A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Introdução a Imunologia Ricardo da Silva de Souza Laboratório de Pesquisa em HIV/AIDS.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Introdução a Imunologia Ricardo da Silva de Souza Laboratório de Pesquisa em HIV/AIDS."— Transcrição da apresentação:

1 Introdução a Imunologia Ricardo da Silva de Souza Laboratório de Pesquisa em HIV/AIDS

2 Ricardo da Silva de Souza Lab. de Pesquisa em HIV/AIDS Agenda Conceitos Básicos em Imunologia Conceitos Básicos em Imunologia Definições Definições Histórico Histórico Funções do Sistema Imunológico Funções do Sistema Imunológico Células do Sistema Imunológico Células do Sistema Imunológico Tecidos do Sistema Imunológico Tecidos do Sistema Imunológico Imunopatologia do HIV/AIDS Imunopatologia do HIV/AIDS Interação célula-vírus (animação) Interação célula-vírus (animação)

3 Ricardo da Silva de Souza Lab. de Pesquisa em HIV/AIDS Agenda II Atualização em HIV/AIDS Atualização em HIV/AIDS Biologia do HIV Biologia do HIV Epidemiologia Epidemiologia Subtipos virais Subtipos virais Tratamento ARV e monitoramento com CD4 Tratamento ARV e monitoramento com CD4 Exposição ocupacional Exposição ocupacional Perguntas Perguntas Avaliação final Avaliação final

4 Conceitos Básicos em Imunologia Ricardo da Silva de Souza Laboratório de Pesquisa em HIV/AIDS

5 Ricardo da Silva de Souza Lab. de Pesquisa em HIV/AIDS Imunologia Estuda os mecanismos pelos quais o organismo responde a antígeno(s), reconhece a si e o que é estranho a si (Dic Aurélio). Estuda os mecanismos pelos quais o organismo responde a antígeno(s), reconhece a si e o que é estranho a si (Dic Aurélio). Distinguir o próprio (“self”) do alheio (“non- self”) Distinguir o próprio (“self”) do alheio (“non- self”)

6 Ricardo da Silva de Souza Lab. de Pesquisa em HIV/AIDS Perspectiva Histórica Enquadramento Enquadramento Indíviduos que sobrevivem algumas doenças infecciosas ficam protegidos contra essas doenças Indíviduos que sobrevivem algumas doenças infecciosas ficam protegidos contra essas doenças IMUNIDADE <> immunis = isento 430 AC – Thucydides (peloponeso): os que recuperavam das doenças serviam de enfermeiros 430 AC – Thucydides (peloponeso): os que recuperavam das doenças serviam de enfermeiros 1760 – Jenner – “Variolação-Vacinação”. Inoculação de crostas fornecia proteção a infecção 1760 – Jenner – “Variolação-Vacinação”. Inoculação de crostas fornecia proteção a infecção Koch – Doenças causadas por microorganismos Koch – Doenças causadas por microorganismos 1850 – Pasteur – Atenuação de agentes por passagens em outros hospedeiros (galinhas e ovelhas) 1850 – Pasteur – Atenuação de agentes por passagens em outros hospedeiros (galinhas e ovelhas) 1885 – Pasteur – Imunização no homem (raiva) 1885 – Pasteur – Imunização no homem (raiva) -> IMUNOLOGIA -> IMUNOLOGIA

7 Prêmios Nobel DataLaureadoTema 1901Emil von BehringAntitoxinas no soro 1905Robert KochImunidade celular para a tuberculose 1908Elie Metchnikoff Paul Ehrlinch Fagocitose Antitoxinas na imunidade 1913Charles RichetAnafilaxia 1919Jules BordetBacteriose pelo complemento 1930Karl LandsteinerGrupos sanguíneos humanos 1951Max TheilerVacina da febre amarela 1957Daniel BovetAnti histaminas 1960F. Macfarlane Burnet Peter Medawar Aquisição da tolerância imunológica 1972Rodney R. porter, Gerald M. Edelman Estrutura química dos anticorposDataLaureadoTema1977Rosalyn R. YalowRadio imuno ensaio 1980George Snell Jean Dausset Baruj Benacerraf Antígenos major de histocompatibilidade 1984Cesar Milstein Georges F. Kohler Anticorpos monoclonais Niels K. JerneTeorias da regulação imunitária 1987Susumu TonegawaRearranjos genéticos 1991E. Donnall Thomas, Joseph Murray Imunologia da transplantação 1996Peter C. Doherty, Rolf M. Zinkernagel A especificidade da resposta imune celular 1997S. B. PrusinerPrions 1999G. BlobelTransdução de sinal

