A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Implantação da NOAS no Distrito Federal DIPLAN/SUPLAN - 2002.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Implantação da NOAS no Distrito Federal DIPLAN/SUPLAN - 2002."— Transcrição da apresentação:

1 Implantação da NOAS no Distrito Federal DIPLAN/SUPLAN

2 POPULAÇÃO IBGE CENSO 2000: habitantes. EXTENSÁO TERRITORIAL : quadrilátero com km 2 de área. REGIÕES ADMINISTRATIVAS: 19(dezenove) LIMITES DO TERRITÓRIO: Tem limites de divisas com os municípios dos estados de Goiás (Cristalina, Cidade Ocidental, Valparaíso, Novo Gama, Santo Antonio do Descoberto, Águas Lindas, Padre Bernardo, Planaltina de Goiás e Formosa) e Minas Gerais (Cabeceira Grande). A Região do Entorno é ainda acrescida dos municípios de Luziânia, Alexânia, Abadiânia, Corumbá, Cocalzinho, Pirenópolis, Mimoso, Água Fria, Vila Boa no estado de Goiás e Buritis e Unaí no estado de Minas Gerais, abrigando uma população superior a (oitocentos mil) habitantes, que compõem a RIDE ( Região Integrada de Desenvolvimento do DF e Entorno ).

3 REGIÕES ADMINISTRATIVAS DO DISTRITO FEDERAL

4 REGIÃO INTEGRADA DE DESENVOLVIMENTO DO DISTRITO FEDERAL E ENTORNO - RIDE Distrito Federal Município de Goiás Município de Minas Gerais Sede do Município Município não incluído no Decreto nº 2.710

5 Possibilitar o acesso do cidadão a todas ações e serviços necessários para a resolução de seus problemas de saúde, o mais próximo possível de sua residência. DIRETRIZ BÁSICA DO PLANO REGIONAL DE REGIONALIZAÇÃO – PDR :

6 ESTRATÉGIAS QUE FORAM UTILIZADAS PARA ANÁLISE DA SITUAÇÃO E A ELABORAÇÃO DO PDR: Reconhecimento do perfil social, demográfico e epidemiológico da população; Identificação dos problemas de saúde prioritários, dentre outros; Análise da capacidade instalada; Fluxos de usuários; Situação geográfica.

7 ESTRATÉGIAS UTILIZADAS VISANDO A ADEQUAÇÃO DO PDR AO DF: Reorganização das Regiões Administrativas levando em conta a distribuição geográfica, populacional e a oferta de serviços. Reavaliação de recursos tecnológicos e humanos no reordenamento proposto. Previsão de investimentos necessários para a conformação desses novos módulos assistenciais e regiões de saúde.

8 APRESENTAÇÃO DA PROPOSTA DE REGIONALIZAÇÃO DA ASSISTÊNCIA Composição: 6 (seis) Regiões de Saúde 10 (dez) Módulos Assistenciais 02 (dois) Pólos de Referência Distritais

9 MÓDULO ASSITEN- CIAL REGIÕES DA ASSISTENCIA – MODELO PROPOSTO RECURSOS MÍNIMOS OBRIGATÓRIOS PARA MÓDULO CENTRO SULCENTRO NORTE OESTE LESTESUL NORTE Laboratório Radiologia Simples US obstétrica Psicologia Fisioterapia Ações de Odontologia Especializada Leitos Hospitalares MÓDULO 1Brasília - AS ( Sede de Módulo e Pólo de Referência Regional e Distrital) Lago Sul Brasília - AN ( Sede de Módulo e Pólo de Referência Regional e Distrital) Lago Norte Cruzeiro Taguatinga ( Sede de Módulo e Pólo Regional) Samambaia Paranoá (Sede de Módulo e Pólo Regional ) São Sebastião Gama ( Sede de Módulo e Pólo Regional) Santa Maria Recanto das Emas Sobradinho (Sede de Módulo e Pólo Regional ) MÓDULO 2Guará (Sede de Módulo) Núcleo Bandeirante Riacho Fundo Candango- lândia Ceilândia (Sede de Módulo) Planaltina (Sede de Módulo) MÓDULO 3 Brazlândia (Sede de Módulo)

10 REGIÕES DE SAÚDE DO DISTRITO FEDERAL

11 (CONTINUA)

