A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Financiamento à Internacionalização Empresarial Congresso ANJE * A Competitividade e o Bom Financiamento das Empresas Carlos Tavares Comissão do Mercado.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Financiamento à Internacionalização Empresarial Congresso ANJE * A Competitividade e o Bom Financiamento das Empresas Carlos Tavares Comissão do Mercado."— Transcrição da apresentação:

1 Financiamento à Internacionalização Empresarial Congresso ANJE * A Competitividade e o Bom Financiamento das Empresas Carlos Tavares Comissão do Mercado de Valores Mobiliários Porto, 23 de Junho de 2007

2 Poupança e Investimento A Competitividade e o Bom Financiamento das Empresas Congresso ANJE 2 Poupança Particulares Poupança Empresas Poupança Estado Investimento Empresas Investimento Estado Investimento Particulares = 6%5%-1,5%12%3%5% 10%20% -10%= Poupança Externa = Défice BTC % PIB

3 Nota: (a) Os rácios de capacidade de financiamento, poupança e investimento em percentagem do PIB são calculados utilizando informação das Contas Nacionais na base 1995 até Desde esta data (inclusive) os rácios correspondem a dados das Contas Nacionais na base 2000 (até 2003) e a estimativas do Banco de Portugal. Para 1999, apresentam-se os valores compatíveis com cada uma das bases referidas. (b) Inclui a aquisição líquida de terrenos e activos incorpóreos. Fontes: INE e Banco de Portugal. Poupança, Investimento e Capacidade de Financiamento dos Particulares Em percentagem do PIB A Competitividade e o Bom Financiamento das Empresas Congresso ANJE 3

4 Fontes: INE e Banco de Portugal. Nota: Os rácios de necessidade/capacidade de financiamento, poupança e formação bruta de capital em percentagem do PIB são calculados utilizando informação das Contas Nacionais na base 1995 até Desde esta data (inclusive) os rácios correspondem a dados das Contas Nacionais na base 2000 (até 2003) e a estimativas do Banco de Portugal. Para 1999, apresentam-se os valores compatíveis com cada uma das bases referidas. Necessidades de Financiamento, Poupança e Investimento das Sociedades Não Financeiras Em percentagem do PIB A Competitividade e o Bom Financiamento das Empresas Congresso ANJE 4

5 Fontes: Eurostat e Banco de Portugal. Nota: (a) UE15 e área do euro, excluindo a Irlanda e o Luxemburgo. Em 2005, A Suécia e a Grécia são adicionalmente excluídos dos respectivos agregados. Poupança e Necessidade/Capacidade de Financiamento das Sociedades Não Financeiras na União Europeia Portugal A Competitividade e o Bom Financiamento das Empresas Congresso ANJE 5

6 Notas: (a) Rácio entre a poupança líquida do sector, acrescida dos rendimentos distribuídos das sociedades e lucros de IDE reinvestidos (em pregos do sector), e o stock médio anual de acções e outras participações (passivos) não consolidado do sector das sociedades não financeiras, calculado com base no stock a valor de mercado em t-1 e em t, sendo o stock em t corrigido das mais e menos valias do ano. (b) Rácio entre o resultado líquido do exercício e o valor médio anual do capital próprio das sociedades não financeiras com mais de 20 pessoas ao serviço. (c). Rácio entre o resultado corrente (resultado operacional mais resultado financeiro) e o valor de acções e outras participações (capital próprio acrescido de provisões e ajustamentos). Ao último valor disponível são aplicadas as taxas de variação da rendibilidade dos capitais próprios calculadas com base em empresas comuns em dois anos consecutivos. Fontes: INE (Contas Nacionais e Sistema Integrado de Estatísticas de Empresas) e Banco de Portugal (Contas Financeiras e Central de Balanços). Rendibilidade dos Capitais Próprios das Sociedades Não Financeiras A Competitividade e o Bom Financiamento das Empresas Congresso ANJE 6

7 Fontes: INE e Banco de Portugal. Nota: Dívida financeira definida como o somatório dos empréstimos e de títulos excepto acções. Para o período anterior a 1995, o montante da dívida foi estimado, utilizando para o efeito a taxa de variação anual dos empréstimos bancários a sociedades não financeiras, principal fonte de financiamento externo no período em consideração. Dívida Financeira das Sociedades Não Financeiras Em percentagem do PIB A Competitividade e o Bom Financiamento das Empresas Congresso ANJE 7

8 Fontes: Eurostat e Banco de Portugal. Notas: (a) Dívida total corresponde à soma de empréstimos, títulos de dívida e créditos comerciais passivos. (b) Inclui também outras contas a pagar. (c) EU15, excluindo o Reino Unido, a Irlanda e o Luxemburgo. Estes últimos também excluídos no agregado da área do euro. Portugal Rácio da Dívida Total no PIB (a) A Competitividade e o Bom Financiamento das Empresas Congresso ANJE 8