8 Ricardo da Silva de Souza Lab. de Pesquisa em HIV/AIDS Sistema Imunológico Surgiu para nos proteger dos patógenos: Surgiu para nos proteger dos patógenos: Vírus Vírus Bactérias Bactérias Fungos e Parasitas Fungos e Parasitas Composto por células e tecidos Composto por células e tecidos Falhas do seu funcionamento pode levar a: Falhas do seu funcionamento pode levar a: Imunodeficiências – Aquiridas ou Primárias Imunodeficiências – Aquiridas ou Primárias Perda das defesas contra agentes infecciosos ou tumores Perda das defesas contra agentes infecciosos ou tumores Desregulação pode resultar em doenças autoimunes e alergias. Desregulação pode resultar em doenças autoimunes e alergias.

9 Ricardo da Silva de Souza Lab. de Pesquisa em HIV/AIDS Proteção-Imunidade Consequências desejáveis da Imunidade: Consequências desejáveis da Imunidade: Resistência natural a infecção Resistência natural a infecção Resistencia adquirida a infecção Resistencia adquirida a infecção Cosequências indesejáveis da Imunidade: Cosequências indesejáveis da Imunidade: Autoimunidade (lupus) Autoimunidade (lupus) Hipersensibilidade (reações alérgicas) Hipersensibilidade (reações alérgicas) Rejeição (transplantes) Rejeição (transplantes)

10 Ricardo da Silva de Souza Lab. de Pesquisa em HIV/AIDS Imunidade em Organismos Multicelulares

11 Ricardo da Silva de Souza Lab. de Pesquisa em HIV/AIDS Resposta Imune Inata: Inata: Conjunto de sistemas bioquímicos celulares e humorais disponíveis contra infecções Conjunto de sistemas bioquímicos celulares e humorais disponíveis contra infecções Não requer contato prévio com agente infeccioso Não requer contato prévio com agente infeccioso Não gera memória imonológica Não gera memória imonológica Adaptativa : Adaptativa : Obtida durante a vida Obtida durante a vida Altamente específica e requer contato prévio com um agente infeccioso para iniciar Altamente específica e requer contato prévio com um agente infeccioso para iniciar Confere memória protetora contra o mesmo agente Confere memória protetora contra o mesmo agente

12 Ricardo da Silva de Souza Lab. de Pesquisa em HIV/AIDS Inata e Adaptativa Imunidade Inata Imunidade Adaptativa Elementos solúveis Lisozima Complemento Interferons Quimiocinas Anticorpos Perforinas Citocinas Quimiocinas Elementos celulares Células NK Macrófagos Linfocitos T Linfocitos B Resposta Imune

13 Ricardo da Silva de Souza Lab. de Pesquisa em HIV/AIDS Características da Resposta Imune Inata: Inata: Abrangente ( fagócitos) Abrangente ( fagócitos) Não requer contato prévio com agente infeccioso Não requer contato prévio com agente infeccioso Não gera memória imonológica Não gera memória imonológica Adaptativa : Adaptativa : Obtida durante a vida Obtida durante a vida Altamente específica e requer contato prévio com um agente infeccioso para iniciar Altamente específica e requer contato prévio com um agente infeccioso para iniciar Confere memória protetora contra o mesmo agente Confere memória protetora contra o mesmo agente Dois grandes ramos: Dois grandes ramos: Imunidade Humoral e Imunidade celular Imunidade Humoral e Imunidade celular

14 Ricardo da Silva de Souza Lab. de Pesquisa em HIV/AIDS Resposta Imune Inata e Adaptativa

15 Ricardo da Silva de Souza Lab. de Pesquisa em HIV/AIDS Imunidade Adaptativa

16 Ricardo da Silva de Souza Lab. de Pesquisa em HIV/AIDS Resposta Imune Adaptativa Primária e Secundária

17 Ricardo da Silva de Souza Lab. de Pesquisa em HIV/AIDS Resumo Respota Inata Resposta Adaptativa = imunidade humoral e celular

