A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Qualificar – Centro de Estudos Técnicos de Formação em Saúde Curso: Técnico em Saúde Bucal Professor: Bruno Aleixo Venturi MICROBIOLOGIA.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Qualificar – Centro de Estudos Técnicos de Formação em Saúde Curso: Técnico em Saúde Bucal Professor: Bruno Aleixo Venturi MICROBIOLOGIA."— Transcrição da apresentação:

1 Qualificar – Centro de Estudos Técnicos de Formação em Saúde Curso: Técnico em Saúde Bucal Professor: Bruno Aleixo Venturi MICROBIOLOGIA

2 O que é Microbiologia ? Mikros (= pequeno) Bio (= vida) Logos (= ciência) A Microbiologia é classicamente definida como a área da ciência que dedica-se ao estudo de organismos que somente podem ser visualizados ao microscópio. Com base neste conceito, a microbiologia aborda um vasto e diverso grupo de organismos unicelulares de dimensões reduzidas, que podem ser encontrados como células isoladas ou agrupados em diferentes arranjos. Assim, a microbiologia envolve o estudo de organismos procarióticos (bactérias, archaeas), eucarióticos (algas, protozoários, fungos) e também seres acelulares (vírus).

3 História Conhecido como Louis Pasteur, suas descobertas tiveram um impacto muito grande na medicina, seus trabalhos tornaram-se o início do que chamamos hoje de microbiologia. Segundo ele era necessário estudar e identificar cada micróbio responsável por cada doença infecciosa, pois somente assim seria possível desenvolver métodos e técnicas para combater este agente infeccioso. Entre suas descobertas, a presença de bactérias na fermentação, a existência de vírus (vacina) e a técnica de pasteurização.

4 O que são bactérias ? Bactérias são organismos unicelulares simples que não possuem núcleo. Existe milhares de diferentes bactérias e a maioria das quais são completamente benéficas ao homem. Há diversos tipos de bactérias vivendo em nosso organismo, podendo destacar a dos intestinos que facilitam a digestão dos alimentos e mantém em equilíbrio o número de microrganismos no local.

5 Existência Bactérias existem há mais de que 3,5 bilhões anos. Graça às estruturas simples, bactérias podem sobreviver em todos ambientes da terra. Podem ser encontrados por exemplo no ar, no solo, na água, vulcão, no mar profundo, nas fontes quentes, no gelo, no sal, na pele dos homens, etc. Em condições desfavoráveis algumas bactérias formam esporos, que podem sobreviver milhões de anos.

6

7 Membrana esquelética Membrana esquelética: função de proteger, dar resistência a bactéria.

8 Membrana esquelética Hialoplasma Hialoplasma: região interna da bactéria.

9 Membrana esquelética Hialoplasma Cromatina: presença do material géntico. Cromatina

10 Membrana esquelética Hialoplasma Ribossomos: estrutura responsável pela síntese protéica. Cromatina Ribossomos

11 Tipos de bactérias ? As bactérias podem ser classificadas, quanto a sua forma, em três grupos básicos: Cocos: que são células esféricas que quando agrupadas aos pares recebem o nome de diplococos. Quando o agrupamento constitui uma cadeia de cocos estes são denominados estreptococos. Cocos em grupos irregulares, lembrando cachos de uva recebem a designação de estafilococos.

12 Tipos de bactérias ? Bacilos: são células cilíndricas, em forma de bastonetes, em geral se apresentam como células isoladas porém, ocasionalmente, pode-se observar bacilos aos pares (diplobacilos) ou em cadeias (streptobacilos).

13 Tipos de bactérias ? Espirilos: são células espiraladas e geralmente se apresentam como células isoladas. Vibrião: é um caso especial de espirilo, assemelhando-se a um segmento da espiral, ou a uma vírgula.