9 Notas: (a) Média das respostas dos cinco grupo bancários portugueses inquiridos pelo Inquérito aos Bancos sobre o Mercado de Crédito na área do euro ( Bank Len ding Survey ).Valores inferiores a 3 correspondem a factores que contribuem para a redução da procura de crédito comparativamente ao trimestre anterior, enquanto que valores superiores a 3 representam factores que concorrem para o aumento da procura de crédito. (b) Escala da direita. Notas: (a) Média das respostas dos 85 bancos nacionais inquiridos pelo Inquérito aos Bancos sobre o Mercado de Crédito na área do euro ( Bank Lending Survey ). Valores inferiores a 3 correspondem a factores que contribuem para a redução da procura de crédito comparativamente ao trimestre anterior, enquanto que valores superiores a 3 representam factores que concorrem para o aumento da procura de crédito. (b) Escala da direita. Tendências da Procura de Empréstimos Bancários A Competitividade e o Bom Financiamento das Empresas Congresso ANJE 9

10 Nota: (a) Média das respostas dos cinco grupo bancários portugueses inquiridos pelo Inquérito aos Bancos sobre o Mercado de Crédito na área do euro (Bank Lending Survey). Valores inferiores a 3 (valor neutro) correspondem a factores que contribuem para a redução da procura de crédito comparativamente ao trimestre anterior, enquanto que valores superiores a 3 representam factores que concorrem para o aumento da procura de crédito Nota: (a) Média das respostas dos 85 bancos nacionais inquiridos pelo Inquérito aos Bancos sobre o Mercado de Crédito na área do euro ( Bank Lending Survey ). Valores inferiores a 3 (valor neutro) correspondem a factores que contribuem para a redução da procura de crédito comparativamente ao trimestre anterior, enquanto que valores superiores a 3 representam factores que concorrem para o aumento da procura de crédito Factores a Influenciar a Procura de Empréstimos por parte de Sociedades Não Financeiras A Competitividade e o Bom Financiamento das Empresas Congresso ANJE 10

11 Fonte: Comissão Europeia Considera que no geral o actual financiamento da sua empresa é suficiente para desenvolver os seus projectos? PaísesTotalSimNão[NS \ NR] União Europeia (15)304777%19%3% Bélgica20282%16%2% Dinamarca20691%8%1% Alemanha30073%26%0% Grécia10073%25%2% Espanha30085%15%1% França30083%15%2% Irlanda10093%7%1% Itália30066%26%9% Luxemburgo10079%16%5% Holanda20079%19%2% Áustria20085%13%2% Portugal10068%24%8% Finlândia10093%7%0% Suécia23977%21%2% Reino Unido30091%7%3% Eurobarómetro da Comissão Europeia para as PME A Competitividade e o Bom Financiamento das Empresas Congresso ANJE 11

12 Fontes: INE, Inquérito de Conjuntura ao Investimento. Notas: (a) Percentagem de empresas que apontam cada um dos factores limitativos, de entre o conjunto de empresas que indicam limitações ao investimento. (b) Intenções. Principais Factores Limitativos ao Investimento por Parte de Empresas Não Financeiras (a) A Competitividade e o Bom Financiamento das Empresas Congresso ANJE 12

13 Fontes: INE, Inquérito de Conjuntura ao Investimento. Notas: (a) Intenções. (b) Estrutura relativa a Estrutura de Financiamento do Investimento de Acordo com as Respostas do inquérito de Conjuntura ao Investimento A Competitividade e o Bom Financiamento das Empresas Congresso ANJE 13

14 Fonte: INE Financiamento do Investimento em Portugal A Competitividade e o Bom Financiamento das Empresas Congresso ANJE 14

15 Fonte: Banco de Portugal (Central de Balanços). Nota: Endividamento definido como o rácio entre dívida financeira e activo total líquido. Fonte: Banco de Portugal (Central de Balanços). Nota: Custo de financiamento definido como o rácio entre os juros suportados e a dívida financeira Custo de FinanciamentoEndividamento A Competitividade e o Bom Financiamento das Empresas Congresso ANJE 15

16 Fonte: Banco de Portugal (Central de Balanços). Nota: Rendibilidade definida como o rácio entre os resultados operacionais (brutos) e activo total líquido. Rendibilidade A Competitividade e o Bom Financiamento das Empresas Congresso ANJE 16

17 Fonte: Banco de Portugal (Central de Balanços). Fonte: Banco de Portugal (Central de Balanços e Central de Responsabilidade de Crédito). InvestimentoIncumprimento A Competitividade e o Bom Financiamento das Empresas Congresso ANJE 17

