A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

O futuro da Saúde no Brasil ! Tiago A. Coelho de Souza

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "O futuro da Saúde no Brasil ! Tiago A. Coelho de Souza"— Transcrição da apresentação:

1 O futuro da Saúde no Brasil ! Tiago A. Coelho de Souza

2 ?? ? Pré Colônia Corte no Brasil República Velha Império Era Vargas República Populista Governos Militares Nova República CFPSFMais Médicos ? Flexner Para vislumbrar o futuro, precisamos entender nosso passado e refletir acerca do presente! Sanitário Campanhista -- Assistencial Privatista -- Atenção à Saúde Famíliar

3 Árvore Problema DESIGUALDADES E INIQUIDADES EM SAÚDE Questão Central Problemas Causas DESARTICULAÇÃO, DESPROPORÇÃO E DUPLICIDADE PÚBLICO E SUPLEMENTAR DESARTICULAÇÃO, DESPROPORÇÃO E DUPLICIDADE PÚBLICO E SUPLEMENTAR BAIXO DESEMPENHO DO SISTEMA PÚBLICO DE SAÚDE BAIXO DESEMPENHO DO SISTEMA PÚBLICO DE SAÚDE HERANÇA BIOLOGICISTA, INDIVÍDUO, ESPECIALIDADES, HOSPITAL HERANÇA BIOLOGICISTA, INDIVÍDUO, ESPECIALIDADES, HOSPITAL CARÊNCIA QUANTITATIVA E QUALITATIVA DE PROFISSIONAIS Infraestrutura Recursos Humanos Modelo de Gestão INSUFICIÊNCIA DAS UNIDADES DE SAÚDE E CONDIÇÕES PRECÁRIAS DE ATENDIMENTO INSUFICIÊNCIA DAS UNIDADES DE SAÚDE E CONDIÇÕES PRECÁRIAS DE ATENDIMENTO PLANEJAMENTO, MONITORAMENTO, AVALIAÇÃO E INOVAÇÃO DEFICIENTES PLANEJAMENTO, MONITORAMENTO, AVALIAÇÃO E INOVAÇÃO DEFICIENTES Modelo de Atenção POUCA ÊNFASE NA PROMOÇÃO DA SAÚDE BAIXA COBERTURA E ACESSO NA ATENÇÃO BÁSICA MÁ GESTÃO DAS UNIDADES DE ATENDIMENTO BAIXO DESEMPENHO DO SISTEMA PRIVADO DE SAÚDE BAIXO DESEMPENHO DO SISTEMA PRIVADO DE SAÚDE desarticulação CARÊNCIA QUANTITATIVA E QUALITATIVA DO FINANCIAMENTO Financiamento TRANSIÇÃO DEMOGRÁFICA E EPIDEMIOLÓGICA População INSUFICIENTE PARTICIPAÇÃO DO CONTROLE SOCIAL

4 Árvore Problema DESIGUALDADES E INIQUIDADES EM SAÚDE Questão Central Desigualdade- distribuição diferente das morbidades, riscos e do acesso a bens e serviços de saúde. Iniquidade- diferenças injustas sob o ponto de vista da justiça e da ética. % pop. DF=95%; RO=40% (cobertura abastecimento de água) SB Brasil 2003; OR=3,17 (acesso indígenas x não-indígenas) Coef. de Gini; SC=0,42; MA=0,62 (distribuição de renda) Fonte: IBGE/PNAD ; SB Brasil 2003

5 Árvore Problema Problemas BAIXO DESEMPENHO DO SISTEMA PÚBLICO DE SAÚDE BAIXO DESEMPENHO DO SISTEMA PÚBLICO DE SAÚDE BAIXO DESEMPENHO DO SISTEMA PRIVADO DE SAÚDE BAIXO DESEMPENHO DO SISTEMA PRIVADO DE SAÚDE desarticulação Índice de Desempenho do SUS (IDSUS)= acesso e efetividade das ações e serviços. -Brasil= 5,47; PA=4,17; SC=6,29 (Fonte: Índice de Reclamações= # médio reclamações por ; 6 meses - Brasil= reclamações; out∕13 a mar∕14 (Fonte: - Porte: Grande= 0,97; Médio= 0,81; Pequeno= 0,72 (mar∕14)

6

7 Árvore Problema Problemas BAIXO DESEMPENHO DO SISTEMA PÚBLICO DE SAÚDE BAIXO DESEMPENHO DO SISTEMA PÚBLICO DE SAÚDE BAIXO DESEMPENHO DO SISTEMA PRIVADO DE SAÚDE BAIXO DESEMPENHO DO SISTEMA PRIVADO DE SAÚDE desarticulação Fonte:

8 Árvore Problema Causas HERANÇA BIOLOGICISTA, INDIVÍDUO, ESPECIALIDADES, HOSPITAL HERANÇA BIOLOGICISTA, INDIVÍDUO, ESPECIALIDADES, HOSPITAL Modelo de Atenção POUCA ÊNFASE NA PROMOÇÃO DA SAÚDE BAIXA COBERTURA E ACESSO DA ATENÇÃO BÁSICA INSUFICIENTE PARTICIPAÇÃO DO CONTROLE SOCIAL Sanitário campanhista Assistencial privatista Atenção com ênfase no núcleo familiar Relatório Flexner (1910) – formação profissional Assistência x Atenção Promoção da saúde (cinco pilares) Atenção Básica como porta de entrada (cobertura 56%) Controle social: ativo X passivo X sentinela

9 Proporção de cobertura populacional estimada pela ESF, Brasil Fonte:

10 Árvore Problema Causas CARÊNCIA QUANTITATIVA E QUALITATIVA DE PROFISSIONAIS Recursos Humanos CARÊNCIA QUANTITATIVA E QUALITATIVA DO FINANCIAMENTO Financiamento Carência quantitativa, ênfase na figura do médico (14 cursos) Carência qualitativa, formação profissional Sistema saúde escola Cuidado ao cuidador Biomédico curativo atua sobre as consequências ações: pessoas objetivo: tratamento Promoção de saúde estratégias atua sobre os determinantes ações: população objetivo: qualidade de vida

11 Árvore Problema Causas CARÊNCIA QUANTITATIVA E QUALITATIVA DE PROFISSIONAIS Recursos Humanos CARÊNCIA QUANTITATIVA E QUALITATIVA DO FINANCIAMENTO Financiamento

12 Árvore Problema Causas CARÊNCIA QUANTITATIVA E QUALITATIVA DE PROFISSIONAIS Recursos Humanos CARÊNCIA QUANTITATIVA E QUALITATIVA DO FINANCIAMENTO Financiamento - OMS preconiza para países com sistema universal em saúde gasto entre 7% e 7,5% do PIB. - Brasil: 8% do PIB, semelhante a países da Europa que adotaram sistema universal de saúde!!!! - Brasil: 4% do Produto Interno Bruto é gasto com saúde pública. - Em termos de per capita em saúde pública, gasto é 50% do que é investido no Chile e Argentina.

13 Árvore Problema Causas Modelo de Gestão PLANEJAMENTO, MONITORAMENTO, AVALIAÇÃO E INOVAÇÃO DEFICIENTES PLANEJAMENTO, MONITORAMENTO, AVALIAÇÃO E INOVAÇÃO DEFICIENTES MÁ GESTÃO DAS UNIDADES DE ATENDIMENTO Gestor X Gerente Modernização do modelo de gestão em saúde Tornar mais eficaz e transparente Mais participativo (academia – serviço – comunidade) Gestão por metas Planejamento, monitoramento e avaliação Inovação tecnológica e de processos Tecnologia (leve, leve-dura, dura)

14 Árvore Problema Causas DESARTICULAÇÃO, DESPROPORÇÃO E DUPLICIDADE PÚBLICO E SUPLEMENTAR DESARTICULAÇÃO, DESPROPORÇÃO E DUPLICIDADE PÚBLICO E SUPLEMENTAR Infraestrutura INSUFICIÊNCIA DAS UNIDADES DE SAÚDE E CONDIÇÕES PRECÁRIAS DE ATENDIMENTO INSUFICIÊNCIA DAS UNIDADES DE SAÚDE E CONDIÇÕES PRECÁRIAS DE ATENDIMENTO Melhorar as condições físicas da rede de atendimento Acolhimento e atendimento humanizados Aumento do n ú mero de estabelecimentos em locais de difícil acesso às ações e serviços de saúde Melhorar articulação entre o p ú blico e o suplementar Estimativa de 25% da população coberta com planos ou seguros de saúde em % dos hospitais, 65% dos médicos, 90% das unidades de diagnóstico e terapia são vinculados parcial ou totalmente à planos e seguros privados

15 Árvore Problema Causas TRANSIÇÃO DEMOGRÁFICA E EPIDEMIOLÓGICA População Transição epidemiológica Transição demográfica Demandam mudanças na forma de pensar e fazer saúde Necessária sinergia entre as áreas pública e privada

16 RegimeConsultasInternações Público (82% urgências) Privado (76% urgências) TOTAL (79% urgências) Produção Ambulatorial e Internações do SUS – Brasil, por local de atendimento (fev. 2014) Fonte: Ministério da Saúde - Sistema de Informações Ambulatoriais do SUS (SIA/SUS)

