A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Uma História de emoção. O Que Somos? - Sente - Pensa - Age.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Uma História de emoção. O Que Somos? - Sente - Pensa - Age."— Transcrição da apresentação:

1 Uma História de emoção

2 O Que Somos? - Sente - Pensa - Age

3 Exemplo ÓrgãosElementosEmoções CoraçãoFogoAlegria FígadoMadeiraMelancolia BaçoTerraApreensão PulmãoMetalTristeza RinsÁguaMedo

4 As Almas de Platão Coração, sede dos sentimentos Próximo ao fígado, sede dos desejos o intelecto

5 As Faculdades da Alma em Aristóteles As faculdades da alma: vegetativa, sensitiva e a intelectual Sede da “alma”, das emoções e do intelecto “Radiador” Corporal

6 TEMPERAMENTO Colérico Melancólico Flegmático Sanguíneo ELEMENTOS Fogo Terra Água Ar HUMORES Bile Amarela Bile Negra Flegma Sangue Galeno (séc II d.C.) e A Teoria dos Temperamentos O comportamento das pessoas a partir do equilíbrio e harmonia dos humores constituintes do ser humano

7 As Faculdades da Alma Os espíritos vitais, coração: associados às emoções Os espíritos naturais, fígado: regulam funções vegetativas Os espíritos animais, cérebro: percepção, cognição e memória

8 “As Paixões da Alma” (1649) René Descartes (1596 – 1650) Seis “paixões” básicas: admiração, amor, ódio, desejo, alegria, tristeza Causados pelas ações dos “espíritos animais” no cérebro Cérebro como centro de controle da expressão das emoções

9

10

11 As Expressões Faciais Sir Charles Bell (1806) As expressões faciais são limitadas por um conjunto de relações existentes entre os músculos da face Criados com certos músculos para podermos expressar os sentimentos Duchenne de Boulogne (1850): estimulação nervosa Um músculo facial específico para cada emoção

12 A Expressão das Emoções no Homem e nos Animais (1872) Charles Darwin ( ) Homologia das expressões emocionais entre os homens e os animais Alta similaridade na expressão das emoções As emoções básicas, como medo, raiva, surpresa e tristeza acompanham indivíduos de diferentes culturas e sociedades.

13 Duas Grandes Contribuições: 1.As emoções básicas, como medo, raiva, surpresa e tristeza acompanham indivíduos de diferentes culturas e sociedades: são inatas 2.Homologia das expressões emocionais entre os homens e os animais: Alta similaridade na expressão das emoções

14

15 Princípio dos Hábitos Associados Úteis Ações, de início voluntárias e executadas com uma finalidade precisa, se tornaram, pela repetição ao longo das gerações, habituais e hereditárias. Sinalizam as emoções para outros

16

17 Princípio da Antítese Dois estados emocionais opostos se manifestam de forma oposta.

18

19 Princípio das Ações devidas à Constituição do Sistema Nervoso Os estados emocionais necessitam de ajustes fisiológicos. Tais ajustes são preparatórios para o desenvolvimento eficaz de determinada ação. A maioria destes ajustes envolve o sistema nervoso autônomo e o sistema nervoso endócrino, que são controlados pelo sistema nervoso simpático.

20 O Medo “O medo é frequentemente precedido pelo espanto, e se assemelha tanto a este, que ambos despertam instintivamente os sentidos da visão e da audição [...] os olhos e a boca ficam totalmente abertos e as sobrancelhas se levantam. O homem amedrontado, a princípio, fica como uma estátua, imóvel e sem respirar, ou instintivamente abaixa-se, para escapar à observação. O coração bate rápida e violentamente, de modo que palpita ou bate contra as costelas; mas é bastante duvidoso se ele trabalha mais eficientemente do que o habitual para enviar maior quantidade de sangue a todas as partes do corpo, uma vez que a pele torna-se instantaneamente pálida, como durante uma vertigem incipiente. Entretanto, esta palidez da superfície do corpo é provavelmente devida, em grande parte, ou exclusivamente, ao fato de o centro vasomotor ser afetado de modo a causar a contração das arteríolas da pele. A maneira como a pele é influenciada pela sensação de medo intenso se reflete na forma impressionante e inexplicável com que a transpiração imediatamente brota dela. [...] a seguir as glândulas sudoríparas são convenientemente excitadas para a ação e a superfície torna-se aquecida, os pelos da pele ficam eretos e os músculos superficiais tremem; juntamente com a ação alterada do coração a respiração se acelera. As glândulas salivares funcionam irregularmente; a boca torna-se seca, abre e fecha com freqüência. [...] Um dos sintomas mais marcantes é o tremor de todos os músculos do corpo, sendo este frequentemente visto primeiro nos lábios. Por este motivo, e pela secura da boca, a voz torna-se rouca ou indistinta, ou pode falhar completamente...”

21

22


Carregar ppt "Uma História de emoção. O Que Somos? - Sente - Pensa - Age."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google