18 Fonte: Comissão Europeia Existe um plano de desenvolvimento da empresa para os próximos 3 anos? PaísesTotalSimNão[NS \ NR] União Europeia (15)304737%62%2% Bélgica20232%66%2% Dinamarca20643%56%1% Alemanha30041%58%1% Grécia10062%33%5% Espanha30028%68%3% França30026%73%0% Irlanda10070%29%1% Itália30032%66%2% Luxemburgo10038%62%0% Holanda20043%57%0% Áustria20045%51%4% Portugal10038%60%2% Finlândia10060%36%3% Suécia23958%41%1% Reino Unido30037%62%0% Eurobarómetro da Comissão Europeia para as PME A Competitividade e o Bom Financiamento das Empresas Congresso ANJE 18

19 Despesa Interna Bruta em I&D (% do PIB) A Competitividade e o Bom Financiamento das Empresas Congresso ANJE Fonte: Eurostat, Indicadores Estruturais Notas: (*) Estimativa do Eurostat : Valor não disponível (1) Valores estimados para 2000 e 2002 e previstos para 2004 e ,91 1,93UE15 (*) 1,85 1,88UE25 (*) 1,84 1,87UE27 (*) 0,810,770,74PORTUGAL (1)

20 Fonte: Banco de Portugal. Nota: (a) Montantes não consolidados. Principais Fluxos de Financiamento das Sociedades Não Financeiras Em percentagem do PIB A Competitividade e o Bom Financiamento das Empresas Congresso ANJE 20

21 Evolução do Peso da Capitalização Bolsista no PIB (Excluindo Acções do Banco Santander, do Banco Popular e da Sacyr) A Competitividade e o Bom Financiamento das Empresas Congresso ANJE 21

22 Capitalização Bolsista Acções Comparada A Competitividade e o Bom Financiamento das Empresas Congresso ANJE Fontes: Cap. Bolsista: Dathis // PIB pm: INE 0% 10% 20% 30% 40% 50% 60% 70% 80% 90% Média EuropeiaPortugal 22

23 Fonte: IPO Watch Europe - PWC Milhões de Euros A Competitividade e o Bom Financiamento das Empresas Congresso ANJE Evolução do Número e Valor dos IPOs na Europa 23

24 Fonte: CMVM Milhões de Euros Evolução do Número e Valor dos IPOs em Portugal A Competitividade e o Bom Financiamento das Empresas Congresso ANJE 24

25 Fonte: IPO Watch Europe - PWC Milhões de Euros Evolução do Número e Valor dos IPOs por Bolsas (2006) A Competitividade e o Bom Financiamento das Empresas Congresso ANJE 25

26 Novas Empresas para o Mercado de Capitais A Competitividade e o Bom Financiamento das Empresas Congresso ANJE Mais acções no mercado: SAD do Benfica (concluído) Martifer (em curso) REN EDP BPN (?) 26

27 Fonte: CMVM Evolução do Número das Sociedades e Fundos de Capital de Risco A Competitividade e o Bom Financiamento das Empresas Congresso ANJE 27

28 Fonte: CMVM Evolução do Valor sob Gestão das Sociedades e Fundos de Capital de Risco A Competitividade e o Bom Financiamento das Empresas Congresso ANJE 28

29 Mercado de Capitais Custos Elevados? A Competitividade e o Bom Financiamento das Empresas Congresso ANJE 29 Custos de Introdução em Bolsa Custos de manutenção em Bolsa - CVMM - - Euronext - - CVMM - - Euronext - Custos Monetários Exemplo: Empresa que queira realizar IPO no valor de 200 milhões de euros e admissão à negociação de 800 milhões de euros (por exemplo, a Martifer) 25 mil euros 9 mil euros (2.250 euros por trimestre) 157 mil euros 16 mil euros

30 Mercado de Capitais Custos Elevados? A Competitividade e o Bom Financiamento das Empresas Congresso ANJE 30 Não diferem substancialmente dos requeridos no financiamento bancário A Informação é auxiliar precioso de gestão Positivo para a gestão mercado retribui com feed-backobjectivo sobre qualidade gestão Requisitos de corporate governance são positivos para o desenvolvimento das empresas Lei e regulação têm em conta a diminuição das empresas Remuneração do capital deve ser superior à da dívida mas Remuneração da dívida e sua amortização obedecem a calendários fixos enquanto a remuneração dos accionistas é conformada com o ciclo de rentabilidade dos projectos Custos de Informação Custos de Transparência e Disciplina Custos Financeiros


Carregar ppt "Financiamento à Internacionalização Empresarial Congresso ANJE * A Competitividade e o Bom Financiamento das Empresas Carlos Tavares Comissão do Mercado."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google