A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Estudo de Caso Alexandre Pereira. Caso Cena 1: Luiz Guilherme, 24 anos, foi hospitalizado em um setor de neurologia com uma cegueira de início recente.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Estudo de Caso Alexandre Pereira. Caso Cena 1: Luiz Guilherme, 24 anos, foi hospitalizado em um setor de neurologia com uma cegueira de início recente."— Transcrição da apresentação:

1 Estudo de Caso Alexandre Pereira

2 Caso Cena 1: Luiz Guilherme, 24 anos, foi hospitalizado em um setor de neurologia com uma cegueira de início recente. Refere ter acordado certa manhã totalmente incapaz de enxergar. A equipe médica do Dr Eustáquio avaliou o caso com cuidado e concluiu que não havia uma causa física para aquela queixa e que o paciente estava sadio em outros aspectos. Foi então solicitado um parecer da psiquiatria.

3 Caso 4: Cena 2: O Dr Marcos, residente de segundo ano, foi escalado para avaliá –lo. O paciente conta que não sabe porque está cego. Diz que veio de uma cidade do interior para ganhar algum dinheiro e ajudar a sustentar a mãe doente, que era viúva. Ela está doente há vários anos, vivia só, já que Luiz era seu único filho. Apesar de arrumar trabalho ele não conseguiu lhe enviar dinheiro suficiente por ter se envolvido com drogas. A mãe faleceu recentemente, e ele ficou muito abatido, pois não conseguirá vê – la novamente.

4 Caso 4: Cena 3: Ao exame do estado menta, o paciente está alerta e orientado globalmente. Sua aparência e higiene são boas, não parece excessivamente preocupado com sua cegueira. Sem alterações evidentes do humor, seus processos de pensamento são normais, nega ideação suicida.O DR Marcos solicita então que Luiz fale mais sobre a morte da sua mãe e de seus sentimentos em relação a sua perda. Após escutar atentamente pondera que algumas pessoas, quando estão submetidas a grande sofrimento, podem apresentar alterações no corpo que melhoram ao longo do tempo. Disse também que gostaria de voltar amanhã para que os dois pudessem continuar a conversa.

5 Caso 4: Transtorno conversivo Um ou mais déficits sensoriais ou motores que sugerem uma condição neurológica ou médica sem substrato anátomo - patológico Fatores psicológicos estão relacionados, geralmente a partir de situações de conflito pessoal ou estresse importantes O sintoma não é produzido intencionalmente

6 Diagnóstico diferencial: Transtorno factício, Conversão e Simulação Produção consciente dos sintomas: Simulação e T. factício (descoberto) Produção inconsciente dos sintomas:Conversão (interpretado) A motivação é de caráter psicológico na Conversão e no T. factício e no de obter um ganho pessoal objetivo na Simulação


Carregar ppt "Estudo de Caso Alexandre Pereira. Caso Cena 1: Luiz Guilherme, 24 anos, foi hospitalizado em um setor de neurologia com uma cegueira de início recente."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google