A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Saboneteria: uma oficina de geração de renda? Relato de experiência em um CAPS de Campinas/SP Karina Meneguetti, Marcela dos Reis Bigatão e Marina Fernandes.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Saboneteria: uma oficina de geração de renda? Relato de experiência em um CAPS de Campinas/SP Karina Meneguetti, Marcela dos Reis Bigatão e Marina Fernandes."— Transcrição da apresentação:

1 Saboneteria: uma oficina de geração de renda? Relato de experiência em um CAPS de Campinas/SP Karina Meneguetti, Marcela dos Reis Bigatão e Marina Fernandes dos Santos Terapeutas Ocupacionais do CAPS David Capistrano da Costa Filho do Serviço de Saúde Dr. Cândido Ferreira em Campinas/SP

2 Introdução: O processo da reforma psiquiátrica requer a implementação de políticas públicas que garantam a inserção laboral de pessoas com transtorno mental, no entanto esse é um dos grandes desafios para a intervenção em saúde mental e que apesar de todos os progressos, mudanças de paradigmas e práticas voltadas para a reabilitação psicossocial, a inclusão no mercado de trabalho é ainda uma importante barreira a ser transposta. Pensando no valor do trabalho enquanto prática que integraliza e legitima o indivíduo, duas terapeutas ocupacionais pensaram na criação de uma oficina de geração de renda, que aumentaria os espaços de atuação social e autonomia para os nossos usuários; tendo em vista que na economia solidária o objetivo é desenvolver uma forma de economia mais justa que tem como característica a igualdade e a solidariedade. Objetivo: Trazer reflexões sobre a viabilidade de uma oficina de geração de renda no contexto de um CAPS III e sobre a importância da economia solidária para inserção laboral de pessoas com transtorno mental. Metodologia: A oficina é realizada semanalmente, com duração de 1 hora e 30 minutos, coordenado por duas terapeutas ocupacionais. Atualmente conta com 6 usuários e eventualmente temos a participação de pessoas em hospitalidade integral (internação). Nessa oficina confeccionamos sabonetes artesanais e todo o processo tem participação dos usuários, desde a escolha dos ingredientes que serão utilizados, o formato do sabonete e a embalagem do produto.

3 Conclusões/Considerações Finais: O projeto de geração de renda tem sem apresentado como importante recurso de inserção laboral e conquista de cidadania e autonomia para as pessoas com transtorno mental, porém essas experiências ainda são frágeis e com poucas condições de, efetivamente, gerar renda aos usuários. Discussão: A oficina acontece há dois anos e por se tratar de uma oficina de trabalho, assuntos relativos a essa tema são tratados. Todo o processo de confecção do sabonete tem participação ativa do usuário, além de discutirmos as melhores formas de comercialização do produto e as possibilidades para investimento do lucro obtido com a venda. Além disso, participamos mensalmente de uma supervisão de geração de renda que se propõe a pensar sobre os conceitos da economia solidária e nos processos de trabalho. Após esse período de realização da oficina algumas inquietações foram surgindo, o CAPS III é o local ideal para as oficinas de geração de renda?, e quando a oficina de geração de renda não gera renda?, porque usuários com mais autonomia deixam de participar da oficina? Esses questionamentos nos fazemos regularmente e nos impulsiona a repensar nossa prática.


Carregar ppt "Saboneteria: uma oficina de geração de renda? Relato de experiência em um CAPS de Campinas/SP Karina Meneguetti, Marcela dos Reis Bigatão e Marina Fernandes."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google