A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

H1N1 Gripe A Plano de contingência Medidas de prevenção O que é? FONTE: Jornal Público.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "H1N1 Gripe A Plano de contingência Medidas de prevenção O que é? FONTE: Jornal Público."— Transcrição da apresentação:

1 H1N1 Gripe A Plano de contingência Medidas de prevenção O que é? FONTE: Jornal Público

2 H1N1 Gripe A O que é a gripe A?  A gripe A é uma doença infecto-contagiosa que afecta o nariz, a garganta e a árvore respiratória, provocada por um novo vírus da Gripe, o designado vírus da gripe A(H1N1).  Os primeiros casos confirmados desta doença surgiram, inicialmente, em Abril de 2009, primeiramente no México, surgindo depois casos nos Estados Unidos da América e noutros países, em vários continentes.

3 O que é o vírus da gripe A (H1N1)?  O vírus da Gripe A(H1N1) é um novo subtipo de vírus que afecta os seres humanos.  Este novo subtipo, contém genes das variantes humana, aviária e suína do vírus da Gripe, numa combinação genética nunca antes observada em todo o Mundo.  Não existe imunidade de grupo, motivo que favorece a transmissão da doença e possibilita a ocorrência de uma pandemia. H1N1 Gripe A

4 Como se transmite o vírus da gripe A?  Transmissão directa, pessoa a pessoa, através da inalação de gotículas de saliva espalhadas através da tosse ou do espirro de indivíduos doentes  Transmissão indirecta através das mãos, quando levadas à boca, ao nariz ou aos olhos, após contacto com objectos ou superfícies contaminados com gotículas de saliva ou secreções nasais de pessoas doentes com gripe  O vírus pode permanecer activo em superfícies ou objectos contaminados entre 2 a 8 horas. H1N1 Gripe A

5 Principais sintomas  Febre (em regra superior a 38.º)  Sintomas respiratórios (tosse, nariz entupido)  Dor de garganta  Possibilidade de ocorrência de outros sintomas: - Dores corporais ou musculares - Dor de cabeça - Arrepios - Fadiga - Por vezes, vómitos ou diarreia H1N1 Gripe A

6 Medidas de prevenção 1  Sempre que tossir ou espirrar, tape o nariz e a boca com um lenço de papel ou com o braço. NUNCA COM AS MÃOS! 2  Utilize os lenços de papel uma única vez, e coloque-os no caixote do lixo 3  Lave frequentemente as mãos com água e sabão, ou com Solução Anti-séptica de Base Alcoólica, para reduzir a probabilidade de transmissão da infecção. H1N1 Gripe A

7 Medidas de prevenção 4  Se não tiver as mãos lavadas, evite mexer nos olhos, no nariz e na boca 5  Se tiver sintomas de gripe, evite cumprimentar com abraços, beijos ou apertos de mão 6  Se tiver sintomas de gripe, guarde uma distância de pelo menos, um metro, quando falar com outras pessoas H1N1 Gripe A

8 7  Se tiver sintomas de gripe fique em casa e não venha para a escola, para evitar a propagação da infecção 8  Se tiver sintomas de gripe, ligue para a LINHA SAÚDE Medidas de prevenção H1N1 Gripe A

9 Lavagem das mãos H1N1 Gripe A

10 Plano de contingência Objectivos  Definir as responsabilidades na preparação, activação, coordenação e implementação do Plano de Contingência.  Minimizar o impacto da pandemia na comunidade escolar.  Promover medidas de prevenção e educação da população escolar de forma a minimizar a propagação do vírus e respectivos efeitos.  Estabelecer as medidas e procedimentos para manter as actividades/serviços essenciais em funcionamento.  Estimar as necessidades dos cuidados a serem prestados e recursos necessários, no caso de uma pandemia.  Assegurar uma resposta coordenada com as outras instituições, nomeadamente as de saúde, envolvidas na resposta à pandemia. H1N1 Gripe A

