A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Agosto/2000 a agosto/2003 3 anos de uso de Tecnologias de Informação e Comunicação (T.I.C.) pela ANVISA: balanço e perspectivas Diretoria Colegiada,

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Agosto/2000 a agosto/2003 3 anos de uso de Tecnologias de Informação e Comunicação (T.I.C.) pela ANVISA: balanço e perspectivas Diretoria Colegiada,"— Transcrição da apresentação:

1 Agosto/2000 a agosto/ anos de uso de Tecnologias de Informação e Comunicação (T.I.C.) pela ANVISA: balanço e perspectivas Diretoria Colegiada, agosto de 2003

2 Balanço Resultados e organização das áreas: Infra-estrutura
Comunicação Multimídia Desenvolvimento

3 Infra-estrutura - resultados
1.758 computadores em rede acessando a Intravisa – sendo 1165 (41 portáteis) na sede; 593 nos estados Além da Sede, acessam a Intravisa: INCQS, INPI, INCA e 118 unidades da ANVISA (27 coordenações estaduais; 36 portos; 39 aeroportos; 16 postos de fronteira) Internet, correio eletrônico e webmail para todos os funcionários da ANVISA (tráfego diário: mensagens, aprox. 7,2 Gigabytes) Em dez/99 a rede da ANVISA abrangia somente a sede, conectando 332 computadores

4 Infra-estrutura - resultados
Média de 1,05 usuários por computador na sede Cada técnico do Suporte é responsável por 194,2 computadores na Sede Tempo de resolução do Suporte, no período jan./2002 a nov./2002: 99,94% até 24h; 0,05% até 48h; 0,01% acima de 48h 96% das menções dos clientes ao desempenho da área são “satisfatório” ou “muito bom” (93% na avaliação anterior)

5 Infra-estrutura – organização
Cada coordenação estadual da ANVISA tem o seu técnico de informática, supervisionado tecnicamente pela GGINF

6 Infra-estrutura – organização
Suporte WAN: 3 Suporte LAN: 3 DBA: 1 Help Desk: 6 Estagiários : 6

7 Comunicação - resultados
Desde julho 2002, o site da ANVISA é, entre os sites de ministérios e agências federais, o único a oferecer conteúdo em inglês e espanhol e a estar adaptado para portadores de deficiência visual (nos 3 idiomas)

8 Comunicação - resultados
Segundo o júri popular do iBest 2003, o site da ANVISA é um dos três melhores sites do Brasil na categoria Governo Demais sites eleitos na categoria GOVERNO: IBGE e STF

9 Comunicação - resultados
seção Saúde, maio 2003: 35% (127 / 359) dos links em “Informações” 45% (14 / 31) dos links em “Serviços” são providos pelo site ANVISA

10 Comunicação - resultados
100% das menções dos clientes ao desempenho da área são “satisfatório” ou “muito bom” (99% na avaliação anterior)

11 A média de acessos diários ao site da Anvisa
(*Em novembro de 2002, o total de visitas foi de ).

12 Comunicação - organização
Núcleo do site Núcleo da intranet Núcleo de webdesign Núcleo de webdeve-lopment Edição, redação de web webdesign para o site e intranet, design de material impresso Desenvolvimento de pequenos aplicativos 2 + 1 estagiário estagiário 5 2

13 Desenvolvimento - resultados
Datavisa estabilizado e em produção A ANVISA está utilizando tecnologia de ponta - todos os novos sistemas corporativos em plataforma web 30 programas em desenvolvimento, 18 em homologação, 47 em produção Inovação tecnológica: Dispositivo Móvel para Inspeção - DMI 73% das menções dos clientes ao desempenho da área são “satisfatório” ou “muito bom” (84% na avaliação anterior)

14 Desenvolvimento - resultados
A ANVISA tornou-se provedora de soluções de T.I.C. para outros órgãos - possibilidade de integração de processos de trabalho a partir da integração tecnológica:

