A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Sistema Tegumentar: epiderme, derme, tecido conjuntivo e anexos da pele; M.Sc. Prof.ª Viviane Marques Fonoaudióloga, Neurofisiologista e Mestre em Fonoaudiologia.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Sistema Tegumentar: epiderme, derme, tecido conjuntivo e anexos da pele; M.Sc. Prof.ª Viviane Marques Fonoaudióloga, Neurofisiologista e Mestre em Fonoaudiologia."— Transcrição da apresentação:

1 Sistema Tegumentar: epiderme, derme, tecido conjuntivo e anexos da pele; M.Sc. Prof.ª Viviane Marques Fonoaudióloga, Neurofisiologista e Mestre em Fonoaudiologia Coordenadora da Pós-graduação em Fonoaudiologia Hospitalar Chefe da Equipe de Fonoaudiologia do Hospital Espanhol Tutora da Residência de Fonoaudiologia do Hospital Universitário Gafreé Guinle Chefe da Empresa de FONOVIM Fonoaudiologia Neurológica LTDA Presidente do Projeto Terceira Idade Saudável

2 O tegumento ou pele cobre a superfície do corpo protegendo-o das influências ambientais danosas. Como a pele é facilmente acessível, ela é importante nos exames físicos.

3 Funções principais da pele: - Proteção do corpo contra o meio ambiente, abrasões, perda de líquido, substâncias nocivas e microorganismos invasores. - Regulação do calor através das glândulas sudoríparas e vasos sanguíneos. - Sensibilidade por meio dos nervos superficiais e suas terminações sensitivas..

4 A pele é composta de:

5 A epiderme, ou cutícula, não é vascularizada, consiste de epitélio estratificado, amolda-se perfeitamente sobre a camada papilar da derme, e varia de espessura em diferentes partes. Em alguns lugares como na palma da mão e planta dos pés, ela é espessa, dura e de textura córnea. O epitélio estratificado da epiderme compõe-se de várias camadas denominadas de acordo com diversas categorias, tais como o aspecto das células, textura, composição e posição. A camada de epiderme se renova a cada seis semanas.

6 A derme, cório, cútis verdadeira ou pele verdadeira é rija, flexível e elástica. É mais espessa na superfície dorsal do corpo que na ventral e na parte lateral mais que na medial dos membros. Nas pálpebras, escroto e pênis é excessivamente fina e delicada.

7 O tecido conjuntivo ou tecido conectivo é amplamente distribuído pelo nosso corpo. A principal função do tecido conjuntivo é o preenchimento dos espaços intercelulares do corpo e fazer a ligação de órgãos e de tecidos diversos e entre outros, como, preenchimento, sustentação, transporte e defesa. A pele consiste em um tecido conjuntivo com quantidade variável de fibras elásticas e numerosos nervos, vasos sanguíneos e linfáticos. O tecido conjuntivo se dispõe em duas camadas: uma profunda ou reticular e a outra superficial ou papilar.

8 Nas camadas mais profundas da camada reticular encontram-se glândulas sudoríparas, sebáceas, folículos do pêlo e pequenos acúmulos de células. A camada superficial ou papilar consiste em numerosas eminências vasculares altamente sensitivas, as papilas. As papilas são pequenas eminências cônicas de extremidades arredondadas ou dilatadas.

9 Morfologicamente, o tecido conjuntivo apresenta grande quantidade de material extracelular (matriz), constituído por uma parte não estrutural, denominada de substância estrutural amorfa (SFA), e por outra porção fibrosa. Substância Amorfa: formada principalmente por água, polissacarídeos e proteínas. Pode assumir consistência rígida, como, por exemplo, no tecido ósseo; e mais líquida, como é o caso do plasma sanguíneo. Fibras: de natureza protéica, distribuem-se conforme o tecido, destacando-se: Colágeno → fibras mais frequentes do tecido conjuntivo, formada pela proteína colágeno de alta resistência (coloração esbranquiçada); Elásticas → fibras formadas fundamentalmente pela proteína elastina, possuindo considerável elasticidade (coloração amarelada); Reticulares → fibras com reduzida espessura, formada pela proteína chamada reticulina, análoga ao colágeno.