18 Ricardo da Silva de Souza Lab. de Pesquisa em HIV/AIDS Órgãos e Células do Sistema Imunológico (SI)

19 Ricardo da Silva de Souza Lab. de Pesquisa em HIV/AIDS Generalidades do Sistema Imune

20 Ricardo da Silva de Souza Lab. de Pesquisa em HIV/AIDS Tecidos do Sistema Imunológico Órgãos linfóides centrais ou primários: Órgãos linfóides centrais ou primários: Medula Óssea (geração e maturação de linfócitos) Medula Óssea (geração e maturação de linfócitos) Timo Timo Órgãos linfóides periféricos ou secundários: Órgãos linfóides periféricos ou secundários: Onde iniciam as respostas adaptativas Onde iniciam as respostas adaptativas Especializados na captura do antígeno Especializados na captura do antígeno Linfonodos, baço, amigdalas, instestinos, ceco Linfonodos, baço, amigdalas, instestinos, ceco

21 Ricardo da Silva de Souza Lab. de Pesquisa em HIV/AIDS Orgãos Primários e Secundários

22 Ricardo da Silva de Souza Lab. de Pesquisa em HIV/AIDS Estrutura de um Gânglio Linfático

23 Ricardo da Silva de Souza Lab. de Pesquisa em HIV/AIDS Estrutura do Sistema Linfóide Associado ao Tubo Digestivo (GALT)

24 Ricardo da Silva de Souza Lab. de Pesquisa em HIV/AIDS Células do SI Origem na medula óssea Origem na medula óssea Células-tronco hematopoiéticas pluripotenciais - podem dar origem a qualquer tipo de cél ( todas cél sanguineas) Células-tronco hematopoiéticas pluripotenciais - podem dar origem a qualquer tipo de cél ( todas cél sanguineas) Interesse nas cél que derivam dos progenitores linfóides = Interesse nas cél que derivam dos progenitores linfóides = Linfócito T Linfócito T Linfócito B Linfócito B

25 Ricardo da Silva de Souza Lab. de Pesquisa em HIV/AIDS Origem das Células do SI Medula Óssea Célula-tronco hematopoética pluripotente Progenitor linfóide comum Célula BCélulaT PlasmócitoCélulaT Ativada Medula Óssea Sangue Células Efetoras Progenitor mielóide Neutrófilo Eosófilo Basófilo Mastócito Macrófago Monócito

26 Ricardo da Silva de Souza Lab. de Pesquisa em HIV/AIDS Linfócitos T e B Se diferenciam na medula e timo Se diferenciam na medula e timo Grande maioria “virgens ou em repouso” até não se encontrarem com antígeno Grande maioria “virgens ou em repouso” até não se encontrarem com antígeno Circulam entre o sangue e órgãos lifóides periféricos – reconhecem antigenos nos lifonodos- ativação celular Circulam entre o sangue e órgãos lifóides periféricos – reconhecem antigenos nos lifonodos- ativação celular

27 Ricardo da Silva de Souza Lab. de Pesquisa em HIV/AIDS Linfócitos T e B Possuem diferentes tipos de receptores em sua superfície que permitem reconhecer antigenos: Possuem diferentes tipos de receptores em sua superfície que permitem reconhecer antigenos: Linfócito B = BCR ( tipo de anticorpo) Linfócito B = BCR ( tipo de anticorpo) Linfócito T = TCR Linfócito T = TCR Circulam entre o sangue e órgãos lifóides periféricos – reconhecem antigenos nos lifonodos Circulam entre o sangue e órgãos lifóides periféricos – reconhecem antigenos nos lifonodos

28 Ricardo da Silva de Souza Lab. de Pesquisa em HIV/AIDS Subpopulações e Funções dos Linfócitos Progenitor Linfóide origina Linfócitos T Linfócitos B Helper ou Auxiliador Citotóxico Supressor Killer Anticorpos Helper ou Auxiliador: CD4 – responsável pela mediação da resposta adaptativa Citotóxico: CD8 : lisam células infectadas por microorganismos intracelulares Supressor: inibem a resposta imunológica Killer: Grandes linfócitos capazes de lisar várias células tumorais e infectadas

29 Ricardo da Silva de Souza Lab. de Pesquisa em HIV/AIDS

30 Ricardo da Silva de Souza Lab. de Pesquisa em HIV/AIDS O grande desafio do SI Diversidade e Especificidade

31 Ricardo da Silva de Souza Lab. de Pesquisa em HIV/AIDS Formação da Diversidade Teoria da Seleção Clonal

32 Ricardo da Silva de Souza Lab. de Pesquisa em HIV/AIDS Geração da Diversidade Clones: linfócitos que reconhecem o mesmo antigéno