15 Desenvolvimento - resultados
IBAMA e Ministério da Agricultura Ministério da Saúde Marinha do Brasil Polícia Federal Receita Federal Previdência Social Secretaria de Comércio Exterior Banco do Brasil SERPRO Vigilâncias Estaduais Vigilâncias Municipais

16 Desenvolvimento - Organização
Banco de Dados Escritório de Projetos Produção de Sistemas 2 6 29

17 Indicadores de gestão - GGINF
4,8% da força de trabalho, na sede 7º salário médio mais baixo, entre as Gerências-Gerais (fonte: GGGAF) 4º custo médio (salário + custeio) mais baixo, por posição de trabalho, entre as Gerências-Gerais (fonte: GGGAF) o apoio administrativo é menos de 1,6 % da força de trabalho da GGINF (fonte: GGGAF)

18 Indicadores de gestão - GGINF
83 % dos funcionários da GGINF consideram o desempenho dos Gerentes e do Gerente-Geral “satisfatório” ou “muito bom” (73% na avaliação anterior) 89 % das menções dos clientes ao desempenho da GGINF são “satisfatório” ou “muito bom” (93% na avaliação anterior)

19 Salário médio (fonte: GGGAF)

20 Custo por posição de trabalho
(fonte: GGGAF)

21 % apoio administrativo
(fonte: GGGAF)

22 Avaliação dos gerentes pelos funcionários da GGINF

23 Conclusões

24 Conclusões 1. A ANVISA está se tornando referência no uso de T.I.C. :

25 Conclusões 1. A ANVISA está se tornando referência no uso de T.I.C. :
Destaque no VIII Congresso Brasileiro de Informática em Saúde (palestras nos painéis de abertura e de encerramento, coordenação de duas sessões orais, case em uma apresentação oral e três trabalhos aprovados pela comissão científica)

26 Conclusões 1. A ANVISA está se tornando referência no uso de T.I.C. :
Do conjunto de trabalhos da área da Saúde aprovados para apresentação no IX Congresso de Informática Pública - CONIP, 27% são de autoria da Anvisa (3/11). Um dos três melhores projetos do CONIP, na categoria “Fortalecimento da Cidadania”, é de autoria da GGINF.

27 Conclusões 1. A ANVISA está se tornando referência no uso de T.I.C. :
De 32 trabalhos da ANVISA aprovados para apresentação no 1º SIMBRAVISA, 18% tratam do uso de T.I.C. (duas apresentações orais e quatro pôsteres)

28 Conclusões 1. A ANVISA está se tornando referência no uso de T.I.C. :
De 55 trabalhos da ANVISA aprovados para apresentação no 7º Congresso Brasileiro de Saúde Coletiva, 14 são relacionados ao uso de T.I.C. e 4 são de autoria da GGINF.

29 Conclusões 1. A ANVISA está se tornando referência no uso de T.I.C. :
As 2 menções honrosas à ANVISA no 7º Congresso Brasileiro de Saúde Coletiva foram conferidas a trabalhos baseados em produtos da GGINF.

30 Conclusões 1. A ANVISA está se tornando referência no uso de T.I.C. :
Devido ao pioneirismo e à experiência adquirida na adaptação do site para deficientes visuais, a ANVISA foi convidada a fazer parte do GT da Casa Civil (e-Gov.) para acessibilidade

31 Conclusões 1. A ANVISA está se tornando referência no uso de T.I.C. :
a ANVISA foi convidada a fazer parte de 5 das 8 Câmaras Técnicas sobre Governo Eletrônico (Min. Planejamento)

32 Conclusões 1. A ANVISA está se tornando referência no uso de T.I.C. :
A gestão de T.I.C. da ANVISA foi estudo de caso em tese de mestrado (Escola Politécnica da Universidade de São Paulo)

33 Conclusões 1. A ANVISA está se tornando referência no uso de T.I.C. :
O Departamento de Telemática da Marinha do Brasil pretende adotar algumas práticas da gestão de T.I.C. da ANVISA

