A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Computação Gráfica: Aula10: Sistemas de Partículas

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Computação Gráfica: Aula10: Sistemas de Partículas"— Transcrição da apresentação:

1 Computação Gráfica: Aula10: Sistemas de Partículas

2 Sistemas de partículas

3 Motivação Animação Computacional de Fluidos Consiste na geração de imagens digitais contento fluidos em movimento. Possui grande demanda na indústria de entretenimento. Tarefa difícil através de métodos puramente geométricos. Implica no uso de Simulações Físicas para obtenção de realismo.

4 Motivação Animações Interativas Aplicações como jogos e simuladores exigem animações à taxas interativas. Métodos para animação de fluidos que garantam qualidade visual e um bom desempenho têm sido objeto de pesquisa pela comunidade de computação gráfica. Em animação, a solução pode ser menos precisa para garantir frame rates mais altos, desde que isso não comprometa o realismo visual.

5

6 Modelagem de um Sistema de Partículas Simples F = ma Propriedades Físicas Internas Massa Aceleração velocidade Densidade Volume/Área Viscosidade Propriedades Físicas Externas Outras partículas Gravidade Obstáculos Atrito etc.. F = resultante das forças Internas e Externas

7 Modelagem de um Sistema de Partículas Simples

8

9

10

11

12

13

14

15

16

17 Por que SPH (Smoothed Particle Hydrodynamics)? SPH pode ser aplicado à muitas aplicações relacionadas à dinâmica dos fluidos: –aerodinâmica –clima –Erosão costeiras –astronomia Diversas aplicações requerem muitas partículas

18 Smoothed Particle Hydrodynamics (SPH) SPH é apenas um método de interpolação para sistemas de partículas Informações físicas em um ponto podem ser inferidas ponderando as informações de sua vizinhança usando o que chamamos de kernels Densidade Pressão Viscosidade Aceleração (x, y, z) Velocidade (x, y, z) Posição (x, y, z) Massa h r r j(1) r j(3) r j(2) r j(4) (r-r j(4) )

19 Smoothed Particle Hydrodynamics (SPH) Uma modelagem de fluidos baseada no SPH tem necessariamente que partir das equações da dinâmica dos fluidos. A mais importante é a famosa Equação de Navier – Stokes, que descreve o dinamismo dos fluidos.

20 Smoothed Particle Hydrodynamics (SPH) Núcleo de Suavização Genérico para cada grandeza física da equação (Kernel)

21 The Kernel (ou Função de Ponderação) Um exemplo de Kernel quadrático

22 Smoothed Particle Hydrodynamics (SPH)

23 SIMULAÇÃO

24 Smoothed Particle Hydrodynamics (SPH) SIMULAÇÃO

25

26 Como Implementar o SPH?

27 Definir uma Estrutura de Dados Ex: Lista de partículas e suas vizinhas Para cada instante de Tempo t { Para cada partícula faça { calcule a F-pressão calcule a F-Viscosidade; calcule a Velocidade calcule a Aceleração calcule a Nova Posição Atualize a Vizinhança } Atualize o Frame

28 Computação Gráfica Teórica A Síntese de Imagens: Aplicações: Simulações: Sistemas de Partículas

29 Computação Gráfica Teórica A Síntese de Imagens: Aplicações: Simulações: Sistemas de Partículas

30 Computação Gráfica Teórica A Síntese de Imagens: Aplicações: Simulações: Sistemas de Partículas

31 Computação Gráfica Teórica A Síntese de Imagens: Aplicações: Simulações: Sistemas de Partículas

32 Computação Gráfica Teórica A Síntese de Imagens: Aplicações: Simulações: Sistemas de Partículas

33 Computação Gráfica Teórica A Síntese de Imagens: Aplicações: Simulações: Sistemas de Partículas

34 Computação Gráfica Teórica A Síntese de Imagens: Aplicações: Simulações: Sistemas de Partículas


Carregar ppt "Computação Gráfica: Aula10: Sistemas de Partículas"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google