14 Basicamente a diferença entre esses dois tipos de bactérias está na parede celular. A distinção entre os dois maiores grupos de bactérias é feita com base em uma técnica de coloração desenvolvida pelo microbiologista dinamarquês Hans Christian Gram Quando a parede tem uma camada espessa de peptidoglicanos, as células se tingem de cor púrpura ou azul quando fixadas com violeta- cristal (uma preparação conhecida como técnica de Gram), e denominam-se bactérias "Gram-positivas". Grupos de bactérias

15 "Gram-negativas" tingem de vermelho com a técnica de Gram, por conterem uma camada de lipídios no exterior da parede celular, então sua parede celular é composta por uma camada de peptidioglicanos (parede celular das bactérias) e lipídios que ficam mais externo, assim no processo de coloração durante o processo de coloração o lipídio dissolve e solta o cristal violeta, dando-lhe apenas a coloração vermelha. Muitos antibióticos, incluindo a penicilina e seus derivados, atacam especificamente a parede celular das bactérias Gram-positivas, inibindo as enzimas responsáveis pela síntese dos peptidoglicanos. Grupos de bactérias

16 Aeróbias: crescem apenas na presença de oxigénio Anaeróbicas: crescem apenas na ausência de oxigénio Facultativas: podem crescer tanto na presença como na ausência de oxigénio. Tipos de bactérias O2O2

17 Formas de reprodução Reprodução assexuada: nesse processo a célula bacteriana duplica seu cromossomo e se divide ao meio.

18 Formas de reprodução Conjugação - Consiste na passagem (ou troca) de material genético entre duas bactérias através de uma ponte citoplasmática formada pelas fímbrias. Transformação - A bactéria absorve moléculas de DNA disperso no meio. Esse DNA pode ser proveniente, por exemplo, de bactérias mortas. Transdução - As moléculas de DNA são transferidas de uma bactéria a outra usando vírus como vetores.

19 Importância As bactérias são responsáveis pela decomposição ou deterioração da carne, do vinho, das verduras, do leite e de outros produtos de consumo diário. A capacidade de fermentação de certas espécies é aproveitada na produção de queijo, iogurtes, temperos e embutidos. As bactérias também são úteis para o homem, como na indústria farmacêutica que utiliza bactérias para fabricar antibióticos específicos.

20 Doenças Algumas das bactérias levam de fato a infecções muito graves para os seres humanos. A infecção é causada porque as bactérias podem produzir toxinas, que são nocivas para as células humanas. As bactérias podem penetrar no corpo humano, através dos pulmões, por meio da inalação de partículas expulsas pela respiração, tosse ou espirros de uma pessoa infectada.

21 Antibióticos O primeiro antibiótico identificado pelo homem foi a penicilina por Alexander Fleming, médico microbiologista em Acabou-se descobrindo o antibiótico por acaso. Fleming tirou férias e, por esquecimento, deixou algumas placas com culturas de estafilococos sobre a mesa, em lugar de guardá-las na geladeira ou inutilizá-las, como seria natural.

22 Antibióticos Ao retornar ao trabalho, em setembro do mesmo ano, observou que algumas das placas estavam contaminadas com mofo, fato este relativamente frequente, porém ao observar melhor havia um halo transparente em torno do mofo contaminante, o que parecia indicar que aquele fungo produzia uma substância bactericida. O fungo foi identificado como pertencente ao gênero Penicillium, de onde deriva o nome da penicilina dado à substância por ele produzida.

23 Tipos de antibióticos Antibióticos são categorizados como bactericidas se eles matam a bactéria susceptível ou bacteriostático se ele inibe reversivelmente o crescimento da bactéria. A conduta adequada é descobrir o tipo de bactéria para administrar o antibiótico correto.

24 Bactérias patógenas As bactérias patogênicas são aquelas que causam doenças, dentre elas destacam-se: Tuberculose Hanseníase Cólera Tétano Meningite Difteria Leptospirose Sífilis Gonorréia

25 Tétano É uma infecção grave causada pela toxina de uma bactéria chamada clostridium que entra no organismo por lesões de pele tais como cortes, arranhaduras, mordidas de bicho. O tétano não é doença contagiosa. Como se adquire? A bactéria é encontrada nas fezes de animais ou humanos que se depositam na areia ou na terra. A infecção se dá pela entrada das bactérias por qualquer tipo de ferimento na pele contaminado com areia ou terra. Queimaduras e tecidos necrosados também são porta de entrada para a bactéria. Vacinação Deve-se receber três doses da vacina dupla de adulto (dT) para proteção contra o tétano e a difteria, respeitando-se o intervalo mínimo de 30 dias entre as doses. Depois de completada a série de três doses, é necessário apenas uma dose de reforço a cada dez anos, para manter a proteção adequada.

26 Material enferrujado causa tétano ??

27


Carregar ppt "Qualificar – Centro de Estudos Técnicos de Formação em Saúde Curso: Técnico em Saúde Bucal Professor: Bruno Aleixo Venturi MICROBIOLOGIA."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google