34 Conclusões 1. A ANVISA está se tornando referência no uso de T.I.C. :
Proposta da BrasilTelecom para utilização do caso ANVISA em suas campanhas publicitárias (testemunhal)

35 Conclusões 1. A ANVISA está se tornando referência no uso de T.I.C. :
Proposta da Unicamp (Instituto de Computação) para utilização da ANVISA em estudo de caso sobre o impacto de T.I.C. em órgãos de governo

36 Conclusões 1. A ANVISA está se tornando referência no uso de T.I.C. :
Único órgão público premiado na edição 2002 do prêmio Automação (alguns premiados: Pão de Açúcar; Sadia; Nestlé; livraria Cultura; editora Saraiva; lojas C&A; transportadora Mercúrio; IBM; Hp; Itautec; Seal; Proceda; Microsiga; Roche; Panarello; Fundação Dom Cabral; Arno; ABRAS; Correios)

37 Conclusões 2. A integração de profissionais de comunicação (webjornalismo, webdesign, publicidade, desenho industrial) com profissionais da área de informática (análise de sistemas, programação, administração de rede e infra-estrutura) é pouco usual -especialmente em órgãos públicos.

38 Conclusões 3. A integração de profissionais de comunicação e informática resulta em alta efetividade das ações de T.I.C.:

39 Conclusões 3. A integração de profissionais de comunicação e informática resulta em alta efetividade das ações de T.I.C.: Os sistemas, desde sua especificação inicial, são concebidos para atender a requisitos de comunicação web

40 Conclusões 3. A integração de profissionais de comunicação e informática resulta em alta efetividade das ações de T.I.C.: Os sistemas, desde sua especificação inicial, são concebidos para atender a requisitos de comunicação web A gestão do site ganha enorme agilidade na implementação de serviços

41 Conclusões 4. A utilização de Tecnologias de Informação e Comunicação pela ANVISA deixou de ser uma opção...

42 Perspectivas para 2003

43 Perspectivas para 2003 Ação estratégica 1 - “construção do sistema de informações para a rede de vigilância sanitária, articulado com outros sistemas de informação do SUS”

44 Perspectivas para 2003 Ação estratégica 1 - “construção do sistema de informações para a rede de vigilância sanitária, articulado com outros sistemas de informação do SUS” Visas Estaduais e LACEN conectados à Intravisa

45 Planejamento Estratégico do Sistema de Informação
Características gerais do S.I. Impactos normativos Impactos organizacionais Impactos tecnológicos

46 Características gerais do sistema de informação
Baseado no tripé Informações sobre a rastreabilidade Inteligência em vigilância sanitária Acesso à informação científica

47 Características gerais do sistema de informação
1. Aplicação intensiva do conceito de governo eletrônico (transações não-presenciais) 2. Bases de dados são alimentadas / atualizadas diretamente pelo agente regulado

48 Características gerais do sistema de informação
3. Bases de dados da ANVISA são “visíveis” por todos os componentes do sistema de vigilância sanitária, inclusive pelo agente regulado

49 Características gerais do sistema de informação
4. Acesso eletrônico dos técnicos da ANVISA à informação científica 5. Disponibilidade de informação gerencial

50 Impactos tecnológicos
1. Infra-estrutura tecnológica e equipe para garantir disponibilidade 24h x 7 dias dos serviços de tecnologia (comunicação, aplicativos providos via web pela ANVISA, acesso a bases de dados)

51 Impactos tecnológicos
2. Elevados investimentos em segurança - cada vez mais, a ANVISA será alvo de ataques (fraude eletrônica, roubo de informação sensível, desmoralização da autoridade reguladora)

52 Impactos tecnológicos
3. Investimento em infra-estrutura tecnológica: para armazenagem de dados (datawarehousing / datamining) para tráfego intenso de arquivos com imagens (digitalização de processos, “quase zero” papel)


Carregar ppt "Agosto/2000 a agosto/2003 3 anos de uso de Tecnologias de Informação e Comunicação (T.I.C.) pela ANVISA: balanço e perspectivas Diretoria Colegiada,"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google