A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Estudo dos EVANGELHOS SINÓTICOS CENTRO LOYOLA espiritualidade, fé e cultura Prof. CARLOS CUNHA 2° sem. 2013.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Estudo dos EVANGELHOS SINÓTICOS CENTRO LOYOLA espiritualidade, fé e cultura Prof. CARLOS CUNHA 2° sem. 2013."— Transcrição da apresentação:

1 Estudo dos EVANGELHOS SINÓTICOS CENTRO LOYOLA espiritualidade, fé e cultura Prof. CARLOS CUNHA 2° sem. 2013

2 Estudo dos EVANGELHOS SINÓTICOS INTRODUÇÃO Perguntas TEOLÓGICAS Perguntas PASTORAIS Perguntas EXISTÊNCIAIS

3 Estudo dos EVANGELHOS SINÓTICOS Questões de INTERPRETAÇÃO Espanto Interesse Análise O que é? (essência) Por quê? (causa) Para quê? (finalidade)

4 Estudo dos EVANGELHOS SINÓTICOS Questões de INTERPRETAÇÃO A metáfora e a Bíblia 1. A Bíblia é um multiverso narrativo; 2. A Bíblia é Escritura; 3. Texto é tecido; 4. A Bíblia é um livro em TENSÃO. _ _ _ _ _ significado significantesigno

5 Estudo dos EVANGELHOS SINÓTICOS Questões de INTERPRETAÇÃO A Bíblia é um livro em TENSÃO. Relevância EternaParticularidade Histórica “A Bíblia é a Palavra de Deus, mas não a estrutura linguística que a sustenta” Emil Brunner

6 Estudo dos EVANGELHOS SINÓTICOS Questões de INTERPRETAÇÃO HERMENÊUTICA Já é um texto interpretado Seu uso nos textos bíblicos ex. Ne 8,8; At 8,29-31 Seu uso no decorrer da história EXEGESE 1. Passado 2. “Lá e então” 3. Autor(es) 4. Histórico-crítico 5. Sitz im leben 6. Diacrônico INTERPRETAÇÃO 1. Presente 2. “Aqui e agora” 3. Leitor(es) 4. Estruturalista 5. Sitz im leben 6. Sincrônico

7 Estudo dos EVANGELHOS SINÓTICOS Questões de INTERPRETAÇÃO OralidadeNarratividadeTraduçãoAplicação DISTANCIAMENTOS LinguísticoCulturalEspacialTemporalFilosóficoTeológico

8 Estudo dos EVANGELHOS SINÓTICOS Questões de INTERPRETAÇÃO PERIGOS Autor (historicismo) Leitor (subjetividade) Texto (letrismo)

9 Estudo dos EVANGELHOS SINÓTICOS Questões de INTERPRETAÇÃO Aplicação aos Evangelhos Sinóticos 1.Os evangelhos foram escritos décadas posteriores à morte de Jesus, antes do final do século I; 2.Período de mais ou menos 30 anos entre a morte de Jesus e as primeiras escritas dos evangelhos; 3.É fruto da releitura pós-pascal da comunidade; 4.Antes de ser escrito, era objeto de pregação (querigma); 5.São livros da comunidade, expressão de sua vida e de sua fé;

10 Estudo dos EVANGELHOS SINÓTICOS Questões de INTERPRETAÇÃO Aplicação aos Evangelhos Sinóticos 6.Os autores escreveram os 4 evangelhos selecionando algumas entre as tradições orais e escritas já existentes; fizeram uma síntese; 7.Lc 1,1-4 – 3 fontes: “acontecimentos que se passaram entre nós”, “testemunhas oculares e ministros da palavra”, “narração bem ordenada”; 8.Os evangelhos não se reduzem a única primeira redação de único autor, mas sofreram diversas modificações ao longo da redação por força das tradições vivas que circulavam e das adaptações dos redatores para as respectivas comunidades a que se dirigiam;

11 Estudo dos EVANGELHOS SINÓTICOS Questões de INTERPRETAÇÃO Aplicação aos Evangelhos Sinóticos 9.À medida que as comunidades iam lendo e pregando tais tradições, impingiam modificações conforme seu contexto existencial, refundindo os textos; 10.A exegese esforça-se para fazer esse percurso de volta; 11.O objetivo dos sinóticos é despertar a fé no ouvinte – o texto lê o leitor.

12 Estudo dos EVANGELHOS SINÓTICOS QUESTÃO SINÓTICA A Teoria das duas Fontes Os ditos presentes em Q Quelle (fonte) compreendem todo o material narrativo comum em Mt e Lc e ausente em Mc: estendem-se por versículos.

13 Estudo dos EVANGELHOS SINÓTICOS Questões de INTERPRETAÇÃO Questões de NATUREZA Questões de FORMAÇÃO Questões de ANÁLISE

14 Estudo dos EVANGELHOS SINÓTICOS ORIGEM, NATUREZA E FINALIDADE Sobre o “evangelho”... 1.Transcrição do termo grego “euangelion” (“eu” + “angello”) 2.Implica em um valor positivo 3.“Boa-nova” exclui neutralidades – é uma opção de fé 4.Resultado de um caldo cultural 5.Autores profanos/Grego clássico/Grego helenístico/Império Romano/Jesus e seus discípulos/Ambiente do 2ºT/Patrística

15 Estudo dos EVANGELHOS SINÓTICOS ORIGEM, NATUREZA E FINALIDADE Sobre o “sinótico”... 1.J.J. Griesbach – Synopsis evangeliorum (1776) 2.“syn” (“junto”) + “opsis” (“ver”) 3.A era da “Crítica Evangélica” <> Leitura acrítica 4.Sinopse evangélica versus Harmonia evangélica 5.Contribuição para a Questão Sinótica

16 Estudo dos EVANGELHOS SINÓTICOS ORIGEM, NATUREZA E FINALIDADE Como explicar a notável e complexa teia de concordâncias e discordâncias em Mateus, Marcos e Lucas?

17 Estudo dos EVANGELHOS SINÓTICOS

18 ORIGEM, NATUREZA E FINALIDADE Como explicar essa dependência mútua?

19 Estudo dos EVANGELHOS SINÓTICOS ORIGEM, NATUREZA E FINALIDADE Sobre gêneros literários... 1.Gênero literário único e novo 2.Estilo parecido com a midraxe hagadá (aggadah) 3.Nem história, nem memórias – querigmas, testemunho de fé 4.Interesse dominante = suscitar a fé 5.Substrato para pregação, catequese e apologética 6.Textos populares

20 Estudo dos EVANGELHOS SINÓTICOS ORIGEM, NATUREZA E FINALIDADE Sobre gêneros literários... 7.Distância entre Jesus e os evangelhos 8.Não são uma única redação de único autor 9.Grande gênero literário e dentro dele há outros gêneros 10.O grau de historicidade do que se relata e sua evolução


Carregar ppt "Estudo dos EVANGELHOS SINÓTICOS CENTRO LOYOLA espiritualidade, fé e cultura Prof. CARLOS CUNHA 2° sem. 2013."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google