A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

B L O C O S E C O N Ô M I C O S Define-se bloco econômico como o agrupamento de países que possuem relações econômicas privilegiadas entre si e que buscam.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "B L O C O S E C O N Ô M I C O S Define-se bloco econômico como o agrupamento de países que possuem relações econômicas privilegiadas entre si e que buscam."— Transcrição da apresentação:

1

2 B L O C O S E C O N Ô M I C O S Define-se bloco econômico como o agrupamento de países que possuem relações econômicas privilegiadas entre si e que buscam uma soberania comum, ou seja, a partir de concessões da soberania individual em prol do bem comum. São exemplos de blocos econômicos: Zonas de preferências tarifárias; Zonas de livre comércio; Uniões aduaneiras; Mercados comuns; Uniões econômicas e monetárias.

3 ZONA DE PREFERÊNCIA TARIFÁRIA : Garante níveis tarifários preferenciais para os países que a ela aderem. Ex. ALADI. ZONA DE LIVRE COMÉRCIO : Ocorre quando os países integrantes reduzem ou eliminam barreiras alfandegárias, tarifárias e não- tarifárias sobre, NO MÍNIMO, 80% das mercadorias por eles comercializadas. Ex. NAFTA. UNIÃO ADUANEIRA : Passo em que, além da abertura do mercado às nações integrantes da ZLC, travam acordos comerciais com nações externas. Adota-se a TEC, Tarifa Externa Comum, que é aplicada a países não-integrantes do bloco. Ex. MERCOSUL (em fase de transição para Mercado Comum). MERCADO COMUM : Avançado estágio de integração econômica, onde se garante a livre movimentação de pessoas, bens, serviços e capitais. Coordenação conjunta de políticas macroeconômicas. Ex. MERCOSUL. UNIÃO ECONÔMICA E MONETÁRIA : Estágio pleno de integração. Moeda única e decisões políticas unas. Política monetária unificada, com um banco central para todo o bloco. Ex. UNIÃO EUROPÉIA.

4 P R I N C I P A I S B L O C O S E C O N Ô M I C O S MERCOSUL NAFTA UNIÃO EUROPÉIA COOPERAÇÃO ECONÔMICA PARA A ÁSIA E O PACÍFICO

5 Séc. XVI: Comércio ilegal entre a província da Buenos Aires e o Brasil. Séc. XIX: Independência das Américas espanhola e portuguesa; Independência do Uruguai, coma Guerra Cisplatina; Revolução Farroupilha; Guerra do Paraguai. Séc. XX (1ª metade) : 1941 Tentativa de união aduaneira entre Brasil e Argentina. Não concretizada em função de diferenças diplomáticas com relação aos países do Eixo. Séc. XX (2ª metade): década de 60: criação da ALALC: Associação Latino –Americana de Livre Comércio. década de 80: criação da ALADI: Associação Latino-Americana de Desenvolvimento e Integração. MERCADO COMUM DO SUL/MERCADO COMÚN DEL SUR ÑEMBY ÑEMUHA Origens e Problemas de Integração

6 Processo de Integração do Cone Sul 1985: Declaração de Iguaçu (Sarney/Alfonsín). Crise da dívida externa; Pouco crédito no exterior; Necessidade de investimentos. 1986: Argentina e Brasil iniciam entendimentos para um acordo de preferências. 1988: Tratado de Integração, Cooperação e Desenvolvimento, entre Brasil e Argentina, visando o estabelecimento de um mercado comum aberto.

7 1990: Ata de Buenos Aires (Collor/Menem), de integração econômica. 26/03/1991: Tratado de Assunção. Brasil, Argentina, Paraguai e Uruguai formam o MERCOSUL. 1994: Protocolo de Ouro Preto, estabelecendo o reconhecimento jurídico e internacional do MERCOSUL. Países membros do MERCOSUL: Brasil / Argentina / Paraguai / Uruguai País em estado de adesão: Venezuela Países Associados: Bolívia / Chile / Colômbia / Equador / Peru Países Observadores: México e Nova Zelândia

8 Características do MERCOSUL BLOCOÁREA (km²) POP ULAÇÃO (hab) PIB (milhões de US$) MERCOSUL AMPLIADO NAFTA UNIÃO EUROPÉIA

9 MERCOSUL – PAÍSES-MEMBROS* PAÍSÁREA(km²) POPULAÇÃO (hab) PIB (US$ milhões) BRASIL ,471 ARGENTINA ,456 PARAGUAI ,020 URUGUAI ,042 VENEZUELA* ,306

10


Carregar ppt "B L O C O S E C O N Ô M I C O S Define-se bloco econômico como o agrupamento de países que possuem relações econômicas privilegiadas entre si e que buscam."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google