A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Liderança, Empreendedorismo e Desenvolvimento Regional 27º. Congresso de Municípios do Rio Grande do Sul Porto Alegre – Junho de 2007.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Liderança, Empreendedorismo e Desenvolvimento Regional 27º. Congresso de Municípios do Rio Grande do Sul Porto Alegre – Junho de 2007."— Transcrição da apresentação:

1 Liderança, Empreendedorismo e Desenvolvimento Regional 27º. Congresso de Municípios do Rio Grande do Sul Porto Alegre – Junho de 2007

2 Se existem recursos e informações, porque o desenvolvimento não acontece ???

3 Ato de desenvolver-se. [De des- + envolver. – mudar de posição para fora] des- [Origem da junção das preposições latinas de e ex, significando 'ação contrária, 'negação'. envolver. [Do lat. involvere.] Mudança de posição para dentro. Fonte: Dicionário Aurélio Desenvolvimento Etimologia

4 Desenvolvimento Desenvolvimento Expansão quantitativa e qualitativa (econômica, social e ambiental) Regional Regional Cenário físico da atividade social, econômica, política e cultural, com um recorte geográfico definido. Fonte: Glossário RedeSist Desenvolvimento Regional Conceito

5 Ativação do potencial de melhoria sócio-econômica de uma região. Desenvolvimento Regional Conceito

6 Desenvolvimento = Qualidade de Vida Humano: melhorar a vida das pessoas Social: não de alguns, mas de todos Sustentável: agora e no futuro Desenvolvimento Conceito contemporâneo

7 Maiores PIB EUA Japão Alemanha Reino Unido França China Itália Espanha Canadá Índia Noruega Islândia Austrália Irlanda Suécia Canadá Japão EUA Suíça Holanda Fonte: PNUD 2004 Melhores IDH

8 BRASIL Concentração de Renda 14° PIB 69° IDH (entre 177 países) 11° em concentração de renda Fonte: PNUD 2004

9 Concentração de Renda Distância entre os 20% mais pobres e os 20% mais ricos, para os 10 países com maiores PIB 3,4 vezes - Japão 4,3 vezes - Alemanha 4,9 vezes - Índia 5,5 vezes - Canadá e França 6,0 vezes - Espanha 6,5 vezes - Itália 7,2 vezes - Reino Unido 8,4 vezes - EUA 10,7 vezes - China 23,7 vezes - Brasil23,7 vezes - Brasil Fonte: PNUD 2004

10 Concentração de Renda Os 15 mais desiguais: Serra Leoa Namíbia Lesoto Bolívia Rep. Centro Africana Paraguai Haiti Colômbia Panamá Suazilândia Brasil El Salvador Nigéria Guatemala Chile Fonte: PNUD 2004

11 Visão sistêmica do desenvolvimento O desenvolvimento resulta da articulação entre diferentes elementos: Capital ambiental Capital humano Capital social Capital produtivo

12 Recursos naturais: –Solos e sub-solos –Água –Facilidades geográficas (rios navegáveis, clima, etc.) –Localização privilegiada –Recursos paisagísticos Capital ambiental

13 Capital humano Recursos humanos qualificados Grau de escolaridade Cultura de trabalho Capacidade de criar soluções para os seus problemas Condições de ampliação da competência

14 Capital social Capacidade de solucionar problemas em esforço coletivo Organização e participação social Capital político Confiança Cooperação Reciprocidade Empoderamento

15 Capital produtivo Cultura empreendedora Bens tangíveis para a produção Bens instangíveis para a produção: –Auto-estima elevada –Identificação de oportunidade e iniciativa –Capacidade de realizar –Atitude pró-ativa –Sustentabilidade

16 Mundo Qual a significância das MPE no setor produtivo? Participação das MPE em número de empresas: Alemanha – 98,8% MPE Reino Unido – 99,3% MPE União Árabe – 94,3% MPE Estados Unidos – 99,7% MPE Estimativa da WASME: 98% das empresas formais

17 99,2 % das empresas brasileiras – 4,9 milhões de empresas industriais, da construção, comércio e serviços 4,1 milhões de propriedades rurais familiares (INCRA) 57,2 % da ocupação de mão-de-obra na atividade econômica 62,1 % das empresas exportadoras Fonte: IBGE/CEMPRE 2002 e Observatório Sebrae 2005 Brasil Qual a significância das MPE no setor produtivo?