33 Ricardo da Silva de Souza Lab. de Pesquisa em HIV/AIDS Estrutura do Receptor da Célula T TCR

34 Ricardo da Silva de Souza Lab. de Pesquisa em HIV/AIDS Linfócitos de mesmo clone = mesmo TCR Linfócitos com TCR distintos = clones diferentes que reagem a antigenos diferentes

35 Ricardo da Silva de Souza Lab. de Pesquisa em HIV/AIDS Estrutura Genética do Receptor da Célula T

36 Ricardo da Silva de Souza Lab. de Pesquisa em HIV/AIDS Geração de Diversidade Linfocitária A diversidade se deve ao mecanismo molecular chamado reordenamento genético

37 Ricardo da Silva de Souza Lab. de Pesquisa em HIV/AIDS Formação da Especificidade Sistema HLA

38 Ricardo da Silva de Souza Lab. de Pesquisa em HIV/AIDS Mecanismos principais: O antigeno é reconhecido no contexto HLA Dois sistemas HLA, clase I e clase II Reconhece o antígeno no receptor TCR mas depende da célula apresentadora (apc) Todas as células expressam HLA classe I HLA classe II é menos comum

39 Ricardo da Silva de Souza Lab. de Pesquisa em HIV/AIDS Apresentação na Classe I e Classe II Célula Apresentadora

40 Ricardo da Silva de Souza Lab. de Pesquisa em HIV/AIDS Restrição HLA

41 Ricardo da Silva de Souza Lab. de Pesquisa em HIV/AIDS Células Apresentadoras

42 Ricardo da Silva de Souza Lab. de Pesquisa em HIV/AIDS Distribuição de moléculas HLA em tecidos distintos

43 Ricardo da Silva de Souza Lab. de Pesquisa em HIV/AIDS Estrutura HLA Classe I

44 Ricardo da Silva de Souza Lab. de Pesquisa em HIV/AIDS Estrutura HLA Classe II

45 Ricardo da Silva de Souza Lab. de Pesquisa em HIV/AIDS Estrutura dos Complexos HLA I e II Unidos ao Peptídio

46 Ricardo da Silva de Souza Lab. de Pesquisa em HIV/AIDS Estrutura do CD4 e CD8

47 Ricardo da Silva de Souza Lab. de Pesquisa em HIV/AIDS Ineração TcR-CD8 com HLA Classe I HLA CLASE I TcR CD8

48 Ricardo da Silva de Souza Lab. de Pesquisa em HIV/AIDS COMPARTIMENTOS CELULARES

49 Ricardo da Silva de Souza Lab. de Pesquisa em HIV/AIDS APRESENTAÇÃO HLA CLASE II

50 Ricardo da Silva de Souza Lab. de Pesquisa em HIV/AIDS APRESENTAÇÃO DE ANTÍGENOS VIRAIS POR HLA CLASSE I

51 Ricardo da Silva de Souza Lab. de Pesquisa em HIV/AIDS RESPOSTA IMUNE FRENTE A VÍRUS FASE DE RECONHECIMENTO ATIVAÇÃO FASE EFECTORA

52 Ricardo da Silva de Souza Lab. de Pesquisa em HIV/AIDS CD4 Microcosmos : Interação virus- uma célula Macrocosmos: Interação populações virais-sistema imunológico Interação Vírus - Hospedeiro

53 Ricardo da Silva de Souza Lab. de Pesquisa em HIV/AIDS ATIVAÇÃO DE LINFÓCITOS T

54 Ricardo da Silva de Souza Lab. de Pesquisa em HIV/AIDS Ativação do Linfócito pelo Antígeno

55 Ricardo da Silva de Souza Lab. de Pesquisa em HIV/AIDS ACTIVAÇÃO de LINFÓCITOS T CD8

56 Ricardo da Silva de Souza Lab. de Pesquisa em HIV/AIDS Recapitulando: ATIVAÇÃO CELULAR

57 Ricardo da Silva de Souza Lab. de Pesquisa em HIV/AIDS Fim Primeira Parte Perguntas


Carregar ppt "Introdução a Imunologia Ricardo da Silva de Souza Laboratório de Pesquisa em HIV/AIDS."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google