10 Os tecidos conjuntivos são divididos em: 1 Tecido conjuntivo propriamente dito – É o tecido conjuntivo que faz a estruturação e o suporte. Pode ser do tipo frouxo ou denso. O frouxo suporta estruturas que estão sujeitas a pequenos atritos e pressão, sendo encontrado preenchendo espaços entre células, suportando células epiteliais e em torno dos vasos sanguíneos e nas membranas serosas. O denso tem a mesma composição que o frouxo, porém possui menor quantidade de células e abundantes fibras colágenas, oferecendo assim resistência e proteção ao tecido. Ele é também menos flexível e mais resistente à tensão. O tecido conjuntivo frouxo preenche espaços não-ocupados por outros tecidos, apóia e nutre células epiteliais, envolve nervos, músculos e vasos sanguíneos linfáticos. Além disso, faz parte da estrutura de muitos órgãos e desempenha importante papel em processos de cicatrização.O tecido conjuntivo frouxo contém dois principais de células: fibroblastos e macrófagos. Os fibroblastos São eles que fabricam e secretam as proteínas que constituem as fibras e a substância amorfa. Os macrófagos Sua função é limpar o tecido, fagocitando agentes infecciosos que penetram no corpo, e também, restos de células mortas, além de alertar o sistema de defesa do organismo.

11 2 Tecido Adiposo – Constituído por células adiposas, chamadas adipócitos. Ele é o maior depósito corporal de energia, armazenada em forma de lipídios (a gordura). Ele também serve para modelar a superfície do corpo, sendo responsável pelas diferenças da silhueta masculina e feminina. Ele também forma coxins sobre a pele, oferecendo importante proteção contra choques mecânicos, por exemplo, na planta dos pés, na palma das mãos e nas nádegas. E como a gordura não é bom condutor de calor, o tecido adiposo constitui ainda um isolante térmico para o corpo.

12 3 Tecido Cartilaginoso – Possui consistência rígida, oferecendo suporte para os tecidos moles. Reveste também as superfícies articulares, absorvendo choques e facilitando o deslizamento dos ossos nas articulações. Ele é também o principal constituinte dos ossos no feto e no recém-nascido, diferenciando-se em tecido ósseo e promovendo o crescimento da criança. 4 Tecido Ósseo – Forma os ossos, o principal constituinte do esqueleto. Dá suporte ao corpo e protege órgãos vitais, como o cérebro na caixa craniana e os pulmões e o coração dentro da caixa torácica. Serve de apoio aos músculos esqueléticos, proporcionando movimentos úteis aos membros. Ele também protege e aloja a medula óssea, formadora das células sanguíneas. Serve ainda de depósito de cálcio, fosfato e outros íons, possibilitando regular a liberação destes no sangue quando necessário.

13 Anexos da Pele Os anexos da pele são as unhas, os pêlos e as glândulas sudoríparas e sebáceas com seus respectivos ductos.

14

15 Os pelos são encontrados em quase toda superfície do corpo. Variam muito em comprimento, espessura e cor nas diferentes partes do corpo e nas várias raças humanas. Um pêlo consiste em raiz (a parte implantada na pele) e haste (a porção que se projeta da superfície). A raiz do pêlo termina no bulbo do pêlo que é mais esbranquiçado e de textura mais mole do que a haste e está alojado em um canalículo da epiderme que o envolve, chamado folículo do pêlo.

16 Glândulas Sudoríparas são encontradas em quase toda a parte da pele. Consistem de um simples tubo cuja a parte profunda constitui uma bolsa esférica ou oval chamada corpo da glândula, enquanto a porção superior ou ducto atravessa a derme e a epiderme, abrindo-se na superfície da pele por uma abertura afunilada. Nas camadas superficiais da derme o ducto é retilíneo, mas nas camadas profundas o ducto é enrolado ou mesmo retorcido. São muito abundantes na palma das mãos e planta dos pés.

17 Glândulas Sebáceas: são órgãos glandulares pequenos alojados na derme, encontradas em muitas partes da pele, mas em abundância no couro cabeludo e na face.

18 Receptores Sensitivos encontrados na Pele Terminações Nervosas Livres: são encontradas em todos os tecidos conjuntivos. São sensíveis aos estímulos mecânicos, térmicos e especialmente aos dolorosos. São subdivididos em: mecanoceptores, termoceptores e nociceptores. A atividade de fibras nervosas sensitivas isoladas é ativada somente por certos tipos de estímulos aplicados à área da pele que ela inerva, o que mostra o seu alto grau de especificidade, tornando difícil uma correlação estreita entre morfologia e função.

19 RECEPTORES DE SUPERFÍCIESENSAÇÃO PERCEBIDA Receptores de RuffiniCalor Discos de MerkelTato e pressão Receptores de Vater-PaciniPressão Receptores de MeissnerTato Terminações nervosas livresPrincipalmente dor

20 COM O INÍCIO DESTE CURSO NOVOS HORIZONTES SE ABREM... APROVEITEM! BOM ESTUDO!


Carregar ppt "Sistema Tegumentar: epiderme, derme, tecido conjuntivo e anexos da pele; M.Sc. Prof.ª Viviane Marques Fonoaudióloga, Neurofisiologista e Mestre em Fonoaudiologia."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google