17 Árvore Problema DESIGUALDADES E INIQUIDADES EM SAÚDE Questão Central Problemas Causas DESARTICULAÇÃO, DESPROPORÇÃO E DUPLICIDADE PÚBLICO E SUPLEMENTAR DESARTICULAÇÃO, DESPROPORÇÃO E DUPLICIDADE PÚBLICO E SUPLEMENTAR BAIXO DESEMPENHO DO SISTEMA PÚBLICO DE SAÚDE BAIXO DESEMPENHO DO SISTEMA PÚBLICO DE SAÚDE HERANÇA BIOLOGICISTA, INDIVÍDUO, ESPECIALIDADES, HOSPITAL HERANÇA BIOLOGICISTA, INDIVÍDUO, ESPECIALIDADES, HOSPITAL CARÊNCIA QUANTITATIVA E QUALITATIVA DE PROFISSIONAIS Infraestrutura Recursos Humanos Modelo de Gestão INSUFICIÊNCIA DAS UNIDADES DE SAÚDE E CONDIÇÕES PRECÁRIAS DE ATENDIMENTO INSUFICIÊNCIA DAS UNIDADES DE SAÚDE E CONDIÇÕES PRECÁRIAS DE ATENDIMENTO PLANEJAMENTO, MONITORAMENTO, AVALIAÇÃO E INOVAÇÃO DEFICIENTES PLANEJAMENTO, MONITORAMENTO, AVALIAÇÃO E INOVAÇÃO DEFICIENTES Modelo de Atenção POUCA ÊNFASE NA PROMOÇÃO DA SAÚDE BAIXA COBERTURA E ACESSO DA ATENÇÃO BÁSICA MÁ GESTÃO DAS UNIDADES DE ATENDIMENTO BAIXO DESEMPENHO DO SISTEMA PRIVADO DE SAÚDE BAIXO DESEMPENHO DO SISTEMA PRIVADO DE SAÚDE desarticulação CARÊNCIA QUANTITATIVA E QUALITATIVA DO FINANCIAMENTO Financiamento TRANSIÇÃO DEMOGRÁFICA E EPIDEMIOLÓGICA População INSUFICIENTE PARTICIPAÇÃO DO CONTROLE SOCIAL

18 Árvore Solução DIMINUIR AS DESIGUALDADES E ELIMINAR AS INIQUIDADES EM SAÚDE DIMINUIR AS DESIGUALDADES E ELIMINAR AS INIQUIDADES EM SAÚDE Questão Central Problemas Causas MAIOR ARTICULAÇÃO E ORGANICIDADE ENTRE PÚBLICO E SUPLEMENTAR MELHORAR O DESEMPENHO DO SISTEMA PÚBLICO DE SAÚDE MELHORAR O DESEMPENHO DO SISTEMA PÚBLICO DE SAÚDE HERANÇA SOCIAL, COLETIVO, GENERALISTA, COMUNIDADE HERANÇA SOCIAL, COLETIVO, GENERALISTA, COMUNIDADE SUFICIÊNCIA QUANTITATIVA E QUALITATIVA DE PROFISSIONAIS Infraestrutura Recursos Humanos Modelo de Gestão SUFICIÊNCIA DAS UNIDADES DE SAÚDE E MELHORIA DAS CONDIÇÕES DE ATENDIMENTO SUFICIÊNCIA DAS UNIDADES DE SAÚDE E MELHORIA DAS CONDIÇÕES DE ATENDIMENTO INCOPORAR O PLANEJAMENTO, MONITORAMENTO, AVALIAÇÃO E INOVAÇÃO EM TODAS AS ÁREAS INCOPORAR O PLANEJAMENTO, MONITORAMENTO, AVALIAÇÃO E INOVAÇÃO EM TODAS AS ÁREAS Modelo de Atenção ÊNFASE PRICIPAL NA PROMOÇÃO DA SAÚDE ELEVAR COBERTURA E ACESSO DA ATENÇÃO BÁSICA MELHORAR GESTÃO DAS UNIDADES DE ATENDIMENTO MELHORAR O DESEMPENHO DO SISTEMA PRIVADO DE SAÚDE MELHORAR O DESEMPENHO DO SISTEMA PRIVADO DE SAÚDE articulação AUMENTO DO FINANCIAMENTO, OTIMIZAÇÃO E RACIONALIZAÇÃO DOS GASTOS Financiamento MELHORAR A QUALIDADE DE VIDA DA POPULAÇÃO LEVANDO EM CONSIDERAÇÃO TRANSIÇÃO DEMOGRÁFICA E EPIDEMIOLÓGICA População PARTICIPAÇÃO ATIVA DO CONTROLE SOCIAL

19 Link vídeo Link vídeo O futuro da Saúde no Brasil ! Tiago A. Coelho de Souza


Carregar ppt "O futuro da Saúde no Brasil ! Tiago A. Coelho de Souza"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google