12

13 REGIÃO DE SAÚDE NORTE DO DISTRITO FEDERAL

14

15 REGIÃO DE SAÚDE SUL DO DISTRITO FEDERAL

16

17 REGIÃO DE SAÚDE LESTE DO DISTRITO FEDERAL

18

19 REGIÃO DE SAÚDE OESTE DO DISTRITO FEDERAL

20

21 REGIÃO DE SAÚDE CENTRO NORTE DO DISTRITO FEDERAL

22

23 REGIÃO DE SAÚDE CENTRO SUL DO DISTRITO FEDERAL

24

25 LACEN DISAT Hemocentro CS 01 NICr NILN 10 NISa 01 PSU CS PSU NISM FEPECS CS PSU LRGu NIGu Mód. 2 GUARÁ HRGu NIBsBNILS U M PSR CS PSR CS PSU NIRF NICd NINB CS U M Mód. 1 Brasília ASA SUL HRAS NIP PSR CS PSU 12 Mód. 2 PLANALTINA HRP PSR NIS Mód. 1 SOBRADINHO HRS PSR CS 07 PSU NIBz Mód. 3 BRAZLÂNDIA HRB HRC CS 21 NIC Mód. 2 CEILÂNDIA HRC CS CRT CS NITN NITS U M CS Mód. 1 TAGUATINGA HRT CS Mód. 1 Brasília ASA NORTE HRAN CS PSR NIPr Mód. 1 PARANOÁ HRPr 11 Mód. 1 GAMA HRG NIG PSR HBDF CS PSR ISM COMPP Hosp. Apoio Santa Maria Recanto das Emas Núcleo Band. Samam baia Riacho Fundo I e II Candan golân dia São Sebas tião CS HSVP CS LRC CS PSR CS LEGENDA Elab. Gutemberg/SUPLAN /SES 03/2002 HSVP - Hosp. São Vicente de Paula ISM - Instituto de Saúde Mental HSVP - Hosp. São Vicente de Paulo ISM - Instituto de Saúde Mental DESAT - Deptº de Saúde do Trabalhador COMPP - Centro de Orient. Médico-Psico-Pedagógica DISAT - Diretoria de Saúde do Trabalhador COMPP - Centro de Orient. Médico-Psico-Pedagógica CS - Centro de Saúde PSU - Posto Saúde Urbano PSU - Posto Saúde Urbano (6) PSR - Posto Saúde Rural PSR - Posto Saúde Rural (23) UM - Unidade Mista UM - Unidade Mista (03) LRC e LRGu - Laboratório Reg. Ceilândia e Guará LRC e LRGu - Laboratório Reg. Ceilândia e Guará CRT - Centro Radiológico de Taguatinga CRT - Central de Radiologia de Taguatinga ISDF - Instituto de Saúde do DF LACEN - Laboratório Central de Saúde Pública do DF CS – Centro de Saúde (62) NI – Núcleo de Inspeção (21) Programa Saúde da Família – (134) Programa Saúde da Família – (134) ATEND. PRIMÁRIO ATEND. SECUNDÁRIO ATEND. TERCIÁRIO HOSP. REG. HBDF EXTENSÃO DA COBERTURA REGIONALIZAÇÃO HIERARQUIZAÇÃO PSU PSR CS HBDF FEPECS – Fundação de Ensino e Pesquisa em Ciências da Saúde FEPECS – Fundação de Ensino e Pesquisa em Ciências da Saúde Norte Centro Sul SulLesteOeste Centro Norte REGIÕES: SISTEMA DE SAÚDE DO DISTRITO FEDERAL

26 Programação Pactuada e Integrada - PPI -

27

28

29

30

31

32

33

34

35

36 PPI – PROGRAMAÇÃO PACTUADA INTEGRADA Ajuste realizado na Média e Alta Complexidade Ambulatorial e Hospitalar: Produção em 2000: R$ ,73 Produção em 2001: R$ ,58 Teto financeiro programável – PPI 2002: R$ ,00 Corte de 13,66% em relação à produção de 2000 Corte de 15.56% em relação à produção de 2001

37 PPI – PROGRAMAÇÃO PACTUADA INTEGRADA Ajustes realizados  MCA: - 30,67 % em relação à ,56 % em relação à 2001  ACA: + 0,55 % em relação à ,39 % em relação à 2001  IH: - 14,02 % em relação à ,10 % em relação à 2001

38 PPI – PROGRAMAÇÃO PACTUADA INTEGRADA Considerações sobre o ajuste: Atendimento à demanda do entorno (21,63% da internação hospitalar) Apenas nos grupos G11 e G13 da MCI e G9 e G13 da MCII o per capita 2000 situava-se acima da banda superior do MS Os grupos G9 e G14 da MCI; G8,G10, G18 e G19 da MCII e G13 da MCIII o per capita 2000 situava-se abaixo da banda inferior do MS Ocorrência de sub-notificação

39 ELABORAÇÃO DOS SLIDES: DIPLAN/SUPLAN Guilherme Senna Iêda Viana Lúcia Magalhães


Carregar ppt "Implantação da NOAS no Distrito Federal DIPLAN/SUPLAN - 2002."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google