18 Único segmento que tem gerado continuamente novos postos de trabalho na economia (geram seis vezes mais empregos na relação emprego gerado/ participação no PIB) Combatem a concentração de renda Brasil Qual a significância das MPE no setor produtivo?

19 Capital ambiental Capital humano Capital social Capital produtivo Desenvolvimento Regional cidadania tecnologia recursos ambientais consciência ambientalcompetências trabalho e renda confiança região

20 O desenvolvimento exige protagonismo local AMBIENTE

21 1. INTEGRAR (romper barreiras) 2. DESENVOLVER (visão estratégica) 3. QUALIFICAR 4. INSTITUCIONALIZAR AMBIENTE integrar

22 A mudança precisa ocorrer em todos os planos SERVIDORES LÍDERES FUNCIONÁRIOS LÍDERES VOLUNTÁRIOS LÍDERES integrar liderança

23 Atuação INTEGRADA dos líderes. Atuação INTEGRADA dos líderes. Lideranças mais fortes e EMPREENDEDORAS Lideranças mais fortes e EMPREENDEDORAS Saber onde chegar e quando (METAS) Saber onde chegar e quando (METAS) Saber como chegar (PLANEJAMENTO) Saber como chegar (PLANEJAMENTO) Criar ferramentas (PLANOS e PROJETOS) Criar ferramentas (PLANOS e PROJETOS) Implementar (INSTITUIÇÕES, ESTRUTURA) Implementar (INSTITUIÇÕES, ESTRUTURA) Monitorar (ACOMPANHAR E CORRIGIR) Monitorar (ACOMPANHAR E CORRIGIR) O desenvolvimento exige

24 Gestão de Resultados DESENVOLVIMENTO DA CULTURA EMPREENDEDORA Mudança de comportamento Criatividade e inovação Ousadia e realização transformadora INTEGRAÇÃO E FORTALECIMENTO DAS LIDERANÇAS Rompimento de paradigmas Qualificação da ação de liderança Compartilhamento PLANO ESTRATÉGICO DE DESENVOLVIMENTO REGIONAL Visão de longo prazo Identificação das vantagens competitivas Orientação à ação Modernidade na gestão

25 Liderança Empreendedora para o Desenvolvimento Regional

26 É um programa de mobilização, qualificação e integração de lideranças, que estimula o alinhamento das demandas no plano local e a respectiva convergência das políticas de fomento estaduais e nacionais, com ênfase na criação do ambiente favorável aos pequenos negócios para o desenvolvimento regional sustentável O que é?

27 Política C Política Integrada NA + UF Demanda 4 Demanda I Demanda II Demanda III O que é? Demanda 1 Demanda 2 Demanda 3Demanda 5 Demanda 6 Demanda 7 ALINHAMENTO DAS DEMANDAS PLANEJAMENTO REGIONAL Política A Política B Política D Política E CONVERGÊNCIA DAS POLÍTICAS Sistêmico

28 Quem participa? Empresários e gestores municipais, com perfil de liderança e potencial de atuação para o desenvolvimento regional sustentável.