11 Coordenadora e equipa operativa Plano de contingência  Coordenadora: Sub-Directora da Escola Secundária da Maia, Maria José Varanda.  Equipa Operativa:  Comissão da Saúde: dois professores  Comissão de Pais / Encarregados de Educação: dois representantes  Comissão Pessoal não Docente: um assistente administrativo e um assistente operacional H1N1 Gripe A

12 Medidas de prevenção e controlo - Preparação Plano de contingência  Reforço dos produtos de limpeza (sabão, papel e desinfectante para as mãos)  Aquisição de máscaras, termómetros  Aquisição de caixotes de lixo tapados com pedal  Reforço da aquisição de sacos para lixo  Aquisição de dispensadores automáticos de SABA  Afixar os seguintes cartazes e distribuir desdobráveis: - “Como se pode proteger a si e aos outros” — Locais estratégicos do estabelecimento. - “Como Lavar as mãos” — afixação junto dos lavabos e casas de banho, sala de professores, biblioteca e bar. - “Gripe A (H1N1) Dois gestos de protecção!” - Locais estratégicos do estabelecimento  Disponibilização de informação no portal da escola e envio da mesma por  Instalação de suportes em todos os blocos da Escola, para colocação de soluções de limpeza das mãos à base de álcool H1N1 Gripe A

13 Plano de contingência  Nas casas de banho, serão instalados dispensadores de toalhetes de papel e sabonete líquido.  Elaboração de um documento de monitorização da manutenção, limpeza e desinfecção das instalações do Estabelecimento de Ensino.  Criação de uma sala de isolamento para pessoas com sintomas da doença. A sala deverá estar equipada com: - Lenços descartáveis; - Álcool para desinfecção; - Mascaras descartáveis; - Baldes de lixo com saco plástico com tampa de accionamento não manual; - Termómetros digitais. H1N1 Gripe A

14 Medidas de prevenção e controlo - Protecção Plano de contingência  Reforço da limpeza geral do espaço escolar.  Reforço da limpeza das instalações sanitárias.  A limpeza dos balneários do pavilhão desportivo será realizada nos intervalos grandes e no período de almoço pelos assistentes operacionais responsáveis por esse espaço.  Reforço da limpeza das salas de aula nos intervalos entre turnos  Arejamento das salas de aula durante os intervalos (O professor será a pessoa responsável por deixar as janelas abertas durante os intervalos). H1N1 Gripe A

15 Medidas de prevenção e controlo – Situação de crise Plano de contingência  Os alunos que apresentem sintomas de gripe (febre alta e outro) serão encaminhadas para a sala de isolamento.  Quando em sala de aula, o professor solicita um funcionário do bloco para acompanhar o aluno à sala de isolamento  O aluno é confiado ao funcionário responsável pela sala de isolamento  MEDIDAS A ADOPTAR NA SALA DE ISOLAMENTO: 1. Colocar uma máscara ao suspeito de infecção. 2. Verificar a temperatura corporal. 3. Contactar o Coordenador da Equipa Operativa. 4. Contactar a Linha de Saúde 24 e seguir as orientações emanadas. 5. Contactar o Encarregado de Educação.  A sala de isolamento será utilizada apenas para este fim. Será limpa e arejada regularmente e após cada utilização. H1N1 Gripe A

16  Os Directores de Turma deverão: - Informar os alunos do Plano de Contingência. - Apresentar o PowerPoint sobre a gripe A aos alunos e aos Encarregados de Educação. - Averiguar, durante a primeira semana de aulas, o número de alunos que tem possibilidade de aceder à internet a partir de casa. - Proceder à listagem dos contactos actualizados dos Encarregados de Educação. - Proceder à listagem de alunos que frequentam ATLs e Salas de Estudo - Fazer o levantamento dos alunos com problemas de saúde. Plano de contingência H1N1 Gripe A


Carregar ppt "H1N1 Gripe A Plano de contingência Medidas de prevenção O que é? FONTE: Jornal Público."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google