeu, Jónico e Mediterrâneo, por volta de 2000 AC. Formou- se após a migração de tribos nómades de origem indo-europeia, como, por exemplo, aqueus, jónios, eólios e dórios. As pólis (cidades-estado), forma que caracteriza a vida política dos gregos, surgiram por volta do século VIII a.C. As duas pólis mais importantes da Grécia foram: Esparta e Atenas. Antiguidade Clássica

4 A Cultura e religião Foi na Grécia Antiga, na cidade de Olímpia, que surgiram os Jogos Olímpicos em homenagem aos deuses. Os gregos também desenvolveram uma rica mitologia. Até aos dias de hoje a mitologia grega é referência para estudos e livros. A filosofia também atingiu um desenvolvimento surpreendente, principalmente em Atenas, no século V ( Período Clássico da Grécia). Platão e Sócrates são os filósofos mais conhecidos deste período. Antiguidade Clássica

5 A história de Roma Antiga é fascinante em função da cultura desenvolvida e dos avanços conseguidos por esta civilização. Desenvolvendo-se a partir de uma pequena cidade, tornou-se um dos maiores impérios da antiguidade. Dos romanos, herdámos uma série de características culturais. O direito romano, até os dias de hoje está presente na cultura ocidental, assim como o latim, que deu origem às línguas portuguesa, francesa, italiana, romena e espanhola. Antiguidade Clássica

6 A Idade Média teve início na Europa com as invasões germânicas ( bárbaras ), no século V, sobre o Império Romano do Ocidente. Essa época estende-se até o século XV, com a retomada comercial e o renascimento urbano. A Idade Média caracteriza-se pela economia ruralizada, enfraquecimento comercial, supremacia da Igreja Católica, sistema de produção feudal e sociedade hierarquizada. Outra característica deste período é a visão teocêntrica do universo. Idade Média

7 Educação, artes e cultura A educação era para poucos, pois só os filhos dos nobres estudavam. Esta era marcada pela influência da Igreja, que ensinava o latim, doutrinas religiosas e tácticas de guerra. Grande parte da população medieval era analfabeta e não tinha acesso aos livros. A arte medieval também era fortemente marcada pela religiosidade da época. As pinturas retratavam passagens da Bíblia e ensinamentos religiosos. As pinturas medievais e os vitrais das igrejas eram formas de ensinar à população um pouco mais sobre a religião. Podemos dizer que, no geral, a cultura medieval foi fortemente influenciada pela religião. Na arquitetura destacou-se a construção de castelos, igrejas e catedrais. Idade Média

8 Dá-se o nome de Renascença a este ressurgimento de tudo quanto constitui o sabor da vida antiga dos Gregos e Latinos: a arte, a moral, formada de Epicurismo e de Estoicismo, e o culto da personalidade e da liberdade –RODRIGUES LAPA, Sá de Miranda, Poesias, 2.a Ed., Lisboa, 1942, pág. VI Renascimento

9 Durante os séculos XV e XVI intensificou-se, na Europa, a produção artística e científica. Esse período ficou conhecido como Renascimento ou Renascença. As características principais deste período são as seguintes : Idade Moderna Renascimento

10 - Valorização da cultura greco-romana. Para os artistas da época renascentista, os gregos e romanos possuíam uma visão completa e humana da natureza, ao contrário dos homens medievais; - As qualidades mais valorizadas no ser humano passaram a ser a inteligência, o conhecimento e o dom artístico; - Enquanto na Idade Média a vida do homem devia estar centrada em Deus ( teocentrismo ), nos séculos XV e XVI o homem passa a ser o principal personagem (antropocentrismo). - A razão e a natureza passam a ser valorizadas com grande intensidade. O homem renascentista, principalmente os cientistas, passam a utilizar métodos experimentais e de observação da natureza e universo.

11

12 Foi o historiador francês Michelet ( ) quem pela primeira vez definiu o Renascimento no plano historiográfico, passando desde então a reportar-se às centúrias da história europeia compreendidas entre os anos de 1400 e 1600.

13 Pouco tempo depois, Jacob Burckhardt ( ) publicou A Civilização do Renascimento Italiano (1860), conferindo ao vocábulo "foros de cidade" nos meios científicos. Nesta obra já clássica, o historiador suíço dá-nos uma visão algo romântica do Renascimento, mas consegue apresentá-lo como um movimento cultural que estabeleceu a transição do mundo medieval para o moderno, definindo os seus aspectos fundamentais:

14 Regresso à natureza - Substituição da concepção teocêntrica pela antropocêntrica. O homem deixa de pensar o universo em função de Deus, tornando-se senhor do seu destino, enquanto a natureza por ele contemplada surge como um ente divinizado.

15 Imitação Clássica - Retorno à cultura e civilização clássicas, o que favorece o estudo do grego e do latim, a recuperação do Direito Romano na jurisprudência, o triunfo do "dolce stile nuovo" na literatura, a preferência pelas formas arquitectónicas e decorativas greco-romanas na arte, etc.

16 Individualismo - Colocado no centro do mundo, o homem sente-se orgulhoso das suas capacidades intelectuais e tende a valorizar o espírito de iniciativa de cada indivíduo.

17 Estrutura: –Escritores de transição ou pré-clássicos Gil Vicente Bernardim Ribeiro –Escritores clássicos Sá de Miranda António Ferreira Luís de Camões Fernão Mendes Pinto

18 Primeira Fase –Escritores de transição ou pré-Clássicos Gil Vicente Bernardim Ribeiro

19 Segunda Fase Fase –Poetas Teorizadores do Classicismo Sá de Miranda António Ferreira –Poeta Clássico e Maneirista Luís de Camões –Escritores de Literatura de Viagens Fernão Mendes Pinto

20 Bibliografia em português sobre o Renascimento Jacob BURCKHARDT, A Civilização do Renascimento Italiano, Ed. Editorial Presença, col. Biblioteca de Textos Universitários, n.º 4, 2.ª ed., Lisboa, Jean DELUMEAU, A Civilização do Renascimento, Ed. Editorial Estampa, col. Imprensa Universitária, n.ºs 37 e 38, 2 vols., Lisboa Eugénio GARIN, O Renascimento. História de Uma Revolução Cultural, Ed. Telos, col. Universitas, 2ª ed.. Porto 1983.

21


Carregar ppt "Antiguidade Clássica Idade Média Idade Moderna Renascimento Idade Contemporânea Romantismo Realismo Actualidade."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google