29 Interação: abrange todas as atividades compartilhadas em que existam trocas, intercooperação e influências recíprocas, que têm como finalidade principal construir vínculos entre os participantes e, entre estes e potenciais parceiros, para o alcance dos objetivos definidos. Qualificação: abrange todas as atividades que têm como objetivo principal ampliar o conjunto de informações apropriadas pelos participantes e potencializar as características pessoais destes que possibilitem ações eficientes para o alcance dos objetivos definidos. Institucionalização: abrange todas as atividades que têm como objetivo principal estabelecer e manter estrutura material, humana e política, sustentável, para a realização das ações coletivas construídas para o alcance dos objetivos definidos. Arranjo Estratégico: abrange todas as atividades que têm como finalidade principal organizar os parceiros, os participantes e suas entidades para a execução cooperativa e alcance dos objetivos definidos. Institucionalização Interação Arranjo Estratégico Qualificação Naturezas do Programa Institucionalização Institucionalização Interação ArranjoEstratégico Qualificação

30 Apoiar a mobilização de lideranças para a criação, formulação e implantação de um programa de desenvolvimento regional, e seus mecanismos de sustentação, congregando e integrando o Setor Público, o Setor Privado e o Terceiro Setor, fundado em paradigma e cultura empreendedores. Objetivo Estratégico

31 O Programa FASE DE IMPLANTAÇÃO CONTRATAÇÃO MANUTENÇÃO COESÃO DO GRUPO E GESTÃO DA MUDANÇA LIDERANÇA EMPREENDEDORA E NEGOCIAÇÃO E NEGOCIAÇÃO PLANO ESTRATÉGICO REGIONAL E GRUPO DE AÇÃO INSTITUCIONALIZAÇÃO E GOVERNANÇA DO DESENVOLVIMENTO DA REGIÃ O FORMAÇÃO DO GRUPO E AÇÕES PRELIMINARES

32 ESTÁGIO I IDENTIFICAÇÃO DA SITUAÇÃO REGIONAL ESTÁGIO II SENSIBILIZAÇÃO E FORMAÇÃO DO GRUPO ESTÁGIO III CONSTRUÇÃO DA COESÃO E IDENTIDADE DO GRUPO ESTÁGIO IV GESTÃO COMPARTILHADA DA MUDANÇA ESTÁGIO V DESENVOLVIMENTO DA LIDERANÇA EMPREENDEDORA ESTÁGIO VI OPORTUNIDADES DE ARTICULAÇÃO E NEGOCIAÇÃO ESTÁGIO VIIFORMULAÇÃO DE ESTRATÉGIAS DE DESENVOLVIMENTO ESTÁGIO VIIIGESTÃO ESTRATÉGICA DO DESENVOLVIMENTO INSTITUCIONALIZAÇÃO E GOVERNANÇA DO DESENVOLVIMENTO DA REGIÃO ESTÁGIO IXINSTITUCIONALIZAÇÃO E GOVERNANÇA DO DESENVOLVIMENTO DA REGIÃO O Programa

33 Estágio I Identificação da Situação Regional BLOCO 1 - Levantamento do perfil regional e dos critérios de viabilidade da constituição do grupo pela equipe do SEBRAE; BLOCO 2 - Identificação das principais entidades e lideranças da região potencialmente envolvidas com o desenvolvimento; BLOCO 3 - Identificação das iniciativas regionais organizadas para o desenvolvimento; Previsão: 120 horas de gestão

34 Estágio II Sensibilização e formação do grupo BLOCO 1 – Apresentação do LIDER e dos critérios de participação às entidades identificadas e convocadas; BLOCO 2 – Organização do Grupo de Trabalho (GT) das entidades e promotores para gestão da implementação do Programa; BLOCO 3 – Indicação das lideranças à participação pelo GT. BLOCO 4 – Convite formal aos participantes indicados; BLOCO 5 – Constituição final do grupo; BLOCO 6 – Contrato de participação. Previsão: 12 horas de consultoria 24 horas de gestão

35 Estágio III Construção da Coesão e Identidade do Grupo BLOCO 1 – Abertura solene e apresentação do programa BLOCO 2 – Palestra Desenvolvimento Regional BLOCO 3 – Oficina: Construindo a Coesão e a Identidade do Grupo BLOCO 4 – Gente que faz: Testemunho BLOCO 5 – Ferramentas de Gestão Regional BLOCO 6 – Oficina: Mapeando Mentalmente a Região BLOCO 7 – Oficina: Contrato de Intenções e Avaliação da Experiência Previsão: 12 horas de trabalho

36 Estágio IV Gestão Compartilhada da Mudança BLOCO 1 – Palestra Motivação e Dinâmica da Mudança BLOCO 2 – Oficina: Exercitando a Mudança BLOCO 3 – Gente que faz: Testemunho BLOCO 4 – Ferramentas de Gestão Regional BLOCO 5 – Oficina: Exercitando a atuação do Agente de Mudanças BLOCO 6 – Oficina: Avaliação da Experiência Previsão: 12 horas de trabalho

37 Estágio V Oportunidades de Articulação e Negociação BLOCO 1 – Gente que faz: Prefeito Empreendedor BLOCO 2 – Ferramentas de Gestão Regional: Premio SEBRAE Prefeito Empreendedor BLOCO 3 – Palestra: Competência em Negociação BLOCO 4 – Oficina: Exercitando a negociação BLOCO 5 – Rodada de Oportunidades: Espaço para Negócios BLOCO 6 – Oficina: Avaliação da Experiência Previsão: 12 horas de trabalho

38 Estágio VI Desenvolvimento da Liderança Empreendedora BLOCO 1 – Palestra: O Processo da Liderança BLOCO 2 – Palestra A Liderança Empreendedora BLOCO 3 – Oficina: O empreendedor em ação BLOCO 4 – Oficina: Avaliação da Experiência BLOCO 5 – Celebração: Entrega do Prêmio ao Grupo Vencedor Previsão: 12 horas de trabalho

39 Estágio VII Formulação de Estratégias de Desenvolvimento BLOCO 1 – Palestra: A região no cenário econômico e social brasileiro – insumos ao Planejamento Regional BLOCO 2 – Oficina 1: Contando a história regional BLOCO 3 – Oficina 2: Diferenciando-nos BLOCO 4 – Oficina 3: Descobrindo o que nos afeta BLOCO 5 – Palestra: Ameaças e ferramentas à execução do planejamento na região BLOCO 6 – Oficina 4: O futuro e nossas estratégias BLOCO 7 – Oficina: Avaliação da Experiência Previsão: 12 horas de trabalho

40 Estágio VIII Gestão Estratégica do Desenvolvimento BLOCO 1 – Palestra: Elaboração de Projetos BLOCO 2 – Oficina 1: Pilares Estratégicos BLOCO 3 – Oficina 2: Desafios Estratégicos BLOCO 4 – Palestra: Próximos Passos BLOCO 5 – Palestra: Indicadores de resultado e de desempenho BLOCO 6 – Oficina 3: Estruturando a implantação e o monitoramento do Plano Estratégico Regional BLOCO 7 – Oficina 4: Contrato e eleição do Grupo de Ação BLOCO 8 – Preparação da apresentação final BLOCO 9 – Celebração e apresentação final Previsão: 16 horas de trabalho

41 Estágio IX Institucionalização e Governança do Desenvolvimento da Região BLOCO 1 – Oficina: Monitoramento do Plano de Ação Apresentação dos projetos de ação e seus indicadores Apresentação do projeto efeito-demonstração e seus indicadores Avaliação, pelos grupos, dos indicadores dos projetos apresentados e do desempenho do Grupo de Ação Negociação de prazos finais de cada projeto BLOCO 2 – Avaliação do estágio Previsão: 8 horas de trabalho

42 Cronograma RS (fase operacional) Julho 2007 STQQSSD Agosto 2007 STQQSSD Setembro 2007 STQQSSD Outubro 2007 STQQSSD Novembro 2007 STQQSSD Estágios III, IV, V, VI, VII Sexta todo o dia e Sábado pela manhã Estágio VIII Sexta e Sábado todo o dia TOTAL: 76 horas

43 Perguntas & Respostas

44 Obrigado. Quer participar? Informe-se no SEBRAE RS ou na FAMURS

45 Liderança Empreendedora para o Desenvolvimento Regional


Carregar ppt "Liderança, Empreendedorismo e Desenvolvimento Regional 27º. Congresso de Municípios do Rio Grande do Sul Porto Alegre – Junho de 2007."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google